Cientistas consideram que podem existir 36 civilizações alienígenas com comunicação na Via Láctea

Por , em 16.06.2020

A possibilidade de existir vida inteligente no Universo além da nossa é um assunto que gera tanta curiosidade quanto é desafiador. Uma nova abordagem para a questão foi divulgada em estudo publicado no Astrophysical Journal. Os pesquisadores calcularam que pode existir mais de 30 civilizações inteligentes com comunicação ativa na Via Láctea.

Para chegar a esse número, os pesquisadores partiram do pressuposto de que a vida inteligente se forma em outros planetas de forma similar ao nosso. Eles consideram essa estimativa um enorme avanço em relação a outras que indicam números entre zero e bilhões.

A estimativa do número de civilizações inteligentes pelo método clássico é baseada em fazer suposições de valores relativos à vida, de acordo com o principal autor da pesquisa, Tom Westby. Ele explica que opiniões sobre essas questões variam muito.

Vida inteligente

De acordo com o líder da pesquisa e professor de Astrofísica da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, Christopher Conselice, deve existir algumas dezenas de civilizações inteligentes na Via Láctea. Isso se partirmos do pressuposto de que em outros planetas a vida inteligente leva o mesmo tempo que na Terra para se formar.

A ideia, conforme Conselice, é considerar a evolução em escala cósmica. Esse cálculo é baseado no que os pesquisadores chamaram de limite copernicano astrobiológico.

Na Terra uma civilização com comunicação se formou depois de 4,5 bilhões de anos. Por isso, os dois limites copernicanos astrobiológicos, sendo eles forte e fraco, consideram que vida inteligente se forma com menos de 5 bilhões de anos ou depois de aproximadamente esse tempo. Também são considerados outros aspectos astronômicos como a posição do planeta dessas sociedades em relação a estrelas próximas, onde a vida seria possível de forma semelhante a da Terra. Com base nesses dados, os pesquisadores calculam que deve existir aproximadamente de 36 civilizações inteligentes na galáxia.

Sinais distantes

O número de civilizações tem forte relação com o tempo durante o qual estão enviando sinais de sua existência, como transmissões de rádio, mostra a pesquisa. A nossa civilização tecnológica envia sinais ao espaço há 100 anos. Se as outras durarem o mesmo tempo, deve existir 36 civilizações inteligentes com comunicação no momento. No entanto, a distância média delas seria de 17 mil anos-luz. Assim, a detecção essas civilizações seria muito difícil com a tecnologia que temos.

A menos que o tempo de sobrevivência de civilizações como a nossa seja longo, podemos ser a única na nossa galáxia. A busca por vida inteligente em outros planetas pode revelar como a vida se forma e também dar pistas sobre quanto tempo a nossa civilização pode durar, considera Conselice. Para ele, se não encontrarmos coisa alguma nessa busca, estaremos descobrindo nosso próprio futuro. [EurekAlert, The Astrophysical Journal]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!