Polícia britânica usa tecnologia para prever crimes

Por , em 1.08.2010

Um software que pode prever quando e onde futuros crimes violentos serão cometidos está sendo usado pela primeira vez na Grã-Bretanha.

Duas forças policiais começaram a experimentar o programa sofisticado, que lembra o filme “Minority Report”, com Tom Cruise, onde médiuns são usados para deter os criminosos antes que eles cometam um crime.

O sistema, conhecido como Crush (sigla para, em português, Redução Criminal Utilizando Histórico de Estatística) avalia registros de crimes, informes de inteligência, perfis de agressores e relatórios ao mesmo tempo, para identificar focos potenciais de como e quando um crime tem mais probabilidade de ocorrer.

A tecnologia de “análise preditiva” tem sido creditada como um fator chave por trás de uma queda de 31% da criminalidade e uma queda de 15% em crimes violentos, em Mênfis, Tennessee, segundo um jornal.

Os especialistas criminais afirmam que o sistema é mais uma ferramenta pró-ativa do que de reação a crimes que já aconteceram. Ele praticamente coloca os agentes policiais na área no momento em que os crimes estão sendo cometidos.

O software foi desenvolvido pela IBM, que investiu quase 20 bilhões de reais em análises nos últimos quatro anos. Segundo os desenvolvedores, o que a tecnologia faz não é diferente do que os policiais têm feito, às vezes puramente por instinto – a procura de padrões para descobrir o que é susceptível de acontecer em seguida. O que muda é a escala em que o sistema opera e a velocidade na qual a análise ocorre. [Telegraph]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

3 comentários

  • HLOPES {SUPPORTER ZEITGEIST]:

    pré-crime? bem, apenas pessoas especiais poderiam prever acontecimentos futuros como crimes. tal como vi neste filme. Na verdade, os acontecimentos de hoje, poderiam ser ultrapassados com uma reeducação. Infelizmente, muitas pessoas fazem crime, por alguma razão, ou porque não tiveram uma vida familiar decente que fosse boa, e que desde ai a pessoa se sinta miserável para consigo próprio e não só pela sociedade, ou porque foi mal educada, e em terceiro, tal como diz o ditado, ” é desde de pequeno que se torxe o pepino”, eu aprendi como ajudar as pessoas, por exemplo e sentirem-se bem, foi para isso que eu fui criado, mas não estou satisfeito com o que eu faço, eu quero ajudar mais pessoas ainda, porque às vezes o bem tem mais vicio do que o mal, e se o mal der mais vicio do que bem, suponho ser uma manipulação, de se achar que aquilo é bom, mas que afinal não é. não é uma vontade própria apenas, eu sinto vontade de mim própria, mas fui feito também e ensinado para ser assim. Quem desrespeita a minha hospitalidade, está condenado, apenas reajo mal para quem me quer mal. Pobres, são o meu principal objectivo de os ajudar. Neste caso, aprendi com um movimento, o que é ser um boa unes-ta e boa, e o que é ajudar, e ser-se solidário, não com umas quantas organizações que fazem tudo por dinheiro, se você sente-se interessado em mudar o mundo, então seja bem vindo a nós, porque nós queremos ajudar você a abrir a mente e olhar para os sentimentos de cada um, precisamos de mais, a sua ajuda por ajudar a alcançar o nosso objectivo. vê o meu nome acima? Zeitgeist? Então está tudo dito, tinha um bom dia.

    Nota: Zeitgeist significa espírito.

  • Thiago Luiz:

    Estatisticamente evidente meu prezado CRUSH… =)

  • Rosângela:

    Interessante. O que será que diria Sherlock Holmes, além do “elementar meu caro Watson”?

Deixe seu comentário!