Você não vai acreditar o que esta cobra devorou para precisar de cirurgia

Por , em 24.05.2015

Basicamente todos nós, comilões de nascimento, já ouvimos nossas mães dizendo: “Você tem o olho maior que a barriga”. Essa é a frase preferida na hora de repreender alguém que se empolga e acaba se servindo de muito mais do que consegue aguentar.

É exatamente esse ditado brasileiro que descreve bem a situação pela qual passou uma píton australiana de estimação. O animal teve que fazer uma cirurgia de emergência para remover um par de pinças para churrasco (muito comuns nos EUA e algo semelhante ao que usamos para pegar salada por aqui) que ela acabou engolindo.

Enquanto fazia um lancinho com um rato saboroso que estava sendo servido por seu dono, que usava as pinças de metal, Winston – a píton de dois anos de idade da espécie Aspidites ramsayi – queria mais e abocanhou o objeto. Assumindo que Winston logo ficaria entediado com o instrumento, o proprietário Aaron Rouse deixou que a cobra macho brincasse com as pinças, mas, ao retornar, Rouse não conseguiu encontrá-las. Enquanto isso, Winston parecia um pouco inchado. “Fiquei estupefato”, declarou Rouse.

Caso de cirurgia

Percebendo onde as pinças tinham ido parar, Rouse levou o pobre Winston às pressas ao Centro de Saúde Animal da Universidade de Adelaide, nos Estados Unidos. A cirurgia de 25 minutos foi realizada pelo médico veterinário Oliver Funnell e sua equipe, que garantiram que Winston se livrasse do utensílio de metal.

cobra engole pinca2

As serpentes são hipercarnívoras, o que significa que sua dieta é composta de mais de 70% de carne, incluindo peixes, aves e outras cobras. Sem dentes para ajudá-las a morder porções menores e reduzir o tamanho dos pedaços em suas bocas, as cobras precisam engolir toda a sua presa. Uma mandíbula flexível (e não uma mandíbula deslocada, como acredita o senso comum) permite que esses répteis consumam animais de uma só vez, mesmo se a presa for maior do que a cobra.

Elas têm a capacidade de regurgitar sua comida, especialmente no caso de precisarem ficar atentas ou se sentirem que precisam escapar de uma ameaça potencial logo após consumir uma refeição. Embora os poderosos músculos do estômago de Winston tenham mantido a pinça firmemente armazenada, as bordas serrilhadas do metal ainda poderiam tê-lo machucado caso ele tentasse colocá-la pra fora vomitando-a.

“Você podia sentir o contorno das pinças através da cobra”, disse Funnell. “Com répteis, você tem que fazer uma incisão entre as escamas e nós fizemos isso somente perto do maior lado [da pinça] porque era mais longe de alguns dos órgãos vitais como o coração e os pulmões. Na outra extremidade, os ‘braços’ [da pinça] se expandiriam o tempo todo, o que teria sido bastante desconfortável”.

Dias após a cirurgia, Winston já estava com a saúde recuperada, tomando água e se comportando normalmente, de acordo com Funnell. Acredita-se que o animal fará uma recuperação rápida. [IFLS]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!