Vídeo de bebê: esse aqui não anda, mas escala paredões

Por , em 21.07.2015

Se tem uma coisa que é boa em derreter corações, essa coisa se chama vídeo de bebê.

Quando Ellie Farmer está brincando em uma parede de escalada, às vezes ela dá gritinhos como se dissesse para seus pais: “Olha! Eu fiz isso!”. “Como se dissesse” porque ela ainda não consegue formar palavras, apesar de saber escalar uma parede, já que tem apenas 1 ano e 8 meses de idade.

Vídeos desta fofura de bochechas rosadas subindo paredes ganharam a internet, atraindo milhares de visualizações em apenas alguns dias. Seus pais, Rachael e Zak Farmer, são escaladores competitivos que sempre esperavam que ela se juntasse ao passatempo da família. Ellie estava escalando com a mãe durante a gravidez e é figurinha frequente na academia de sua cidade, Flagstaff, no estado norte-americano do Arizona, durante toda a sua vida.

Veja o vídeo desse bebê:

Ellie já ganhava as alturas antes de ter aprendido a andar e escalou seu primeiro paredão com cerca de 8 meses de idade. Segundo a mãe, quando a pequena nasceu, ela imaginava que seria uma criança calma, que ficaria observando as borboletas enquanto fosse fazer trilha com os pais. “Isso é bem legal e nós definitivamente temos estes momentos juntas, mas ela é uma criança muito ativa”, conta em entrevista à rede de televisão CNN.

De berço

Seu pai construiu uma parede de escalada de 2,5 metros no quarto dela ao lado do berço – agora, fica ao lado da sua cama. Normalmente, Ellie vai para a academia com os pais aproximadamente cinco dias por semana e uma parte desse tempo é dedicada apenas a seus interesses: se pendurar, agarrar e se esforçar em paredes de escalada infantis.

As crianças são escaladoras naturais, disseram os Farmers, seja nas escadas, móveis, árvores, ou, no seu caso, paredes de escalada especialmente concebidas e rodeadas por tapetes de segurança. Eles acreditam que o hábito é importante para seu desenvolvimento motor e seu senso de confiança. “Ela tem que pensar no movimento, decidir onde colocar o pé, onde colocar a mão”, diz Rachael, contando que, mesmo quando a garotinha cai, vê-la recomeçando e se animando novamente é o suficiente.

Tombos acontecem

Ellie pratica principalmente o bouldering, um estilo sem arnês de escalada, que se concentra em movimentos fortes e curtos a alturas mais baixas. No vídeo que viralizou nesta semana, a parede que ela escala tem pouco mais de 2 metros de altura e ela nunca está fora do alcance de seus pais.

Com 20 meses, Ellie é muito pequena para caber em um arnês e poderia facilmente bater em uma parede se caísse usando um destes, explicam os pais. Em vez disso, ela usa sapatos de couro de sola macia para proteger seus pés e seus pais ficam por perto enquanto ela está subindo, certificando-se de que poderão oferecer orientações durante uma subida difícil.

A garotinha já caiu, mas Rachel e Zak garantem que sempre a seguram. Se ela está a uma distância pequena do chão, como 30 centímetros, eles a deixam cair nos tapetes macios logo abaixo para ajudá-la a entender como é. Como escaladores de longa data, eles sabem que cair é parte do esporte. Até agora, tudo que os tombos provocaram em Ellie foram risadinhas.

Sucesso na internet

Os Farmers já haviam postado vídeos de escalada da sua filha antes, mas eles nunca tinham se espalhado até agora. Rachael Farmer acha que o vídeo mais recente decolou porque mostra sua filha resolvendo problemas à medida que sobe na parede. Devido à sua popularidade, eles começaram uma página no Facebook, The Little Zen Monkey (“O Macaquinho Zen” – sim, só para morrermos de amor), apenas para compartilhar suas aventuras.

“Eu quero incentivá-la a ser uma criança, a desenvolver seus músculos”, declara a mãe. “As pessoas estão realmente animadas com o que estamos fazendo e por estarmos levando nossa filha para fora, mantendo-a ativa e incentivando-a a ser forte à medida que ela cresce”.

As pessoas que comentam têm oferecido muito apoio e os pais escolheram ignorar os comentários que não são positivos. “Eu tenho deixado isso de lado, porque eu acho que eu sou uma mãe fenomenal e eu sei que eu estou mantendo minha filha a salvo enquanto ela faz essa atividade”, afirma Rachael, que é enfermeira.

Até quando “der na telha”

Os Farmers dizem que vão continuar a escalar com Ellie enquanto ela estiver interessada. Em pequenos vídeos online, pode ser fácil esquecer que ela ainda é uma criança cuja personalidade muda a cada semana, que joga seu mingau no cachorro e não deixa de aproveitar várias sonequinhas. Seu próximo grande desafio poderia ser uma subida mais puxada ou deixar as fraldas – o futuro é um mistério.

“Ela tem seus chiliques; tem seus altos e baixos, que vêm com novas palavras, novas atitudes e novas interações”, comentou Zak. Segundo o pai, ela é uma excelente escaladora para a sua idade, mas isso não significa que seja imune a todas as outras questões de ser um bebê. [CNN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!