11 verdades que somente pessoas com depressão de alta funcionalidade entenderão

Por , em 14.02.2019

Quando pensam em depressão, a maioria das pessoas imagina um paciente constantemente deitado ou chorando, completamente incapaz de agir.

Esse estereótipo é fundamentalmente falso. A depressão pode se manifestar de muitas maneiras diferentes, incluindo o que é chamado de depressão de alto funcionamento, ou depressão de alta funcionalidade.

Esse tipo geralmente não é perceptível; na maioria dos dias, as pessoas com a condição se forçam a colocar um sorriso no rosto e fingir que está tudo bem. Isso, no entanto, não significa que não estejam enfrentando os sintomas debilitantes da doença todos os dias.

Soa familiar? Confira 11 situações que as pessoas com depressão de alto funcionamento podem entender melhor do que ninguém, de acordo com especialistas e pacientes:

1. Rotinas diárias parecem exaustivas

Segundo Reya Kost, diretora do Haven Hills Recovery, um centro de recuperação especializado em trauma para mulheres em San Diego (EUA), é difícil para as pessoas compreenderem como alguém “com um bom emprego, uma ótima família e muitos amigos pode ser infeliz”.

“Ao lutar com a depressão e manter uma vida totalmente ocupada, a rotina é difícil, cansativa e raramente parece gratificante”, diz Kost.

Kati Morton, terapeuta familiar e autora do livro “Are U Ok?”, crê que apenas aqueles com depressão de alto desempenho sabem o quão difícil é se preparar para o dia ou completar tarefas básicas.

“As pessoas que não estão deprimidas não conseguem entender quanta energia é necessária para nos levantarmos, tomarmos banho e sairmos pela porta”, afirma. “Muitas pessoas com depressão de alto desempenho relatam que se sentem exaustas quando chegam ao trabalho ou ao evento que disseram que iriam”.

2. Pedir ajuda parece uma tarefa monumental

Muitas pessoas que lidam com depressão de alto funcionamento têm o desejo de se sentir melhor e estar mais conectadas em suas vidas, conforme explica Kost.

No entanto, reunir a energia para buscar ajuda pode ser extremamente difícil quando você finge o dia todo, apesar de um humor constantemente para baixo e pouca motivação para concluir as tarefas.

“Às vezes, a sugestão de ‘pedir ajuda’ pode parecer paternalista. A pessoa que está sofrendo talvez tenha pensado em procurar ajuda, mas não descobriu como fazer isso ainda”, esclarece.

3. Como você se sente por dentro não combina com o modo como você age

Karla Campos, que dirige uma agência de marketing digital em Tampa (EUA) e vive com depressão de alto funcionamento, disse que as pessoas sempre falam sobre como ela é “legal, calma e confiante”. Mas as aparências podem enganar.

“Quando a depressão bate, tudo o que quero fazer é ficar sozinha, enrolar-me em uma bola e dormir. Eu não posso, no entanto, então faço minha parte. Parece que estou atuando”, diz.

4. Você é o crítico mais severo de todos, consigo e com os outros

Quando você luta contra depressão de alto funcionamento, seu crítico interior condena a si mesmo, aos outros e ao mundo como um todo.

“Você acha que é um perdedor, seu chefe é um idiota, seu parceiro é a pessoa mais chata que já viveu, e a vida é simplesmente insuportável”, explana Valeria Skopich, psicóloga de um hospital militar em Bila Tserkva, na Ucrânia. “Há pensamentos negativos girando em sua cabeça que você simplesmente não consegue desligar”.

Skopich explica que esse tipo de pensamento negativo também inclui insegurança. “Você pode duvidar constantemente se está no caminho certo em sua carreira, se está no relacionamento certo, o que você está fazendo com a sua vida e até mesmo se você pode lidar com ser um adulto”, diz.

5. As pessoas não entendem como você pode “ficar deprimido”

“Muitos dos meus clientes depressivos de alto funcionamento argumentam que a coisa mais difícil sobre a sua condição é que ela não é aparente para os outros”, afirma John Duffy, psicólogo de Chicago (EUA).

Duffy atendeu uma estudante universitária que se sentia desesperançada e deprimida a maior parte do tempo, apesar de ter apenas notas 10, parecer saudável e realizar todas as tarefas em sua lista diária.

O tempo todo, as pessoas diziam a ela que “não poderia ficar deprimida”, pois “olha como estava indo bem” na vida.

6. Se cuidar é completamente impossível

“Vários de meus clientes apareceram no meu escritório parecendo que tinham sido atropelados por um ônibus”, conta Azizi Marshall, fundador e CEO do Centro de Terapia Artística Criativa, um centro de treinamento e prática de psicoterapia em Chicago (EUA).

Isso porque esses pacientes, no dia a dia, conseguiam manter uma rotina, interagir com colegas, concentrar-se em seu trabalho, manter seus cônjuges felizes, mas, quando vinham para sua sessão, finalmente podiam “relaxar”.

O autocuidado raramente é uma prioridade para esses pacientes. “Eles não sentem a sua autoestima ou valor devido à sua depressão”, diz.

Myisha T. Hill, uma defensora da saúde mental e empreendedora em Thousand Oaks (EUA), concorda. “Parece um fardo, então você para de fazer coisas simples, como passar batom. Cuidar de si mesmo parece um emprego. Você não tem energia para fazer coisas simples, como comer de forma saudável, dar um passeio ou até mesmo lavar suas roupas”.

7. Você sente zero senso de realização

Claro, você pode ser capaz de completar sua lista de tarefas enquanto vive com depressão de alto funcionamento, mas isso não significa que você necessariamente se sente bem com isso, ou realizado.

“Ao longo do dia, você entra e sai de tarefas, sentindo-se angustiado pelo quão emocionalmente desconectado está. Você espera sentir alguma coisa – interesse, excitação, qualquer coisa”, diz Greg Kushnick, psicólogo de Nova York (EUA). “Você se contenta com um leve sentimento de engajamento quando uma tarefa consegue distraí-lo de seus pensamentos negativos”.

Carrie Krawiec, uma terapeuta matrimonial e familiar de Troy (EUA), acrescenta que as pessoas com depressão muitas vezes não sentem alegria mesmo ao fazer atividades que uma vez lhes trouxeram esse sentimento.

“Elas se ressentem de sua depressão por roubá-las de sua alegria e isso cria raiva e negatividade ao realizar uma tarefa que já foi amada”, argumenta.

8. Fazer e manter planos pode ser difícil

“Uma coisa que é frustrante é a tendência da pessoa deprimida de fazer planos e, em seguida, cancelar ou sumir”, afirma Kathryn Vercillo, escritora de São Francisco (EUA).

Como uma pessoa com depressão de alto funcionamento, Vercillo explica que muitas vezes se sente realmente animada com os planos que faz com os outros. “Então o dia chega e se for um bom dia, eu vou e me divirto. Mas é provável que não seja um bom dia, e eu tenho problemas em me forçar a ir, ponto no qual eu cancelo, dou uma desculpa ou, quando era mais nova, simplesmente não aparecia”.

Esse hábito pode chatear os outros, mas Vercillo diz que a situação é muito mais difícil para ela do que as pessoas imaginam.

“Nos sentimos terríveis quando não conseguimos fazer algo que concordamos em fazer, mas simplesmente não podemos. Nós nos sentimos culpados, nos martirizamos e refletimos sobre isso, e isso nos leva mais longe na depressão”, conta.

9. Os relacionamentos são mais desafiadores do que qualquer um percebe

Morgan Eisenstot, sócia de uma agência de relações públicas em Austin (EUA), afirma que as relações pessoais se tornam difíceis de manter quando se vive com depressão de alto funcionamento.

“Eu nunca quero atrapalhar meus amigos ou familiares, mas ao mesmo tempo essas pessoas me pressionam para descobrir se estou bem”, diz, acrescentando que isso apenas a leva a se desculpar profusamente com todos que ela conhece. “Aqueles que vivem sem depressão não entendem que isso é uma reação instintiva. Sou eu certificando-me de que aqueles ao meu redor saibam que eu não quero trazê-los para o meu buraco”.

A depressão de alto funcionamento também pode causar sentimentos de vergonha, o que faz com que as pessoas queiram se afastar dos outros. De acordo com Allison Zamani, terapeuta familiar do Centro de Psicoterapia Atenta em San Francisco (EUA), “ter que compartilhar isso com outra pessoa faz [o depressivo] se sentir julgado”, o que pode desencadear uma sensação de vergonha quando alguém tenta consolá-lo.

10. Redes sociais podem facilitar a ocultação de sua depressão

A mídia social pode mascarar tempos difíceis. Isso pode ser verdade para qualquer um: as legendas das fotos geralmente não são um reflexo do que realmente está acontecendo na vida de alguém naquele determinado momento.

Mas isso pode ser especialmente verdadeiro para pessoas com depressão de alto funcionamento.

Por exemplo, Shana Bearden, diretora de criação em Knoxville (EUA) que vive com a doença, explica que pode postar uma foto dizendo que “está ansiosa para voltar ao trabalho depois de um relaxante fim de semana de pipoca e Netflix”, quando na verdade gostaria de dizer que sua semana “foi um desastre total, passei o fim de semana todo deitada no sofá sentindo pena de si mesma, assistindo TV e comendo, mas hoje é um novo dia e preciso fingir porque tenho que conseguir novos clientes”.

11. Conseguir ter uma rotina não significa que não haja risco de autoflagelação

“Podemos manter um emprego e ter um bom desempenho enquanto ainda estamos deprimidos e lutando todos os dias para permanecermos vivos”, explica Catherine Callan, advogada da ICareHealthCare em Santa Bárbara (EUA) que vive com depressão de alto desempenho.

Se você conhece alguém que está com depressão, vale a pena conversar com ele. Se você sabe que corre algum risco, sempre pergunte sobre autoflagelação, mesmo que pareça estranho.

“Pergunte-nos diretamente se estamos considerando suicídio”, afirma Callan. “Pode ser essencial para a nossa sobrevivência”. [HuffPostBrasil]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (26 votos, média: 4,65 de 5)

Deixe seu comentário!