Mulheres hoje bebem mais do que nunca

Por , em 25.09.2011

Segundo uma nova pesquisa, as mulheres nascidas após a Segunda Guerra Mundial são mais propensas a cair na bebedeira do que as nascidas em décadas anteriores.

A nova revisão de estudos descobriu que as mulheres americanas nascidas pós-1945 têm maiores taxas de bebedeira do que suas antepassadas, e as taxas de abuso do álcool das mulheres estão se aproximando da dos homens.

No entanto, o estudo não encontrou os mesmos efeitos na Europa ou na Austrália. Qual é a explicação para esse fenômeno?

“Após a Segunda Guerra Mundial, o papel das mulheres mudou. Mais mulheres entraram na força de trabalho, mas também continuou se esperando que fossem boas mães e esposas”, explica o terapeuta Paul Leslie Hokemeyer. “Então elas usam o álcool como um mecanismo de enfrentamento, pois é facilmente disponível e socialmente aceitável”.

Sim, é possível que as mulheres estejam bebendo mais porque entraram no mercado de trabalho, mas ainda são confrontadas com as tensões de um “segundo turno” em casa. E talvez as mulheres europeias e australianas não enfrentem o mesmo estresse porque têm redes de segurança social melhores.

Mas, também é possível que se embebedar simplesmente tenha se tornado mais aceitável para as mulheres nos anos desde a Segunda Guerra Mundial. E, enquanto pode-se dizer que isso é uma consequência negativa do feminismo, pode ser apenas um efeito colateral de uma maior igualdade.

É uma coisa boa para as mulheres sentirem menos pressão para ser “mulherzinhas” do que costumavam, e serem capazes de ir a bares com os seus amigos sem serem julgadas. Se isso leva a bebedeira, não é um argumento para um retorno aos tempos antigos; significa apenas que alcoólatras vêm em todos os gêneros.[Jezebel]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 1,00 de 5)

2 comentários

  • Luiz:

    que viva a democracia e suas libertinagens e a deteriorização da sociedade( pensamento)

  • Roberto:

    Que me perdoe a Natasha, mas a verdade é que o despreparo da garotada e a falta de aplicação dos pais tem levado as nossas jovens a fazerem tudo errado e assim facilmente conseguem arranjar problemas para carregarem o resto da vida, sejam eles de ordem sexual, corporal, emocional, psicossomático (vícios). Mas, se isso é para felicidade geral dos pais e das pitchulinhas, o que fazer? A rapaziada,os traficantes, baristas, SouzaCruz e outros agradecem.

Deixe seu comentário!