Júpiter é tão grande que na verdade não orbita o sol

Júpiter é o maior planeta do nosso sistema solar, pesando mais que o dobro da massa de todos os outros planetas, luas, asteroides e cometas combinados.

E, embora pareça que sim, ele tecnicamente não orbita o sol, justamente porque é tão assustadoramente maciço.

Baricentro

Quando um objeto pequeno orbita um grande no espaço, o menos maciço não viaja em um círculo perfeito em torno do maior. Em vez disso, ambos os objetos orbitam um centro de gravidade combinado.

Para um planeta insignificante e frágil como a Terra, que possui 0,000003 a massa do sol, o centro de gravidade reside tão perto do centro do sol que nem sequer percebemos a órbita ligeiramente “desligada” dele. Logo, é como se circundássemos a estrela.

O mesmo é verdade para a maioria dos outros objetos no sistema solar – exceto Júpiter.

O gigante de gás é tão grande que puxa o centro de massa entre ele e o sol, também conhecido como baricentro, a cerca de 1,07 raios solares do centro da estrela (o que é mais ou menos 50 mil quilômetros acima da superfície do sol).

Em imagens

Júpiter é cerca de 0,001 tão maciço quanto o sol, mas é suficientemente grande para que o astro e sua órbita estejam bastante separados.

Confira uma ilustração em escala do baricentro sol-Júpiter:

Este GIF da NASA, fora de escala, ilustra o efeito:

Ou seja, essencialmente, é assim que Júpiter e o sol se movem através do espaço juntos. Certamente, Júpiter não está circundando o sol. [BusinessInsider]

Por: Natasha RomanzotiEm: 31.07.2017 | Em Espaço, Principal  | Tags: , ,  
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (16 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

2 respostas para “Júpiter é tão grande que na verdade não orbita o sol”

Deixe uma resposta