Multitarefas: quem é melhor, homens ou mulheres?

Por , em 28.10.2013

De acordo com uma nova pesquisa da Universidade de Hertfordshire, da Universidade de Glasgow e da Universidade de Leeds, todas no Reino Unido, as mulheres podem ser melhores do que os homens na realização de alguns tipos de multitarefa, como as que exigem atenção a detalhes e planejamento estratégico.

“Através de um conjunto de dois experimentos, medimos a capacidade das pessoas de realizar várias tarefas ao mesmo tempo ou em sucessão muito rápida, e os resultados mostram que as mulheres têm uma vantagem nos dois tipos de multitarefa”, disse Keith Laws, professor de neuropsicologia cognitiva da Universidade de Hertfordshire.

No primeiro experimento, 120 homens e 120 mulheres participaram de um desafio baseado em computador. Eles realizaram duas tarefas separadamente antes de serem convidados a realizar as duas no mesmo teste. Homens e mulheres realizaram as tarefas separadas com a mesma velocidade e precisão, mas os homens foram mais lentos do que as mulheres nas tarefas mistas.

Quem é melhor em Multitarefas?

As respostas das mulheres foram cerca de 61% mais lentas durante a multitarefa, enquanto que as respostas dos homens foram 77% mais lentas.

No segundo experimento, um grupo diferente de 47 homens e 47 mulheres foram testados em resposta a multitarefas mais comuns da vida real. Em oito minutos, eles foram convidados a tentar encontrar um conjunto de chaves perdidas em um campo, símbolos de restaurante em um mapa da cidade de Filadélfia, além de resolver questões aritméticas simples. As tarefas foram escolhidas para testar habilidades de planejamento estratégico, controle de atenção e manipulação de informações simples sob pressão de tempo.

Coube aos participantes decidir como dividir o tempo entre cada tarefa. Eles também foram orientados a esperar por um telefonema em algum momento durante o teste – e poderiam optar por atender ou não. Se atendessem o telefone, eles eram convidados a responder uma série de perguntas de conhecimentos gerais.

Nesta série de testes, as mulheres pontuaram significativamente mais na tarefa de busca da chave, o que sugere que elas são melhores em tarefas que requerem controle cognitivo de alto nível, especialmente de planejamento e monitoramento.

“Você pode ver a partir dos desenhos [abaixo] que as mulheres usaram padrões de busca metódicos, como dar a volta ao campo em círculos concêntricos. Essa é uma estratégia altamente produtiva para encontrar um objeto perdido. Já alguns homens não procuraram pelo campo inteiro e nem de qualquer maneira particular, o que é simplesmente bizarro”, afirma Laws.

ku-xlarge

As descobertas podem indicar que as mulheres são mais organizadas sob pressão, enquanto os homens têm uma tendência a agir impulsivamente. Ou seja, elas gastam mais tempo planejando com antecedência. “Isso implica que, em uma situação de estresse e complexa, as mulheres são mais capazes de parar e pensar sobre o que está acontecendo na frente delas”.

No entanto, as mulheres só foram melhores nesta tarefa da vida real – encontrar as chaves – e em um teste computadorizado. Talvez seja cedo demais para fazer qualquer afirmação definitiva. Os pesquisadores observam que há uma falta de estudos empíricos sobre as diferenças de gênero em multitarefa, o que adverte contra generalizações fortes.

Também pode ser que…

Pelo menos um outro estudo, liderado por Timo Mäntylä da Universidade de Estocolmo, na Suécia, concluiu que as mulheres têm desempenho pior do que os homens em multitarefas que envolvem raciocínio espacial.

Além disso, pode ser mais fácil dizer que todos os seres humanos são ruins em multitarefa. Um estudo publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences nos informou que não somos os mestres da multitarefa que imaginamos, porque nosso cérebro simplesmente não foi construído para fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Isto é, tanto o cérebro de mulheres quanto o de homens.

Uma pesquisa da Universidade de Utah (EUA) até descobriu que quanto mais as pessoas pensam que são boas em multitarefa, pior realmente são. Os que dizem fazer várias tarefas ao mesmo tempo com frequência tendem a ser impulsivos, a gostar de adrenalina e a ser confiantes em excesso sobre sua capacidade de realizar multitarefas. Ou seja, as pessoas que se identificam como boas nisso são muitas vezes as menos capazes de fazê-lo de forma eficaz.

A pesquisa ainda faz uma observação geral de que os homens tendem a se julgar melhores em multitarefa do que realmente são, enquanto as mulheres tendem a fazer o contrário.

Por que elas podem ser melhores?

Enquanto não está claro porque as mulheres podem – e note que isso é apenas uma possibilidade – ser melhores em realizar múltiplas tarefas, existe uma teoria chamada “hipótese caçador-coletor” que explicaria essa diferença.

Ela propõe que homens e mulheres têm se adaptado cognitivamente a uma divisão do trabalho entre os sexos (ou seja, os homens são otimizados para a caça, e as mulheres para a coleta).

As mulheres precisavam combinar essa atividade, que exigia atenção cognitiva, com o cuidado de crianças, o que possivelmente requeria mais habilidades de multitarefa do que os homens, que podiam se concentrar 100% no seu objetivo único. Evolucionariamente, faz sentido. [MedicalXpress, io9]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

3 comentários

  • Pedro Henrique Mota:

    Se não me engano, os resultados desta pesquisa não são exatamente tão inéditos, mas talvez sejam reafirmadores. Obviamente há muito mais a ser explorado quanto a tendências (ênfase em TENDÊNCIAS) cognitivas típicas de ambos os sexos, mas já se sabe que as mulheres EM GERAL têm, de fato, uma conciliação mais eficiente entre diversas tarefas. E os homens EM GERAL, por outro lado, possuem um potencial específico de atenção mais alto.

    Supõe-se com relativa certeza que a razão destas tendências estaria relacionada à espessura (dimensão e densidade) do corpo caloso, estrutura de comunicação entre os hemisférios cerebrais, e que é normalmente maior na mulher, enquanto no homem há um tamanho cerebral maior, o que a propósito não significa (jamais) inteligência maior. Esta é uma das principais diferenças frequentemente observadas entre a fisiologia cerebral dos sexos.

    Um corpo caloso maior resulta em maior eficiência de comunicação entre os hemisférios cerebrais, que se tornam mais integrados. A realização de atividades simultâneas se torna mais eficiente pois há maior fluxo de informações processadas de um lado a outro.

  • Asdrubal:

    Resumindo e concluindo, para uma maior produtividade social as mulheres devem ficar a tomar conta da casa e dos filhos, enquanto os homens é que devem ir trabalhar. Os machistas em júbilo. 😛

  • Krypthus:

    Cada sexo tem sua vantagem e desvantagem…
    So espero que com essa noticia nao seja nescessario criar cotas para homens em ambientes de trabalho que precise de Alguem que realize mutitarefas, quase todos sao assim…

Deixe seu comentário!