Pequenos buracos negros errantes são uma ameaça para a Terra?

Por , em 3.04.2012

Podemos respirar aliviados: se colidissem com o nosso planeta, os pequenos buracos negros que estão perambulando pelo espaço deixariam a Terra incólume.

Vários modelos sugerem que a matéria pode ter entrado em colapso e se transformado em buracos negros logo após o Big Bang. Os cientistas acreditam que o menor desses buracos negros teria evaporado há muito tempo através de um processo chamado de radiação Hawking.

Mas, de acordo com a física Katherine Mack, da Universidade de Cambridge, esses pequenos buracos, que pesam cerca de um bilhão de toneladas, ainda podem estar vagando por aí, já que são difíceis de detectar, devido ao seu tamanho reduzido – são menores que o núcleo de um átomo.

Por esse motivo, já foram dados dois alarmes falsos. Em 1908, uma misteriosa explosão modificou uma área de floresta com mais de 2 mil metros quadrados, perto do rio Tunguska, na Sibéria. Em 1973, físicos propuseram que a culpa fosse de um desses minis buracos negros. Mas a sugestão foi abandonada mais tarde.

Em 2003, um outro grupo de cientistas sugeriu que um conjunto inexplicável de informações sismográficas poderia derivar de um objeto denso chamado de strangelet, que estaria em colisão com a Terra. Mais tarde, esse mesmo grupo descobriu que se tratava de um terremoto.

Mas o que de fato aconteceria se fôssemos atingidos por um pequeno buraco negro? Foi essa a dúvida sobre a qual o astrônomo Shravan Hanasoge, da Universidade de Princeton, e seus colegas se debruçaram.

Segundo Hanasoge, se fôssemos acertados em cheio por um buraco negro, tudo aconteceria muito rapidamente, pois a velocidade do buraco negro seria de milhares de quilômetros por segundo. Contudo, seria também muito pequeno, pelo fato do buraco ser menor que um núcleo atômico. “Isso só causaria um túnel, tal qual uma agulha, através do planeta”, explica o pesquisador de Princeton.

Embora fosse pequeno, Hanasoge afirma que saberíamos se tivéssemos sido atingidos por um mini buraco negro. Isso porque o núcleo externo da Terra iria vibrar, criando ondas de choque esféricas e simétricas, o que faria com que todos os detectores sísmicos da Terra disparassem ao mesmo tempo. Se fosse um terremoto, apenas alguns detectores disparariam, já que os tremores normais são mais localizados.

“E a colisão seria sentida como um tremor de magnitude 4, quase imperceptível. Portanto, não haveria qualquer destruição”, diz Hanasoge. E ele ressalta: a Terra ser atingida por um mini buraco negro é um evento extremamente raro, que acontece aproximadamente a cada 10 milhões de anos. [NewScientist]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

26 comentários

  • Alberto Campos:

    A verdade é que os buracos negros existem, mas não sabemos o que são. Assim os cientistas inventam histórias absurdas. Como por exemplo: do outro lado de um buraco negro existe um braco branco, o buraco negro é uma singularidade, O tempo acaba num buraco negro, o buraco negro é um portal para outro universo, etc, etc, etc. Isto não convence mais ninguém. O melhor é não dizer nada. Cada um fantasia como quiser, que estará certo.

    • Pedro Henrique:

      O tempo parar em um buraco negro não é nenhuma fantasia. É perfeitamente compatível teoria da relatividade de Einstein.

    • Felipe Alves:

      Seu comentário foi perfeito.

    • Edson Carli:

      Você esta confundindo fatos, teorias e especulações. A ciencia tem tudo isso a diferença é ser maduro e entender a diferença de cada uma . Dentro do buraco negro tem pouca informação pois quase nada sai de lá então existem muitas especulações, porém todas elas são feitas sobre o conhecimento existente hj, ninguém inventa uma especulação científica baseado em nada. Um dia alguém especulou que o sol girava em torno da terra e não tinha nada de errado com isso, teimar isso hoje em dia sim é errado.

  • Edinei Júnior:

    Eu acho essa teoria muito simplista. Um buraco negro não é simplismente um pouco de matéria. Mesmo que seja do tamanho de um átomo. Pelo que vi aqui, eles não levaram em consideração o campo gravidacional, a possível radiação que pode ser emitida, os conceitos da relatividade…
    Apesar de eu ser um tanto leigo, achei que são muito poucas as informações cedidas por eles.

  • André Luis:

    Nossa! Mas poderia algo do tamanho de um núcleo de um átomo, causar alguma pertubação em um planeta?

    • EU:

      Apesar do reduzido tamanho por causa de sua velocidade e massa, estes mini buracos negros podem sim causar algum estrago, nada tao grande como sugar a terra mas como foi dito na matéria criaria um túnel como uma agulha passando pelo planeta (lógico que se fosse uma agulha teria bilhões de toneladas e uma velocidade muito alta.

  • Campos:

    Como pode uma estrela, com uma determinada massa, desabar sobre si e adquirir mais massa, se tornar um buraco negro. Se isto fosse possível o universo não teria tantas estrelas. O mesmo se deve as supernovas. É uma eterna destruição de estrelas. Agora, com o universo repleto de estrelas não percebemos o absurdo que esta teoria é, mas no início do universo, quando existiam poucas estrelas e elas sendo destruídas a uma taxa de uma a cada segundo, pois são cerca de um clarão a cada segundo no céu, detectadas atualmente. Não nasce uma estrela a cada segundo, como podemos destruir uma a cada segundo. São cerca de 30.000.000 de descargas de raios gama por ano ou uma a cada segundo. Esta história está mal contada. Veja a verdadeira historia no blog:”Olhando o Universo”.

  • Marcos Vañó:

    Essa historia de evaporação de mini buraco negro por causa da radiação de Hawking é estranha. A radiação só acontece se o buraco negro, no caso o mini, for rotacional e estiver sugando matéria, não tem lógica um mini buraco negro sumir por causa da radiação, ela não diminui a massa do buraco, estranho essa colocação…

  • Gustavo:

    Mas um detalhe que passou desapercebido: como o objeto possui elevada massa, ele não deveria possuir também elevada gravidade? Então por onde passasse, não deveria sugar materia e ir crescendo?

    • Edson Carli:

      Grande massa relativo ao seu tamanho, quanto menor o buraco negro menos ele tem chance de se chocar. Na velocidade que ele sai do acelerador e com o seu tamanho, ele teria muita sorte em se chocar com algo mas se ocorresse, ele seria tão pequeno que se chocaria com algum elétrom, com sorte dois e o tamanho dele ainda seria ridículo. E pra complicar, se algumas teorias estiverem certas, ele seria destruído muito rápido por conta da evaporação mas nem precisaria disso pra tornar ele inofensivo.

  • Alexandre:

    O buraco é pequeno mas o estrago é grande, pois por onde ele passasse certamente ele criaria uma onda de expansão.

  • Maurício:

    Lembro-me do “caráter vacuolar da matéria”, naquela experiência com elétrons atravessando uma película de ouro e chocando-se contra um anteparo de fósforo. O suposto “buraco negro subatômico” provavelmente se chocaria com a matéria da Terra em grande profundidade, o que se dissiparia em ondas sísmicas no manto pastoso da terra, sem causar danos na superfície.

  • Campos:

    Gilberto M.
    Você está certo. Existem dois tipos de buracos negro: O galáctico e o planetário ou estelar. Um mini buraco negro seria um asteroide, mini asteroide ou poeira. Sem aquele excesso de massa. O resto é pura fantasia. Um planeta errante, tem uma atmosfera a sua volta como o mostrado na foto e esta atmosfera desvia os raios luminosos pela sua densidade e não pela sua gravidade.

  • Andhros:

    Ah! Eu lembro da história dessa grande floresta na Sibéria que “desapareceu da noite pro dia”! Vi no Discovery ou NetGeo,e eram 2.000 Km², e não m². Mas aquilo lá não pode ser não porque já foi muito bem dito que foram OVNIs (!!!), por ufólogos e entusiastas.

    • gargwlas:

      Tesla acha que foi o teste do seu raio da morte… hehe

    • Thony:

      O evento de Tunguska, na Sibéria, foi apenas um cometa que explodiu na atmosfera gostaria muito que tivessem sido Óvnis
      mas não foram.Da uma olhada no link: pt.wikipedia.org/wiki/Evento_de_Tunguska

  • magoado:

    buracos negro do tamanho de um núcleo de um átomo..????

  • Gilberto M.:

    Mini buracos negros só existem em teoria. Se algum deles fosse localizado, Stephen Hawking ganharia o Nobel de Física.

  • Áleff Silva:

    coitado daquele que fica na frente dele,vai levar uma furadinha kkkkkkk.

    • Andhros:

      Mas é “só uma picadinha”!

  • MrStassi:

    agora eu fiquei imaginando e se caso a Terra seja atingida por um, o que aconteceria com uma pessoa que estivesse na hora e no lugar errado, bem no caminho do buraco negro ?? ficaria com um buraco da finura de uma agulha transpassando o corpo?? 😡

    • Elton:

      O buraco é menor que um átomo, ou aconteceria tudo, ou nada…

    • samuel:

      Ele ganharia super poderes

    • Edson Carli:

      Ele se fosse muito azarado, muito mesmo pegaria um câncer haha. Mas a chance do buraco varar o corpo da pessoa sem se chocar com nada é grande, lembre-se, a gente é composto praticamente de vazios. O tempo todo subpartículas atravessam a gente e nem por isso morremos. 😉

  • rui da silva:

    deus me livre!

Deixe seu comentário!