O mais estranho avião do mundo é projetado pela Nasa

Por , em 20.01.2011

Não, essa não é uma montagem de Photoshop e você não precisa de óculos – as asas desse avião realmente são oblíquas, com 60 graus de inclinação em relação a sua fuselagem. Conheça o AD-1 Oblique Wing Aircraft, uma criação da Nasa.

O AD-1 foi criado pelo Centro de Pesquisa em Vôo Dryden, da Nasa, nos anos 1970. O objetivo dos engenheiros ao criar um avião com um design tão diferente era economizar no combustível. As asas oblíquas fariam com que a necessidade de combustível do AD-1 fosse  apenas a metade do que a de um avião convencional, em velocidade supersônica, graças a sua aerodinâmica.

E, como você pode ver pelas imagens, o projeto não ficou apenas no papel. O avião pilotado por um oficial (já havia sido feito um protótipo controlado remotamente) decolou em 1979 e funcionou perfeitamente.

O avião não fica com as asas oblíquas o tempo todo. Ele decola com uma configuração normal e, quando atinge a velocidade certa, suas asas passam por uma leve rotação até atingir o ângulo de 60 graus.

Apesar de voar corretamente, pilotar o avião quando suas asas estão em um ângulo maior do que 45 graus não é fácil, então o projeto foi abandonado e o AD-1 fez seu último vôo em agosto de 1982.

[Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

24 comentários

  • Cristiano Soares:

    Agora sei de onde o George Lucas tirou a idéia dos X-wings do Star Wars…

  • Heitor Giacomini:

    o hype deveria explicar pq ele gasta menos

  • adenilsom:

    se tem algum engenheiro lendo isso pegue essa ideia e projete um aviaõpra economizar combustivel.

  • Augusto Paiva:

    Avião sem aas não é um avião!
    Como poderia ser guiado?
    Um Avição sem acas hoje chama-se “míssil”, onde ele é lançado com uma trajetória única. Até os “mísseis teleguiados” tem asas! Se não como ele faria fara se guiar?
    Você realente consegue enxergar um avião sem asas, uma vez que o intuito das asas é interagir com a ação do vento provocando o movimento?
    Um ídéia de avião des asas é o elicóptero! respondida sua questão?
    Não existe avião sem asas, o dia em que o fizer, trocariam suas asas por turbinas que o guiasse da mesma forma que as asas o fazem, isto aumentaria o custo e peso do avião, o que o tornaria inviável à produção.
    Grande Abraço!

  • Zito M:

    teria mais graca se apresentasem um ‘aviao’ sem asas!!!

  • Henrique:

    Bem simples… a idéia foi usada nos F14 de asas “retráteis”
    inclinar ajuda, mas reduzir as asas se provou mais interessante.

    Sempre bom saber de onde veem grandes idéias

  • Augusto Paiva:

    E se o avião tivesse uma segunda asa que abrisse 60 graus o inverso da outra (em vista de baixo ou de cima ficaria uma asa em X)?
    Isso tudo se equilibraria diminuindo a difuculdade de pilotagem!
    Isso poderia ainda multiplicar por 2 o potencial de velocidade.
    Apenas uma idéia…rsrs
    Ainda não sou engenheiro formado e não conheço muito de
    aerodinâmica… Por enquanto…
    Farei uns estudos a respeito e tentarei calcular como ficaria. Se eu tiver bons resultados postarei aqui.
    Desculpem a Ignorancia no assunto…rsrrs
    Abraço a Todos!

  • Luiz:

    É que a ponta da asa provoca um vortex (ar turbilhonado, girando), provocando ARRASTO e obrigando o avião a usar mais potência (e gastar mais combustível)para manter a velocidade aerodinãmica.
    Com a torção da asa, o vortex se cria somente na ponta de trás, diminuindo 50% o arrasto e assim o consumo de combustível.
    Esse projeto também visava estudar uma maneira de parar as pás do helicóptero em vôo, permitindo maior velocidade para as aeronaves de asas rotativas.

  • luis miguel mendes furtado:

    um esforsso para alcancar o vento…

  • Pardau:

    é o cruzamento entre um Sukhoi Su-47 e um F-5

  • harrison:

    jernei
    escrever CORETAMENTE foi demais

  • Lucas:

    o hype deveria explicar pq ele gasta menos

  • jernei:

    Existem muitos caras que deveriam economizar tempo, espaço e encheção de saco. Fazem cada comentário besta! Pensam que escrever é tudo. O bom mesmo é escrever coretamente. Outros ainda dizem que “manjam” de aerodinâmica. Mas gostei da matéria e entendi a concepção da criação do avião de “asas tortas”.

  • harrison:

    Theo
    Ainda bem que o mundo não depende da tua inteligência.

  • X:

    Admirador, existem gases nobrez no espaço? Eu pensei que no vácuo não existia nada, nem gases.

  • Admirador:

    Fantástica a intenção de economizar combustível. Mas foi um meio, digamos, meio desajeitado de atingir esse fim. Tanto que o projeto foi abandonado. Mas como a tecnologia aliada à inteligência voa em progressão geométrica, seriva interessante à NASA projetar um avião que usasse como combustível os gases nobres colhidos diretamente da fonte, o espaço, não precisando processá-lo como foi o caso do Concord, que encareceu o seu uso de maneira proibitiva. A propósito, como anda o projeto do “avião eterno” cogitado pela NASA?

  • Ze da Feira:

    Harrinson ta certo , será que não passou pela cabeça dos caras que era muito mais inteligente inclinar as duas pra traz ? F14 faz isso.

  • Elmo:

    galera, o objetivo aqui descrito NÃO era fazer um caça ou um avião revolucionário, mas um avião que economiza 1/2 do combustível somente torcendo a asa; isso é que é o máximo!!!! ou mínimo…combustível..rsrs
    Abraço

  • MAX:

    Desculpe pessoal, mas nao entendi a relação do F14, um fantastico aviao de caça com esse prototipo estranho…???

  • Theo:

    harrison:
    Vc leu o texto?
    Acho que não…esse aviao saiu de linho muito antes do f14 aparecer, na epoca esse aviao era o mais toip dos tops…
    Seria a mesma coisa de comprar a antiga valvula ao transistor e ao microchip e ao processador atual.
    Cada um em sua epoca foi o top, hoje em dia nao são mais…

  • anonimo:

    como funciona aerodinâmica disto cara eu q sei sobre aerodinâmica n.intendo

  • harrison:

    EU ACHO QUE OS IDIOTAS DA NASA NÃO IMAGINAVAM A POSSÍVEL EXISTÊNCIA DO F14 QUE ENFLEXA AS DUAS ASAS APARA TRÁS. PRONTO.

  • Tony Amorim:

    Um bocado estranha essa estética

Deixe seu comentário!