Google disponibilizará a visualização dos Manuscritos do Mar Morto

Por , em 20.10.2010

O mundo inteiro terá acesso aos Manuscritos do Mar Morto. O texto, de 2.000 anos, é considerado um dos maiores achados arqueológicos do século passado, e foi encontrado em cavernas perto do Mar Morto no final de 1940.

Imagens de alta resolução, que são cópias fiéis dos originais, estão programadas para estarem disponíveis em poucos meses. Há muito tempo, especialistas reclamam que apenas um pequeno número de estudiosos tem acesso aos pergaminhos, por determinado momento.

Os pergaminhos são delicados e tem que ser mantidos no escuro, em salas de temperatura controlada no Museu de Israel, em Jerusalém. Apenas quatro funcionários treinados estão autorizados a manusear os manuscritos de papiro. A exposição à luz pode danificá-los.

Agora, a Autoridade de Antiguidades de Israel e o Google serão os responsáveis por trazer os documentos à internet, permitindo que estudiosos e o público em geral tenham acesso generalizado aos manuscritos antigos, pela primeira vez.

Segundo eles, o projeto irá garantir que os 30.000 fragmentos originais que compõem os manuscritos sejam preservados, além da ampliação do acesso a eles. Os pergaminhos, que incluem partes da Bíblia hebraica e tratados sobre a vida comunitária e a guerra apocalíptica, têm ajudado a esclarecer fatos importantes sobre o judaísmo e as origens do cristianismo.

Os Manuscritos do Mar Morto estarão disponíveis em suas línguas originais: hebraico, aramaico e grego, e também em uma tradução em inglês. Eventualmente outras traduções serão adicionadas, e recurso de tradução do Google também pode ser incorporado. Os manuscritos poderão ser igualmente pesquisados.

Os Manuscritos já estiveram em exibição em vários locais do mundo, e atraem bastante a curiosidade do público. O Google disse que o projeto de publicá-lo online faz parte de uma grande tentativa de quebrar barreiras e incentivar a divulgação e a preservação do patrimônio mundial e da cultura.

O Google trabalhou junto a universidades européias e ao Museu Nacional do Iraque para trazer outros textos e artefatos online, mas a natureza dos Manuscritos do Mar Morto torna essa escolha a mais atraente para um grande público. [MSN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

19 comentários

  • Evandro:

    Estranho ainda não terem colocado-s na Internet. Acho que até tem. Mas como Internet hj virou Google, então é isso.

    Há um software biblico chamado BibleWorks que dispõe de fotos dos pergaminhos e os textos originais encontrados nele. É muito interessante excelente o software, além de disponibilizar centenas de traduções, aulas de hebráico, e conceitos de gramatica, sintaxe, e um dicionário de concordância do hebráico, e até mesmo como era cantado.

    Eu duvido muito que o Google fara algo tão bom quanto este software especializado neste. Talvez seria melhor se legalizassem o uso gratuito deste, do que apenas colocar as imagens na Internet disponibilizando algumas traduções (alias, que se for como é feito pelo Google Translate… ma-ma-mia!!!! vão surgir mais uma milha de denominações religiosas biblicas)

  • Marcia:

    Vejam.. a verdade sempre aparece. Fico feliz com esta notícia, prova da socialização das informações, missão internet sendo cumprida.. ficamos limitados à quantos estão interessados neste tipo de informação, mas é indiscutível que os fatos históricos estão mais acessíveis do que jamais estiveram. Motivo de celebração!

  • Jogo na cara também:

    Querido,
    Concordo com pequenos aspectos do seu pensamento, mas, infelizmente ser radical nunca é a solução. Se você acredita em UFOs, tudo bem, mas você acredita em algo não? Não subestime a capacidade que o homem. Somos muito maiores do que todas as bobagens que você escreveu! Não falo do que sei, falo do que sinto, e isso já é maior do que todos os “eu acho” que você tem juntos. Por fim, procure a verdade, não a invente! “Buscareis e me achareis quando buscares de todo o coração”. E para finalizar, procure saber a diferença entre religião e igreja. São duas coisas totalmente diferentes!

  • Jogo na cara:

    1 – Se puserem na integra como está escrito aqui, e com a traduçao em inglês para subsequente tradução para outras línguas, é o fim de todas as religiões.

    2 – A ufologia também vai ganhar mais respeito e mais crédito, e quem sabe seja a separação definitiva das bobagens esotéricas dos fatos e evidências reais.

    3 – O mito será definitivamente esclarecido, e verão os fatos que gerarão a má interpretação, que são: Tecnologia avançada má interpretada, conhecimento avançado tomado como mágica e ciência tomado como milagre.

    4 – Se após ler esses textos, se formar um movimento popular para derrubar o poder das igrejas, será o fim dos conflitos entre culturas, uma vez que todas perceberão que suas tradições religiosas vêm de um mesmo berço, e portanto, são uma única coisa que foi distorcida intencionalmente para virar um mecanismo de controle social.

    5 – Alguns livros traduzidos do Mar Morto já são possíveis de ser lidos na integra, os quais revelam a qualquer um, seja essa pessoa criança ou velho, inteligente ou alienado, que a bíblia que se tem hoje é 99,9% mentira inventada. Busquem por Livro de Jonas, Livro de Ester e Evangelho de Pedro, e leiam atentamente.

    6 – O google tem seu lado ruim, mas se isso acontecer meu respeito pela google vai crescer, porque pode ser a revolução definitiva na mentalidade da humanidade, que poderá ter a chance de se livrar do misticismo e religião de uma vez por todas. Em vez de igrejas, teremos uma consciencia comum que fará um trabalho de união, respeito e coexistencia pacífica mais eficiente do que qualquer religião tentou fazer. Tudo isso porque a evidência não mente, e a evidência agora estará a domínio público, na internet. Parabéns Google, obrigado Gov. de Israel.

  • Leonardo Silva de Oliveira:

    Os manuscritos são em sua essência uma notória confrontação de muitos fatos e relatos biblicos que se contradizem com as versões traduzidas da atualidade, onde se nota uma enorme diferença, principalmente nos nomes originais de todos os personagens que fizeram parte na história das Escrituras e que se apresentam nos manuscritos antigos do Vale de QWRAM (Manuscritos do Mar Morto)de forma original e autêntica, desmascarando assim todas as traduções conhecidas da atualidade, onde cada uma , conforme suas conveniencias expuseram de forma fraudulenta uma adulteração absurda que tem sido aceita até hoje por todos os povos, nações e línguas, constituindo assim um evangelho paralelo (falso), cheio de engano e fraude, desviando a fé das pessoas para a iligitimidade.

  • Eduardo:

    Felipe: Tenta o Google Translate!!! kkk
    (vacilão!)

  • EDNA MIRANDA DE LIMA:

    O MANUSCRITO JÁ ERA ESCRITO EM PAPEL COM PALTAS? INTERESSANTE MESMO. SÓ FOI UMA OBSERVAÇÃO.

  • Berenice Guedes:

    Parabenizo e louvo a iniciativa de trazer para nós textos que eu tinha como inacessíveis à minha vida e sempre sonhei poder conhecê-los! Da minha parte, agradeço sensibilizada!

  • Genivaldo:

    Notem o seguinte o nome de Jesus é no hebraico Yeshua e Cristo é HaMashiach ou seja Yeshua HaMashiach = Jesus o Messias na tradução do latim fica Jesus o Cristo. O interessante é que é uma forma errada de chamar o Messias pelo nome latino onde os nomes próprios não mudam é como você chamar-se de Antonio e chega alguem frente a sua casa lhe chamando de Roberto embora o intuito é de ser a mesma pessoas porem de forma errada do nome da verdadeiro, quando mim dirigo a o Mashiach o Messias digo Yeshua e não Jesus. A tradução da Bíblia sofreu transformação pela igreja de Roma e suas cópias pelos monges, para termos uma boa tradução bíblica temos a Bíblia hebraica e o Novo Testamento chamado de B´rit Hadashah judaico. Infelizmente hoje pregasse um evangelho diferente da Bíblia e um Mashiach que não é o de Israel, a salvação do mundo vem dos judeus e o D´us de Israel veio para eles e os não israelitas os gentios tem que se arrepender dos pecados e se converter ao D´us de Israel e obedecer a Torah = leis, juizos, estatudos que compreendem cerca de 613 leis e os 10 mandamentos estão incluindo nesta 613 leis que são as advertencias aos homens do que é proibidos e não proibidos, já a salvação é pela graça gratuita de D´us, todos os judeus sabem os mandamentos da 613 leis da Torah o que não conhecem os cristãos que evangelicos e catolicos. Feliz é a nação cuje o D´us é o Adonai, para isso acontecer tem que se converter a D´us de ISRAEL e deixar a vida antiga dos gentios e seus deuses e costumes dos seus pais ou seja o paganismo. Um abraços a todos voces. Shalom! ggcelest@hotmail.com

  • Arlon Cossetin:

    Na verdade esses documentos não provam nada sobre o cristianismo, são apenas cópias do Torah Judáico e não cita Jesus Cristo em nenhuma parte (estranho não acham!?)

    Esses Manuscritos são divididos em Três partes:
    *Uma parte é condizente com o velho testamento (o que não interessa muito);
    *Outra são textos considerados apócrifos;
    *A última retrata a vida e cotidiano do povo daquela época onde os manuscritos foram confeccionados.

    Alguns religiosos afim de historificar sua fé cristã afirmam que em um FRAGMENTO existe um TRECHO (Tres letras e um ponto) ser do evangélio de São Marcos.
    Legal como história, mas nada tem a ver com a comprovação da vida de Jesus Cristo, como muitos religiosos pretendiam. Entretanto, serve perfeitamente, para mostrar que a Bíblia foi copiada desses escritos (sem Jesus, é claro!).

    Dizer que aquele pedacinho de couro de carneiro, só porque havia três letras em grego, é o Evangelho de Marcos, é muita pretensão!…
    Abrçs

    OBS: tudo aqui postado possui uma Bibliografia, estudiosos debatem este assunto mundo a fora, não tem nada de eu acho que, eu acho que.

  • Cesar:

    Os Manuscritos do Mar Morto contém o que é basicamente o conteúdo do Velho Testamento, ou seja, o Pentateuco, os livros Proféticos, os Históricos e os outros (poesias, etc.).

    Quando forem olhar os manuscritos, vocês vão ver que estão rasgados. Eles estavam inteiros quando foram descobertos por um pastor de cabras palestino, mas quando ele viu que os arqueólogos ocidentais estavam interessados neles, resolveu rasgar em pedaços para lucrar mais, vendendo aos poucos… Pelo menos, é o que conta a lenda.

  • Guirra:

    No final nada mais é que mais uma propaganda para o google Tradutor!?!?! Sera!? “Nova lingua incluida hebraica”.

  • LUNA:

    Muito interessante! É preciso que tenha a tradução para os visitantes.As fotos dos documentos em aramico,hebraico e grego que devem ter sido escritos na mesma época de atos dos apóstolos. Eles usaram as três línguas para divulgação do evangelho de Jesus Cristo na ásia, e no norte da áfrica, também divulgaram em Roma devido ao grande centro comercial que lá existia, muitos povos iam até lá.

  • Edvaldo Lopes:

    Gostei muito deste anúncio,até enviei para um amigo!

  • Felipe:

    Alguém consegue traduzir ?

  • Alf Lee:

    O google presta um grande serviço à humanidade ao publicar imagens de tais manuscritos. Parabéns.

  • Cleyton Luiz Alberti:

    Primeiro a gente vai precisar saber hebraico e sei lá qual língua seja.

  • Filipe Fragal:

    Estes manuscritos tem descrito outros evangelhos, alguns mais antigos que os ”adoptados” pela Igreja.

  • estelita:

    o que tem escrito nestes manuscritos?

Deixe seu comentário!