Macacos bolivianos enrolam suas caudas uns nos outros para manter equilíbrio

Por , em 28.11.2014

A natureza tem dessas coisas que deixam a gente emitindo notas extremamente agudas por causa de um incrível acúmulo de fofura. Particularmente, a minha preferida é a história das lontras que dão as patinhas para que não flutuem para longe uma da outra quando dormem boiando na água. Se você quiser procurar um fato fofo favorito para chamar de seu, pode escolher neste artigo.

Veja 5 novos macacos recentemente descobertos

Se todos estas curiosidades não forem suficiente, ainda temos os macacos titi bolivianos (Callicebus donacophilus). Estes animaizinhos curiosos são encontrados principalmente no leste da Bolívia, nas bacias superiores do rio Mamoré e do Rio Grande. Eles também podem ser encontrados nas partes do sudoeste extremas do Mato Grasso e de Rondônia.

Quem possui o copyright de um selfie tirado por um macaco? Wikipedia não quer deletar foto considerada “domínio público”

Estes macacos medem em média 32 centímetros, mas dormem em galhos que ficam a, pelo menos, 15 metros acima do solo. Então, não é preciso ser muito bom em matemática para imaginar o estrago que uma queda desta altitude faria em criaturas tão pequenas. Felizmente, a evolução já cuidou disso. Quando descansam, eles se amontoam e enrolam suas caudas para dormir, possivelmente para manter o equilíbrio e também para reforçar os seus laços sociais.

Tecnologia “Avatar”: cérebro de um macaco é usado para controlar o corpo de outro

Abaixo, selecionamos algumas fotos desse momento bonitinho. A qualidade não é das melhores, mas vale a pena mesmo assim. Confira! [Natural Selection]

macacos macacos 5 macacos 3 macacos 2

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!