LHC consegue produzir mini Big-Bang

Por , em 8.11.2010

O Large Hadron Collider (LHC) conseguiu produzir uma versão menor do Big-Bang, fenômeno que iniciou o Universo como o conhecemos. O experimento, que fez com que íons colidissem no dia 7 de novembro, criou temperaturas milhões de vezes superiores àquelas do centro do Sol.

O LHC fica em um túnel circular de 27 km sob a fronteira da Suíça e da França. Até agora ele havia sido usado para colidir prótons, para tentar esclarecer alguns dos mistérios da formação do Universo. As colisões de prótons deveriam descobrir o Bóson de Higgs, que sinalizaria novas leis da física.

No entanto, no próximo mês os cientistas resolveram pesquisar íons e aprender mais sobre o plasma que formou o Universo a 13,7 bilhões de anos atrás, depois do Big Bang.

Segundo cientistas que estão trabalhando no projeto, ele gerou as temperaturas mais altas já vistas em um experimento. Mas se você se assustou com um fenômeno que consegue ser milhões de vezes mais quente que o Sol, não se preocupe – o processo todo ocorre em um ambiente controlado então o mini Big-Bang não deverá destruir o planeta.

Quando chegam a essas temperaturas, até partículas como prótons e nêutrons derretem, resultando em uma sopa de quarks e glúons chamada de “plasma”. Os quarks e glúons são partículas sub-atômicas que constroem a matéria. Quando estão no estado de plasma elas se expandem e esse tipo de fenômeno teria ocorrido logo após o big bang original, formando o nosso universo com esse plasma.

Depois que o LHC terminar seu experimento com íons ele deverá continuar a sua procura pelo Bóson de Higgs, colidindo prótons. [BBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

65 comentários

  • ENAX:

    Existe muita energia na matéria que não é aproveitada por falta de projetos para tanto. Mini BB poderiam produzir energia limpa e eterna, bastando para isso controlar o plasma, coisa que a ciência não demora muito vai conseguir…

  • Vanskymaster:

    Com toda certeza matemática este experimento não passa de um projeto bélico, imagine quanto milhões de dólares foi gasto em uma experiência desta magnitude e tudo isto para ser usado pra destruir o próprio ser humano, e ainda nos procuramos seres extra- terrestres, pra mim nós é que somos alienígenas, para fazer uma invenção de tal tecnologia, ou estamos recebendo influências, este experimento é de tal propósito do mesmo HAARP, ou seja com a intenção de praticar o mal para o seu semelhante, bom é ai onde fica a dúvida e toda confusão desta palavra (semelhante), ou devo dizer : inimigo, bom seja qual for, o propósito com certeza é o mesmo.

    • Marola:

      Não se sinta tão seguro, a realização desse experimento tem sido buscada já há alguns anos, importantes nós conceituais relacionados aos fundamentos de algumas teorias ora em voga na Física teórica poderiam ser desatados a partir da análise de seus resultados.

    • Eduardo Araújo:

      “Com toda certeza matemática” (sic) ?
      GIVE ME THE MATH !!!

  • Campos:

    Hell, Vanildo e Pensador anonimo, Raiane, etc.
    Voces tem razão de falarem deste geito, sobre a teoria padrão.Esta teoria não explica nada, confunde o raciocínio lógico e leva a erros. Me admiro muito de cientistas famosos seguirem esta teoria fajuta. Está na cara que um átomo primordial não tem matéria para encher o universo; que um big bang é destruição da matéria e não criação; detonar um átomo é colidir dois ou mais átomos em grande velocidade; como foi detonado o atomo primordial? Esta tudo errado. Veja realmente como tudo deve ter começado lendo o blog; “Olhando o univeso”.

    • Eduardo Araújo:

      Caro Campos,
      Este é um erro muito comum: o átomo primordial!
      Os modelos matemáticos e as teorias atuais não indicam nenhum “átomo”, até porque os átomos já são contituídos internamente por outras partículas, elétrons e protons, e estes últimos por outras ainda menores, quarks e gluons.
      A Teoria do Big Bang (BB) pressupõe e demonstra matematicamente que a origem do BB foi numa singularidade quântica, singularidades estas que não tem necessariamente forma particulada, massa, forma, “existência palatável”.
      Além disto, não afirma que algo foi criado do nada. Há duas vertente teóricas mais em voga atualmente:
      1) A existência do “multiverso pluridimensional” (9,10 ou até 11 dimensões, das quais experimentamos apenas as 4 distendidas [tempo + 3 espaciais] permanecendo as demais (5. 6 ou 7) comprimidas (segundo alguns, enlaçadas por uma “super-corda”). Assim o BB teria sido ocasionado o por uma singuaridade criada em outro universo dos muitos existente no multiverso (teoria dos “universos-bolha”) ou da própria colisão de 2 ou mais universos (teoria dos “universos-membrana”);
      2) O surgimento expontâneo da singularidade no “Vácuo-Quantico”. Os teóricos quânticos costumam dizer que “o universo detesta o vazio”. Isto tenta exemplificar porque no “Vácuo-Quantico” partículas surgem do nada (mais exatamente, vácuo é uma combinação equilibrada de matéria e antimatéria, ou partículas e antipartículas que se anulam, tornando-se assim indetectáveis). Se este equilíbrio for quebrado e o número de partículas for maior que de antipartículas será criada matéria e energia. Recentement descobriu-se que o tempo de decaimento das antipartículas é ligeiramente menor que o das partículas, possibilitando assim que nosso universo material exista, tendo assim impedido o aniquilamento total matéria/anti-matéria no momento inicial do BB.

  • Hell:

    Eles conseguiram criar alguma substancia com esta mini explosão?

    Pois se o big bang é a origem então no minimo deveria criar alguma substancia.

  • Vanildo:

    Ciencia e religiao nao se misturam, mas ha excessões

    Segundo a religiao, para Deus, nada e impossivel e que o
    homem e imagem e semelhanca de Deus.
    Bem, se a religiao estiver certa, isso se confirma, pois com
    o LHC vemos que coisas impossivel pode acontecer.

  • Pensador®:

    “Ao longo da história filósofos têm se digladiado com a questão do nada. Não é para menos, já que grande parte das pessoas não compreende exatamente o cerne do problema: o nada não é um lugar vazio, ou um espaço em branco, ou a escuridão do vácuo no espaço profundo. O nada não existe. O nada nunca pode ter existido.

    A ciência nos diz que a história do espaço-tempo é um conjunto gigantesco de ações e reações de partículas. No universo nada se perde e nada se cria, as coisas apenas se transformam, como dizia Lavousier. Coisas são formadas por partículas, em todo caso: a maça que Newton viu cair, era afetada pela gravidade, mas também era composta por partículas que formavam o fruto utilizando a energia proveniente do sol. O sol por sua vez também é afetado pela gravidade das outras estrelas da Via Láctea, além de exercer um campo gravitacional sobre os planetas próximos, como a Terra. Mas o sol também é formado por partículas que se aglutinaram, também por conta da gravidade. E todas as estrelas da Via Láctea, e todas as galáxias, se afastam ou se aproximam de acordo com reações gravitacionais. Não existe espaço para o nada neste universo. Ao menos desde o Big Bang, tudo obedece a elegantes leis de ação e reação.

    O vácuo é um espaço não preenchido por qualquer matéria, nem sólida, nem líquida, nem gasosa, nem plasma, nem mesmo a matéria escura. Mesmo assim cada pequeno espaço dele é preenchido por trilhões de neutrinos e outras partículas a vagar pelo cosmos, assim como radiações de luz em diversas freqüências vibratórias, e campos gravitacionais. O vácuo possui energia, e suas flutuações quânticas podem dar origem à produção de pares de partícula e anti-partícula. O vácuo não pode ser o nada.

    O vazio seria um espaço em que não houvesse nem matéria, nem campo e nem radiação. Mas no vazio haveria ainda o espaço, isto é, a capacidade de caber algo, sem que houvesse. No universo não existe vazio, pois todo o espaço, mesmo que não contenha matéria, é preenchido por campos gravitacionais e pela radiação que o atravessa, de qualquer espécie. Mas ainda que o vazio existisse no universo, não poderia ser o nada.

    O nada não pode ser um espaço a ser preenchido. Em realidade, não pode nem mesmo ser um lugar ou dimensão onde a noção de tempo seja válida. No nada não pode existir o tempo, nem o tempo curto nem o longo. No nada não existe a noção de seqüência de eventos, e ainda que fosse um lugar a espera de ser preenchido, o evento do preenchimento nunca ocorreria, pois demanda que exista o tempo.

    Nesse sentido, o nada se assemelha a noção de eternidade dos orientais. Porém, mesmo assim o nada não pode ser a eternidade, pois na eternidade residem as essências das coisas. Ainda que tais essências sejam totalmente imateriais e metafísicas, ainda assim seriam algo, e não nada. O nada não pode ser uma essência, ou idéia, ou conceito, ou pensamento… Nada existe no nada. Nada pode ter algum tempo existido no nada.

    O nada não existe sequer como representação mental, ou lingüística. Quando se fala do nada, quando se menciona a palavra como conceito filosófico, obrigatoriamente estamos nos referindo ao conceito do não-existir, e nada mais. Ainda que tenhamos diversas interpretações do nada, nenhuma delas será válida. Nunca. Pois simplesmente não há o que ser interpretado.

    Por isso mesmo o nada é um grande problema. Não porque exista, mas exatamente pelo contrário: como o nada não pode existir, nada pode surgir ou ter surgido do nada, nem mesmo este universo.”

    Ou seja, o nada nunca existiu.

  • anonimo:

    Isto que o LHC fez foi uma colisão de átomos. Não um mini big bang. Qualquer hora vão dizer que quem chutou uma bola produziu um mini big bang.
    Chega de inventar coisas.

    • Eduardo Araújo:

      Trata-se de uma analogia (um pouco exagerada) ao fato de se produzir elevadíssimas temperaturas (embora infinitesimalmente menores que as que teriam sido produzidas pelo BB) que levaram a expansão das partículas geradas pelo experimento, de forma similar ao que treia ocorrido no BB.

  • Raiane:

    sinceramente, é dificil ver tanta podridão de uma vez só; tenham pelo menos a decência de entender que a religião pode sim se meter nisso com todo o direito, primeiro pra uma pessoa criticar tanto a religião e bendizer a ciência essa pessoa deve primeiro entender tudo o que é verdadeiramente a religião para depois falar qualquer coisa sobre ela ou a Bíblia. E quanto a ciência, bem ela tem até seu lado bom, quando não contradiz tudo aquilo que Cristo veio dizer e ensinar, e aqueles que falam aqui que não estam nem ai para a Bíblia e a religião e além: a maldizem, sejam agora informados que um dia responderam por isso. Os espero até lá, vamos ver quem vai ter coragem de contradizer ao próprio DEUS

  • Alberto Carvalhal Campos:

    Veja outra versão para tudo isto em “olhando o universo”

  • roberto:

    Acima dizem q Deus criou o universo então quem criou Deus e quem o criou? … se o universo foi criado por uma explosão (big bang) então quem deu origem a energia que resultou o big bang?, tudo leva para uma origem inexplicável, seria muito mais facil pensar, assim: Estamos dentro de uma casca de ovo, onde não conhecemos o que existe fora da casca, para poderemos conseguir saber as origens do universo e do criador temos que quebrar a casca do ovo. Esse ovo talvez levou 13 ano para se formar do ponto de vista fora do ovo, ou 13 bilhoes de ano dentro do ovo, talvez esse ovo é um experimento como o LHC, imagine um LHC criando um universo dentro do proprio LHC, voltando ao ovo, então não conseguimos quebrar a casca nunca saberemos…

    • Sydney:

      Prefiro comer o ovo

  • Alexandre:

    O LHC é a maior prova de que o Big Ban é efeito e não a causa.

    O LHC é a maior prova de que o Universo não surgiu do nada.

  • Anônimo:

    Não foi um mini big bang e sim uma colisão de partículas.
    Quem acredita em big bang?

  • Daniel C.:

    Nessas discussões sempre há religiosos com o orgulho ferido e ateus metidos a revoltados. Poucos conseguem um equilíbrio…

  • JEW PIERRIS:

    Como em postagens anteriores volto a ressaltar que é uma total
    falta de ética e respeito envolver religião aos estudos físicos
    ou de qualquer área.Bom não querendo criar motivo para um debate se tudo tem um inicio me diz o criou o universo?
    muitas pessoas tem uma mentalidade limitada demais para compreender certos assuntos.
    Focando novamente no assunto:
    Esta Esperiência sera uma nova perspectiva para o mundo físico
    e futuramente abrira um leque ilimitado de possibilidades para a quantica.

  • Kiko:

    Religião é uma imbecilidade total inegável.

  • Alberto Carvalhal Campos:

    Perdão pelo erro (conceito). Existem erros piores como acreditar em Deus sem pensar na sua origem. Acreditar em buracos de minhoca, etc. Afinal quem criou Deus? Tudo tem uma origem. Se for uma entidade superior, quem criou esta entidade superior? Vamos assim até o infinito como a singularidade (coisa impossível). Como digo acreditar é religião, raciocinar é ciência. Como estamos procurando a origem do universo também temos que procurar a origem de Deus. A singularidade é uma aberração da ciência e deve ser descartada. A teoria do big bang é um pouco religiosa (Padre belga Georges Lamaître) e levou Einstein a erros como vários cientistas. A constante cosmológica é sim um erro de Einstein e não tem nada haver com energia escura que até agora não foi encontrada. Em cosmologia nada está definido. Tem cientistas famosos falando besteiras. Não acredite em tudo que lhe ensinaram na escola (disse o astrônomo João Magueijo).

  • Luiz Gilberto:

    A Teoria do Big Bang não veio do nada, mas sim de uma descoberta feita por Hubble que observou que as galáxias e corpos celestes estavam se afastando, isto é um fato! O raciocínio lógico a partir deste fato é que se estes corpos estão se afastando em algum momento da história ele estavam juntos. Isto é conjectura, a explicação verdadeira poderia não ser tão direta, contudo até hoje não foi realizado nenhuma descoberta que contrariasse esta conjectura. A partir desta ideia básica do Big Bang surgiu 1001 teorias das mais diversas que não foram ainda comprovadas nem refutadas. Uma das propostas do LHC é tentar validar ou refutar algumas destas teorias, para termos uma melhor compreensão do nosso universo e das leias físicas por tras dele. Algumas perguntas como:
    – Nosso universo teve sempre as mesmas leis físicas?
    – As leis físicas são realmente universais?
    – Tentar compreeder melhor o que motivou a distribuição de corpos celestes como temos hoje.

  • luciana:

    Mister X
    Até que enfim alguém fala uma coisa inteligente!

  • Raphael Calil:

    Nossa, é um absurdo o tanto de besteiras q eu li aqui.. Primeiro que um cidadão escreveu conSeito… e se atreve a falar de Einstein! E para melhor informá-lo, o maior “erro” da carreira do Einstein, foi a constante cosmológica.. Que não sei se sabe, hoje está sendo encarada como um dos principais campos de estudo da astrofísica / física teórica.. só com um nome diferente, a tão importante Matéria escura.
    Aí tem um sujeito aqui embaixo que tem a coragem de falar que a escala cosmológica e o universo em uma casca de noz é algo ultrapassado..(procure saber quem escreveu este livro meu senhor..ou entao, leia o livro..por favor)..
    E por favor, antes de tentar entender o universo inflacionário..estude um pouco de física e reveja as teorias de relatividade..e de como o tempo se dilata..

  • Mister_X:

    Que bobagem essa oposição, que tentam fazer entre ciência e religião, é uma coisas totalmente sem nexo pra mim, é como diz um pastor que é cientista nos Estados Unidos, “a ciência e a religião, não ebtram em choque, por que ambas trabalham em áreas distintas, a ciência pergunta como as coisas acontecem, a religião pergunta por que as coisas acontecem.”

    Einstein disse “quanto mais acredito na ciência mais acredito em Deus”

    O homem que criou a teoria do Big Bang era um padre, o senhor Georges-Henri Édouard Lemaître.

    A ciência atual é o encontro da filosofia judaico-cristã e a filosofia grega.

    As universidades surgiram da igreja e muitas delas ainda hoje, pertencem a igreja.

    santo Agostinho, propôs a evolução das espécies séculos antes de Darwin e apenas lendo a biblia.

  • Alberto Carvalhal Campos:

    Mini big bang. Isto é apenas um choque de partículas que não existiam no começo do universo. Se existiam partículas, que equipamento foi usado para desintegra-los. Isto não acontece sozinho. Não acredite em tudo que lhe ensinaram na escola, disse o astrônomo João Magueijo, autor de outra teoria sobre a criação do universo. Acreditar é religião raciocinar é ciência.
    Me admiro muito, cientistas famoso acreditar que podem produzir um mini big bang, assim como mini buracos negros. Existe uma frase de Einsten que diz: “Pouco conhecimento é uma coisa perigosa, muito conhecimento, também”.
    A princípio dá para discordar desta definição, mas vendo isto dito por um cientista famoso, eu concordo perfeitamente. O próprio Einsten errou em muito dos seus conseitos. Sou mais a favor de Isaac Newton. Em sua época não existia a tal da teoria do big bang. Isto confundiu Einstein, que se enredou por um caminho perigoso e deu origem a teorias provavelmente falsas e nos enganou por décadas. Agora estamos tentando entender muitos misérios do universo, sem poder desvendar porque estamos apoiados nesta teoria.

  • Angelo:

    Não entendo como uma pessoa pode ignorar toda a realidade para acreditar em livro antigo cheio de estórias fantasiosas. Ja está mais do que provado que as lemdas bíblicas não passam de cópias de outras estórias ainda mais antigas, basta ler algumas dessas estórias e a bíblia com atenção para perseber como são parecidas.

  • Denis:

    Não posso dizer que li todos os posts. Mas, a respeito da discussão religiosa sobre o Big Bang e tal. O Big Bang nunca foi dito como fato e sim como suposição.
    É muito complexo falar sobre a bíblia, religião e etc. Mas, concordo com o que li que, antigamente, essas coisas eram apenas formas de adestramento.
    É claro que a pessoa, que está na hora certa, no lugar certo e vendo do ângulo certo, verá o que outras não verão. Daí, misturou conhecidências que pessoas afirmaram ser “milagrosas” com uma mente já propensa a acreditar e pronto: Religião.
    Um rapaz muito esperto chamado Charles Darwin desmentiu o criacionismo. E você acredita que ainda assim, as religiões tendo uma de suas pilastras derrubada, moldaram outra pilastra com base na tal teoria de Darwin?
    Conclusão: A bíblia é um livro que foi alterado diversas vezes, sendo que a única coisa original nela devem ser os nomes. Sim, Cristo existiu. Mas, quem garante que esse cara não tenha sido apenas um influente rebelde que lutava contra o governo? Tipo o Tiradentes, vai saber. A diferença é que Tiradentes influenciou apenas na história do Brasil. Já que a historia de Cristo é antiga, a maioria das informações foram alteradas e isso é indubitável.

  • HUGO:

    a bivlia é repulsiva e tudo que nela representa kkkkkkk uma cobra falante kkkkkkkkk

  • helliton:

    Já esperava por isso, gastar bilhões de dolares e não descobrir nada a respeito de big-bang, e por produzir algo semelhante dizer que reproduziu um Bing-bang, pensei que eles iam usar a desculpa de ter produzido anti-matéria, falando sério produzir calor, sinceramente isso é natural em acelerador de particulas.

  • Willian:

    Meu caro Victor Arruda, é inviável acreditar em apenas dois mundos onde um ser invisível e castigador impera sobre os mais fracos levando-os a castigos severos se não obedecê-lo ou segui-lo. Conforme a tecnologia avança a taxa de descrença em relação a bíblia aumenta pois a pessoas aos poucos encontram outras saídas e acordam da ipnoze que adestrou o ser humano para que o mesmo andasse um pouco mais na linha.
    O ser humano primitivo sempre acreditou em deuses, deus do sol, deus da lua, deus da água, isso é primitivo e não estamos mais na era glacial e nem a 2.000 anos atrás. Conforme evoluímos automaticamente a nossa capacidade de percepção da verdade também evolui. Agora já não dá para evitar isso e sinceramente vejo a bíblia como uma tentativa de adestramento humano, somente.

  • Rodrigo:

    esses caras que vem falar de religiao se querem comentar vai no site jesusavemaria.com.br e deixem a ciencia em paz!

  • Maikel Rönnau:

    Isso vai acabar gerando um Buraco Negro

  • william franco:

    eu achei incrivel está matéria quando descobrirem outras coisas por favor me avisem tem meu email!

  • pedro:

    nao nao mais

  • Victor Arruda:

    Ha muitos cientista que duvidam do Big Bang.
    Certamente daqui a poucos anos, acharam uma outra teoria e certamente virara motivo de risada.

    A Biblia meu caro Willian, é mais atualizada do que qualquer outro livro.

    São tantas as profecias bíblicas a respeito de Cristo e tamanha é a riqueza de detalhes que qualquer pessoa, por mais cético, ficaria impressionado ao tomar conhecimento das mesmas. Existem vários aspectos que mostram isso: por exemplo, as profecias escritas por Davi no livro dos salmos, por volta de 1100 A.C., além das profecias de Isaías escritas em torno de 700 A.C..

    Outro fato interessante é que em alguns casos a mesma profecia foi escrita por pessoas diferentes e em épocas diferentes como a profecia sobre a vinda do Messias escrita por Daniel por volta do ano 550 A.C. e escrita por Isaías (700 A.C.).

    Você certamente ficará maravilhado com a beleza e o poder da palavra de Deus revelada aos homens, verdadeiros servos do Senhor, para alertar o seu povo sobre os fatos que virão a acontecer e para a glória do Seu Nome.

    Devemos estar atentos, pois, ainda há muitas profecias escritas na Bíblia para estes tempos que não foram realizadas e, portanto, estão para acontecer, das quais a que mais esperamos é a volta do Senhor Jesus.

  • Victor Arruda:

    Toda teoria científica não dura mais do que duzentos ou trezentos anos, algumas nem chegam a cem. TODAS elas são sempre trocadas por outras. Em ciência existem dois tipos de mudança de teorias. Existem as teorias substitutivas e as teorias reducionistas. Ambas vêm para dar um chega pra lá na outra. Então, aquilo que é verdade hoje na ciênica, com certeza, não será mais amanhã. E eles ainda se dizem racionais.

  • OoOoOoOo:

    http://super.abril.com.br/universo/havia-antes-big-bang-598331.shtml

  • Willian:

    Rafael, lógico que não é perda de tempo procurar saber, o que não pode é prender-se em idéias ultrapassadas.

    – “Pronto está aceito, pessoal o padre falou tá falado”

    – “É, vamos seguir o que o padre está dizendo, é primordial. Vamos lá tomar a nossa sopa que já está quente”

  • rs:

    esses caras céticos, que piram na verdade imposta pela biblia, nao deviam gastar tempo com ciência, continue na biblia e nao incomoda!
    Viva a ciencia!!!

  • Victor Arruda:

    Pensem comigo: O Planeta terra seria como o jogo GTA, os personagens no mesmo somos nós e, tenta descobrir como foi feito estando lá dentro seria impossivel, certo?
    Sim, pois lá foi feito para aquele fim especifico – poderia somente descobrir aquilo que foi programado para sabermos.

    Este esperimento (LHC) pode ate descobrir/esclarecer coisas que ainda não sabemos, que algum dia, vai servi para criar algo que nos ajude ou destrua – como criação de armas para fins militares (A proposito, tudo que é inovador de alguma forma para humanidade foi descoberto por experiencias militares).

    Quem conhece a VERDADE sabe que isso não vai funcionar. As pessoas do mundo, digo de todas as nações, conhecem o sistema que foi inventado pelo HOMEM, tudo que vai contra o sistema é motivo de gozação.

    Agora eu digo, querem conhecer a VERDADE?
    Está ao alcance de todos. Se chama “BÍBLIA”.

  • Rafael:

    acho interessante o comentario do Sr.willian sobre a perda de tempo dos humanos, quer dizer procurar sabero os acontecimentos do mundo seria uma perda de tempo? acredito q não, nao importa sua crença sobre a formacao do universo, seja ela religiosa ou cientifica, porém dizer que foi uma perde de tempo, talvez se descubra mais olhando o passado do que nos projetando no futuco ou algo do tipo.Sempre existira milhoes de teorias e hipoteses e cada um tem o direito de escolher qualdelas seria mais aceita mas debochar da ideia q alguem umdia teve seria como acabar com a vontade de descobrir o novo,o inédito.

  • Willian:

    Leigo;
    É até interessante, mas um certo velhinho, físico teórico, dizia uma frase muito interessante:
    “Todo o homem que lê de mais e usa o cérebro de menos adquire a preguiça de pensar”

    Eduardo Garcia;
    Isso derrubará de vez o big bang.

  • Anônimo:

    Voces estão discutindo um assunto muito polemico. Quem ler “olhando o universo”, vai ter uma ideia melhor do assunto. Veja na internet.

  • Leigo:

    William, aconselho a você ler (ou dar uma revisada, se já leu), no livro “o universo numa casca de noz”, que é escrito para “dummies”, o que, com certeza, é o nosso caso. Lá você poderá ter uma idéia do que é espaço-tempo e perceber que a observação da “pereferia do universo” não pode ser realizada da mesma forma que fazemos quando lidamos com nossa limitada percepção comum, em três dimensões. Na escala cosmológica, olhar para longe significa olhar para o passado, como se o unverso tivesse o formato de uma gota que converge para um ponto só, não importando para que direção olhamos.

  • Anônimo:

    Imaginem o tamanho do LHC que produziu o big bang verdadeiro. Quem o construiu? foi Deus?
    Detonar átomos que não existiam. Quanta besteira.

  • Willian:

    Para isso não existe opinião e sim lógica, basta nos desprendermos e observar.

    Por favor refira a contradição dita.

  • Valkyria:

    Entao afinal de contas, qual eh a sua verdadeira opiniao, mas sem se contradizer agora!

  • Willian:

    Eu não disse que a explosão levou as galáxias mais antigas para o centro.

    É só imaginarmos um artefato militar, por exemplo, uma granada explodindo em camera lenta. O que está na periferia iria para o centro?

    Repetindo:
    Eu não disse que a explosão levou as galáxias mais antigas para o centro.

  • Valkyria:

    Mas Willian, se como vc mesmo disse, a explosao levou as mais antigas galaxias para a periferia, isso supoe que elas ja existiam antes da explosao, o que não pode ter acontecido, afinal não existia nada! Não é?

  • Valkyria:

    Caro Senhor Willian,
    Equivocado está o senhor. Que provas, nem que sejam circunstanciais, você tem de que a VIA LACTEA é realmente o centro do UNIVERSO? Afinal, como bem você disse, até pouco tempo atrás era acreditado que a terra era o centro.
    Não estou dizendo que vc está errado, apenas duvidando do que vc diz pra saber se é uma afirmação plausível! Até parece que vc nunca teve aulas de física e filosofia em que tudo que achamos que seja certo, nos é retrucado com duvidas!
    Cabe a nós argumentarmos da melhor maneira…

  • Willian:

    VALKYRIA E CESAR,

    As galáxias nascem na periferia e caminham para o centro, em um processo de contração contínua do universo. Como é possível?

  • Willian:

    Olá Valkyria, imagine na idade média eu dizendo bem alto assim:

    – a Terra não é o centro do universo, nós não somos o centro de nada.

    “Parece que essa idéia ainda persiste” e a ignorância também.

    Com certeza me fariam a mesma pergunta..hehe…ahh, e eu iria para inquisição.

  • Valkyria:

    E quem disse a você senhor Willian, que a via lactea fica no centro do universo???

  • Willian:

    – Se ocorreu o “big bang”, as galáxias da periferia seriam as mais antigas, porque foram as primeiras a serem arremessadas para o espaço e as mais centrais, as mais novas, pois seriam as ultimas a serem arremessadas e não é isto que vemos.

    – A via Lactea está praticamente no centro do universo, e é muito mais antiga que as da periferia. Ora, ora, ora

    – Em uma explosão, ou “big bang”, o centro estaria praticamente vazio e toda a massa estaria na periferia.

    – A maior concentração de galáxias se encontra no centro do universo e se tornando mais rarefeitas na periferia. Exatamente como as estrelas de uma galáxia. Isto parece ser repetitivo no universo. Podemos concluir que isto não é expansão.

    – Um universo repleto de galáxias em seu interior, não pode ter origem num big bang. Ora, ora Sr. Cesar.

    – Além do mais, não existem galáxias recém formadas, saindo do centro do universo.

    Ora, Ora, Sr. Cesar quero explicações plausíveis sobre isso.

    Me esclareça sobre estas dúvidas Sr. Cesar, ou então, desprenda-se. Ora, ora, ora.

    Estou curioso para ler sobre as suas besteiras também.

  • Valkyria:

    Acho muito interessante e realmente gosto desse tipo de assunto, porque afinal de contas, sou curiosa, como todo cientista deve ser.
    Agora a pergunta que não quer calar: Isso será usado em algum propósito nobre algum dia? Ou terá seus usos deturpados e reformados para algo que nos traga REALMENTE mais destruição?
    Espero ansiosamente que não.

  • Cesar:

    Não entendo como é que tem tanta gente que se põe a criticar as teorias científicas sem nem saber do que estão falando… Ora, “o centro do universo é mais frio que as periferias”… QUANTA BESTEIRA!!!

  • António Toscano:

    Pede aos extraterrestes porque eles já sabem mais cedo de humanos 😀

  • Manuel Bravo:

    Parece que o receio passou, chegueia imaginar a fusão
    do planeta terra, os ET averiam de dizer, aquilo que
    brilha alí a milhões de anos luz de distância daquí, é o planeta terra que se desintegrou devido à uma experiência
    que correu mal… hehehehe.

  • Eduardo Garcia:

    Willian me desculpe mais nasce sim…
    Olhe aqui:
    http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=super-laser-criar-materia-nada-vacuo-quantico&id=010115100820

  • Denommus:

    O Big Bang não foi uma explosão literal, apenas uma expansão súbita.

  • Willian:

    Não sei porque esses caras insistem no big bang, nada nasce do nada. O centro do universo é mais frio que as periferias. Quando ocorre uma explosão o centro é quente e a periferia é mais fria. O big bang está por fora e fez com que os humanos perdessem um bom tempo.

  • wilson:

    ASSUSTADOR!!!!!
    Só espero que o LHC seja usado somente para pesquisas pacíficas e que o homem faça experimentos para engrandecer a humanidade!!

  • jose carlos:

    lhc!!! que bommmm!! A materia sendo redescoberta pela ciencia!
    universo paralelos serao uma grande descoberta! quem sabe o mundo dos espiritos seja um fato! esse mundo é apenas formado por uma materia nao visiveis aos nossos olhos !quem sabe essa maquina de indicios de um mundo que ja existia mas so agora sendo provado pela ciencia.
    “ha varias moradas na casa do meu pai”

  • Tigre:

    Só pra constar, o choque dos íons de chumbo gerou uma temperatura de cerca de 10 trilhões de graus Celsius

Deixe seu comentário!