Japoneses matam baleias com dinheiro destinado a ajudar pessoas

Por , em 19.12.2011

No começo do mês, navios japoneses se dirigiram ao sul para caçar baleias na Antártida. Os caçadores de baleia desse ano tiveram que adotar várias medidas extra de segurança com medo da reação de ecologistas, contrários à prática.

Os barcos partiram do sudoeste do Japão com a finalidade de caçar baleias rorqual-comum (Balaenoptera physalus). Esse tipo de operação pesqueira é organizada todos os anos na região em nome da Investigação Científica, uma prática que tolera a caça de baleias, mas proíbe toda a pesca com fins comerciais.

No entanto, as autoridades nipônicas não escondem que os animais mortos são comercializados no país.

Agora, como agravante, a ONG Greenpeace está acusando o governo japonês de usar fundos destinados à recuperação de áreas atingidas pelo terremoto e tsunami desse ano para subsidiar o programa anual de caça às baleias.

O comércio de carne de baleia e outros produtos derivados do animal é banido há cerca de 25 anos, mas o Japão continua matando e transformando em hambúrger e outros derivados aproximadamente mil baleias a cada ano em um programa que, segundo o país, tem o intuito de promover pesquisas científicas.

De acordo com a ONG, cerca de 55 milhões de reais que deveriam ir para a população estão sendo gastos com medidas extras de segurança para a frota baleeira. As autoridades japonesas se defenderam dizendo que a atividade ajuda na recuperação das comunidades costeiras.

Segundo a Avaaz, uma rede de campanhas globais online, a caça de baleias é uma atividade cara, que depende de tais subsídios do governo. É por isso que eles criaram uma petição contra a atitude, que visa impedir a caça baleeira e destinar esse dinheiro às vítimas do desastre natural. Para assinar, clique aqui.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

34 comentários

  • Dr. Ash:

    Para quem fazia experiencias e amputações com gente viva na Segunda Guerra Mundial, matar baleias é fichinha para os japoneses.

  • claudio rodrigues do nascimento:

    estes olhos puxados sao uns,carniceiros.pq nao vao caçar a mae deles??

  • ANTONIO_MANAUS:

    E ESSE SE DIZ SER UM PAIS DE PRIMEIRO MUNDO EU ACHO Q NAO, ELE TEM QUE ESSE CONCEITO.OK?//

  • ÉRICA MARIN DO Ó:

    O Sea Shpeherd faz o seu melhor lá nos confins do Ártico, sempre correndo perigo, para evitar o abate das baleias.

    Agora que exsite a possibilidade desta escolta infame, as coisas vão ficar mais perigosas ainda para eles e muito mais difíceis de serem contornadas.

    Afundar o baleeiros seria tudo de bom, mas seria crime… assim, penso que eles ainda flutuarão até que as leis humanas os impeçam de fazer esta caça inaceitável (assinar uma petição com esta da Avaaz pode ser um bom começo para dar cabo desta prática).

    Estou torcendo, como sempre, por Paul Watson e seus voluntários (queria estar lá ajudando de alguma forma), já assinei a petição e espero que mais e mais pessoas façam o mesmo.

    • Chicxulub:

      “Um crime”, contra milhares de outros crimes que foram praticados e que evitará outros milhares no futuro. Acho perfeitamente justificável, a OTAN não bombardeou a Líbia por crimes que estavam sendo cometidos contra a população, matando centenas de pessoas? Ah, esquecí, baleias e animais em geral não contam né, são só nossos “escravos”, não tém voz ativa para protestar, ou exigir seus direitos… Penso que quando o diálogo não funciona, a “força” deve ser usada como meio de persuasão, e as nações e suas alianças tém o DEVER de proteger não só humanos oprimidos, mas seres vivos e ecossistemas em geral também, é o mínimo de consideração com nosso planeta, pois foram pelas interações geológicas/biológicas que ocorreram por eras e eras que nossa espécie está aquí, mas ao invés disso estamos destruindo o que a natureza demorou bilhões de anos para criar.

    • Dr. Ash:

      Isso me lembra um episodio do South Park detonando com esse programa de Tv e com o “Pesca Mortal”(acho que é esse o nome).Seria tudo mais um BBB da vida.

  • Karminha:

    os seres humanos podem trabalhar para se sustentar.. tirar a vida de animais para dizer que é pra ajudar os outros é vagabundagem..

  • Shere W.:

    Uma FARSA midiática tá rolando na Internet.
    Vídeos esquisitamente diferentes insuflam com furor que uma mulher tinha “matado” um cão, depois só “espancado”, e depois outros que nem parece ser a mesma
    pessoa.

    E todo mundo se esbaldando pra se dar bem em cima da “corrente” pra “ESFOLAR” a mulher.
    As eleições vêm aí, imagine esse pessoal na mão de teo-pulhíticos?

    O mais escroto nisso é que os vídeos apareceram bem na

    horinha que foi denunciado todo tipo de violência,

    inclusive várias mortes, de crianças DENTRO DE IGREJAS

    (pasmem: de 1945 à 2010 – é um holocausto! — e todos foram distraídos desse evento dramático, horrível.).

    Além de abafarem essa notícia ainda lucraram instaurando um TALIBÃ VIRTUAL na cara de todo mundo na Internet.

    Enfermeira “mata”, espanca, cãozinho ou algo assim, tá lotado nas buscas. Isso foi ridículo. Parece que tem por trás disso o intento de nos fazer ter raiva de nós mesmos,
    parece que isso vira um trunfo na mão de uma estratégia talibá-medieva de chefetas-de-crenças; a coisa é feia, mal forjada (parece feita às pressas), cheio de rombo; mas como incita “matar” a mulher, aí todo mundo vai atrás.

    • Chicxulub:

      Esse caso já saiu nos telejornais das principais emissoras da TV aberta, inclusive o depoimento da assassina do cachorrinho e de quem fez a filmagem. Não seio que te faz pensar que isso foi uma farsa midiática. Apoio totalmente a punição exemplar dessa bruxa, não é só pela violência contra vidas humanas que temos que nos revoltar não, para fazer justiça no caso dessas crianças aí que você falou não faltarão advogados, direitos humanos, a prórpia justiça do Brasil, etc. Esse episódio do yorkshire brutal e coverdemente espancado e assassinado não me fez ter ódio de mim mesmo, pois não sou capaz de tal atrocidade, mas sim dessa imundície de enfermeira e todos os que são capazes, como ela, de tais atos.

    • ines:

      isso que está parecendo como vc disse, basta começar

      ´mas como incita “matar” a mulher, aí todo mundo vai atrás.`

  • Ga:

    Bom, o dinheiro é destinado para ajudar seres vivos, não para matar outros!

  • Lucyano Valdez:

    Que tal afundar os baleeiros japoneses? Algum país aí se propõe?

    • Everaldo:

      Um país eu acho que não.
      Mas o Sea Shepherd…

    • Chicxulub:

      Pois é Lucyano, só pedir e argumentar a favor dos animais e do meio ambiente realmente não funciona… sua idéia é drástica, mas com certeza funcionaria, e bastaria um baleeiro ser afundado para o resto perceber que não era brincadeira, colocar o rabo no meio das pernas e largar essa prática criminosa, simples assim! Aprovo sua idéia, e pelo andar da carruagem, para mudar alguma coisa em relação ao estupro generalizado do homem contra a natureza, seria realmente necessário aparecer alguns grupos eco-terroristas mesmo, fortemente armados e bem organizados… se não param a matança na fala (que seria o mais correto, resolver com o diálogo, mas que infelizmente não funciona!), garanto que param na bala!!

  • Yasmin:

    Também sou contra a matança sem critério dos japoneses.
    O q vcs acham se alguém disser:
    se deixar as baleias reproduzirem descontroladamente e começar a acabar a população dos peixes, o q vai acontecer com o futuro da humanidade?

    • João:

      Vou dizer que ele faltou as aulas de ecologia na época do colégio.

      O ecossistema marinho é extremamente complexo, impossível dizer que eliminando uma espécie teremos um reflexo direto sobre a população da outra.

      Caso isto fosse verdade, a pesca predatória dos outros peixes já teria diminuído a população de baleias.

      Além disto, a espécie referida na reportagem não se alimenta de grandes peixes (como um tubarão), mas sim de cardumes de pequenos peixes, lulas e crustáceos (famoso krill).

    • ÉRICA MARIN DO Ó:

      Os efeitos a longo prazo do extermínio de qualquer espécie, em qualquer bioma (bioma é um conjunto de ecossistemas que funcionam de forma estável), são imprevisíveis e incertos.

      Desde quando ao homem, o autuproclamado “rei da criação” foi dado o direito de explorar e exterminar outras espécies?

      Esta mentalidade é que determinará a nossa existência ou não no futuro… e, se ela continuar como está, vai determinar nosso extermínio, o que no fim de será bom para as outras espécies e para Gaia.

      Somos a única espécie sobre o planeta que só espolia, que só consome, destrói, explora em demasia e que nada devolve de bom a meio.

      Somos os piores vírus que o organismo planetário tem que suportar…

      )Não faremos falta sobre o planeta, somos a única espécie que em nada auxilia qualquer outra espécie a existir)

    • Chicxulub:

      Belas palavras Érica, quando vejo pessoas (e são poucas!) adimitir sem rodeios, e com todas as letras, os erros cometidos por sua própria espécie, tenho lampejos, ainda que fracos, de esperança quanto à recuperação da mesma. Esse defeito escabroso da espécie humana é uma patologia psicológica, e apenas quando o doente admite sua condição é que a cura começa a ser possível. Parabéns!!

    • Everton:

      concordo com boa parte do que você escreveu.
      Menos a “somos a única espécie que em nada auxilia qualquer outra espécie a existir”.
      Sem o ser humano, animais como algumas espécies de ratos, baratas e insetos se extinguiriam.

    • Karlloz:

      E o que vai acontecer se a humanidade consumir todos os animais marinhos?

    • RICHARD:

      ????????? NAO SABE NEM OQUE DIZ! YASMIN.

  • Samoel Bianeck:

    Os Japoneses alegam inocencia e acusam o Barcelona como assassino da baleia!
    Brincadeirinha corinthiana!

  • João:

    Infelizmente tenho que dizer…
    Petição online não resolve nada.

    • ÉRICA MARIN DO Ó:

      Não é verdade… muitas petições já modificaram a realidade de maneira positiva.

      Não há outra forma hoje em dia de se unir a força de diferentes povos, separados por milhares de quilometros, na mesma direção. Jamais poderemos descartar a força que temos quando unidos e a internet nos propicia isto, nos dando uma vantagem que jamais tivemos, em tempo algum.

      As petições funcionam sim, acabei de receber um comunicado da Avaaz (posso repassar pra quem quiser enviar o endereço, onde ela se posiciona em relação às vitórioas, impasses e derrotas de suas petições, e as vitórias foram muitas e significativas.

    • ÉRICA MARIN DO Ó:

      E gostaria de saber porque o meu comentário tem que aguardar moderação….

  • leandroM:

    e aquele grupo que ia com varios barcos atraz dos barcos de pesca japoneses atrapalhando a caça?

  • Alter ego: Um crime que poderia ser evitado:

    O que ainda me surpreende é a falta de atitude daqueles que poderiam evitar o massacre. Os ecologistas, por mais que tentem, não conseguirão impedir esses assassinos.

    O problema é que mesmo a caça sendo proibida, ainda é permitida a caça de baleias para fins científicos, e essa é justamente a descupa dos japoneses. Nos navios baleeiros está sempre escrito “RESEARCH” que significa pesquisa, uma mentira que não engana mais ninguém.

    É preciso pressionar mais os japoneses, afinal, protestos não são suficientes para deter este ato covarde.

  • Karlloz:

    Enquanto eles tiverem o apoio do governo, eles vão continuar com esses assassinatos. “Que sena forte”.

  • Everaldo:

    Mesmo que essa “pesquisa” fosse realmente importante e necessária, o governo japonês não deveria ter dado prioridade à ela sem antes pensar nos atingidos pelo tsunami. Até este momento muito dinheiro já foi usado incorretamente.

  • verner:

    E DITO QUE O SER HUMANO E SER MAIS INTELIGENTE DESSE MUNDO MAS DO QUE ADIANTA SER INTELIGENTE SE VOCÊ USAR A INTELIGENCIA PARA EXPLORAR E MATAR TUDO QUE NÃO SEJA HUMANO COM PARA FINS EGOÍSTAS PARA LUCRO SER LEVAR EM CONSIDERAÇÃO QUE OS OUTROS ANIMAIS ASSIM COMO NOS SENTEM DOR ,TRISTEZA, E QUE MERECEM VIVER TANTO QUANTO O SER HUMANO OU ATE MAIS ,SALVEM AS BALEIAS ABRA OS OLHOS HUMANIDADE VOCÊ

    • Chicxulub:

      Concordo em gênero e número com você, não fico “dodói” ou “magoado” ao ouvir essas verdades não, pois isso é fato consumado, quer o homem goste ou não… o homo sapiens é assim mesmo: olhando individualmente, de perto, são seres inteligentes e capazes de grandes feitos (não são todos, e os “grandes feitos” podem ser construtivos ou destrutivos); mas olhando a esécie como um todo, com uma visão muito ampla, onde não dá para distinguir indivíduos, nos comportammos pior que a pior das pragas! Corrompendo, usando, abusando, destruindo, procriando descontroladamente, oprimindo outras especies e os mais fracos e desfavorecidos da própria espécie!! Nenhum ser vivo na Terra pode ameaçar a espécie humana, nem mesmo vírus ou bactérias (pois é, somos piores do que eles!,)a não ser o próprio homem. Apenas a colisão de um cometa ou asteróide de proporções razoáveis (10 ou 15 km.) ou algum evento climático/geológico extremo pode.

  • Marcelo Ribeiro:

    “As autoridades japonesas se defenderam dizendo que a atividade ajuda na recuperação das comunidades costeiras.”

    Ainda por cima admitiram usar fundos que deveriam ir para a reconstrução do país para matar baleias! Que absurdo.

  • Chuck Norris®:

    Deixem as baleias em paz, assassinos.
    Me desculpem, fico revoltado com essas coisas.

    • Gabriel.¿:

      nossos governos ocidentais e que são muito moles, se todo mundo aqui segue as regras e visa proteger os animais esse povo quer desrrespeitar? mete bala nessa frota.

Deixe seu comentário!