Veja uma muralha com 5km de extensão criada por um terremoto

Por , em 5.11.2013

Este estranho muro de terra e pedras com quase 3 metros de altura não é obra humana, e sim o resultado de uma das maiores forças da natureza: um terremoto.

Em 15 de outubro de 2013, a ilha Bohol, das Filipinas, foi sacudida por um terremoto de magnitude 7.2. Além do prejuízo normalmente causado por um terremoto desta magnitude, ele também deixou uma marca indelével na paisagem – um muro cortando mais de 5 km de terras cultivadas.

Basicamente, parte do terreno deslizou para baixo, e a outra parte elevou-se, criando uma muralha que em alguns pontos chega a 3 metros de altura (ao longo da falha geológica, e pouco acima do epicentro).

ku-xlarge

Os geólogos do Instituto de Vulcanologia e Sismologia Filipino (PHiVolc) aponta que a falha que causou o terremoto corre ao longo de uma área com pouca população, e não há relatos de ninguém que tenha sido engolido pelas fendas formadas. No entanto, pelo menos duas casas estavam no caminho da falha, e uma delas caiu dentro da mesma, como pode ser visto nas fotos.

ku-xlarge (1)

Orogênese, a criação da paisagem

A Terra é um planeta geologicamente ativo, o que significa que suas camadas estão em movimentação, e a paisagem está em constante mudança, ainda que esta mudança não seja tão perceptível para os humanos.

Por um lado, temos a erosão do vento e da chuva, que dissolve o solo e leva-o para o mar. Se fosse só esta a força em ação na paisagem, provavelmente o planeta já teria o formato de uma esfera perfeita, ou quase.

orogenese

O fenômeno que trabalha contra a erosão é o tectonismo. Veja acima as duas placas semimaleáveis se chocando de forma lenta, mas constante. Se as massas forem bastante maleáveis, no ponto em que elas se tocam se deformam, parte delas subindo e parte descendo — é o fenômeno que deu origem aos Himalaias, quando o subcontinente indiano colidiu com a Ásia.

Outro fenômeno que pode ocorrer é a zona de subdução, quando uma das placas é mais densa que a outra e acaba afundando por baixo da zona mais leve. Normalmente, isto ocorre no encontro de uma massa úmida pelo mar, e outra mais sólida. A terra que mergulha está saturada de água salgada, uma mistura que a deixa instável.

Em alguns milhões de anos, esta massa atinge certa profundidade onde derrete e acaba subindo novamente, na forma de lava, formando cadeias de montanhas que consistem de vulcões, como o Monte Santa Helena. Todas as montanhas em torno do Pacífico são o resultado da vulcanologia das zonas de subdução. E estas regiões são instáveis, sofrendo rachaduras como esta das fotos, entre outros fenômenos. [io9, NDTV, PhiVolcs]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!