Segundo paciente fica livre do HIV com tratamento inovador

Por , em 11.03.2014

Ano passado, cientistas anunciaram que um bebê nascido com o vírus HIV foi curado com um tratamento intenso com drogas nas primeiras 30 horas depois de seu nascimento. Entretanto, céticos questionaram se a criança havia sido realmente infectada durante o parto. Na última semana, pesquisadores norte-americanos relataram o segundo caso de um bebê que possivelmente se curou da doença, restando pouca dúvida de que o tratamento pode funcionar.

A criança, agora com nove meses, foi tratada com medicamentos antirretrovirais apenas quatro horas após seu nascimento – logo depois do vírus ter sido detectado em seu sangue. Até o momento, a menina, que está vivendo em um orfanato, não mostrou sinais de infecção pelo HIV. No entanto, como ela ainda está recebendo medicação, é cedo para dizer que ela foi completamente curada.

A mãe do bebê, que apresenta quadro avançado de AIDS e tem transtornos mentais, recebeu prescrição médica para tomar medicamentos que poderiam evitar que o bebê nascesse com o vírus, mas afirmou aos médicos que não realizou o tratamento.

Pesquisadores estimam que o HIV já infectou mais de 34 milhões de pessoas em todo mundo. Cerca de 250 mil bebês nascem infectados pelo vírus todos os anos. Se for comprovado que as crianças se curaram completamente durante o acompanhamento nos próximos anos, o novo tratamento para a cura da AIDS em recém-nascidos deve ser adotado em larga escala.

Isso poderá trazer mudanças no mundo todo, garantindo o bem-estar de milhares de crianças. E também será uma grande prova de que o tratamento precoce pode ser fundamental para a cura de muitas doenças. [New York Times/BBC]

Último vídeo do nosso canal: 4 dias infalíveis da ciência para dar o PRESENTE PER

1 comentário

  • Elaine Teresa Leite Pereira:

    A ESPERANÇA Q ESTA REPORTAGEM TRAZ É MUITO RECONFORTANTE

Deixe seu comentário!