Esta arma maluca cala a boca de qualquer pessoa

Por , em 4.03.2012

Atualmente, não há solução melhor do que um pouco de atrevimento para interromper uma pessoa que insiste em não parar de falar. Estes dias, no entanto, ficaram no passado. Dois cientistas japoneses desenvolveram uma máquina que faz seu interlocutor ficar em silêncio em pouquíssimo tempo. E o princípio do aparelho é incrivelmente simples.

Psicólogos já verificaram que é quase impossível falar quando sua voz é repetida para você mesmo com um atraso de uma fração de segundos. É por isso que tanta gente se atrapalha ao falar em um celular que dá “eco” da própria voz.

Pensando nisso, pesquisadores de institutos científicos em Tskuba e Tóquio, no Japão, criaram uma máquina que simplesmente leva ao tagarela o som de suas próprias palavras com 0,2 segundos de atraso.

Os testes mostraram que a máquina é mais eficaz quando a pessoa está lendo algo em voz alta do que em um monólogo espontâneo.

A montagem do aparelho foi simples. Bastou acoplar um microfone a um gravador, mas com uma vantagem: a “arma silenciadora” é direcional, você pode apontá-lo para quem quiser como se fosse um revólver. Não causa nenhum dano ao corpo da “vítima”, apenas a faz ficar muito desconfortável para seguir falando.

Os cientistas garantem que não se trata de uma brincadeira. O equipamento, segundo eles, pode ser usado para manter o silêncio em bibliotecas públicas e outros lugares onde as pessoas desrespeitam a necessidade de não haver barulho. Apesar disso, não existe por enquanto nenhum plano para transformar a máquina em um produto comercial. [Technology Review, Arxiv]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

20 comentários

  • Luciano:

    Podia calar gente reunida para falar baboseira, tipo algumas manifestações…vão ouvir as próprias palavras e ter o direito de pensar melhor…

  • Emerson Novais:

    É uma ótima opção para se diminuir a poluição sonora nas grandes cidades, além de fazer com que o silêncio nos hospitais seja levado a sério. Os palestrantes de assuntos chatos estão com os dias contados também.

  • Jonatas:

    Ideal para controle de sogras.

  • sachilulo:

    Agora é que irei calar
    a minha sogra…

  • Jorge de Melo:

    cara, eu preciso de um desses pra usar dentro do metrô que eu pego todo dia! será que dá pra montar um desses, caseiro?

  • Luciana:

    Seria ótimo em sala de aula.

  • PEDRO HENRIQUE:

    , ia ser melhor si durasse mais tempo poderiamos ultilizar dentros de onibus piblicos , em outros locais aonde as pessoas gostam muito de conversar na hora errada gostei muito
    Si estivesse a venda ia bombar no mercado !! 😀

  • José Calasans:

    Pelo que eu entendi,essa máquina reflete o som da voz das pessoas com um atraso de 0,2 segundos,acho que é relativamente fácil de montar uma dessas,quem conseguir,vai ganhar uma boa grana.

  • Rover:

    Tem que ser inventado um aparelho que silencie celulares e carros de funkeiros que nos incomodam todos os dias em qualquer hora e qualquer lugar!

  • Flor de Lis:

    Queria uma dessas pra calar a boca de umas vizinhas fofoqueiras que tenho! Falam demais, e é só da vida dos outros… ô povo sem-noção!

  • André:

    Todo cinema e teatro precisam de um desses…

  • Cesar:

    Vai causar furor em comício…

    • Flor de Lis:

      Vai nos trazer paz na época da campanha eleitoral! kkkkk

  • Alecsander de Sousa Santos:

    Tenho uma otima utilidade para essa maquina. Usar em bandas de pagode, axé e sertanejo. Já imaginou uma arma dessas em minhas mãos ? O fim do mal gosto sonoro.

    • Prego:

      esqueceu do rock também, mano…

  • haha:

    Minha sogra que se prepare!

  • Carlos Wagner:

    Pena que não dá pra usar em certos “ouvintes” de “”””músicas”””” dentro de ônibus.

  • Paulo Eduardo:

    Será que cala o bico de papagaio?!

  • karlloz:

    Preciso de uma dessa pra quando eu chega em casa de madrugada.

  • Milena Karla:

    kkkkkkkkkkkkkkkk,muito interessante! Muito legal mesmo! Queria um! Principalmente pra usar na biblioteca. Biblioteca é lugar de silêncio.

Deixe seu comentário!