“SMS sonâmbulo” e os problemas que eles causam

Por , em 25.02.2013

À primeira vista, pode parecer conversa fiada de quem fez algo sem pensar e depois se arrependeu, mas há evidências de que se trata de um fenômeno real: pessoas podem enviar mensagens e tweets “semi-acordadas”, usando seus celulares, e não se lembrar do ato no dia seguinte, mesmo sem ter ingerido álcool ou outras substâncias que atrapalham o julgamento.

Existe, inclusive, uma hashtag (#sleeptexting, que em português significa algo como “mandando mensagens dormindo”) que as pessoas usam quando querem indicar que não estavam plenamente conscientes quando enviaram um tweet horas antes.

Da mesma forma que tem gente que “se levanta para pegar algo na geladeira” em estado de sonolência, algumas pessoas “pegam seu smartphone, que está por perto, e mandam textos e outras coisas”, aponta Jim Fulop, diretor do OhioHealth Sleep Services (EUA).

Repare no termo “estado de sonolência”: ele é mais preciso do que “durante o sono”, uma vez que a ação de pegar um celular (principalmente se a tela estiver “bloqueada”) e escrever uma mensagem seria complexa demais para ser executada durante o sono – mais complicada do que se movimentar aleatoriamente, por exemplo.

“É como se seu cérebro estivesse no piloto automático”, explica a médica Shelby Harris, do Montefiore Medical Center em Nova York (EUA). “Pense no quanto as pessoas mandam textos hoje em dia, e a maioria dorme com [seus celulares] por perto”.

Um caso de “sleeptexting” é o da blogueira Kayla Potega, de Illinois (EUA), que descobriu há alguns anos que manda mensagens “semi-acordada” sobre o que estava sonhando – e que, quando o faz, é sempre para o namorado. Potega diz que isso acontece raramente, e que não sabe exatamente qual a causa, embora tenha uma teoria.

“Eu acho que isso acontece porque eu quero contar [ao meu namorado] sobre esses sonhos, mas ainda estou meio dormindo, então apenas alcanço o telefone e mando uma mensagem sem conteúdo específico”, conta. “Da última vez, eu lembro que estava tentando dar a ele algum tipo de conselho, e saiu algo como ‘só porque seu cérebro é uma frigideira de ferro fundido, não quer dizer que seu corpo também seja'”.

Embora não seja um fenômeno especialmente perigoso (ao contrário do sonambulismo), pode causar constrangimento aos usuários descuidados, da mesma forma que mandar uma mensagem para sua ex-namorada depois de tomar três doses de tequila. Se você suspeita que está mandando mensagens semi-acordado, não é difícil se prevenir: desligue o celular antes de dormir, coloque uma senha complicada nele, ou não durma com ele por perto.[CNN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!