10 ritos de iniciação incrivelmente dolorosos

Por , em 20.07.2010

Em muitos lugares do mundo, culturas diferentes fazem com que seus membros passem por ritos de iniciação para provar sua fé, inteligência e maturidade. Mas há alguns ritos de passagem que são realmente dolorosos. Confira nossa lista e escolha qual é seu “preferido”:

10 – As cicatrizes de Sepik

As tribos que vivem perto do rio Sepik em Papua Nova Guiné usam a tradição das cicatrizes para mostrar que seus meninos se tornaram homens. A cerimônia pede que o jovem seja cortado nas costas, na barriga e nas nádegas, em padrões que deixem cicatrizes elaboradas que imitem a pele de um crocodilo. Além disso, durante semanas a paciência do rapaz é testada enquanto ele é tratado como mulher na aldeia e precisa suportar humilhações dos outros homens.

9 – Naghol – o mergulho na terra

No sul do Pacífico, na Ilha de Pentecostes, membros de uma tribo constroem uma torre de 20 a 30 metros sobre uma clareira. Depois a estrutura é usada para o bungee jumping mais radical do mundo, com apenas dois cipós e a fé segurando um “mergulhador”. O ritual é feito para que a colheita do inhame naquele ano seja boa. Quanto mais alto é o mergulho, melhor será a colheita. Os riscos são óbvios: costelas quebradas, concussões, pescoços quebrados – isso se os cipós não partirem e o mergulhador não acabar empalado. Mas, segundo as estatísticas, a maior parte dos membros da tribo que passaram pela experiência saiu do mergulho sem nenhum arranhão.

8 – A cerimônia Okipa

A cerimônia dos índios Mandan começa com a “dança do bisão” e continua com vários tipos de tortura diferentes no qual os guerreiros devem provar sua força física, coragem e conseguir a aprovação dos espíritos. A Okipa começa com os jovens que passarão pelo teste fazendo jejum não só de comida, mas de bebida e se privando de sono por quatro dias seguidos. Depois eles são perfurados e pendurados pelos furos em uma tenda. Para aumentar a dor, suas pernas são presas a um tipo de peso, que puxa o candidato a guerreiro para baixo. Eles devem ficar assim até desmaiar. Depois que acordar, ele deve sacrificar o dedo mindinho de cada mão e, feito isso, correr pela praça da aldeia várias vezes.

7 – Infibulações romanas

Os antigos romanos também possuíam seu próprio rito de iniciação. A infibulação é o processo de suturação do prepúcio. Usando um fio, o pênis era “fechado” – e, para piorar, a maior parte das infibulações era feita pelo próprio “dono” do aparelho. Isso era feito por várias razões: para cantores, ajudava a manter a voz mais aguda. Para gladiadores o processo era feito para que eles mantivessem sua força e vitalidade. Em alguns casos, mostrar a cabeça do pênis era considerado vulgar então a infibulação era feita para que o dono se mostrasse modesto. Nos jovens era feito para que eles não se masturbassem e se abstivessem do sexo. Era uma prova de maturidade suturar o próprio prepúcio.

6 – Escarificação dos dentes Mentawai

As mulheres da tribo Mentawai, em Sumatra, passam por uma prática agonizante conhecida como escarificação dos dentes. O xamã da tribo afia uma faca o melhor que pode e raspa os dentes das meninas da tribo que estão na idade de se tornarem mulheres. Elas não tomam nada para anestesiar a dor e precisam sentir seus dentes serem moldados lentamente na forma de dentes de tubarões. Isso é feito para que elas fiquem, de acordo com a estética da tribo, mais atraentes. Mas nada é obrigado – a menina pode escolher se quer, ou não, ter os dentes escarificados.

5 – Circuncisão Xhosa

Quando um menino se torna um homem, é motivo de celebração para a tribo Xhosa da África do Sul. O abakwetha (o iniciado) é barbeado e um banquete é oferecido para ele. Depois ele é levado para uma cabana nas montanhas que será sua casa pelas próximas semanas. Sem nenhuma preparação, o “cirurgião” aparece e realiza o procedimento de remoção do prepúcio e depois o rapaz é deixado sozinho até “se curar”. A lâmina usada na cirurgia, por si só, representa um grande risco, já que é usada para vários homens sem nenhum processo de limpeza, podendo causar infecções e transmissão de DSTs. Um dos maiores medos dos meninos que vão passar pela iniciação é ouvir que o garoto que veio antes dele teve que ser hospitalizado.

4 – A luta de chicotes Fulani

Para que um menino Fulani passe a ser considerado um homem ele deve confeccionar um chicote da forma que ele produza um “efeito” muito dolorido. Depois ele deve enfrentar com sua arma um outro companheiro que também está passando pelo rito de iniciação em uma luta que será assistida por toda a aldeia. Seu objetivo é acertar com mais força o oponente e gemer o menos possível quando ele é acertado.

3 – Circuncisões femininas de Sabiny

A tribo Sabiny, de Unganda, tem o costume de exigir que suas meninas passem por mutilação genital para serem consideradas adultas. A dor é Justamente o motivo do rito: se a menina conseguir suportar a dor extrema, ela conseguirá suportar todos os obstáculos que aparecerão em sua vida. O clitóris é parcialmente cortado ou completamente removido. Além da questão da dor, os Sabinys acreditam que isso faz com que a mulher não seja promíscua e se mantenha leal ao seu marido.

2 – Iniciação de sangue

Outro rito bizarro de Papua Nova Guiné. A tribo Matausa acredita que se seus meninos não passarem pela iniciação de sangue, eles sofrerão as conseqüências pelo resto de suas vidas – ele nunca será visto como um guerreiro e não terá vigor e nem força. Por essa razão os rapazes ficam ansiosos para passar pelo rito, mesmo sabendo o quão horrível ele será. Primeiro eles precisam tirar do corpo qualquer influência feminina que tenha vindo de suas mães. Então eles enfiam pedaços de madeira na garganta para induzir o vômito até que toda a comida no seu estômago seja eliminada. Depois pedaços de cana são introduzidos no nariz do candidato a guerreiro para que ele elimine, também, outras influências ruins. No fim, sua língua é apunhalada diversas vezes. Se ele suportar tudo isso, é considerado um guerreiro da tribo, completamente purificado.

1 – A luva de formigas brasileira

A lista não estaria completa se não tivesse um representante nacional de ritos de passagem. A tribo Satere-Mawe, na Amazônia, é considerada dona de um dos mais dolorosos ritos de passagem do mundo, graças à formiga 24. A formiga é conhecida por esse nome pelas 24 horas de dor horrível que quem sofre a sua picada passa. Além da dor, a vítima sofre com vômitos, náusea e arritmia cardíaca. Isso só com uma picada. Mas os Satere-Mawe não se contentam com pouco. Cerca de 30 formigas são embebidas em água até que fiquem inconscientes. Depois uma luva de folhas, carvão e formigas é construída. Quando acordam as formigas ficam desesperadas tentando se libertar e, é nessa hora, que o iniciado veste duas luvas de formigas, agüentando inúmeras picadas. Durante o ritual, ele e os membros da tribo cantam para distrair o futuro guerreiro da dor. Depois do ritual ele vai sofrer com as conseqüências das picadas por dias a fio, mas no fim será considerado um guerreiro da tribo. [ListVerse]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

79 comentários

  • Juliano De Oliveira Andrade:

    Esses demônios deveriam morrer. Povo desgraçado e infeliz!!

  • Karol Steel:

    É deprimente a forma como são tratadas essas pessoas, para uma simples forma de aceitação.
    Porque é isso que eu vejo, eles são submetidos à esses rituais apenas para serem aceitos e respeitados na sociedade.
    Eu vejo isso no dia a dia, claro que de forma mais psicológica que física, pessoas são torturadas constantemente, para que pessoas nem tão boas as aceitem.
    Talvez o que as pessoas precisem seja liberdade, ser aceito e respeitado na sociedade como parte de um todo.

  • Débora Tôrres:

    Cada louco com sua mania, mas a mutilação genital esta sendo combatida já, esse é o mais inutil dos rituais sem falar que é um crime contra a saude da mulher!!

  • carlos persses:

    A adversidade de culturas e plena para toda uma soçiedade pos des do pricipio dos tempos exeste no mundo todo! civilizações antigas que povoan a terra com suas tradições e eu posso deser mas não afirma, que ainda existe aquelas que viven escondidas dos olhos do homem da civilisação. e por sua ves eu devo, ou melhor nos devemos respeitar.
    aquilo que ja existe mesmo antes de nossos antepasados. eu assistir quase todos os videos e digo fiquei muito enpresionado com o que vir mas isso exeste é acontesse a milhares de anos e não cabe a mi diser que esta certo ou erado sinplismente eu digo a todos foi dessa maneira que seus pais e avós nascera e fora criados e e dessa forma que seus filhos e netos tambem serão.

    meu nome carlos persses

    adorei participa desta palta
    estou aberto a comentarios e criticas…

    • Ezio Jose:

      Pelo visto não é um brasileiro. Se não for, está perdoado pela forma como escreve “mau pra caral…” Do contrário, discutir será uma briga ortográfica que terminará em ortopédica.

  • Claudia Fazzio:

    Cultura de IGNORANTES, IMBECIS,eu fugiria, ninguém no mundo me faria aceitar essas ABERRAÇÕES , INDÍOS MALDITOS !!!!!

  • rapha:

    kkkkkkkkkkkkk tinha q ser assim no mundo todo, muito massa o jeito q eles fazem esses rituais .
    achei maneiro 🙂

  • viviane:

    pow parada maior cinistra

  • gabriel.:

    se eu tivesse um deus assim que cobra tanto esses ritos blasfemava contra ele. mais creio em outro deus, um Deus Que Já sofreu por mim Ele Tomou sobre si todas as nossa enfermidades, hoje nosso sacrificio é orar e o agradesser, não precisa disso isse irito é injusto,mais fazer oque é uma religião e um rito…

  • vanessa:

    acho um absurdo!mas respeito!cada um com sua cultura cada u com sua religiao beijo se cuidem!
    *———–*
    😉

  • Carolina Ramos:

    Meu Deus!! Se eu fosse algum desses meninos fugiria da tribo na mesmo hora!!! Não acho isso nada divertido ou importante, mais respeito… Mais valeu, pq as vezes nos precisamos saber as loucuras q as pessoas pensam… Em pleno século 21… 🙁

  • onildo:

    O rito de iniciaçao é um acto muito importante para algumas sociedadaes modernizaçao que hoje verifica se devido a globalizaçao; mais é de salientar um ensinamento que os adolescentes tem de saber como forma de comportamento diante do seu marido ou sua mulher…….. Obrigado onildo dos santos inguane

    Maputo aos, 26 de abril de 2011

  • fatima langa:

    Os ritos sao a identidade de uma tribo, mas e necessario que se tomem serias precaucoes, alias os filhos dess tribos a maioria ja esta ciente dos varios perigos para a saude que algumas dessas praticas trazem para a saude

  • max:

    eu assisti a todos os videos e acho que a dor de cada uma das vitimas não vai mudar em nada da vida dela porque uma pessoa que sente dor não significa que ela é uma guerreira………tem tanta gente que sente dor e ninguem fala nada !…………eu não sou contra os rituais mais também não os apoio……….. porque acho isso uma brutalidade !…………..
    esses são os rituais satanicos. concerteza os mais fracos. porque os outros não podem serem publicados na internet em ipotese alguma porque sõ muito fortes……………….
    a unica coisa que tem esses rituais é uma biblia satanica e eu não recomendo compra-las !
    mais xauzinho
    até a proxima !! se cuidem
    bjo

  • Joel:

    Na verdade isso vai de cada um, cada homem acredita naquilo que quer, e se na tribo deles é assim que provam que viraram “homens”, na nossa nao é muito diferente, tendo um pai de familia, em alguns casos, sobreviver e manter uma familia com 1 salario minimo, e os que conseguem algo melhor tiveram que passar noites, anos estudando e se “matando” para, na nossa tribo, ser considerado homem. Pensem bem, o que muda é o processo, mas o objetivo é o mesmo, e a dor deles ainda é mais rapida que a nossa, depois vivendo da natureza, enquanto nós ainda temos que conviver com essa “batalha” até o fim da vida, ou aposentaria caso seja boa xD. É meu ponto de vista.

  • ricardo santos:

    putz…confesso que alguns videos não consegui asistir!

    muita selvageria, sei que cada um tem sua crença, mais não é justo impor esses jovens, a esse ritual de passagem….

    isso é loucura, tortura, mutilação…onde estão os direitos humanos……

  • Guilherme:

    cada um tem sua cultura

  • Giovanna:

    Gente isso é pura idiotice!

  • Nasir:

    È de facto uma grande brutalidade. Não há um mínimo de respeito pelos direitos humanos. Nasir – Nampula – Moçambique

  • wanassi:

    para k sejas verdadeiramente homem nessas culturas teras mso de cumprir esses rituais
    caso nao cumprires teras castigos severos

  • REGIANIO SERGIO PEREIRA:

    DEVEMOS TODOS RESPEITAR AS CRENÇAS, MAS PARA MIM ISTO É UMA BRUTALIDADE SE IGUAL, NOS DIAS ATUAIS.

  • natalia brandão:

    para mim era pena de morte são iguais ou pior que criminosos.somos seres humanos e eles são animais

  • ***sweetgirl***:

    Eu sei que é preciso respeitar a cultura,as crenças e os ritos de todos povos, mas quando esses hábitos atentam contra os direitos humananos, a intervenção é um dever!!!!!!!

  • Marly Patrocínio:

    eu fugiria dessas tribos mas meu clitóris ninguém ia cortar de jeito nehum. Eu heim

  • Fernando Torres:

    a luva de formigas è ilario o gringo tava querendo bancar um de durao se F…. kkkkk tava pra desmaiar a boneca kkkkkkkkkkkk racheiii

  • Josiane Camargo:

    Tudo bem que é cultura… não acredito que passar por essas torturas fará de um homem ser de bem caáter, cruedade e dor o indivíduo pode ficar atormentado e até ter problemas psicolócos futuramente…

  • HaXis:

    De todos, se tivesse que passar por um, escolhia o 9.

  • Paulinho Rola:

    Eu preciso de um Companheiro!

  • FATI:

    BOA WAGNER!!!

  • claudemir da silva:

    cada povos com sua cultura e rituais nós quer temos quer entender eles

  • edna:

    Cultura cada um com a sua.Mas isto ai é pura crueldade!

  • wagner:

    meu velho, ta certo que se trata de cultura dos povos. mas isso é muita crueldade.

    Prefiro o ritual da cidade grante:

    Fuma marijuana pela 1ª vez – O Caba é Homi
    Fuma marijuana pela 2ª vez – O Caba é Macho
    Fuma marijuana pela 3ª vez – O Caba vira Super Homem

    essa sim é da boa, não é dolorosa e 2º os participantes após a terceira se sentem mais pórx. de Jah, alguns chegam a bater um léro com ele…

  • taissa:

    que dor

  • vanilda:

    achei as cicatrizes dos jovens da tibo perto de sepik,muito intressantes.eles ficam bonitos com a pele parecendo crocodilo. Pior que isso,éaignorancia ,nao deles.SE o homem bastasse por si só ,JESUS CRISTO,nao teria tido o trabalho de morrer sozinho por toda HUMANIDADE.

  • Nei:

    Não se preocupem, por meio da ciência e tecnologia essas culturas serão eliminadas no futuro, estes ritos não passarão de lembrança.

  • Vinicius:

    Não acredito no cristianismo e nem em nenhuma religião, mas acredito que haja um Deus.
    são pessoasi como nós, porém não retiro o fato de eles serem de uma sociedade primata e terem um pensamento primata.

  • Manuel Bravo:

    Para a maior parte dos praticantes destes rituais, está em
    causa o provar ser corajoso e fiel a sua cultura, é
    claro que não deixa de ser desumano, mas são tradições
    que passam de geração em geração e os mentores deste tipo
    de barbaridades não se sentem criminosos e sim cumpridores
    da tradição da sua tribo. Não está em causa riqueza ou
    domínio de um para outro mas sim tradição que segundo
    eles deve ser cumprida, ou então o individuo não serve
    para representar a sua tribo, perdendo os seus direitos e respeito perante os outros.

  • Marcos Vinícius:

    Vocês criticam esses povos sendo que sua própria religião fez e faz coisas ainda piores.
    Você acha que o sacrifício de uma pessoa é pior do que o de milhões? Pois então, milhões ja morreram pelo ‘Cristo’, todos esses morreram por não aceitar a ‘verdade’, a ‘religião verdadeira’.
    E outra coisa, se fosse pra escolher uma religião que maltrata pessoas, eu não escolheria o cristianismo, que maltrata psicologicamente, estimula o preconceito, exorcisa pessoas doentes que estaria supostamente ‘possuidas’.
    Se vocês tem coragem de defender uma religião que só causou desgraça na face da Terra, eu tenho pena de suas almas.

  • wilson:

    Me divirto muito com os erros crassos de portugues destes
    comentaristas!Parece que nunca frequentaram uma só aula da lingua pátria!
    Quanto ao artigo;cada cultura com seus credos,lendas e superstições,podemos até discordar mas temos que respeitar!

  • bruna:

    ok bugmam olhe ai a alessandra contra voçe como diz o ditado fica com as rodas que eu continuo com a bicicleta.

  • Bugman:

    Bruna olhe de novo seus comentários, veja o que foi escrito.
    “Marco vinicios essa coisa bugma são primatas, e insenssíveis e não tem amor ao próximo.”
    Sim, chamar os outros de primatas e insensíveis e um tipo de ofensa.

    Eu comentei de assassinatos e crimes na parte de rituais e crenças, leia de novo o meu comentário e vera isso, me desculpe se não deixei isso muito explicito na hora que escrevi.

    Eu comparei o pircing a um dos rituais em que se colocam pedras ou objetos no corpo. O que quis dizer é que as pessoas falam mal desses tipos de rituais (os de marcar o corpo (também, depende que tipo de marcação, não irá comparar alguém que coloca uma bolinha a alguém de dilaceram seu corpo quase que inteiro), mas colocam pircing). A diferença é que o pircing não é um rito de passagem.

    Não me prolongarei mais nos comentários, pois isso já virou uma questão de opinião própria (o que gera discussões intermináveis). Você tem uma opinião sobre esses rituais e eu respeito isso, só pesso que respeite a minha e de outras pessoas, discutindo saudavelmente e sem chamar os outros de ignorantes e primatas.

  • Ezio Jose:

    Pacei a noite proqurando um “c”, proqurando um “c”, procurando um “c”… e só o “ç”. Deculpem minha nova forma de escrever, aliás, minha nova ortopedia.
    A verdadeira iniciação é um ato cerimonial dramatizado onde simbolizam o renascer para uma nova vida espiritual. Cada povo, dentro de suas tradições, conservam seus ritos de forma peculiar às suas culturas e doutrinas religiosas ou não.
    O Batismo, o Casamento, a Unção do moribundo e etc são ritos de Iniciação na maioria dos segmentos Cristão. Na Umbanda, Quimbanda, Candomblé e outras seitas têm, também, seus ritos iniciáticos. Nas Maçonarias e outras Fraternidades Filosóficas idem. Tudo isto é uma forma de despertar o Consciente para o Inconsciente. É o nascer de nôvo para ganhar o Reino dos Céus (PAZ).
    Não posso ignorar que uma determinada pessoa doe parte de seus sacrificados salários para determinada denominação religiosa com a promessa de alcançar benesses. É a fé dele. Se tem alguém levando vantagem, aproveitou da fé dele. Mas é a fé e isto ninguém pode discutir quando se trata de culturas subdesenvolvidas.
    Lembrando: na capoeira também tem iniciação.

  • Jorginho:

    Pauta que lá mer-da!!!
    Que faz um cara escrever’’pessam’’ de mim, quando seria pensam?
    É de doer o saquinho do Papai-noel!
    Bem, depois desse erro estou sujeito a quer tipo de tortura! Admito, mereço!
    Pensa! Pença?
    Kkkkkk!
    Fala sério!A primeira imagem parece que tiram o coração!
    Eu hein? Morrer vendo a porra da morte!
    Que me perdoe pessoal! Não vou mesmo me Çacrificar por um errinho de português!
    Tenho que consultar meu médico… Dizer pra ele que esse remédio está me causando certa esquizofrenia e certas confusões mental !

    Tô fora mesmo!!!

  • alessandra:

    GLORIA VOÇE TAMBEM NÃO SABE O QUE FALA E JA MISTURA TUDO.PENSE EVOLUA.

  • alessandra:

    BUGMA EU NÃO SEI QUE IDADE VOÇE TEM MAIS PELO SEUS COMENTARIOS IMAGINO QUE SE TRATA DE UM IDOSO.OLHE NA VIDA NUNCA É TARDE PARA DAR RAZÃO A QUEM TEM, E ADMITIR QUE ESTAMOS ERRADOS VOÇE NO FUNDO NEM SABE O QUE FALA JA MISTURA TUDO.PENSE PENSE.BOCA FECHADA NÃO ENTRA MOSQUITO.

  • BRUNA:

    BUGMA NINGUEM LHE FALTOU O RESPEITO APENAS FUI VERDADEIRA E REALISTA.E ACHO QUE ESSA MATERIA LHE FEZ MAL O CEREBRO,HELOOOO AQUI NINGUEM ESTA A FALAR DE CRIMES E ASSASINATOS,E MUITO MENOS DE PIRCINGS.ACORDA E VÉ OUTRA VEZ O ASSUNTO.E OLHA UM CONÇELHO PIOR DE SER IGNORANTE É CONTINUAR A SE-LO.

  • Bugman:

    Há,esqueci de dizer: Existe também coisas extremas, como homicídios e outras bizarrices que estão na cultura de alguns povos, como o que a gloria falou, sobre as esposas. Esses sim devem ser parados, pois é mais que marcar seu próprio corpo, é ser obrigado a perder a vida caso algo aconteça (como a morte do marido, por exemplo). Esse exemplo que a gloria citou se encaixa nas exceções que coloquei no comentário anterior.

    Tudo que tiver contra a vontade do individuo deve ser parado

  • Bugman:

    Cara, essas pessoas sabem o que estão fazendo, sabe seus riscos, e, alem do, mas, essas tribos se opuseram a se modernizarem, sendo assim, eles quiseram continuar com seus ritos. Os que não querem fazer isso fogem para as cidades para ter uma vida melhor (claro que existe acessões)
    É que nem pircing, as pessoas furam uma bola de metal em seus umbigos e narizes. Eu, particularmente, acho isso ruim, pois não gosto da idéia de furar meu próprio corpo, mas também não acho que as pessoas que fazem isso são primatas e insensíveis, pois elas sabem o que fazem. Isso é mais um motivo de cultura e costumes que opinião.
    O que quero dizer é que eles querem fazer isso, então, mesmo que minha opinião seja contra isso, eu nada posso fazer.

    E por favor, vamos discutir civilizadamente, sem chamar outros de primatas e insensíveis, pois nada disso somos só expomos nossas humildes opiniões.

  • gloria:

    Muitas culturas deixaram de existir,essas tbm deixarão,na Índia enterravam as esposas vivas quando os maridos morriam,as castas tbm estão deixando de existir ,muitos indianos estão lutando como lutou Gandi,pra isso acabar.O antropofagismo era um ritual muito usado nas Ilhas do Pacifico e na África,hoje em dia já quase ñ se pratica esse ritual,só muito escondido, nas feitiçarias ,Há o ritual dos membros das crianças albinas ,onde elas são mortas e partes de seus corpos usados em rituais para afastar o mal e a pobreza dos ricos.Na minha opinião ritual desses descritos ai,são de pura maldade, é o mais forte subjugando o mais fraco atraves de sua crença,e ninguem tem o direito de provocar dor e humilhação ao mais fraco seja em beneficio proprio ou em nome de uma tradição,isso é coisa delouco!

  • alexandra:

    gente do ceu estou chocada e não é pouco assino em baixo da bruna e do jj,e aproveito a responder a essa figurinha que se diz chamar costa…o mais importante é saber que ha respeito com o ser humano… cultura é cultura quando não existe selvageria mais sim bondade e riqueza espiritul e terrestre.e quem quer respeito tem que se dar respeito e valor. coisas que eles não tem nenhum que nen higiene ai tem existe.e tudo tem o seu tempo sim que estamos no seculo 21 e não somos mais primatas nem selvagens.ao contrario de certas testemunhas que aqui se encontrem.

  • JJ:

    ASSINO EM BAIXO BRUNA ESTA CERTISSIMA E TEM AI MAIS UM PRIMATA ESSE TAL DE DEL QUE COMPARA UM CASAMENTO E UM FUNERAL QUE SÃO COISAS SAGRADAS NO MUNDO INTEIRO COM RITOS SACRIFICIOS COM SERES HUMANOS.É POR CAUSA DE PESSOAS COMO VOÇES QUE O MAL NO MUNDO JAMAIS ACABARÁ.POR FAVOR PENSEM SE FOSSE COM OS VOSSOS FILHOS.FALAR É FACIL PENSEM NO TRANSTORNO FISICO E PSICOLOGICO.

  • BRUNA:

    qual cultura qual religiao qual costumes,isso é sacrificar um ser humano,é por em causa a saude deles são sacrificios alguns sem higiene,essas 2 fuguras marco vinicios essa coisa bugma são primatas,e insenciveis e não tem amor ao proximo.

  • Bugman:

    Que isso pessoal, o Marcos Vinícius só quis dizer que a cultura desses povos é assim e que já é costume deles fazer isso. Tudo bem que é uma brutalidade sem amanho, mas é a culturas deles, vamos fazer o que? Obriga-los a seguir os nossos costumes? Provavelmente nos chamariam de estranhos e loucos, igual vocês estão fazendo com eles.

  • Fabius:

    Fanáticos religiosos….. -_-

  • consta:

    o mais importante é saber que cultura é cultura e merece respeito.existem coisas que achamos ideais para nós mas esquesitas para alguns.a cultura ou tradição não tem a ver com o tempo

  • Marcos Vinícius:

    Respeito ai pessoal, cultura é cultura. Vocês ai são cristãos por terem sido colonizados por cristãos, se a colonização tivesse se dado por outros povos, toda a cultura seria diferente. Então, resta criticar de forma consciente e sensata, respeitando a opção religiosa desses povos.

  • Alex:

    É isso aí Débora… Essas tribos precisa conhecer a VERDADE, o CAMINHO e a VIDA e então verá o quão inútil é essas atividades e sacríficios vãos. Sem necessidade alguma… Mas, infelizmente, são “inocentes”.

  • alexandra ventura:

    estou chocada digam o que dizerem respeito todas raças e culturas mais tenho direito de criticar e condenar essa gentalha.gente do çeu,estamos no seculo 21 e isso não existe,é selvageria e das grandes cortar o clitores de uma mulher,cortar as costas dos meninos,furar estomago com pau, ou picar cana no nariz,ainda dizem que são rituais por atinjir a marioridade.não passam de demonios em figuras de gente,prova disso é a asiatica que afia os dentes para ficar mais atraente, e se for a ver fica igual a um diabo so falta um espesto enfiado na

  • Del:

    vejam por exemplo o casamento, é um rito, o funeral, tambvém é um rito, estudar para o vestibular, tambem é um rito, a formatura em graus educacuionais ou profissionais também é um rito. O Homem precisa de rito, assim ele cresce, passa de um estágio para outro, e assim é considerado entre os seus, os meus e os teus.

  • Del:

    É isto tudo é verdade. A humanidade, ‘cresceu’ e amadureceu assim, sempre sofrendo. Somente o sofrimento muda, faz crescer a pessoa e o Homem.. Isto é biblico, e parece que estas antigas civilizações tinham plena consciência disso. Somente esqueceram de citar os rituais do Homem, assim dito civilizado, os rituais antigos e modernos, que no final todas as religiões possuem, e até certas sociedades humanas, modernas ou antigas.

  • Antonio Tacito de Souza e Silva:

    Mesmo respeitando os princípios de cada povo, pra mim, não
    passam de doidos varridos…tô fora, mas como sempre ressalto
    ao final de cada matéria…é sempre bom aumentar o conhecimento, e a cultura.
    Mais uma vês parabéns pela matéria

  • Anderson:

    Macacos…Não passamos de macacos.

  • jeanete:

    Ignorância e patologia, de humanidade doente, de gente sádica, que sente prazer com dor. De gente que não é espiritualizada, que não tem o que fazer.
    Mas tem também estes “ritos” no dia a dia, é só parar de vomitar e ler as manchetes de reportagens policiais, onde pessoas de “cultura” e “formação” além de poder aquisitivo, fazem coisas parecidas.

  • Laboceta:

    Espiritualmente precisamos evoluir, e nada disto que estão fazendo de alguma forma vai ajudar no desenvolvimento humano.

  • Zyzmo:

    Um homem só é bem visto na sociedade quando ele é estudado , bem sucedido etc.
    Ja para os povos antigos (indigenas etc) vc so é bem visto pela tribo com estes ritos .
    “O que nao me mata me fortalece”

  • Débora:

    Pode até ser que alguém aqui discorde de mim, mas para mim isso tudo não passa de ignorância pura. Cultura?? Nada disso. Não passam de ritos dolorosos e ainda por cima inúteis. É cada uma…

  • Débora:

    Pode até ser que alguém aqui discorde de mim, mas para mim isso tudo não passa de ignorância pura. Cultura?? Nada disso. Não passam de ritos dolorosos e sem resultado positivo algum. É cada uma…

  • JAQUIN&BOAZ:

    É preciso ritos!!

    E foi então que apareceu a raposa:
    Quem és tu? perguntou o principezinho.Tu és bem bonita…
    Sou uma raposa…Vem brincar comigo? propôs o príncipezinho, estou tão triste..Eu não posso brincar, não me cativaram ainda..
    Teria sido melhor voltares à mesma hora, disse a raposa. Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração… É preciso ritos.
    – Que é um rito? perguntou o principezinho.
    – É uma coisa muito esquecida também, disse a raposa. É o que faz com que um dia seja diferente dos outros dias; uma hora, das outras horas. Os meus caçadores, por exemplo, possuem um rito. Dançam na quinta-feira com as moças da aldeia. A quinta-feira então é o dia maravilhoso! Vou passear até a vinha. Se os caçadores dançassem qualquer dia, os dias seriam todos iguais, e eu não teria férias!

    Assim o principezinho cativou a raposa…”

    É preciso ritos.

    TFA.’.

  • big bang:

    Operação de fimose???? rs…

  • hatch:

    A das formigas dá até para considerar, mas as outras… Então o cara mutila o júnior e a sua cultura o rotula de macho? Na minha o chamam de doido.

    Pra lá com essas arrumações, meu.

  • Marcos:

    Bom dia !
    Agora tenho certeza: o Lula é da tribo dos Okipa !!!
    Mas ele fugiu antes de cortar o outro dedo …
    Abraços

  • Joselito:

    Todo santo tem seu altar. Tem rito pior que sobreviver em uma favela comandada por traficante, sem emprego, sem escola e sem a presença do Estado ? E conseguir passar dos 21 anos. Esse sim é que é uma iniciação para a vida. Tornar-se um homem, guerreiro. São poucos.

  • NUMSEIDINADA:

    PREFIRO O RITO QUE ME FOI IMPOSTO PELO MEU PAI QDO FIZ 16 ANOS….
    IR NA ZONA (CASA DAS PRIMAS ) E TRANSAR COM O MAIOR Nº POSSIVEL DE MENINAS…

  • Eduardo:

    Eu prefiro akela iniciação básica q o pai leva o filho no e depois fala “agora vc é um homem”!!!!

  • Daniel:

    Que tal Surfar?

  • claudio:

    para mim sao todos malucos deus nao deixou nada disso

  • Júlio César:

    Acho que eu prefiro fazer Tiro de Guerra mesmo.

  • Jorginho:

    Tô fora !
    Prefiro ser o que sou independente que pessam de mim .

  • Juarez:

    ta doido,sô?

Deixe seu comentário!