Novo material nunca fica molhado, mesmo debaixo de água

Por , em 27.11.2008

Se você colocar a melhor capa de chuva do mundo dentro da água e deixá-la lá por dois meses ela ficaria encharcada, mas não este novo material autolimpante — que utiliza a “mágica” da nanotecnologia — e estaria seco como no momento que foi submerso.

O pesquisador Stefan Seeger, da Universidade de Zurique, disse que o tecido feito de fibras de poliéster recobertas por milhões de minúsculos filamentos de silicone é o material mais adequado para roupas repelentes de água.

As gotas de água repousam sobre o tecido como bolinhas de gude

As gotas de água repousam sobre o tecido como bolinhas de gude

As gotas de água se mantém como esferas quando repousam sobre o material. E assim que ele é inclinado em apenas dois graus a gota rola como uma bolinha de gude. Um jato de água simplesmente “reflete” no tecido sem deixar rastro.

ESPETOS PROTETORES

O segredo por detrás desta hidrofobia está na camada de nanofilamentos silicone que possuem 40 nanômetros de largura (um nanômetro é a milionésima parte de um metro). Os filamentos, já resistentes à água, são arranjados em uma estrutura cheia de pontas que evitam que as gotas de água cheguem as fibras de poliéster abaixo.

Segundo Stefan “a água descansa sobre os nanofilamentos como um faquir senta em uma cama de pregos”. O projeto foi inspirado na resistência à água das folhas de lótus que possui uma estrutura parecida. Os filamentos também prendem uma pequena quantidade de ar entre si, o que aumenta a capacidade de resistência à água do material, assim como alguns insetos e aranhas fazem para respirar sob a água.

ROUPA AUTOLIMPANTE

A água simplesmente 'quica' no tecido

A água quica sobre o tecido

Mesmo que o tecido fique submerso por dois meses ainda permanece seco. Alguns experimentos também indicam que o material reduz o arrasto na água em 20%. Isso pode significar trajes de competição para nadadores que aumentam a velocidade e nunca molham.

A fabricação da camada nanométrica ocorre num processo de apenas uma etapa: gás de silicone se condensa sobre o tecido formando os filamentos. Lã, viscose a algodão também podem receber a proteção, mas o poliéster foi o material que apresentou melhores resultados.

A camada é bem mais durável do que outros revestimentos resistentes à água e sobrevive a uma esfregada vigorosa. Mas ele não se mantém depois de ciclos diários em máquinas de lavar.

Alguns especialistas afirmam que, por causa da descoberta, “a era das roupas autolimpantes pode estar mais próxima do que pensamos”. [NewScientist]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

14 comentários

  • O-lado-escuro:

    Esse produto não é o Never wet?? Meu professor de laboratório de Quimica geral mostrou um video sobre um produto que é feito de nanoteclogia pelo que não me engano são silicatos modificados…Só sei que você pode jogar qualquer coisa que não suja…Tipo um tenis coloca-lo na lama que nada acontece,jogar coca-cola,oleo de cozinha,mel,chocolate etc…nada acontece produto novo que esta em faze de testes…nanotecnologia galera é coisa boa…futurooo

  • vodka:

    nossa,
    explique mais sobre o assunto????

  • Kevin:

    Se o tecido não se molha, como ele é lavado.

    AUTOLIMPANTE hahaha

  • mayanna yasmine torres tavares:

    isso é demais!que tal se inventassem um tecido á prova de fogo???sería ótimo!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Daniella:

    Q legal!!!!

    😀

  • Gabriel:

    Jocajol:
    O cascão adoraria!!!

    —————————————————

    KKKKKKKKKKKKKKKKK eu ri mto disso uahsuahsuhaushuhas

  • Athos:

    MICHAEL PHELPS vai ficar mais feliz depois desta notícia!

  • Jocajol:

    O cascão adoraria!!!

  • Mauricio da Cruz:

    NOSSA, GOSTEI MUITO DESSE SITE !! NÃO O CONHECIA !!!
    VOU FREQUENTAR SEMPRE AGORA !!
    ADORO NOTÍCIAS CIENTÍFICAS …. ETC..
    1000000000000000000

  • Antonio Marques da silva:

    Olá equipe Hscience boa tarde!
    Gostria de parabeniza-los por ese site,por estas elas reportagem científicas, e tantas outras que teem me enviado.
    Pois dificilmente deixo de le-las estas reportagem que é muito importante pra todos nós que somos curiosos em saber das coisas boas.
    Muito obrigado um abraço a todos.

  • Rebecca:

    Que interessante!

    Queria agora que inventassem um papel à prova d’água também.

  • Ivaldo Moreira de Mello:

    Achei muito interessante a matéria acima. Gostaria de saber se esse material já está sendo fabricado e vendido e se é muito caro.
    Como sugestão, gostaria de saber se não se poderia usá-lo em lajes e paredes de casas como impermebializantes para evitar vazamentos e infiltrações.

  • alex:

    muito incrível, mas sinceramente, o custo deste tecido deve ser animal… abs

  • Vitor:

    É uma boa notícia, pena que uma roupa que não molha que não dure algumas lavagens não faz muito sentido.

Deixe seu comentário!