As 8 propagandas de natal mais insanas

Publicado em 15.12.2008

As propagandas também evoluem, em todos os sentidos. Como você sabe, propagandas antigas vendiam ópio com indicações de uso para recém nascidos, ou cocaína para crianças com dor de dente. Empresas inescrupulosas sempre afirmaram qualquer baboseira, por mais grosseira que fosse, para vender seus produtos em nome da vantagem sobre a competição e da lucratividade. Mas quando os riscos para a saúde são constatados cientificamente, novas regulamentações são aprovadas para proibir a veiculação indiscriminada de mentiras que podem ser fatais. E os padrões de ética são reajustados para se adaptarem às novas regras. E que hora melhor de atrair o consumidor que o Natal?

propagandas antigas
“Todo mundo adora um bom fumo”

Inclusive Papai Noel, aparentemente. Nas propagandas antigas valia tudo para vender.

propagandas antigas
Se o Papai Noel chegou a 2.000 anos de idade fumando, não deve fazer mal para você.

propagandas antigas
“Um presente para um bom companheiro… Seus charutos favoritos.”

Mais abaixo é possível ler: “Um homem que aprecia charutos, aprecia a vida.”

E não EXATAMENTE O CONTRÁRIO, como se sabe hoje em dia.

propagandas antigas
“Compre selos de Natal. Combata a tuberculose.” É claro. Não poderia ser diferente.

propagandas antigas

“Faça um Natal Feliz [com as meias-calças Mojud].”

Só de pensar que isso já foi impresso é simplesmente estupendo. ‘Bom velhinho’ uma ova! Bem… Ao menos não retratarem ele olhando para cima.

propagandas antigas
“Puxa papai… Uma Winchester!”

Agora eu já posso ir para a escola e dar um fim em todos aqueles vagabundos que vivem pegando no meu pé.

propagandas antigas
“Protetor contra irritação na garganta.” E o Papai Noel fala: “…Fume Pall Mall o cigarro cuja suavidade você pode medir.” E bem abaixo: “Deixe um pacote de Pall Malls dizer ‘Feliz Natal’ por você”

Puxa! Se o Papai Noel fuma certamente a mamãe não vai ligar que eu também fume aos cinco anos.

propagandas antigas
“Não é hora de dar um presente de Natal para si mesmo?” Ou para aquele seu maldito chefe, ou para aqueles colegas presunçosos, ou…

[Oddee]

Autor: Miguel Kramer

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

13 Comentários

  1. genailll ” “Não é hora de dar um presente de Natal para si mesmo?” Ou para aquele seu maldito chefe, ou para aqueles colegas presunçosos”’

    100noção nenhuma… é por isso que o pessoal entrava no cinema e matava todo mundo, olha a idéia kkkkk

    Thumb up 9
  2. Bom, e como as propagandas de hj são diferentes né.. apesar de que continuam com o singelo objetio da lucratividade e da propria difusão de poder da marca publicada.. acredito que as propagandas são algo feitos para o o que o leitor que acreditar.. são ilusionadas, so fetiches para o consumidor.. algo que é diferente, ou seja que o consumidor pensa, pq nao tentar o novo?

    Thumb up 2
  3. Nem sou tão velha mas quem não se lembra dos “cigarrinhos de chocolate da Pan”? e ainda de um lado um menino branco com uma toquinha (todos diziam que era a cara do meu irmão) e do outro um menino negro? As crianças brincavam de fumar!!! De outro lado também escessos. Esses dias uma amiga criticou a iniciativa de dar um brinquedo para uma criança que é aquele que parece um cachimbo onde se sopra uma bolinha de isopor. Que estavam incentivando o fumo, etc. Aí Também já é demais. Afinal não se aspira, se sopra, parece um saxofone, é um bom exercício para futuros músicos de sopro e cantores.

    Thumb up 1
  4. Realmente achei a matéria um tanto quanto interessante! Faço Publicidade e Propaganda e desde criança adoro propagandas. Creio que essas curiosidades inseridas aqui, são bacanas para analisarmos a propaganda de hoje e compará-la com as que vêm por aí. De certo, concordo com a Patrícia. Daqui alguns anos, nossas propagandas serão tão polêmicas quanto o Papai Noel fumando.

    Thumb up 2
  5. a binda de informações sempre bem vinda ainda mais em sites como esse, não tem nada a ver com creche, alias que vem para um site como este veio buscar informações e curiosidades.

    Thumb up 1
  6. Não acho que o Paulo seja chato, informações são sempre bem vindas.
    Sobre as propagandas, adorei o sarcasmo, e as propagandas foram feitas para isso, pra influenciar os consumidores, só o fato da roupa do papai noel ter mudado pra vermelha e branco devido a Coca- Cola, já é uma puta jogada de marketing fantastica para eles, e terrivel para nós. Porque sempre que associarmos Natal, iremos associas ao consumo de Coca-Cola. Talvez as propagandas de antigamente, vistas aos olhos de agora, seria menos hipócritas para nós, porém, para a época não havia escândalo algum.

    Thumb up 2
  7. Engraçado que, não faz muito tempo, havia muita propaganda de cerveja com mulheres. E não falo só o fato de serem mulheres, mas muitas pareciam ter menos de 18 anos. Ainda existe esse tipo de propaganda, mas agora – por lei – elas precisam aparentar serem mais velhas.

    Acredito que daqui a alguns anos, esse tipo de coisa será tão assustador quanto o papai noel com cigarro.

    Thumb up 2
  8. ah, podem até criticar mas as propagandas são sensacionais!

    Coisa de gênio mesmo!

    Inescrupulosas talvez, ou melhor, ainda não orientadas para as sensibilidades éticas de hj.

    Garanto q ainda hj existem propagandas assim…

    E dou um doce pra quem postar links com as propagandas mal-intencionadas, antiéticas, equivocadas, de mal-gosto ou mesmo bizarras de hj em dia!!!

    Arrisco um palpite: Essa do sujeito alegar q não vai beber pq tem de dirigir e sair a conduzir um caminhão de cervejas é bomba atual na certa! Mas vejam o sucesso q faz com sua graça!!!

    haha

    Thumb up 0
  9. Caraca Paulo, deixa de ser chato e acabar com a graça das propagandas, aki todo mundo ja sabe disso, vai pra creche dar suas explicações chatinhas….

    Thumb up 0
  10. Algumas considerações:
    - Sobre a propaganda do Lucky Strike, é bom corrigir que Papai Noel NÃO tem 2000 anos. Quem completa aproximadamente 2008 anos agora é Jesus Cristo. Papai Noel é uma adaptação de um personagem real, São Nicolau. Vide http://pt.wikipedia.org/wiki/Papai_Noel.
    - Sobre a propaganda da Winchester, é bom compreender que trata-se de valores temporais. Na época, a maior parte da população era rural, nos EUA a posse de arma de fogo é garantida constitucionalmente. Há cerca de uns 30 anos atrás, aqui no Brasil, era comum pais darem espingardas de chumbinho para seua filhos no Natal. Meu tio ganhou uma e, eu mesmo sempre quis ter uma. Meu avô tinha sítio e várias armas em casa e meu pai e meu tio eram quem desmontavam e limpavam. Foram ensinados e treinados desde crianças a fazer isso, por isso nunca houve um acidente com arma de fogo em casa.
    - Quanto ao restante das propagandas de cigarros, é… hoje a gente acha um absurdo, mas na época não era, muito pelo contrário.

    Thumb up 4
  11. Noticia bacana… só achei a opinião do redator meio conservadora em varios casos.

    Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
arvore-natal-grande
Quase Natal! Mas o que você fez o resto do ano? [Coluna]

Época de Luz! De ale...

Fechar