Palavras com letras à direita do teclado são “mais positivas”

Por , em 8.03.2012

Palavras escritas com letras mais à direita do teclado estão associadas a emoções mais positivas do que as compostas por letras localizadas ao lado esquerdo do teclado. Isso é o que mostra uma nova pesquisa realizada por cientistas da University College London e The New School for Social Research.

O estudo indica, pela primeira vez, que há uma ligação entre o significado das palavras e a forma como elas são digitadas – uma relação que eles chamam de efeito QWERTY, o tipo de teclado mais comum nos dias de hoje, que recebe esse nome pelas seis primeiras letras da parte superior esquerda do teclado, lidas da esquerda para a direita.

Atualmente, a linguagem é produzida cada vez mais com a ponta dos dedos, com mensagens digitadas no computador. As novas tecnologias para produção de linguagem acabam moldando a forma como as pessoas se comunicam. O novo estudo mostra, de forma geral, que com mudanças de mecanismos de comunicação, palavras podem atingir novos significados.

Em uma série de experimentos, pesquisadores investigaram de diferentes maneiras se as palavras com mais letras de um lado do teclado podiam trazer diferentes significados emocionais. Eles descobriram que os significados de palavras em inglês, holandês e espanhol estão relacionados à maneira como as pessoas digitam no teclado QWERTY.

Em geral, as palavras com mais letras do lado direito foram classificadas como mais positivas do que as palavras com letras do lado esquerdo. Este efeito foi visível em todas as três línguas estudadas, e não foi afetado pelo comprimento da palavra.

Os pesquisadores sugerem que é mais fácil digitar letras do lado direito do teclado, o que pode levar a sentimentos mais positivos. Em outras palavras, quanto mais letras do lado direito uma palavra tem, mais positiva ela tende a ser, enquanto as compostas por letras do lado esquerdo tendem a se relacionar com sentimentos negativos. [ScienceDaily, Foto]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

5 comentários

  • Conta outra.:

    O detalhe não é o teclado, mas a energia que impregnamos ao teclar ou escrever em manuscrito.

    O estudo seria mais abrangente se pegassem um cara 100 %ambidestro e mandassem que ele escrevesse um texto numa folha de papel, dividida em duas partes na vertical.

    Ele escreveria com a mão esquerda até a linha limite e continuaria com a mão direita após esse limite.

    A carta seria analisada por pesquisadores sensitivos, que definiriam de que lado estão as energias positivas e negativas que ele impregnou ao escrever.

    Tudo questão de energia e o teclado não tem nada a ver com isso.

    Todos somos dotados dessa sensibilidade de sacar essas energias, mas na maioria do people ela está estagnada.
    Os que desenvolvem esse dom, são os ciganos, padres, pastores e religiosas.

    Fui.. ler Helena Blavatsky

  • gude:

    Legal, só seria mais legal lembrar que esse estudo foi feito com base na lingua inglesa, de onde a matéria foi traduzida

    Duvido que a mesma se aplique ao nosso idioma

  • Emerson Brito:

    Muito irão me criticar, mas acho essa teoria uma tremenda idiotice.

    Independente do que possam escrever aqui criticando a MINHA OPINIÃO, é o que penso !

  • Jobson:

    Engraçado, como sempre estive do outro lado do teclado “digitando” o lado a que se refere o autor seria o “esquerdo”. Pelo efeito de termos dois cerebros, sempre tive dificuldades para digitar meu lado esquerdo(direito do autor) fora isto nada observei… são quase 40anos de experiência. Não creio em nada no artigo, ao menos por enquanto.

  • Vixi!:

    Meu amigo, isso tambem é ciência

Deixe seu comentário!