Formas radicais de salvar a pele de pessoas desfiguradas

Por , em 3.10.2011

Com os avanços na medicina e nas tecnologias, as técnicas para conservar, reconstruir e regenerar a pele tem melhorado muito na última década, permitindo que pessoas terrivelmente desfiguradas por acidentes ou problemas genéticos possam ter mais qualidade de vida.

Conheça três tipos de cirurgias e tratamentos que melhoraram muito a vida de pessoas com sérios problemas de pele:

Homem árvore

O pescador Dede Koswara, que ficou conhecido como “Homem Árvore” depois de aparecer na Discovery Channel, tinha algo parecido com raízes de árvores nas mãos e nos pés.

As estranhas verrugas cresceram em uma velocidade de cinco milímetros por mês, e foram causadas por um defeito genético único, que fez com que o seu corpo respondesse de uma forma extraordinária ao vírus do papiloma humano (VPH). Essa doença é conhecida por causar verrugas, mas na maioria das pessoas elas permanecem pequenas.

Médicos indonésios cortaram 6,3 quilos dessas verrugas das mãos e pés do pescador. No entanto, a operação não curou o Homem Árvore: algumas das “raízes” voltaram.

Transplantes de rosto

Seis anos atrás, cirurgiões franceses realizaram o primeiro transplante parcial de rosto em Isabelle Dinoire, que tinha sido desfigurada depois de um ataque de seu cão. Um triângulo de tecido facial, incluindo nariz e boca, foi retirado de um doador com morte cerebral e enxertado no rosto de Isabelle.

Três anos depois, Pascal Coler – que tinha muitos tumores faciais causados por um distúrbio genético – foi operado, no primeiro transplante completo de face de sucesso.

Na operação de 16 horas, os cirurgiões substituíram quase todo o rosto Coler por o de um doador. “A operação revolucionou a minha vida”, afirmou Coler, mais tarde.

Queimaduras curadas com células-tronco

Médicos americanos desenvolveram um método extraordinário para ajudar vítimas de queimaduras. A técnica consiste em aplicações, em forma da pulverização, de células-tronco tiradas do próprio paciente nas áreas lesionadas.

As células-tronco são colhidas a partir de um pequeno pedaço de pele saudável, colocadas em uma solução e pulverizadas de volta na área queimadura.

É como se fosse feita uma pintura na pele, feita a partir de um aparelho sofisticado. Matthew Uram, um policial da Pensilvânia, EUA, foi um dos pacientes da técnica, depois de ter tido o corpo queimado com gasolina. “Eles fizeram isso em uma sexta-feira, e na segunda-feira eu estava completamente curado”, afirmou ele. [Telegraph]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

11 comentários

  • arruda:

    eu acho que nao devemos casuar dos poblemas dos outros isto e bully e e erado de mais

    • Rosana Oliveira:

      caçoar, você quis dizer?

  • claudio;cuiaba mt:

    OLHANDO ESSE HOMEM AMIGOS . TEM MUITAS GENTE AI PERFEITA E AINDA ACHA QUE TEM PLOBREMAS .
    VCS JA IMAGINARAN COMO DEVE SER O COTIDIANO DESE HOMEM,
    MEU DEUS OBRIGADO POR EU SER PERFEITO FISICAMENTE

    • Henrik:

      só fisicamente mesmo né… sorte tua

  • silvia domingas de oliveira:

    OLHA!É DE ADMIRAR A CORAGEM DE SE EXPOR ASSIM,MAS SEI QUE UM PORBLEMA NA VIDA Ñ É VERGONHA PRA NINGUÉM….TENHO MEUS PROBLEMAS MAS Ñ DIVIDO COM NINGUEM SABE PORQUER? QUESTÃO DE ÉTICA E Ñ DE EGOISMO! “” EU ACHO? DESCULPE-ME A SINCERIDADE

  • leandro:

    se fosse a séculos atraz esse cara seria queimado na fogueira pele igreja, ainda assim se ele saise na rua hoje todo mundo ficaria olhando.

  • vania:

    Meu Deus, que bom que existe pessoas preocupadas em curar outras para ter uma vida melhor, pois sem eles seria impossivel.

  • Cleme:

    No caso do homem árvore, apenas 4 sessões de emissão de frequências com a lâmpada de Rife é capaz de eliminar mais de 75% das verrugas do corpo.

  • Instigante:

    Abençoados os que se esforçam pra melhorar as vidas de pessoas com deficiência….

  • Lee:

    Havia visto este homem em um site…achei que fosse mentira….é terrível!!! e tem gente perfeita que nao sabe fazer outra coisa se não reclamar da vida!!!

    • Flor de Lis:

      Pois é,,, vai entender, né?

Deixe seu comentário!