10 alimentos que podem reduzir o risco de câncer

Por , em 4.10.2011

Os inúmeros livros e artigos noticiosos sobre alimentos que combatem o câncer podem levar você a pensar que se pode evitar esta temida doença simplesmente por comer melhor.

Infelizmente, não é tão simples. Toda vez que você ver uma manchete dizendo: “Cure o câncer naturalmente”, você deve sair de perto correndo. Correr, na verdade, será mais benéfico para sua saúde do que qualquer outra coisa que notícia estiver empurrando.

Existem sim alimentos associados a um menor risco de contrair câncer. Enquanto isso é uma notícia positiva, lembre-se de que ela é baseada apenas no que acontece em ratos e em estudos de epidemiologia humana revelando, em grande parte, que as pessoas que comiam A, B e C por “x” anos teve um y% de redução no risco de câncer, comparados a um bando de preguiçosos que não fizeram nada para se manter saudável.

Muitas causas de câncer são ambientais, ou tem relação com o tabaco, com a excessiva exposição ao sol ou com trabalho de risco, que envolvem solventes químicos e fumos. Evitar isso é a melhor estratégia de prevenção.

Fora isso, se você quiser as probabilidades ao seu lado, os alimentos nesta lista parecem levar algumas propriedades de proteção ao câncer.

1 – Vinho

Vinho e, em particular, vinho tinto com sua alta concentração de resveratrol da casca da uva, é anti-câncer e pró-coração, pelo menos, com moderação. O álcool pode ser tóxico e está associado a cânceres de mama, fígado e estômago. Porém, há um equilíbrio do resveratrol que contribui de alguma forma desconhecida para suprimir processos metabólitos associados com o crescimento do câncer. Mais e mais os pesquisadores tornaram-se confortáveis em recomendar uma taça de vinho por dia para prevenir o câncer e promover um sistema circulatório mais saudável. Se o conceito de vinho parece demasiado radical para inclui-lo em uma lista de alimentos anti-câncer, considere que o vinho quase sempre vem com uma refeição de massa italiana com molho de tomate (rico em licopeno, associado com a prevenção do câncer), sardinha e uma salada de folhas verdes (no topo da lista de alimentos anti-câncer).

2 – Vegetais crucíferos

Vegetais crucíferos são aqueles da família da mostarda ou do repolho – e a lista é exaustiva. Infelizmente, a maioria dos mercados só traz alguns: repolho, brócolis, couve e nabo. Estes vegetais, em graus variados, são ricos em propriedades anti-cancerígenas, como o sulforafano, diindolilmetano e selênio. Mastigar, mais do que a digestão, libera essas substâncias químicas. Assim, é importante não cozinhar demais os verdes. Qualquer uma das opções podem ser apreciadas frescas ou com uma leve douradinha, ao invés de fervê-los até o talo.

3 – Chá verde

Comece a beber até meio litro de chá verde por dia, frio ou quente, sem se preocupar com a cafeína (chá só tem um terço da cafeína encontrada no café). O chá verde tem epigalocatequina galato (EGCG) e catequinas, que são tão resistentes a células cancerosas como são para nossa língua pronunciar. EGCG retarda o crescimento do câncer. Sem ele, as taxas de câncer no estômago e de pulmão no Japão provavelmente seriam ainda maiores, considerando todos os alimentos que promovem o câncer lá.

Em alguns lugares é extremamente difícil conseguir o chá verde real. O que você compra é uma bebida de chá verde (açúcar, água e alguém sussurrando as palavras “chá verde” sobre a garrafa) ou uma mistura de chá verde (uma mistura de chás para aliviar a amargura natural de chá verde). O chá verde mais potente vem do Japão e os supermercados asiáticos são carregados de variedades. Note também que os chás pretos perdem as catequinas saudáveis no processo de fermentação e os chás descafeinados perdem as catequinas no processo de lavagem.

4 – Vitamina D

A vitamina D não é um alimento por si só, é um proto-hormônio que parece interferir no crescimento do câncer. Muitos estudos em seres humanos demonstraram que a vitamina D é fundamental para reduzir o risco de câncer de cólon e de mama e melhorar as taxas de sobrevivência de câncer de pulmão. O mecanismo exato não é conhecido, mas a maioria dos pesquisadores nos últimos anos tornaram-se cada vez mais convencidos de que poucos de nós recebe a quantidade suficiente de vitamina D através da luz solar ou da dieta. Há poucas fontes vegetarianas, exceto ovos e cogumelos irradiados com UV. O melhor vem dos peixes, como salmão e sardinha.

5 – Folato

Folato, e o ácido fólico relacionado ou a vitamina B9, é parte da família das vitaminas do complexo B, que como um todo tem propriedades preventivas do câncer. A relação do câncer com o folato é complexa. Pessoas com dietas pobres em ácido fólico parecem ter taxas mais altas de câncer. As dietas ricas nessa substância não necessariamente previnem o câncer, mas não parecem fazer mal. A falta de folato pode permitir que o câncer obtenha vantagens, permitindo que mutações ocorram. Geralmente vegetais de folhas verdes, aspargos, feijões, ervilhas e lentilhas, são ricos em folato.

6 – Vegetais verde-escuros

Esta categoria de vegetais se sobrepõe à família de crucíferos e inclui o espinafre, a acelga e a beterraba (em virtude das folhas, mas a raiz vermelha é saudável também). Estes vegetais contêm, entre outras guloseimas, beta-caroteno, luteína e zeaxantina – poderosos antioxidantes que podem bloquear o desenvolvimento precoce do câncer, além de serem ricos em ácido fólico. Melhor ainda, a acelga em particular é extremamente fácil de cultivar em vasos. Verduras frescas são mais macias e saborosas.

7 – Gengibre e açafrão

Gengibre e açafrão são as especiarias mais próximas do que se pode chamar de medicamento de bom-gosto. Gengibre tem poderosas propriedades anti-inflamatórias e pode retardar o crescimento do câncer. Açafrão, a especiaria que forma a base da maioria dos curries, é uma raiz da família do gengibre. O ingrediente ativo é a curcumina, que pode matar células de câncer rapidamente, embora seja em um tubo de ensaio. Gengibre e açafrão realçam o sabor de qualquer refeição e vem com uma longa lista de benefícios saudáveis. Sim, você pode obter tanto gengibre e açafrão/curcurmina em forma de pílula. Mas não é o mais aconselhável. Adicione as iguarias à prateleira de temperos, não ao armário de remédios.

8 – Feijões e lentilhas

Adicione o gengibre e o açafrão acima citados e você terá algo bom e saudável para comer. Feijões e lentilhas contêm numerosos fitoquímicos que mostraram ser capazes de retardar ou evitar danos ao DNA, a base do câncer. O benefício adicional vem com a fibra, associada a um menor risco de câncer digestivo, como câncer de cólon. A parte complicada é aprender a cozinhá-los corretamente. O jeito é fazer amizade com alguém de Minas Gerais que possa te ajudar sempre…

9 – Chocolate

Chocolate tem sofrido inúmeros estudos por cientistas, determinados a provar que ele pode não ser saudável. Mas é saudável, desde que a relação entre o cacau e o doce permaneça elevado – uma barra de chocolate escuro deve ter pelo menos 70% de cacau, de preferência mais. Quanto mais próximo de seu estado amargo, melhor. Mais de uma vez foi constatada a presença de antioxidantes e polifenóis terapêuticos. Em particular, há uma classe de substâncias químicas no cacau chamada catequina, também encontrada no chá, que parece oferecer proteção contra doenças cardíacas, derrame e câncer.

10 – Bagas

Frutas pequenas, adocicadas e com um formato arredondado. Pode ser morango, framboesa, amora, todas são extremamente saudáveis. A maioria desse tipo de fruta contêm ácido elágico e outros antioxidantes polifenóis, que inibem o crescimento de tumores. Não fique muito preso em uma única dessas frutas e nos polifenóis com nomes que não se consegue pronunciar. Concentre-se em uma variedade das frutinhas sazonais.

Bônus: Vitamina deliciosa

Tente misturar a maioria dos itens mencionados nesta lista de alimentos anti-câncer em uma vitamina com iogurte sem gordura ou tofu. Você vai se surpreender com a quantidade de lixo saudável que você pode enfiar em uma vitamina – linhaça, gérmen de trigo e até mesmo vegetais amargos – e ainda criar algo saboroso, contanto que você coloque frutas, cenouras descascadas ou outras combinações. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

21 comentários

  • Everton Carlos da Costa Cardoso:

    Concordo com tudo o que foi escrito nesse artigo. Só discordo que temos que pedir ajuda para alguém de Minas Gerais para cozinhar. Em todo Brasil existem bons cozinheiros. Nada contra os mineiros, hein?

  • isabella:

    sinceramente.. O chocolate, não permanece doenças.
    Principalmente, só dezenvolve, espinhas cravos , ou outras coisas, exceto : câncer, doença cardiaca, ou derrame . o.O
    para qem, tem o estômago, com gastrite..
    Pode manter, algumas doenças cardiacas sim.
    A vitamina, não vai se manter nas doenças, ela simplesmente, mantem nosso corpo melhor, e saúdavel.
    O feijao, principalmente, ele nunca vai produzir essas doenças, de possibilidade de morte, nunca nem na caixinha da maioneze ! -n
    – O feijão contém, várias proteínas saudaveis, deixa agente com mais saúde, disposição..

    Poxa? Até vegetal ? Olha .. vegetaís, verdes-escuros são melhores para o ser humano produzir, mais saude na vida.
    O coraçao se esplora cada vez mais..
    Dexa agente com 50por cento de, ênergia.

    Obrigado, para quem viu minha opinião.

  • claudemir da silva:

    realmentes esses alimentos são os melhores remedios paracombater varias doêncas

  • carlos alberto gonzaga:

    Muito bom, porém, seria importante informar as quantidades desses vegetais que deveriam ser ingeridas por dia. O vinho sabemos que é uma taça. E a couve, quantas folhas? E o gengibre qual a quantidade ideal? E, assim por diante.
    Ah! e o chocolate quantas gramas?

  • Otaviano:

    Gostei. Muito importante desenvolver hábito da alimentação sadia sem adicionantes e corantes artificiais. Parabéns.

  • ANILSON TADEU MARTINS:

    SE ISSO TUDO FOSSE VERDADE AS PESSOAS NÃO MORRERIAM A MUITO TEMPO DESTA DOENÇA !

    • Luis Eduardo:

      A reportagem fala dos alimentos que podem REDUZIR o risco de câncer, e não deixa-lo a zero! Além disso câncer é um evento aleatório!

    • Marcelo Ribeiro:

      Até certo ponto. Há fatores genéticos (que não podemos mudar) e ambientais (que podemos prevenir).

  • Amigo:

    Pena é que grande parte desses alimentos venha carregado de agrotóxicos que, se não anularem o efeito terapeutico, acabam até fazendo mal à saúde. Até os peixes, antes tão saudáveis, agora estão contaminados pelo lixo no mar.
    Devia haver mais incentivo à cultura orgânica.

  • ALX:

    Concordo em parte com isso… Ainda acho q o Cãncer tem mais sentido ligado á depressão, extresse, angustia e solidão alem de fatores sanguineos! O bom disso aqui é q alem de aprendermos muito, podemos dar nossa opinão e nos expressar mesmo q nossa resposta não tenha sentido. Apertei enter sem querer, completei a mensagem

  • ALX:

    Concordo em parte com isso… Ainda acho q o Cãncer tem mais sentido ligado á depressão, extresse, angustia e solidão alem de fatores sanguineos! O bom disso aqui é q

  • Carmem:

    Amei, gosto de tudo muito bem natural, e essas dicas vem acalhar neste momento em que as pessoas estão trocando a comida saldável pela comida de rua. Eu acho que comida tem que ser preparada em casa com tempo e com capricho.Ah, e com muito amor!!!!!!

  • Marte:

    Ótima matéria.

  • josé manuel:

    Excelente conteúdo. amei.

  • magoado:

    por que o cavalo morre então….?
    se for assim deveria viver eternamente.!!!!

    • Flor de Lis:

      amigo, não é só câncer que mata.

  • HORÁCIO LEONI:

    Meus parabéns. Ótima matéria. Continuem assim. Abraços.

  • Debye Iris:

    A Natureza é sabedoria de Deus..excelente reportagem!!

  • Nélvio Castanheiro:

    Bom dia
    Sempre é m uito importante ttransmitir etes conhecimentos, tem gente que sabe mas esquece, bom relembrar, e tem gente que realmente aprende mujito com estas informações nutricionais. Obrigado

  • joão sabichão:

    faltou a pimenta

    • Bovidino:

      Com certeza.

Deixe seu comentário!