Evolução: o que é? Descubra aqui!


É possível ativar legendas automáticas em inglês e ativar a tradução automática para português.

Neste vídeo feito pela Stated Clearly, a evolução é explicada em termos simples.

O que é evolução?

Em biologia, a teoria da evolução não diz exatamente como a vida começou aqui na Terra, mas ajuda a compreender como ela, assim que passou a existir, diversificou-se nas mais incríveis formas que vemos hoje e no registro fóssil. Ela também permite que entendamos como as criaturas modernas continuam a se adaptar e se modificar atualmente.

Mas como definir a evolução? Ela pode ser definida como qualquer mudança nas características hereditárias (tanto características físicas, como a cor da pele de ratos ou manchas nas asas de borboletas, como comportamentos, como a forma que os cachorros se cumprimentam com uma cheirada) dentro de populações pelas gerações.

E como isto funciona? Todos os seres vivos saudáveis, de unicelulares e amebas a flores e golfinhos, são capazes de reprodução, um processo que produz cópias dos pais pela duplicação do DNA, o que resulta na transmissão da informação desse DNA para as gerações futuras.

É o DNA, ou melhor, as informações codificadas no DNA, que dizem se o ser vivo será uma flor ou um ser humano. Esse DNA não é o mesmo em todos os seres vivos – o seu DNA é bastante diferente do de uma flor, mas só um pouco diferente do de Elvis Presley (o que explica por que, ainda assim, você pode não agir ou se parecer com o Rei).

Os seres unicelulares e outras criaturas mais simples se reproduzem fazendo uma duplicata do seu DNA, movendo cada cópia para um canto diferente da célula, e então a dividindo, de forma que cada metade cresce novamente. Se tudo der certo, as cópias serão idênticas ao original. Só que, na natureza, as coisas não são sempre perfeitas.

Quando o DNA é duplicado, podem ocorrer erros que o modificam, gerando o que chamamos de mutação. Estas mutações, que acontecem acidentalmente e aleatoriamente em qualquer trecho do DNA, acabam produzindo variações na forma do corpo e função da criatura que herda o DNA modificado.

Se o indivíduo mutante viver o suficiente para se reproduzir e produzir descendência saudável, esta característica será passada adiante. Ou seja, aconteceu uma “evolução”: mudanças em características hereditárias dentro de uma população através de gerações.

Para outros animais, o processo reprodutivo é mais complicado. Normalmente, eles encontram um parceiro da mesma espécie e combinam metade do DNA de um com metade do DNA do outro. Isto faz com que o descendente não seja uma cópia exata de nenhum dos dois, mas uma combinação de características misturadas. Por exemplo, no caso de um texugo, garras compridas da mãe e pata mais larga do pai. Se o filhote sobreviver, ele vai passar as características que recebeu de seus pais. Novamente, temos evolução acontecendo.

Nesses casos, mutações também acontecem. O filhote pode ter características próprias, resultantes da alteração de alguns genes. Novamente, se o filhote sobreviver, passará estas características únicas para a próxima geração.

Tanto cientistas quanto leigos têm observado a evolução acontecendo o tempo todo. Pequenas mudanças que encontramos aqui e ali vão se acumulando com o passar de novas gerações, resultando em mudanças dramáticas com o passar do tempo.

Um exemplo é a mudança ocorrida com os cães. Se voltarmos no tempo alguns milhares de anos, descobriremos que os cães descendem dos lobos cinza. A cada geração, a evolução dos cães foi guiada pelos seus criadores, que selecionavam os filhotes de acordo com características que achavam desejáveis, o que acabou gerando os diferentes cães que vemos hoje – alguns selecionados pelo tamanho, outros pela inteligência, e outros ainda pela agressividade. Atualmente, poucos cães se parecem e se comportam como seus ancestrais.

E isto não acontece só com os cães. Evidências de outros campos, como a genética, química, paleontologia e até mesmo matemática sugerem que, assim como os cães têm um ancestral comum, todos os seres vivos também têm um. Não sabemos como foi a primeira forma de vida ou como ela passou a existir, mas o processo simples da reprodução com variação por bilhões de anos é o responsável por toda a diversidade da vida que vemos hoje.

E a evolução não é aleatória. Para transformar um lobo cinzento em um mini-poodle, a evolução aleatória teve que ser guiada cuidadosamente por um criador de cães inteligente. Da mesma forma, todos os mamíferos parecem ter tido como ancestral uma criatura com aspecto de musaranho, mas as diferenças de um musaranho para um elefante são muito maiores que as diferenças entre um lobo e um poodle. Quem guiou este processo?

Na metade do século 19, Charles Darwin e Alfred Russel Wallace descobriram, de forma independente, que um agente inteligente não é necessário, e existe outra força capaz de guiar a evolução randômica para produzir ordem e funções complexas. Eles chamaram esta força de seleção natural.

Mas este é assunto para outro dia.

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

24 respostas para “Evolução: o que é? Descubra aqui!”

  1. Somente a fé descomunal e formidável dos crentes fundamentalistas darwinistas; por mais contrário à razão e lógica que seja; pra crer que LAMA em ambiente estéril e hostil, partículas virem amebas (que já é um ser altamente complexo) e depois, em milhões de anos virem girafas, cavalos e GENTE!! tudo regido pelas forças cegas do acaso e sorte, sem direção, sem intenção, sem ordem, sem inteligência… 😛

    • 1º. Nenhuma teoria de abiogênese (não vida para vida) diz que “LAMA VIRA AMEBA”. A complexidade da célula eucariótica de um protozoário (vulgo: ameba) é tão grande, que ela – sozinha – executa todas as funções que tecidos, órgãos e sistemas realizam em um ser pluricelular complexo, possuindo inclusive mais genes que um ser humano.

      2º. A abiogênese continua sendo um dos grandes mistérios da ciência, mas não podemos nos esquecer de considerar a fabulosa alternativa criacionista:

      Segundo um livro antigo, repleto de ignorância, preconceito e contradições, copiado e traduzido ao longo de séculos por pessoas anônimas que nunca se conheceram e que nem sequer concordam com a tradução da palavra “virgem”, o homem surge do barro, a mulher de sua costela, tudo isso em um jardim com uma cobra falante e num universo de ~6000 anos.

      E nós é que somos “fundamentalistas com fé descomunal”… Desculpe, mas vou ficando com a ciência.

    • PHAS,

      1. Isso prova que uma simples célula já possui complexas estruturas, sendo uma verdadeira mega-cidade altamente organizada e ordenada (em escala micro).
      Mas como formou-se o RNA dentro da 1ª célula viva? e quem, como e por que ordenou a fabricação de proteínas através dele?
      Qual mecanismo seria capaz de captar energia para selecionar aminoácidos e determinar qual deles construirá cada gene da célula?

      Supondo que haveria energia; os únicos sistemas que podem captar energia para fazer esse trabalho são ou vivos ou inteligentes.
      Ora, não foi produzido uma única célula viva nos experimentos desde a época de Miller para provar a evolução química; mesmo surgindo aminoácidos; isso não passa de um componente químico, contudo, não está vivo. Falta o ingrediente completo – o DNA – que requer organização e informação inteligente. Lembrando que elementos químicos não tem vida em si mesmos.
      E como este organismo ou até esta espécie se fosse reproduzir; iria sobreviver só? visto que na natureza as espécies se interagem entre si para sobrevivência.

      Leslie Orgel famoso químico britânico PHD disse em certa ocasião:
      “It is extremely improbable that proteins and nucleic acids, both of which are structurally complex, arose spontaneously in the same place at the same time. Yet it also seems impossible to have one without the other. And so, at first glance, one might have to conclude that life could never, in fact, have originated by chemical means.”
      Leslie E. Orgel, “The Origin of Life on Earth”, Scientific American, vol. 271p. 78.

      2. Preconceito e contradições para quem já tem um pré-conceito e intenção em achar tais coisas. Por ex. posso achar “erros” em quase todos os versículos da bíblia se não considerar o contexto da passagem.
      O fato de muitos autores de livros da bíblia não se conhecerem, não quebra sua harmonia sobrenatural como vemos em sua sequência de livros. Algo inédito. Esta singularidade, já é evidência de sua veracidade.
      É claro que a bíblia está repleta de eventos sobrenaturais como a criação do homem do pó, mas quem prova que não existiram? Por que ou quais provas que o materialismo terreno seria único?

      Leis naturais não são responsáveis pela origem de todos os eventos, assim como as leis da física em si mesmas, não são responsáveis pela origem de um carro.
      Se um Deus criou o universo e cuida dele, não é irracional esperar que ele opere certos eventos especiais não-naturais.
      E mostre-me onde cobras falam hoje? aquilo foi um evento único. O diabo usando a serpente, tipo um ventríloco, uma imitação, um embuste de engano contra a mulher.
      Meu caro, nem a bíblia e muito menos eu, afirmam que o mundo teria 6 ou 10 mil anos. Isso é segredo de Deus, ninguém sabe isso Dt 29:29, o máximo é especular…

    • A velha falácia das “forças cegas do acaso e sorte”. A evolução tem mais que as forças cegas do acaso e da sorte. Tem a seleção natural.

      E não é preciso ter fé, basta abrir os olhos e ver as evidências, Cícero. E se você não estiver cego por alguma ideologia, vai conseguir ver as evidências.

    • Cesar, Cicero é caso perdido – ele repete os mesmos termos de sempre, ele só pesquisa os contras, nenhum pró existe em sua concepção.

    • Cesar, se a seleção natural é cega, insensível e brutal, ou seja, sem direção, sem inteligência com vc disse em outro artigo, como ela poderia criar NOVOS seres, com NOVAS funções, com NOVOS órgãos, com NOVO DNA? e estruturas tão bem projetadas e desenhadas como o crânio do pica-pau e seu amortecedor interno, único pássaro capaz de furar madeira?

      Ou as asas do gafanhoto como atesta a revista Science:
      “A complexidade da venação das asas do inseto afetam diretamente a aerodinâmica do vôo por intermédio da deformação da asa.”

    • Cícero,
      Tem um ditado que diz: O pior cego é o que não quer ver. Eu diria outro:
      O pior cego é o que vê só o que quer ver, e essa tua interpretação e justificativa pra bíblia conseguiu ser mais patética que a geologia do dilúvio *não tem coerência, nenhuma, tanto é que quando seu suposto messias nasceu mataram ele, para depois seguir sua memória por 2000 anos. Ele não foi a única morte da mitologia judaica-cristã: Giordano Bruno e muitos outros inocentes foram mortos e perseguidos justamente porque contrariavam os preceitos – aí a bíblia era reeditada pra vários fins, como permitir escravidão, sacrifícios, dízimos, e mais um monte de interesses que a moldaram para vários fins, assim, esse conjunto de livros não é confiável nem como referência histórica, mesmo que alguns personagens tenham sido reais *quem garante que os Filisteus eram mavados e os hebreus os bonzinhos? Que Barrabas na verdade não era um revolucionário querendo libertar o povo da opressão dos tiranos e Jesus apenas um pregador ermitão com a ideia de uma utopia de paz e amor que nunca funcionou *nem vai funcionar… em fim, afinal não foram os tiranos que crucificaram, foi o povo que preferiu Barrabas, quem garante que eles não tinham uma boa e justa razão pra isso?

      Tem muitos Jesuses hoje, pessoas que se dizem ser o messias e conseguem seguidores, quem garante que não é apenas uma reedição do episódio do passado? Assistam o Documentário Jesus antes de Cristo.

      *Não quero desmerecer Jesus pra quem acredita *o da narrativa deve ter sido mesmo uma pessoa maravilhosa, mas o fato é que não existe referência confiável de que o citado na história realmente ocorreu dessa forma. a muito atrelado a mitologia ainda nessa época, pra mim é o mesmo mito dos doze trabalhos de Hércules, Jasão e os Argonautas, Odisséia, etc
      A humanidade quer ver deuses a muito tempo, e a muito tempo se ilude *mais recentemente eles ganharam olhos pretos grandes e vêm de outro planeta*, a fuga desse auto engana nasceu, chama-se ciência.

      Cícero diz: 2. Preconceito e contradições para quem já tem um pré-conceito e intenção em achar tais coisas

      Existe muito mesmo, mas pra mais de um lado. Eis a chave, companheiro, é exatamente esse seu caso, seu preconceito e intenção evidentes contra o evolucionismo.

    • Jonatas,
      *não tem coerência, nenhuma, tanto é que quando seu suposto messias nasceu mataram ele, para depois seguir sua memória por 2000 anos.

      Já estava profetizado no Antigo Test. sua morte. Foi cumprimento.

      aí a bíblia era reeditada pra vários fins, como permitir escravidão, sacrifícios, dízimos, e mais um monte de interesses

      Caramba! Mostre-me na Bíblia onde Deus ordena o sacrifício de humanos? e onde se pratica escravidão em países cristãos hoje?
      Vc é ignorante, pois ignora o contexto social, geográfico, histórico, temporal da época, sendo comum a escravidão naquelas culturas antigas.
      Dízimo não é obrigação; somos salvos unicamente pela fé, pela graça.

      assim, esse conjunto de livros não é confiável nem como referência histórica, mesmo que alguns personagens tenham sido reais… Não quero desmerecer Jesus mas o fato é que não existe referência confiável de que o citado na história realmente ocorreu

      Por esse argumento; posso considerar todos os livros de história do passado sobre várias personalidades falsos. Como saber a verdade e confiar então?
      Mas sobre Cristo existem mais documentos extra-bíblicos que vários personagens famosos do passado como Aristóteles, Hamurabi, Sargão, Alexandre, Tibério César etc.

      Tem muitos Jesuses hoje, pessoas que se dizem ser o messias e conseguem seguidores, quem garante que não é apenas uma reedição do episódio do passado?

      Isso é mais uma profecia se cumprindo. Dos falsos Cristos!

      a fuga desse auto engana nasceu, chama-se ciência.

      A Bíblia também profetizou que a ciência – conhecimento – iria se multiplicar nos últimos tempos. Dn 12:4.

      Eis a chave, companheiro, é exatamente esse seu caso, seu preconceito e intenção evidentes contra o evolucionismo.

      Não só a Bíblia, mas a ciência vem demonstrando de forma poderosa, o mito darwinista. Então por que eu deveria aceitar esta falácia epistêmica?

    • Vamos separar por tópicos
      1 – profecias:
      Profecia da Morte: AMBOS discutíveis, pois o contexto temporal é o mesmo: PASSADO, e o cenário lógico o mesmo: MITOLOGIA. É muito fácil criar um mito dum homem que morrerá e depois contar desse mito se cumprindo *e pessoas singulares como o nazareno tem sido mortas por conservadores poderosos a muito tempo, podia ser qualquer um. Mesmo que realmente tenha sido profetizado e ocorrido, ainda estaria nesse mesmo patamar, é uma profecia um tanto óbvia, muito fácil ser profeta.
      Profecia dos falsos profetas: Barbadinha profetizar isso também, já tinha muitos desde antes daquela época, apenas seguiu tendo, nas épocas seguintes e… agora. Jesus não é o único personagem com seguidores que relatam seus milagres, outro ponto a considerar.
      Até acrescento outra, muito citada *Jesus previu que haveria muitas guerras e cruzadas em seu nome. Não vejo demonstração de arte de previsão, mas se realmente foi assim, demonstra inteligência *quero dizer, que tudo isso é humanamente possível, sem sobrenaturalidade. Já a profecia da ciência, nada mais óbvio, muitos já a profetizaram, até de outras culturas muito mais antigas.

      2 – Mostre-me na bíblia
      Como vou mostrar algo se você a conhece mais que eu, você é que devia me dizer, onde tem algum deus nela. Deus ordena o sacrifício do filho de Abraão, depois que atesta a fé ele muda de ideia e o manda matar um bichinho; Deus mata milhões *quantos inocentes, ou as crianças nasciam pecadoras?* numa enchurrada colossal desnecessária, mata egípicios afogados *podia simplesmente fase-los parar, um obstáculo, mas que genocida, mais um monte de guerras e atos insanos que não me deixam qualquer dúvida *pretexto de homens, a bíblia é obra de homens em torno de uma mitologia de intervenções de um deus, pois se tais intervenções fossem reais, seriam muito mais inteligentes *todos os atos narrados mostram sentimento e ira, algo profundamente humano, não o que se esperaria de algo divino. Escravidão praticaram os cristãos, genocídio e violências, mas aqui concordo contigo, interesses humanos, mesmo o evangelho dizendo que o caminho é outro.

      3 – Ciência demonstrando mito darwinista, só na sua concepção e no clubinho fechados de anticientistas, não tem essa de mito, o Darwinismo é uma ciência estabelecida, com comprovações e oficial, com uma ou outra contestação, e nenhuma delas poderosa *você forçou a barra.

      4 – Considerar livros de história falsos – não precisa, você já faz isso, com todos os que mostram que os eventos sobrenaturais são mitos. Não, Jesus não tem mais evidências que eles, só é mais procurado, devido ao predomínio da crença. O que pode considerar interpretações são os detalhes do ocorrido, os milagres, os passos, as frases ditas, as reações, coisas que a arqueologia não pode escavar com o paradigma da exatidão.

      5 – A minha ignorância: no ato de ignorar, o mesmo que você pratica ante as evidências da evolução, eu não pratico, eu não forço a barra – a maior parte do meu texto quando toca na bíblia falo apenas do meu ponto de vista, eu nunca estudei ela, junto o que há de mais relevante e analiso com lógica, o que me leva a conclusão que a ciência já teve, um livro de filosofia e mitologia, mesmo para muitos que já a estudaram e analisaram *e abandonaram. Se alguém que conhece mais me apresentar de forma sucinta e factual a veracidade dela, eu vou ver, mas tal evento nunca aconteceu, por isso a posição da ciência permanece.

    • 1 – Meu caro, são “apenas” 313 profecias no AT acerca de Jesus revelando detalhes de sua vida e morte como: crucificação, lado rasgado, vinagre, sorte, vestes rasgadas , enterro etc.
      E qual outro personagem que seus seguidores relatam milagres? Buda? não há menção de milagres. Maomé? ele próprio dizia que Jesus fazia milagres mas ele não!
      Jesus sabia que seu nome e obras trariam escandalos; prevendo até guerras, cruzadas etc por homens cegos e longe de seus ensinos. Somente um Deus saberia isso.
      A profecia da ciência não tem nada de óbvio. Considerando aquela época sem mudanças e tudo muito “parado” e fixo nas pesquisas e descobrimentos.

      2 – Sim, a intenção de Deus não era matar o filho de Abraão, mas sim testar sua fé. Abraão soube que mesmo Deus matando-o ele poderia devolve-lo.
      Crianças que morrem já vão pro céu.
      Ora o egipcios já teriam visto os grandes sinais e poderes do Deus hebreu e mesmo assim, obstinadamente achavam que podiam vence-lo então sofreram a consequencia de seus atos orgulhosos. Deus não divide sua Glória com ninguém. Os juízos de Deus no AT foram necessários contra pessoas cruéis, impiedosas, irreconciliáveis e irreversíveis. Se Deus tivesse poupado aquela geração, hoje o mundo já nem existiria certamente. As vezes é preciso uma cirurgia pra curar um câncer.

      3 – Isso é puro pressuposto do NATURALISMO FILOSÓFICO. Qualquer estudo que contenha implicações no design inteligente, é descartado logo de início, independentemente da plausibilidade ou não, pois a ideologia materialista darwinista está acima das evidências e provas. Mas isso não é ciência e sim, contrário ao método científico.
      Se TE fosse ciência já seria uma Lei Científica com muitos cientistas recebendo Nobel por isso.

      4 – Que falácia! Jesus tem muito mais provas extra-bíblicas históricas que inúmeros personagens. Os ensinos de Cristo embaraçavam o “status quo”(política) vigente da época.
      Cristo é citado historicamente por 42 autores numa sucessão de 150 anos. 9 autores tradicionais do Novo Test. 20 escritores cristãos fora da bíblia, 4 escritores heréticos e mais 9 fontes não cristãs. Enquanto apenas 10 autores mencionam por ex.: Tibério César imperador de Roma durante a vida de Cristo. A proporção aqui é de 10 para 42. Ou seja Jesus é mais confiável historicamente, que Tibério César!
      Eu poderia citar várias descobertas arqueológicas confirmando a história bíblica.

      5 – Graças a muitos cientistas cristãos de ontem e hoje que a humanidade está bem melhor.
      A veracidade da Bíblia se confirma em suas profecias cumprindo-se; sendo uma das mais destacadas sobre Israel:
      “Os povos antigos bárbaros, os egípcios, os babilônicos, os persas, os gregos, os romanos, os árabes (até hoje) e os nazistas -todas as grandes civilizações do mundo- tentaram destruir os judeus e acabaram desaparecendo…os judeus (uma tribo de fazendeiros religiosos), vivem e prosperam até hoje…a despeito dos esforços para destruí-los empreendidos por tantas nações poderosas, dos tempos antigos até os dias de hoje, os judeus miraculosamente sobrevivem.” – (Pinchas Stolper).

    • Cicero
      Engraçado como a quantidade de argumentos que você coloca não tira a dúvida que levantei, não tenho nada a dizer além do que já disse: mitologia.
      Outros personagens milagrosos, e com seguidores? amigo isso sempre teve, e tem até hoje, nem sempre personagens, muitas vezes objetos, fenômenos naturais, uma fonte, uma árvore… Pois bem, o budismo que você deprecia nem tem milagres, nem tem cruzadas, mas está aí, mais antigo que o cristianismo *e filosoficamente muito mais estável, compatível com campos da ciência e sem tantas contradições, um record bíblico.
      Mantenho minha posição, não tem profecia bíblica cumprindo-se, tem interpretações delas que dizem sendo elas se cumprindo, algo banal, isso sempre teve – mas o espaço é livre, diga uma, pra qualquer uma, é visível que é interpretação, e nada milagroso, tudo fenômeno cientificamente explicável.
      Agora muito interessante seu deus castigando os crueis e terríveis egípicios… bem feito pra eles. Hora, que hipocrisia, seu precioso povo hebreu fez o mesmo com outros povos, suas cruzadas cristianistas fizeram o mesmo, sem deus tomar nenhuma atitude a respeito. Seu cristão EUA jogou bombas atômicas matando mais gente que toda a tribo antiga fez sem que seu deus tomasse atitude… ah, verdade, Japoneses, também mereciam morrer, não acreditam em deus…
      Jesus é o cara mais badalado a dois mil anos, não temos nada dele como temos dos outros, no entanto. Natural, um pescador entre imperadores, é obvio que a religiosidade o tornou um personagem histórico. Mesmo assim, ta mais pro grupo de Hercules que o de Cesar, mito religioso não é fato histórico. Deveras, o maior artefato cristão é fajudo, e tem muitos, normal, é normal que uma religiao predominante tenha muitos, não muda nada esses numeros que vc apresenta.
      Agora Judeus são exemplos de algum milagre ou bons sobreviventes? segunda hipótese, obviamente. Foram justamente os cristão que mais os perseguiram, e onde tem alguma de deus nisso? não entendi a utilidade desse exemplo.

    • Pois bem, o budismo que você deprecia nem tem milagres, nem tem cruzadas,

      Certamente, mas quero ver vc provar que todos os relatos de milagres de Cristo desde sua época até hoje são mitológicos e falsos! 🙂
      Os cruzados católicos se encaixam bem nos falsos Cristos e cristãos.

      não tem profecia bíblica cumprindo-se, tem interpretações delas que dizem sendo elas se cumprindo, algo banal, isso sempre teve – mas o espaço é livre, diga uma, pra qualquer uma, é visível que é interpretação, e nada milagroso, tudo fenômeno cientificamente explicável.

      A ciência e história explicam depois do fato ocorrido obviamente!
      -Além de Cristo predito de maneira formidável em vários detalhes no VT. Há:
      -Os profetas do VT previram o surgimento e queda de reinos como: Assíria, Babilônia, Pérsia, Grécia, Egito e outros menores como Tiro, Fenícia, Edom, Filistia.
      -O avanço científico em inúmeras áreas e os meios de transporte e comunicação foi profetizado em Daniel 12:4, assim como o surgimento dos carros atuais que usamos em Naum 2:4.
      -O profeta Isaías previu a ascensão do rei Ciro da Pérsia pelo nome; uns 150 anos antes do seu nascimento.
      -O retorno de Israel a sua terra e a prosperidade do deserto da Palestina.
      -Incidência maior e de GRANDES terremotos nos últimos tempos, e vários outros sinais etc.

      Agora muito interessante seu deus castigando os crueis e terríveis egípicios… bem feito pra eles. Hora, que hipocrisia, seu precioso povo hebreu fez o mesmo com outros povos,

      Então vc acha que Deus foi injusto ao exterminar aquelas pessoas terríveis, cruéis e perversas do passado citadas na Bíblia? Então deveríamos lamentar e chorar a morte de pessoas tipo: Hitler, Stalin, Nero, Bin Laden e caras que matam crianças na escola, no cinema, na rua, inocentes e famílias?
      Deus usou os hebreus para executar juízos contra as nações cananéias que passaram dos limites sem nenhum temor a Deus, até queimavam crianças ao deus molok.

      suas cruzadas cristianistas fizeram o mesmo, sem deus tomar nenhuma atitude a respeito. Seu cristão EUA jogou bombas atômicas

      É muito fácil culpar a Deus pelas crueldades e ações nefastas DOS homens. Não somos robôs que Deus controla. Temos liberdade de escolhas, mas toda escolha tem um preço, somos responsáveis por essas escolhas.
      Agora os japoneses colheram o que plantaram; não eram nada inocentes. Pesquise o q faziam com os inimigos nas guerras!

      Natural, um pescador entre imperadores, é obvio que a religiosidade o tornou um personagem histórico… mito religioso não é fato histórico.

      Ele era carpinteiro. Se fosse um religioso qualquer, já teriam esquecido lá. Mas foram suas palavras e ações espetaculares que marcam até hoje o mundo; por isso o ódio e perseguição dos religiosos da época contra ele. Isso são fatos históricos, inclusive os nrs. que citei. Prove que são mitos!
      Os ateus são arrogantes e cegos por isso não aceitam a ciência e a história; sendo um retrocesso p/progresso da humanidade.

      Prove que o ateísmo é benéfico pra sociedade.
      Kenneth S. L. Sterling Professor da Universidade de Yale disse:
      “O cristianismo tem sido o meio de reduzir mais idiomas para escrever do que ter todos os outros fatores combinados. Ele criou mais escolas, mais teorias da educação, e sistemas mais do que qualquer outra força. Mais do que qualquer outro poder na história, ele impulsionou homens para lutar contra o sofrimento, se esse sofrimento vem de guerra, doenças ou desastres naturais. Ele construiu milhares de hospitais, inspirou o surgimento da enfermagem e profissões médicas, e promoveu o movimento para a saúde pública, ao combate e prevenção da fome…”

      E eu acrescento: centros de recuperação pra drogados, creches, orfanatos, caixas de assistências, sacolões, aconselhamentos etc; principalmente do segmento evangélico.
      E os ateus; estão fazendo o que??

      Foram justamente os cristão que mais os perseguiram, e onde tem alguma de deus nisso?

      Ora, o exemplo dos judeus prova o cuidado de Deus por esse povo desde os primórdios. Hoje com 7 milhões; mas cercados por 120 milhões de árabes loucos pra empurrá-los pro mar e destrui-los.

    • – Interessante, aqui você mostra que sabe reconhecer e interpretar as cruzadas, menos mal, vai facilitar *outrora conversei com um cidadão que via nas cruzadas um ato de deus e que eles tinham razão de ser.

      – Não tem como provar algo que está em relatos, a menos que tivesse previsto uma pedra em forma de bigorna surgindo em um X lugar… fora isso, só resta analisar e propor.

      – Se acreditar em relatos e escritas, cara… tem que acreditar em vampiros, extraterrestres, mula-sem-cabeça, boitatá… pessoas “vêem” coisas o tempo todo.

      A ciência e história explicam depois do fato ocorrido obviamente, e a bíblia também, afinal foi escrita várias vezes, mas fundamentalmente, o tempo da escrita
      é no NT, só nesse momento a sequência de obras começou *e sofreu inúmeras reedições, fora as traduções erradas por interpretação errada.
      -Incidência maior e de GRANDES terremotos nos últimos tempos, e vários outros sinais etc.

      – essa linha VT preve NT não me serve pra nada, desculpa mas já coloquei isso, estão no mesmo patamar, mitologia de um acontecimento e mitologia do acontecendo.
      – avanços tecnológicos os futuristas pressentem até hoje *eu prevejo até as fontes de energia do futuro usando só dedução*, não vejo nada especial *a menos que tenham previsto carros, movidos a gasolina, etanol, com ignição eletronica, não tem nada de especial nisso.
      – os outros são uma mistura de mitologia e passagem histórica, só que veio a público DEPOIS da passagem histórica *nenhum confirmado de fato arqueologicamente de previsão exata + acontecimento
      mas se houver e tive me faltado informação *muito provável estar, já que você estuda isso, apresente e mostre referência
      – Incidência maior de terremotos * não, isso não é sobrenatural, é natural, vivemos sobre placas tectônicas em deriva, há épocas de maior atividade e de menor, são como ciclos – além do mais,
      eles só descrevem eventos semelhantes a terremotos, a furacões, a tsunames, *são eventos que já ocorriam na época deles sem que entendessem a razão natural por trás do
      fenômeno *pra eles era manifestação divina*, e ligado a isso criaram a história dos eventos aumentando a escala – sempre fazemos isso a escrever uma história…
      aí entra a interpretação e diz, *foi previsto. No futuro, construíremos uma nave com as características funcionais da Enterprise, verão os vídeos velhos de JE e dirão, foi
      previsto.

      – Primeiramente, duvido desse ocorrido com os egípsios porque, na egiptologia não tem registros confiáveis de pragas e nem de hebreus, segundo porque ao primeiro sinal
      do sobrenatural qualquer ser humano aceita deus imediatamente, terceiro porque um deus bondoso e justo não teria defeitos humanos *ira, impresivibilidade… por favor, não existe como um
      criador do universo e da mente humana não ser pelo menos um telepata, ou capaz de prever o futuro e a natureza humana.

      – Não é culpar deus por atrocidades humanas, é mostrar que ele não teria esse ou aquele partido, todos os povos fizeram coisas crueis, e hebreus também faziam sacrifícos, de animais e crianças.
      Os Japoneses mortos não foram os militares autores dos horrores, foram cidadãos.

      – Carpinteiro, pescador, pregador, curandeiro, era um tipo de faz-tudo *provavelmente nem era pobre, pois essas pessoas eram a classe média na época, tanto ele quanto os
      apóstolo se encaixam mais nesse grupo social. Mas sim, a religiosidade o inseriu na história num grande golpe de sorte: popularidade em Roma, uma copiadora de mitologias.
      Em dois mil anos:
      A fé conquista Roma, via Roma conquista a Europa, via Europa conquista o mundo *forçado guela abaixo em outras culturas, catequização.

      Prove que o ateísmo é benéfico pra sociedade. Não preciso, há modelos reais como referência, os países realmente desenvolvidos não estão subdesenvolvendo. Não é, e nem existe,
      prova objetiva disso, o ateísmo não teve tempo nem população suficiente pra mostrar ser positivo ou não, mas já vai indo muito bem.

      O cristianismo fez muitas coisas boas, nem precisa listar, pois nem caberia num post. O espiritismo, também faz, o budismo, também. TUDO tem pontos positivos
      e negativos. Em contrapartida, fez um monte de besteiras e perseguições que atrazaram séculos o desenvolvimento científico da humanidade *é complexo mas é fato
      o pensamento cristão ajudou os princípios da ciência ao despertar a fascinação e a curiosidade pelo mundo, mas o atrazou em séculos depois que desenvolveu dogmas,
      a ciência era automaticamente brecada sempre que a descoberta contrariava algum preceito.

      Judeus, Isrrael, certo? cercados por 120 milhões de árabes loucos pra empurrá-los pro mar e destrui-los, mas, meu caro… Com um belo arsenal suficiente pra matar todos esses árabes
      sendo basicamente uma real extensão dos Estados Unidos da América. Além disso, Judeus e Mulçulmanos coexistiram pacificamente no passado, foi o cristianismo quem quis se sobrepor a tudo
      e atualmente, é basicamente a política e o imperialismo que os juga uns contra os outros. E Hittler, religioso, foi quem mais matou judeus *porém, também, por razões políticas, religião é,
      e sempre foi, um pretexto, uma forma de controle, de política. Espero que a morte de Jesus tenha ajudado no senário sobrenatural, porque no mundo, não ajudou muito.

  2. Não adianta explicar. Certas pessoas simplesmente não aceitam mais nada do que seus dogmas religiosos.

    (1) Ainda bem q vc frisou bem: “pesquisa particular”, feita por algum adepto a teorias teleológicas.

    Pois bem, logo no início ver-se que o texto terá problemas, pois não existe “criacionismo científico”. Criacionismo é teologia, crença, fé, mas não ciência. Parem de querer inventar “coisas científicas”.

    Há um clamor religioso em querer atrelar a ciência à religião. Noto que hoje não basta apenas a fé, faz-se necessário também que a ciência corrobore com dogmas religiosos. Só assim as religiões têm maior credibilidade na hora de captar fieis.

    (2) Mais uma vez misturam teoria da evolução com teoria da origem da vida. A teoria da evolução surgiu para explicar o porquê da diversidade de vida na Terra. Não serve para explicar a origem da vida, pois suas regras (seleção natural, por exemplo), não se aplicam nos processos pré-bióticos para os bióticos.

    Olhem uma citação desse texto: “O termo evolução, segundo empregado neste livro, refere-se à evolução orgânica — a teoria de que
    o primeiro organismo vivo se desenvolveu de matéria abiótica. Daí, ao se reproduzir, diz-se que se transformou em diferentes espécies de coisas vivas, produzindo, por fim, todas as formas de vida que já existiram na Terra, incluindo os humanos.”

    Daí já se observa que o termo evolução é equivocadamente empregado para designar teorias e regras completamente diferentes.

    (3) Confesso que parei de ler nesse ponto, não tive paciência para continuar. Aposto que não há nenhuma verdade perturbadora nem uma comunidade científica divida, mas apenas devaneios de uma mente pressa à dogmas religiosos.

    (4) As pessoas não entendem que a ciência não pode chegar a conclusões sobrenaturais, pois, se chegar, não será ciência, e sim religião.

    A ciência não trabalha com a falácia do apelo à ignorância. Por exemplo, só porque ainda não sabemos explicar algo, isso não indicia que foi feito por um ser superior.

  3. Leopoldino…

    Sempre que alguém questiona a explicação científica para a origem da vida, deve primeiramente procurar a biologia e dentro dela distribuir a outros ramos, não apenas a elovução das espécies.
    Vocês falam de moral que vem de deus, estupidês – moral vem de você, da sua ideia e do teu contexto sócio-cultural. Coisas que abominamos são praticados em sociedades diferentes, de diferente moral – em algumas antigas estupros e pedofilia eram normais, na judaica-cristã sacrifício de pessoas e animais para deus e para a igreja também, normais, onde está sua moral universal divina afinal que herdamos? balela, diferentes épocas, pessoas, sociedades e morais.

    A comparação com outros ramos e descobertas científicas foi um recursivismo, pra dar corpo a seu comentário vazio. Não vale a pena citar.

    Origem da Vida: os criacionistas sempre usam um termo pra isso: não conseguiram recriar a vida em laboratório, logo não aconteceu naturalmente, veio do sobrenatural.
    Outra beisteira, vou explicar porque simulando com um exemplo prático:
    No ano 2033, conseguem, criar vida em laboratório
    Pra Cientistas: mais clareza de como o processo pré-biótico para biótico ocorreu.
    Pra Criacionistas: não prova que a vida surgiu naturalmente, afinal foi criada em laboratório, apoia mais a ideia da criação do que a ideia da natureza na concepção deles.
    Concluindo, tal descoberta não mudaria nada, aciência já está certa da naturalidade, a religiosidade permaneceria com a certeza da sobrenaturalidade, os adéptos dos deuses astronautas mais certos ainda dos alienígenas.

    Então esqueçam esse exemplo e acho que não veremos isso em laboratório tão cedo, temos até a química, mas não temos o tempo, não simulamos eras num tubo de ensaio. A questão pode ser respondida via simulação computacional, que já usamos em larga escala na astronomia, passam-se bilhões de anos em segundos e zilhões de massas solares em bits.

    No mais, você diz que a ciência falha ao explicar origem da vida? que conforto a tua mente, sua teoria consiste em dizer que simplesmente foi criada e pronto, parece muito mais aceitável – desculpe mas esse recurso é o pior argumento que um ser humano pode usar.

  4. “Em cima o céu estrelado,e dentro de nós a lei moral”(Kant). Onde se encaixa a evolução? O conhecimento intelectual independe da evolução. Maxwell teorizou as ondas eletromagnéticas que deu origem ao rádio e a televisão sem vincular tal conhecimento a seleção natural; Einstein criou a relatividade sem pensar em seleção natural, como a criação da bomba atômica. Newton nunca pensou que aviões pesando toneladas pudessem vencer a gravidade. Essa teoria da evolução continua como ainda como uma teoria, pois é desprovida do método científico que exige a experimentação e a reproducibilidade de fenômenos. E o pior é que não dá explicação para a origem da vida.

    • Vamos lá atrás das falácias.

      (1) Primeira: a que diz respeito a moral/bondade. Religiosos afirmam que ela, a moral, só pode ter vinda de um ser superior. Ocorre que a moral é determinada levando-se em consideração a sociedade de cada época. Assim, o que é moral/bondoso hoje não era outrora, e vice-versa.

      Creio eu que vc se referiu a isso ao falar de “conhecimento intelectual independe de evolução”. Se não, realmente não entendi o porquê de relacionar “conhecimento intelectual humano” com evolução…ao menos dessa forma.

      (2) Segunda: não raras vezes temos religiosos querendo estipular, ao seu bel prazer, hierarquias em certos conceitos científicos. É até jocoso. É como se fosse o “fantástico mundo de bob”…lembram? (rss).

      Tipo assim: “eu acho q é assim é acabou!”. Meus caros, quem determina conceitos científicos, ou se uma teoria é científica ou não, é a ciência, ora bolas, e não aquela ou esta religião, aquele ou este pastor.

      No caso em tela, querem, à força, estipular hierarquia entre Lei científica e Teoria científica, como se aquela fosse superior hierarquicamente a esta.

      Por exemplo, a TEORIA da relatividade de Eisnten é “apenas uma teoria, desprovida do método científico que experimentação”?

      Chega a ser uma desonestidade intelectual afirmar q a TE é desprovida do método científico. Não bastam os 150 anos de estudos a respeito, realizado por milhares de biológicos, físicos, químicos etc…de várias nacionalidades. A genética comprova, os fósseis comprovam…..

      Mais uma vez, quem diz se algo segue o método científico é a ciência, e não religiosos ou religiões. Parem de querer inventar “coisas científicas” à força.

      Para a comunidade científica mundial, a evolução é um FATO, e a teoria que melhor explica é a TE. PONTO. A ciência não se preocupa com opiniões religiosas, pois são várias religiões.

      (3) Terceira. Nunca foi escopo da TE explicar a origem da vida. Sempre seu objetivo foi explicar a diversidade da vida na Terra. Então o PIOR, meu caro, são comentários como esse seu.

      É de praxe, podem prestar atenção: alguns religiosos gostam de misturar tudo (teoria do big bang, teoria da evolução e teoria da origem da vida) e fazer uma sopa, como se essas 3 coisas fossem uma só. Elas nasceram em épocas diferentes, com objetivos totalmente diferentes e seguem regras/princípios totalmente diferentes.

    • Leopoldino, você está confuso e errado. A seleção natural e a evolução biológica são da biologia, e não tem nada a ver com as ondas eletromagnéticas de Maxwell, ou a relatividade de Einstein, ou a gravidade de Newton.

      Mais ainda, a Teoria da Evolução foi e continua sendo comprovada todos os dias, por que “Teoria” para os cientistas tem um significado diferente do significado usado pelos leigos.

      E a Teoria da Evolução não dá explicação para a origem da vida por que este nem mesmo é o objetivo dela.

      Você precisa se informar mais.

    • E sabe o que é o pior, até os religiosos fundamentalistas, vulgo criacionistas e demais denominações, aceitam a Teoria da evolução como um fato.

      É isso mesmo. Se não, como eles explicariam a posterior resistência das bactérias a antibióticos?

      Ocorre que, para eles, só ocorre evolução em micro-escala, ou dentro de um mesmo gênero.

      Moral da história: todos aceitam que a teoria da evolução é um fato. O que muda é apenas o grau de abrangência desse fato.

    • Xeu ver se entendi: então a teoria da evolução é “errada” porque não influenciou a matemática de Newton nem a física de Einstein e TODOS os cientistas do mundo estão errados e o seu pastor está certo, confere?

      Só que não, filhote. Eis aqui o que cientistas de verdade (Sociedade Brasileira de Genética) acham do seu criacionismo:

      http://www.sbg.org.br/ManisfestoCriacionismo.html

    • Danilo, um fato é que o termo evolução não foi adotado sumariamente por Darwin, na verdade, ele não usava em suas primeiras obras, o público é que acabou adotando o termo e assim em sua última publicação Darwin já o estava usando. Evolução no sentido exato da palavra significa melhoramento, mas essa não é a base da Seleção Natural, a seleção natural vai tem como base priorizar características que torna s organismos mais adaptados ao seu meio ambiente. Um peixe em uma caverna *evoluindo por muito tempo até perde características – sua visão vai diminuindo até desaparecer *não é melhoramento, é perda, o que é normal devido a não utilização no ambiente escuro em que passou a viver e procriar – em contrapartida, outros sentidos de percepção se desenvolvem para esse modo de vida.

Deixe uma resposta