Você não vai acreditar o que essa incrível foto mostra

Por , em 15.06.2016

A foto acima é bastante impressionante porque ela mostra o que é provavelmente um planeta alienígena orbitando uma estrela que se encontra a 1.200 anos-luz da Terra.

O possível exoplaneta aparece como um ponto marrom à esquerda da estrela branco-azulada, nomeada CVSO 30.

A imagem foi capturada pelo Very Large Telescope (Telescópio Muito Grande) do Observatório Europeu do Sul, no Chile, da Agência Espacial Europeia.

Muuuuito longe

Ter uma imagem direta de um candidato a planeta tão distante é algo bastante incrível. Para entender quão longe CVSO 30 está, pense que ela fica cerca de 280 vezes mais distante da Terra do que Alpha Centauri, o sistema estelar mais próximo ao nosso.

Em seguida, lembre que um ano-luz é cerca de 59,5 trilhões de quilômetros, o que significa que o candidato a exoplaneta CVSO 30c está a cerca de 11 quatrilhões de quilômetros de distância de nós, na direção da constelação de Orion.

Sistema bizarro

Mais observações ou análises de acompanhamento devem confirmar a existência de CVSO 30c. Se ele realmente está lá, orbita a estrela a uma distância enorme de 660 unidades astronômicas (UA), completando uma órbita a cada 27.000 anos (uma UA é a distância da Terra ao sol, cerca de 150 milhões de km).

E ele não está sozinho. Astrônomos já tinham avistado outro candidato a planeta, o CVSO 30b, em torno da mesma estrela em 2012 através do “método de trânsito”, que observa as pequenas quedas de brilho na estrela, provocadas quando os planetas que a orbitam cruzam suas frentes.

Ambos os mundos são gigantes gasosos, como Júpiter e Saturno, mas ocupam espaços muito diferentes. O CVSO 30b completa uma órbita a cada 11 horas e fica a apenas 0,008 UA da estrela.

Se ambos os planetas forem de fato confirmados, o sistema CVSO 30 será o primeiro a hospedar tanto um exoplaneta detectado pelo método de trânsito quanto um exoplaneta detectado por imagem direta.

Especulações

Os pesquisadores ainda estão explorando como um sistema tão exótico se formou em um “curto” espaço de tempo, já que a estrela tem apenas 2,5 milhões de anos.

Uma das hipóteses é que os dois planetas interagiram em algum momento no passado, se “empurrando” e acabando em suas atuais órbitas extremas.

No futuro, os astrônomos acreditam que a imagem direta será mais usada para descobrir mundos alienígenas – até agora, poucos foram detectados desta forma. A maioria dos 3.300 e tantos exoplanetas confirmados foram encontrados através do método de trânsito pelo telescópio espacial Kepler, da NASA.

Conforme a tecnologia melhora, entretanto, a imagem direta pode até mesmo fornecer as primeiras evidências convincentes de vida alienígena. [Space]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 3,60 de 5)

1 comentário

  • Tibulace:

    Boa matéria, obscurecida por ERRO PRIMÁRIO:Um ano luz, são cerca de 9,5 TRILHÕES de quilômetros.Não sei como, você disse, que é 6 vezes mais

Deixe seu comentário!