Estudo: deixar seu bebê chorar pode fazer bem para ele

Por , em 12.09.2012

Uma estratégia que certamente deixará chocados muitos pais de crianças pode, na verdade, fazer bem para eles e seus filhos: de acordo com estudo publicado recentemente na revista Pediatrics, deixar seu filho chorando por alguns minutos ao invés de confortá-lo imediatamente pode reduzir o estresse da criança (e dos pais).

O grupo de pesquisadores, do Instituto de Pesquisa Murdoch’s Children (Austrália), acompanhou famílias de 225 crianças de sete meses de idade até que elas completassem seis anos. Os pais (que relataram que seus filhos tinham problemas para dormir) foram divididos em dois grupos: um de controle (ou seja, sem intervenção dos pesquisadores) e outro que foi aconselhado a seguir orientações da equipe.

Além de criar uma rotina para a hora de dormir, os pais que faziam parte do segundo grupo foram orientados a escolher entre duas técnicas: a do “conforto controlado”, na qual a cada noite esperavam mais tempo para acalmar o filho na hora do choro; e a do “acampamento”, na qual eles acalmavam o filho, dormiam no quarto dele e lentamente se retiravam depois que a criança voltasse a dormir.

Paternidade com menos estresse

A primeira alternativa, relatam os pesquisadores, leva cerca de uma semana até começar a mostrar efeitos – na primeira noite, dois minutos de espera; na segunda, cinco; na terceira, oito, e assim por diante, até um limite que os pais considerem bom. Já a outra, recomendada para pais que não se identificam com a ideia de deixar seus filhos chorando, apresenta efeitos depois de duas ou três semanas.

“Usar técnicas de sono como as mencionadas, com bebês de seis meses de idade ou mais, ajuda a reduzir tanto os problemas de sono da criança como a depressão maternal associada a esses problemas”, conta a pesquisadora Anna Price, principal autora do estudo. Também foi concluído que esses efeitos duram pelo menos até a criança completar dois anos de idade e vão diminuindo até os seis anos.

Price ressalta que a técnica do “conforto controlado” não envolve “abandonar” a criança a noite toda até que ela pare de chorar por conta própria (a equipe não recomenda esta prática, considerada estressante para a criança e para os pais). Para bebês com menos de seis meses de idade, a pesquisadora recomenda apenas a criação de uma rotina, reforçando que é hora de dormir – dando um banho, contando uma história, fazendo uma massagem.

E você, leitores(as) que já acordaram no meio da noite para acalmar seus filhos, o que acham?[ABC News] [Murdoch’s Children Health Institute]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!