10 impressionantes habilidades animais

Por , em 9.12.2012

Todos sabemos que a natureza adora nos humilhar com as habilidades que outros animais têm, mas tudo bem; estamos precisando aprender a ser humildes, mesmo. Nós temos nossa habilidade especial: a inteligência. Ela nos torna especiais, mas não nos coloca no topo.

E o que poderia ser melhor que a nossa capacidade intelectual? Vamos ver:

1 – Caramujo ninja de Bornéu

Este é o Ibycus rachelae, um semi-caramujo (ele tem concha, mas esta é muito pequena para ele se esconder nela) descoberto nas montanhas cheias de floresta de Sabah, na Malásia. Ele tem uma cauda igual a três vezes o comprimento de seu corpo, e se enrola nela, como um gato, quando está inativo.

Sua habilidade especial é o lançamento de “dardos do amor” de carbonato de cálcio em parceiros potenciais. Os dardos têm hormônios que fazem com que o alvo fique receptivo aos seus avanços (e esqueça que foi alvejado por dardos), aumentando as chances de um romance.

2 – Gambá auto-imunizante

O gambá é famoso por se fingir de morto quando se sente ameaçado, um comportamento chamado “tanatose”, e que funciona bem, desde que não seja contra um carro.

Mas eles também criaram uma proteína chamada LTNF (sigla em inglês para Fator de Neutralização de Toxinas Letais), que os torna imunes ao veneno de cobras, abelhas e escorpiões. E funciona como diz o nome: o veneno é detectado no corpo pela proteína, que neutraliza-o. O gambá é imune não só às serpentes locais, mas até a serpentes de outros continentes, com as quais nunca teve contato.

A proteína LTNF também já foi injetada em ratos, e aparentemente lhes dá a mesma imunidade que o gambá recebe. Soro fisiológico padrão para todos os venenos à vista? Quem sabe…

3 – Protetor solar sanguíneo do hipopótamo

O hipopótamo é conhecido como uma das criaturas mais letais da África, mas não é esta a característica que o destaca nesta lista.

Uma das coisas mais legais sobre esse animal é o helicóptero de caca que ele faz com a cauda. Mas vamos falar de ainda outra coisa.

Para suportar o calor africano, o hipopótamo fica o maior tempo possível dentro d’água. Porém, ela não serve para proteger a pele do bicho, e é aí que entra seu protetor solar: uma secreção gelatinosa cor vermelho-sangue, parecida com suor, mas que é produzida por outras glândulas sob a pele.

Composta por duas moléculas altamente ácidas, o “suor sanguíneo” seca na presença de muco e absorve a luz solar na faixa do ultravioleta e luz visível. Além disso, esta substância é um antibiótico forte, ajudando a evitar infecções de feridas resultantes de brigas entre esses bichos extremamente mal humorados.

4 – Serpente voadora

A vida em alguns lugares é dura; você pode ter que lidar com alguns animais que parecem saídos de pesadelos. Aranhas? Tranquilo. Serpentes? Tudo bem. Crocodilos? Manda. Serpentes voadoras? Hei, não!

Em algumas regiões de floresta no sudoeste da Ásia, você pode ter o azar de encontrar com uma serpente venenosa na altura do teu rosto. Elas conseguem achatar o corpo, encolher o estômago, e dar um salto do topo das árvores para viajar mais rapidamente e com segurança caso percebam predadores.

O que é realmente estranho é que elas conseguem planar mais efetivamente que animais com membros – até 100 metros – apesar de não terem nem asas, nem membros semelhantes a asas.

5 – Formiga suicida

Há uma espécie de formiga encontrada na Malásia e Brunei cujas operárias tem um método de autodefesa particularmente explosivo.

Elas possuem uma glândula mandibular alargada, com um tipo de “cola tóxica” que percorre o corpo todo. Quando elas contraem o abdômen, a glândula explode dentro delas. Elas morrem, mas protegem o resto de sua colônia.

Isso porque um jorro desagradável de secreções grudentas sai da frente de sua cabeça, fazendo os membros de sua vítima ficarem presos; em outras palavras, torna-a indefesa contra o ataque da colônia. Sem falar no coquetel de produtos químicos que passa a cobrir o corpo das mesmas.

6 – Camarão pistola

Se você já ouviu falar do camarão pistola, deve saber sobre a sua garra. Quando fecha a enorme garra com violência, ele produz uma bolha capaz de atordoar ou mesmo matar sua presa. Não parece algo muito impressionante, mas é bom saber um pouco mais sobre os costumes desta criatura.

Para começar, ele é nanico: tem entre 3 e 5 cm de comprimento, o que não faz com que seja um predador intimidador. Só que mesmo com este tamanho pequeno, pode produzir uma bolha de cavitação capaz de viajar a cerca de 97 km/h, e gerar um som com 218 decibéis. Bastam 160 decibéis para romper o tímpano humano.

Já está impressionado? Tem mais, a bolha criada é na verdade um fenômeno interessante: quando ela colapsa, a pressão e temperatura do vapor dentro dela aumenta, o que faz com que o gás dissipe-se violentamente no líquido que a cerca, produzindo uma onda de choque acústica e até mesmo um fenômeno luminoso, chamado “sonoluminescência”.

A reação não chega a durar o suficiente para derreter tudo em torno do camarão, mas mesmo assim o calor do vapor pode chegar a 4.700 graus Celsius. Para comparação, a temperatura da superfície do sol é estiamda em aproximadamente 5.500 graus Celsius.

7 – Besouro bombardeiro

O nome deste besouro já é uma pista que ele não está para brincadeiras. No seu corpo, estão armazenados dois compostos químicos que, quando misturados, aquecem. Muito.

Quando fica nervoso, o besouro mistura as substâncias junto com água e enzimas catalíticas, produzindo um jorro tão quente quanto água fervente, que geralmente é fatal para criaturas pequenas como outros besouros ou sapos.

E se não bastasse o jorro fatal, em algumas espécies a ponta da glândula de disparo pode girar mais de 250 graus, e até mesmo ser direcionada por entre as pernas do besouro, para um ataque frontal.

8 – Polvo mímico

Como qualquer outro polvo, ele tem a capacidade de mudar de cor e textura, se misturando com o ambiente. Mas esse levou a imitação vários passos além: consegue se fingir de outras criaturas.

Dependendo do que o está atacando, ele pode decidir qual predador se fingir. Por exemplo, ao ser atacado por um peixe, ele se enterra seis dos tentáculos na areia, deixando dois tentáculos de fora, apontando em direções opostas, imitando uma serpente marinha.

Esse polvo também já foi visto copiando a aparência e comportamento do peixe-leão, linguado, medusa, arraias, tamarutaca, e anêmonas marinhas. Ao todo, ele já foi apanhado imitando 15 espécies diferentes.

9 – Axolotl autocurativo

O axolotl é uma criatura estranha, e por várias razões. Primeiro, ele é uma salamandra neotênica, ou seja, permanece na forma de larva mesmo depois de atingir a maturidade sexual. Apesar de viver na água, tem um conjunto de pulmões primitivos usados ocasionalmente para respirar. E tem os poderes de regeneração de um super-herói.

Quando um deles sofre algum dano (um corte, ou uma amputação de um membro), a coagulação inicia imediatamente, e novas células começam a se desenvolver. No caso de um membro perdido, uma camada de células epidérmicas começam a formar-se a partir das células no local do trauma. Novos tecidos crescem: vasos sanguíneos, tendões, músculos, ossos e até mesmo nervos. Em poucos meses, um novo membro cresce.

A mesma regeneração acontece em outros órgãos não vitais, e até mesmo em partes do cérebro. Por conta desta capacidade de regeneração, o axolotl é estudado em laboratórios em todo o mundo, na esperança de algum dia copiar estas características no ser humano.

10 – Medusa imortal

A Turritopsis nutricula é uma espécie de medusa que parece ser imortal. Trata-se de sua capacidade de reverter continuamente para o estágio de pólipo imaturo mesmo após atingir a maturidade sexual. O processo é chamado de transdiferenciação, e consiste essencialmente na capacidade de transformar um tipo de célula especializada em outro tipo completamente novo.

Durante este processo, a medusa regressa fisicamente ao início de uma colônia de pólipos, absorve seus próprios tentáculos e sino, e acomoda-se no solo oceânico, até começar a amadurecer mais uma vez – algo como voltar a ser um bebê depois de se tornar um adulto.

E ela pode fazer isto para sempre, tornando-a a úncia criatura biologicamente imortal. Obviamente, ela ainda tem que evitar predadores no estágio de pólipo, o que é fisicamente impossível, considerando que ela está imóvel. Só por isto é improvável que uma medusa imortal justifique o próprio nome.[ListVerse]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

8 comentários

  • Silvano Oliveira:

    Mano,o Camarão Pistola é o mais fodástico!

  • Renan Rafael:

    Ainda bem que esse camarão pistola tem 5cm só, imagina um ser com essas capacidade do tamanho de uma baleia azul? askaskak ferrou, bomba nuclear no mar rs tubarão branco ia passar vergonha

    • Silvano Oliveira:

      Hahhahahahahhahahahahhahahahahhahahhahahahaaha

  • Raphael Saunders:

    Me impressionei com o camarão pistola, e não vou negar que achei meio duvidoso o detalhe que ele cria temperaturas próximas à do Sol com suas bolhas.

    • Silvano Oliveira:

      Pode acreditar!Eu já assistir um documentário sobre ela.

  • Diogo Cavaleira:

    O Camarão pavão louva-deus tem um ataque muito parecido com o camarao pistola não sei qual é o mais poderoso mas havia de ser uma batalha interessante

  • Lucas Noetzold:

    seleção natural e suas soluções estranhas…
    inpressionante o camarão pistola

    • gleiton:

      muito estranho mesmo para ser seleção natural.

Deixe seu comentário!