Dinossauro gigante com penas é descoberto na China

Publicado em 9.04.2012

Este espécime é, de longe, o maior dinossauro com penas já descoberto. E porque esses répteis desenvolveram plumagens? É o que se perguntam os cientistas.

De acordo com o grupo internacional de pesquisadores – que inclui cientistas do Departamento de Biologia da Universidade de Alberta, no Canadá, e do Instituto de Paleontologia de Vertebrados, de Beijing, China –, já foram encontrados três esqueletos desse dinossauro na província de Lianoning, no noroeste da China.

A datação estima que eles pertençam ao período Cretáceo, há 125 milhões de anos, quando os dinossauros viviam seu apogeu. A nova espécie em questão recebeu o nome de Yutyrannus huali, uma combinação de latim e de mandarim, que significa “belo tirano com penas”.

Segundo Xu Xing, do Instituto de Paleontologia de Vertebrados de Beijing, as penas do Yutyrannus eram simples filamentos. “Suas penas eram mais como penugens de pintinhos do que plumas de pássaros adultos”, diz.

Os fósseis encontrados incluem parte da cauda do dinossauro e seu crânio. Eles revelam dentes afiados, patas com três dedos e a cabeça de um carnívoro típico, que andava sobre suas pernas traseiras.

Em tamanho adulto, um Yutyrannus teria cerca de 10 metros de altura e pesaria aproximadamente 1,4 toneladas, com penas de 15 centímetros de comprimento. Isso permite comparações com o seu primo, o T. rex, e com o Beipiaosaurus, que era 40 vezes mais leve.

Segundo os autores do estudo, o dinossauro em questão era grande demais para voar e suas penas eram moles demais para permitir que sequer saísse do chão, o que levanta a hipótese de que as penas estariam lá apenas para aquecer o animal, já que a Era do Cretáceo foi um período relativamente frio.

Mas outros acreditam que as penas serviam apenas para exibição, como os pássaros modernos que as usam para objetivos reprodutivos. “Yutyrannus aumenta dramaticamente nosso conhecimento sobre o tamanho dos dinossauros que tinham penas”, ressalta Xu. “É possível que as penas fossem muito mais abrangentes, pelo menos entre os carnívoros, do que a maioria dos cientistas tende a acreditar”. [Telegraph]

Autor: Luan Galani

é jornalista. Entusiasta da Teoria-M, é um rato de biblioteca apaixonado pelo que a ciência pode nos proporcionar. Nas horas vagas, é um amante inveterado de música erudita, que pede perdão aos russos por ainda considerar Mozart a grande lenda.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

9 Comentários

  1. A tradução com certeza está errada…
    Ele jamais poderia ter 10 metros de ALTURA e pesar apenas cerca de 1,4 tonelada…
    Com certeza o correto seria 10 metros de comprimento…

    Thumb up 4
  2. Em minha opinião essa ideia generalizada de que as aves descendem dos dinossauros não parece correta, haja vista que sabe-se que há pelo menos 200 milhões de anos as aves já existiam. Parece que o mais correto seria considerar que aves e dinossauros tiveram um ancestral comum há muito mais que 200 milhões de anos. Muitos especialistas estão agora considerando que o potencial genético para desenvolver penas estava propagado por todas as espécies de dinossauros, embora só algumas espécies desenvolviam penas em algum período da vida, provavelmente quando eram filhotes, enquanto outras espécies desenvolviam penas por toda a vida. Naturalmente havia aquelas espécies que, talvez, nunca desenvolviam penas.

    Thumb up 0
    • porque não falam a verdade! na região da Africa (camarôes) os nativos conhecem de perto estes bichos ate hoje…. Se estão extintos o que é que se passa no Lago Nesse, que já foi filmado pela Discovery e visto por Dez mil pessoas e o que dizer dos pescadores que pegaram em suas redes a 60 anos atraz um no Japão e outro voador nos Estados Unidos? até quando pensam em enganar a populaçõa com mentiras. o que dizer do martelo de ferro encontrado dentro de uma pedra e as trez bolas de metal que eles não conhecem o material e nem de onde surgiu! Ei chega de mentiras…..

      Thumb up 2
  3. paleontólogos há anos já sabem que muitas espécies tinham penas incluindo os velociraptores cujo as características lembram muito o das aves!!!

    Thumb up 1
  4. Apenas um comentário a quem postou a matéria em português, aqui no site: Beijing, a capital da China, é conhecida em português por “Pequim”. Acho mais cabível, já que houve a tradução de todas as palavras, com exceção desta.

    Thumb up 0
    • As duas grafias estão corretas.
      Particularmente, prefiro que chamem nossa cidade de Rio de Janeiro e São Paulo à River of January e St Paul…

      Thumb up 0
    • Claro, mas Beijing não está escrito em Mandarim, está? Opa, agora está: 北京. Ficou beautiful.

      Thumb up 1
  5. As aves de fato descendem dos dinossauros saurisquianos terópodes, o que geralmente se confunde é o fato de a estrutura pélvica dos dinossauros ornitisquianos é mais semelhantes à das aves que a dos saurisquianos, mas sem nenhuma ligação evolutiva, apenas são parecidos. Há indícios de que o próprio T-Rex possa ter tido uma rala plumagem em algumas partes do corpo, mas nada que abale a reputação de sua “tiranidade” real.

    Thumb up 8

Envie um comentário

Leia o post anterior:
iojupiter_cassini_960
Foto: Io, a lua acima de Júpiter

Corpo mais vulcânico...

Fechar