Você deve urinar em uma queimadura de água-viva?

Por , em 20.06.2012

Imagine a situação: na praia, você encostou em uma água viva e se queimou. Não bastasse a dor absurda, alguém diz “deixa comigo!” e começa a urinar no machucado, ignorando sua cara de espanto.

Levando em conta a popularidade desse mito de que a urina alivia a queimadura, essa reação não é tão incomum (quem se lembra da cena da famosa comédia “Friends”?).

Mas, de acordo com a médica Jennifer Ping, que atende emergências na Clínica e Hospital Straub (Havaí), o efeito da urina é justamente o contrário: pode até piorar a situação.

Quando encostam em você, os tentáculos do animal disparam milhões de agulhas microscópicas (chamadas nematócitos) que perfuram a pele e liberam veneno. A urina, ao invés de aliviar a queimadura, pode fazer com que os nematócitos inchem e liberem ainda mais veneno.

Depois de pesquisar diversos métodos para tratar esse tipo de ferimento, a médica recomenda:

  • Saia da água e remova os tentáculos que ficaram presos (use algum objeto, como uma pinça, para não se machucar ainda mais);
  • Jogue vinagre (ou outro líquido com acidez parecida) sobre a queimadura e deixe agir por um tempo;
  • Por fim, raspe com cuidado as os nematócitos da pele usando um cartão de crédito ou algo parecido.

Da próxima vez que algum bem-intencionado quiser aliviar sua queimadura, peça para ele manter as calças levantadas e buscar remédios que realmente funcionem. [Life’s Little Misteries]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 4,50 de 5)

4 comentários

  • Lourenco:

    Esse tipo de “peixes gelatinosos” têm topos o mesmo tipo de veneno??? Eu já vi qualquer coisa a respeito desses bichos, penso que era uma espécie de medusa perigosa do tamanho de uma unha, e a melhor maneira de intervenção era esfregar cinza de cigarro na zona afetada… Dará resultado???

  • Willer:

    Acredito na Dra. Jennifer Ping no caso de águas-vivas. Mas afirmo que no caso de queimadura por urtiga, a urina da resultado imediato. Experiência própria.
    Se puderem fazer uma matéria sobre o tema, ficaria muito agradecido.

    Willer – DF
    Curioso

Deixe seu comentário!