Ouviu médicos o declararem como morto

Um estado-unidense de apenas 21 anos diz ter ouvido quando os médicos o declaravam como morto.

Apenas 36 horas após um acidente de carro, uma tomografia cerebral mostrou que Zack Dunlap não tinha nenhum fluxo sanguíneo no cérebro, portanto estaria com morte cerebral. Zack ouvia tudo.

“Não havia qualquer atividade cerebral”, disse o pai do rapaz depois de conferir os exames. Os aparelhos foram mantidos ligados apenas para que seus órgãos fossem retirados para doação.

Fomos projetados para a monogamia?

Nesse ínterim os primos de Zack, Dan e Christy, ambos enfermeiros, acharam que seu aspecto não era de morto. Eles fizeram um teste passando suavemente a ponta de uma faca na sola de seu pé. Zack respondeu, mas a enfermeira disse que aquilo era apenas um reflexo. Em seguida o primo enfiou sua unha debaixo da unha de Zack que reagiu com mais força e mexeu o braço ao longo de todo o corpo.

Cinco dias depois Zach acordou e depois de mais 48 já estava em casa.

Nossos 10 monstros favoritos

“Estou me sentindo bem… Só preciso ter mais paciência. Estou querendo dirigir de novo desde que saí da reabilitação”, disse o rapaz à rede de televisão NBC dos EUA. [Fonte]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

15 respostas para “Ouviu médicos o declararem como morto”

  1. Com os médicos de diplomas comprados nestas UNIBANS da vida, isto não é mais um risco, mas sim uma certeza de que um médico hoje não tem capacidade para diagnosticar uma morte. Houve caso até de pessoas que acordaram no necrotério ensacadas.
    Meu, nós somos filhos do MEC e de pedagogas. Nossos prédios caem. O avião também pois o mecânico de tão burro não sabe a diferença entre gasolina e querosene.
    Esses dias uma doadora de medula óssea morreu na hora da doação devido a perfuração de uma artéria, e o pior, morreu dentro de um hospital cheio de “profissionais” que não souberam estancar hemorragia.
    Então procure um médico filho do MEC que vc vai se encontrar enterrado vivo.

  2. […] Como se trata de operar um corpo “morto”, não se usa anestesia. Já houve muitos relatos em que o “cadáver” reagiu aos cortes com bisturi, apresentando pressão arterial elevada e batimentos cardíacos crescentes. Em 1999, houve até o caso de um paciente que teria se mexido durante a retirada de órgãos. Neste caso o “morto” disse em entrevista que chegou a ouvir o médico declará-lo como t… […]

  3. Essas coisas podem acontecer…assistam um filme falando sobre isso …
    Vida Por um fio ..com Jessica Alba
    AS pessoas podem estar fazendo um cirurgia todo anestesiado …e simplesmente ouvir e sentir o q acontece ao seu redor

Deixe uma resposta