Robô indestrutível se arrasta como uma minhoca

Por , em 14.08.2012

Quem imaginaria que minhocas, criaturas tão subestimadas e pouco imponentes, poderiam servir de inspiração para criar um robô hi-tech? Recentemente, um grupo de pesquisadores do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) e da Universidade de Harvard (ambos nos EUA), em conjunto com a Universidade Nacional de Seul (Coreia do Sul) se baseou no mecanismo de deslocamento de minhocas para desenvolver um protótipo de robô-espião, o Meshworm.

Primeiro, eles fizeram um tubo de polímero para servir de revestimento para os mecanismos internos. Em seguida, produziram filamentos usando uma liga de níquel e titânio para envolver o “corpo” do robô. Ao receber uma corrente elétrica, essa liga (definida por um dos pesquisadores como “um material muito bizarro”) é capaz de se contrair e se expandir, dependendo da intensidade da corrente.

Ao somar esses dois elementos, os pesquisadores puderam simular movimentos peristálticos (os mesmos usados pelas minhocas para se deslocar), que alternam entre contração e expansão para causar deslocamento. Dessa forma, é possível dispensar o uso de mecanismos grandes e pesados, como compressores de ar, para movimentar o protótipo.

Além de flexível e de dimensões reduzidas, o Meshworm é altamente resistente: em testes, foi martelado e pisoteado e continuou funcionando como se nada tivesse acontecido. No futuro, o pequeno e resistente robô poderá ganhar aparelhos de filmagem e escuta e servir como um espião praticamente indetectável.[Daily Mail UK]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

2 comentários

  • Wesley Leandro:

    que robo mais asqueroso, odeio vermes.

    imagino que possam utilizar essa tecnologia para construir sondas que caminhem por dentro das nossas veias e arterias para fazer diagnosticos ou limpar placas de gordura

  • Mateus Felipe Martins Da Costa Cota:

    Essa liga de niquel e titanio forma um metal de memoria chamado nitinol

Deixe seu comentário!