Os apartamentos dos homens são muito mais sujos

Um novo estudo confirma o que não era surpresa para ninguém: que os apartamentos e casas de homens solteiros são mais sujos do que de solteiras. O que é um pouco chocante, entretanto, é a quantidade de sujeira que estamos falando; em média, o apartamento de um único homem solteiro tem 15 vezes mais bactérias do que a casa de meninas solteiras.

A pesquisa envolveu limpar superfícies das casas de 30 solteiros e 30 solteiras. Em geral, as mulheres solteiras tinham casas mais limpas do que a casa americana média, enquanto os apartamentos de solteiros tinham mais germes do que a residência americana típica.

Você deve estar pensando que não é tão ruim assim. Então preste atenção nisso: 7 em cada 10 mesas de centro nos apartamentos dos rapazes estavam cobertas de coliformes, um tipo de bactéria que vive nas fezes de animais de sangue quente.

Eles têm cocô sobre a mesa de centro. Os pesquisadores suspeitam que eles provavelmente colocam seus pés sobre a mesa de centro. Cerca de 90% dos sapatos tem bactérias fecais na sola depois de três meses de uso.

As bactérias também são ótimos indicadores de que as superfícies podem conter vírus da gripe e outros micróbios conhecidos por causar diarréia. Elas foram encontradas também nos controles remotos de televisão (30%), cabeceiras (62%) e maçanetas (13%).

Para ser justo com os rapazinhos, coliformes também foram descobertos em algumas áreas das casas das solteiras, mas não eram tão comuns, exceto em um local: 33% das maçanetas dos apartamentos femininos abrigavam colônias de coliformes.

Porém, os pesquisadores afirmam que os solteiros – e suas mãos sujas – podem ser os culpados. Vai ver que é por isso que as mulheres sempre esperam que os homens abram a porta para elas. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

12 respostas para “Os apartamentos dos homens são muito mais sujos”

  1. Homens e porcos empatam,por isso eles tem a imunidade tão alta, eu ñ como comida em casa q só tem homens, uma vez fui numa republica na moradia da Unicamp, me deu nauseas, o fedô q a casa tinha era de vomitar, o chão era grudento, na cozinha ñ havia uma só vasinha limpa, a pia era toda gosmenta cheia de mofo e comida podres, havia tenis de chulé pela casa toda , as cobertas e camas cheiravam a murrinha, as roupas sujas jogadas no chão, o banheiro fedia a cural nos dias de chuva. Dias c\ sol e a tarde dava um ventinho , nós na casa das meninas onde minha filha morava ñ aguentávamos a catinga de gambá q saia pelas janelas deles e entrava na casa delas. Quando os rapazes saíam se perfumavam, vestiam a roupa limpa q as mães lavavam nos fins de semana, pareciam limpinhos, mas era engano eles fediam quando ficavam naquela casa de loucos.

  2. Se tudo que falam que faz mal fizesse não estariamos aqui, vocês não acham? Então parem de se preocupar com bactérias, virus e cia já que os humanos são programados para se defendrem e não usem anti-bióticos é a ignorancia em frascos.

  3. Moro numa república com tamta gente escrota, que uma vez um esquentadinho por encontrar o banheiro ocupado, e o mesmo demorou para desocupar, cagou em frente a porta do banheiro e se limpou com a toalha de banho do ocupante do banheiro,
    é pra acabá….

  4. Eu gostaria de realçar a pesquisa foi feita com gente norte americana. Higiene tem reflexos culturais. Espero que esses pesquisadores não usem essa pesquisa pra de modo a criar um padrão de comportamento.

    Pude ver e perceber que o pessoal sul coreano, é gente muito preocupada com a higiene.

  5. Moro sozinho num apartamentinho apertado, raramente limpo, varrer só qdo ta juntando lixo, lavar louça então só qdo acaba a louça limpa. Acho q não moro sozinho nada, to cheio de companhia! Milhões de coliformes habitam meu humilde lar!

Deixe uma resposta