Pintura de Banksy se autodestrói imediatamente após ser vendida por US$ 1,4 milhão

Por , em 8.10.2018

Momentos após o martelo bater sobre a venda da enigmática pintura “Girl With Balloon” do artista anônimo Bansky, ela passou por um triturador aparentemente escondido dentro do quadro.

A pintura só foi parcialmente destruída, deixando metade intacta e metade desfiada para fora da moldura na casa de leilões Sotheby’s em Londres, na Inglaterra.

Imagina-se que o comprador, que gastou cerca de US$ 1,4 milhão (R$ 5,37 mi) na aquisição na última sexta-feira (5), tenha ficado um pouco surpreso. O valor da obra pode ter aumentado agora, no entanto.

A surpresa

A obra de arte, tinta spray e acrílico sobre tela, continha uma das imagens mais conhecidas do artista – uma menina tentando alcançar um balão vermelho em forma de coração.

Em um comunicado, Alex Branczik, diretor sênior da Sotheby’s, declarou que a casa de leilões não estava a par da pegadinha.

Banksy, o artista mundialmente famoso e elusivo, postou uma foto do momento chocante no Instagram, com a legenda: “going, going, gone” (em tradução literal, “indo, indo, foi”, mas esta também é uma expressão comum durante leilões, que corresponderia ao famoso “dou-lhe uma, dou-lhe duas, vendido”).

Ele também postou um vídeo confirmando que havia secretamente construído um triturador no quadro, “no caso de ele ser leiloado”. A legenda dessa postagem é uma famosa frase de Picasso: “O desejo de destruir também é um impulso criativo”.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

. “The urge to destroy is also a creative urge” – Picasso

Uma publicação compartilhada por Banksy (@banksy) em

As pegadinhas de Banksy

Essa não foi a primeira vez que Banksy “aprontou”. Em 2003, após um resultado recorde durante um leilão de uma de suas telas, ele fez uma dura crítica ao mercado de arte, amplamente conhecida como “A imagem dos Idiotas”.

É uma obra que retrata uma fotografia tirada em um leilão da Christie’s em 1987, na qual uma pintura de Van Gogh se tornou o lance mais caro da história, vendido por US$ 39,9 milhões.

O artista substituiu a pintura do mestre holandês com um texto dizendo: “Eu não acredito que esses idiotas realmente compram esta merda” (“I can’t believe you morons actually buy this shit”).

Banksy agora se tornou um nome familiar, e seus trabalhos frequentemente alcançam preços altos nos principais leilões. Quando a Sotheby’s anunciou que a última edição de seu Leilão de Arte Contemporânea teria uma versão inédita da imagem mais icônica de Banksy, “Girl With Balloon”, ele deve ter ficado feliz por ter uma chance de mostrar o que pensa disso.

Como foi possível?

Não ficou claro como o triturador foi acionado. Foi especulado que Banksy pode ter participado do leilão incógnito e, de alguma forma, desencadeado o dispositivo ele mesmo.

Não parece haver nenhum fio atrás do quadro, nem nada conectado a ele. A peça em si é descrita como tendo sido dada ao seu dono anterior por Banksy em 2006.
Os motores do triturador exigiriam uma fonte de energia. Manter uma bateria funcional por 12 anos parece improvável.

A listagem da Sotheby’s para a peça indicava que ela tinha sido “autenticada pelo Pest Control” (em português, “Controle de Pragas”). O Pest Control é uma espécie de agência que atua em nome de Banksy e verifica supostas peças para tentar garantir que ninguém leiloe plágios. Talvez parte do processo de verificação envolvesse a confirmação do triturador.

Aumento do valor

A Sotheby’s informou que agora está “discutindo os próximos passos” com o comprador não identificado.

Embora o momento provavelmente tenha sido uma decepção para o novo dono da arte, o The Guardian notou que o golpe histórico poderia potencialmente ter aumentado o valor da obra.

Conforme apontou a Sotheby’s, o incidente “certamente marca a primeira vez na história dos leilões que uma obra de arte é automaticamente destruída depois de batido o martelo”.

É fácil argumentar que isso torna a peça ainda mais desejável, porque é como funciona o mundo da arte que Bansky tanto critica.

Curiosamente, a tela não passou inteira pelo triturador, o que pode ter sido intencional, ao impedir que o quadro se tornasse uma pilha de fragmentos que pudessem ser revendidos aos pedaços depois. [ThisIsColossal, HuffPost, TechCrunch]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (27 votos, média: 4,44 de 5)

Deixe seu comentário!