Usina de dessalinização de água marinha é aberta na Índia

Publicado em 1.08.2010

A inovação promete oferecer água potável a preços mais acessíveis para os indianos.

A usina, localizada em Madras, irá oferecer mil litros de água por apenas um dólar e pode servir de modelo para outras cidades costeiras da Índia. Segundo administradores da usina (que foi batizada de Chennai), as instalações podem produzir 100 milhões de litros de água diariamente, filtrando água do mar em alta pressão.

A tecnologia usada é conhecida como “osmose reversa” – diferente do processo usado em outras usinas de dessalinização, a água não é fervida para que o sal seja retirado e isso faz com que haja uma enorme economia de energia e, por conseqüência, causa a redução de custos.

Na Índia o preço é comparativo mesmo com a água retirada dos lagos, porque o processo de transporte do líquido para as cidades costeiras encarece o produto. Na usina a água é dessalinizada, seus minerais são removidos, assim como todas as partículas sólidas, depois é purificada. O resultado é uma água incolor, inodora e sem nenhum gosto, que pode ser consumida com total segurança.

As instalações custaram 140 milhões de dólares e uma outra usina similar deverá ser construída em 2012, na mesma área. É um modelo que irá ser observado e pode ser implantado em outras regiões do mundo. [BBC]

Autor: Luciana Galastri

é jornalista. Viciada em livros, lê desde publicações sobre física a romances de menininha do estilo "Crepúsculo". Toca piano desde os oito anos de idade e seu estilo de música preferido é o metal.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

4 Comentários

  1. Acredito q/ eles não retiram todos os sais,pois a água não serviria p/ o consumo.

    Thumb up 2
  2. A falta de água é um problema muito grande, se não houver problemas futuros com esse tipo de água, concerteza será de grande valia para todos.

    Thumb up 1
  3. Eu achava que ferver a água era o único modo de dessaliniza-la. Muito bacana essa tecnologia, se ela se popularizar não teremos mais tanto problema com a falta de água doce.

    Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
cogu
10 novas espécies descobertas recentemente

A cada ano, cerca de...

Fechar