Milhares de moedas preciosas medievais são encontradas enterradas na Hungria

Por , em 19.01.2021

No século XVI, um ataque do Império Otomano pode ter levado húngaros em pânico a enterrar um estoque de valiosas moedas de prata e ouro. Agora, arqueólogos descobriram este tesouro enterrado em uma fazenda moderna na Hungria.

Em 2019, arqueólogos descobriram 150 moedas antigas em Újlengyel, uma vila húngara que fica a cerca de 50 quilômetros a sudeste de Budapeste. Estimulados por essa descoberta e equipados com detectores de metais, os arqueólogos retornaram ao local no final de dezembro de 2020 para procurar outros tesouros, de acordo com um post no Facebook do Museu Ferenczy, na Hungria, reportou o Live Science.

Balázs Nagy, nunismata do museu, ou especialista em moedas, liderou a expedição de dois dias, com a ajuda de voluntários da Associação Arqueológica Comunitária. Em uma colina próxima, os arqueólogos cavaram um pequeno poço e desenterraram um navio que foi quebrado ao meio, provavelmente devido ao arado, de acordo com um comunicado. O barco tinha originalmente guardado milhares de moedas antigas que foram encontradas espalhadas na área.

A coleção de moedas recém-descoberta consistia em quase 7 mil moedas de prata e quatro moedas de ouro, de acordo com o post. Na época em que as moedas provavelmente foram enterradas, por volta de 1520, elas teriam sido suficientes para comprar sete cavalos; e pelos padrões atuais, eles seriam suficientes para comprar um carro de luxo, de acordo com o post. A moeda mais antiga é um denário de prata, ou uma moeda de prata romana do imperador romano Lúcio Verus, que governou de 161 d.C. a 169 d.C. As moedas mais novas encontradas datam da época de Luís II, que governou a Hungria e a Boêmia de 1516 a 1526.

Középkori éremleletek kerültek elő Újlengyelben – ez a legnagyobb értékű késő középkori éremkincs Pest…

Publicado por Ferenczy Múzeumi Centrum em Domingo, 10 de janeiro de 2021

As quatro moedas de ouro, que foram emitidas durante o reinado de Matias I, o rei da Hungria de 1458 a 1490, estavam escondidas sob um tecido no forro do navio, de acordo com o comunicado. Outras descobertas incluíram uma moeda rara emitida pelo Papa Pio que governou de 1458 a 1464 e moedas de prata emitidas durante os reinados de vários outros governantes do século XV e XVI.

Não se sabe por que as pessoas enterraram essas moedas, mas os arqueólogos pensam que os húngaros podem tê-las enterrado durante um ataque do Império Otomano em 1526.

“Tesouros desta magnitude relacionados à devastação turca após a batalha de Mohács são raros na Hungria”, segundo o post no Facebook. (O Império Otomano, liderado por Suleiman, o Magnífico, derrotou a Hungria e seus aliados na Batalha de Mohács em 29 de agosto de 1526; esta batalha marcou o fim da monarquia húngara e abriu caminho para o domínio turco e habsburgo da região.

O museu planeja continuar a explorar este local em busca de outros tesouros históricos. [Live Science]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!