Ioga: professores inexperientes podem te matar

Por , em 9.02.2012

Fazer yoga sendo instruído por um professor inexperiente pode ser mortal, de acordo com um pesquisador. Ele afirma que muitas vezes pessoas sem prática colocam os alunos em posições que arriscam suas vidas.

Alguns professores sem experiência podem fazer com que novatos executem movimentos avançados que podem provocar até mesmo acidentes vasculares letais, se executados de maneira incorreta.

Certos exercícios, como posições que deixam a cabeça virada para baixo, podem prejudicar as artérias e a coluna, se forem feitas de maneira incorreta. Coágulos de sangue podem se formar se as artérias se romperem, fazendo com que elas se alojem no cérebro.

O pesquisador Broad descobriu perigos como esse enquanto fazia pesquisas para seu novo livro, “The Science of Yoga: The Risks and Rewards” (A Ciência do Yoga: Os riscos e benefícios). Ele diz que o ioga traz grande benefício para muitas pessoas, sendo capaz de melhorar a vida sexual e até mesmo prolongar a vida, mas também tem riscos.

“Faço ioga desde 1970 e amo isso, tem sido uma grande coisa na minha vida. Mas enquanto eu fazia minha pesquisa, descobri para meu horror que existem algumas posições que podem trazer consequências extremamente ruins aos seus praticantes. O perigo número um tem a ver com o pescoço. Se você torcer seu pescoço, há um monte de artérias fragéis que passam por ele, chamadas de artérias vertebrais, e seus revestimentos podem começar a rasgar e produzir coágulos. Os coágulos podem ir para o cérebro e provocar um derrame”, explicou o pesquisador e autor do livro.

Muitos desses exercícios perigosos e avançados têm erroneamente sido ensinados a turmas iniciantes. “Os perigos reais são estes professores ‘verdes’ que não têm a experiência, e que acham que todo mundo é tão flexível como eles. Todos nós temos limitações e capacidades diferentes, e professores inteligentes que estiveram nos acompanhando percebem isso”, afirmou o pesquisador.

Mas nem todo mundo acredita que o ioga pode ser tão perigoso assim. Um porta-voz da Associação do Derrame disse que pesquisadores nunca tinham ouvido falar de um caso de ioga que tivesse causando um acidente vascular cerebral. Será exagero? [Telegraph]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

5 comentários

  • Eddy:

    Cuidado com o sensacionalismo nos títulos, se bem podem atrair leitores curiosos, o efeito é devastador a meio e longo prazo, fazendo com que a qualidade seja associada ao que chama-se imprensa marrom.
    Por outro lado, aos leitores que gostam de ser influenciados ou realimentados pelos próprio sistema de crenças, basta ler um título deste para gravar a palavra YOGA ou IOGA como algo negativo, o que não é.
    A lista de coisas que “podem matar” é tão grande… e sempre começa com a ignorância.

  • juanilson:

    Muito interessante essa pesquisa.
    Fiz Yôga durante muito tempo e é importante ter um bom instrutor no inicio. Paulatinamente você vai aprendendo técnicas diferentes e avançando de acordo com o que seu corpo suporta. Essa posição da foto já vi pessoas com um só braço fazê-la. O cuidado deve ser com quedas.

  • Marcos-DF:

    Olá a todos !
    Como tudo que envolve exercícios, postura, força e alongamentos, a supervisão destas atividades deve ser orientada por alguem experiente e nunca por novatos.
    Abraços

  • rosenir maciel:

    Realmente tem umas posições que mechem muito com a nossa capacidade, por isso nós os praticantes é que devemos saber os nossos limites e tentar só ultrapassa-los com segurança com a certeza de não ta indo alem do permitido no mais praticar yoga é uma das melhores coisas que aconteceu na minha vida, me mudou totalmente pra melhor.Recomendo com moderação.

  • Ana:

    Não tenho dúvida!

Deixe seu comentário!