Nosso universo é uma bolha em expansão em uma dimensão extra

Por , em 30.12.2018

Entender a energia escura e o papel dela no nosso universo se tornou uma obsessão para os físicos. Teorias e mais teorias tentam descobrir como este tipo de energia funciona e qual seu papel nas engrenagens do nosso mundo. Pesquisadores da Universidade de Uppsala, na Suécia, têm um novo palpite sobre o tema. Eles criaram um novo modelo para o Universo – um que pode resolver o enigma da energia escura. Seu novo artigo, publicado na Physical Review Letters, propõe um novo conceito estrutural que inclui a energia escura. Segundo este modelo, nosso universo é uma bolha em expansão localizada em uma dimensão adicional.

Nada de energia escura: Nova explicação para aceleração cósmica é proposta

Nós sabemos que o Universo está se expandindo a um ritmo cada vez mais acelerado. A explicação para isso é, supostamente, a “energia escura” que o permeia por toda parte, que o “empurraria” em direção à expansão.

Há muito tempo se espera que a teoria das cordas forneça a resposta para este enigma da energia escura. De acordo com a teoria das cordas, toda a matéria consiste de entidades minúsculas, vibrantes, semelhantes a cordas. Para se sustentar, ela exige que haja mais dimensões espaciais do que as três que já fazem parte do nosso conhecimento cotidiano.

Nova teoria poderia explicar os 95% ausentes do cosmos

Por 15 anos, houve modelos na teoria das cordas que, acreditava-se, dariam significado à energia escura. No entanto, estes vêm sendo alvo de críticas cada vez mais duras, e vários pesquisadores agora afirmam que nenhum dos modelos propostos até hoje é viável.

Em seu artigo, os cientistas da Uppsala propõem que todo o Universo estaria acomodado no limite de uma bolha em expansão. Toda a matéria existente no Universo corresponderia às extremidades das cordas que se estendem para uma dimensão extra. Os pesquisadores também mostram que a expansão de bolhas desse tipo pode vir a existir no âmbito da teoria das cordas – é concebível que haja mais bolhas além da nossa, correspondendo a outros universos.

Energia escura pode ser razão pela qual o tempo vai para frente

Este novo modelo fornece uma imagem diferente do início e do futuro do Universo, enquanto também pode abrir o caminho para métodos de teste da teoria das cordas. Um caminho para um consenso, porém, ainda será longo. Uma teoria que explique a energia escura não apenas precisará estar em conformidade com as evidências existentes, mas também deve ajudar a explicar novas descobertas que são feitas todos os dias. [Universidade de Uppsala, Phys.org, Futurism]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (38 votos, média: 4,79 de 5)

Deixe seu comentário!