Descoberta a ‘fonte da juventude’

Por , em 9.07.2009

Cientistas acreditam que um agente antifungo, rapamicina, encontrado na Ilha de Páscoa e produzido por uma bactéria do solo, possa ter propriedades que estendam a vida. Eles acreditam que a pesquisa possa favorecer a criação de uma pílula antiidade.

A rapamicina foi descoberta na década de 1970 nos solos da ilha do Pacifico Sul famosa pelos monumentos antigos de pedra. A droga é utilizada atualmente para ajudar como forma de imunidade para evitar a rejeição de órgãos em pacientes transplantados.

Pesquisadores dos Estados Unidos testaram a droga em ratos de laboratório mais velhos, e houve aumento na expectativa de vida dos machos em 28% e das fêmeas em 38%.

O diretor do Instituto Barshop para Estudos de Longevidade e Envelhecimento, no Texas, Dr. Alan Richardson, comenta que em 35 anos estudando o envelhecimento, nunca havia tido um teste tão bem sucedido. “Eu nunca pensei que iria encontrar uma pílula antienvelhecimento para as pessoas na minha vida. No entanto, a rapamicina mostra uma grande promessa cientifica”, acrescenta.

A rapamicina foi dada aos ratos da pesquisa quando eles tinham 20 meses de vida – que equivale a 60 anos. O componente bloqueia a atividade de uma enzima chamada TOR que regula o metabolismo da célula, as células aumentam e a proteína é produzida em resposta ao ambiente.

O professor Randy Strong, um dos pesquisadores da Universidade do Texas, disse: “Nós acreditamos que esta é a primeira evidência convincente de que o processo de envelhecimento pode ser retardado e a vida útil pode ser prorrogada por uma droga sendo administrada já em uma idade avançada.”

Já a Dra. Lynne Cox, especialista em envelhecimento da Universidade de Oxford, disse: “Este é um estudo muito estimulante onde uma única droga aumentou a longevidade dos camundongos. É particularmente interessante que a droga foi eficaz quando administrada a ratos mais velhos, o equivalente a 60 anos de idade humanos. Isso leva a pensar que seria muito melhor para o tratamento de envelhecimento em pessoas mais velhas, e não usar drogas ao longo da vida toda.”

“De forma alguma alguém deveria pensar em usar esta droga para tentar prolongar sua própria vida, pois a rapamicina suprime a imunidade. Embora em laboratório os camundongos foram protegidos da infecção, isso ainda é simplesmente impossível na população humana”, finaliza. [Telegraph]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

5 comentários

  • Marcio Almeyda:

    Brilhante!

  • Andre:

    Gostei que so dessa noticia espero que continuem colocando noticias assim!

  • Victor:

    Muito boa matéria.
    Espero que na minha velhice tenham aperfeiçoado essa substância, assim poderei ver mais e mais avanços da ciência.
    Parabéns!!!

  • Mauro:

    Meu Deus do céu! Isso é uma loucura. Nós temos é que iverter essa via.A Humanidade deve se convencer, isso sim, que já somos demais.Vivemos muito.Poluímos exageradamnte. Se não houver um retrocesso no número de habitantes deste planeta, os humanos serão varridos da face do Planeta.Temos que nos conscientizar que indústrias poluem. Vamos conseguir sobreviver sem elas? As indústrias que vão desde o processamento e transformaçao de todos os bens que o ser humano necessita estão acabando com o planeta. Comida também polui.Também modifica o ambiente. O impacto é fenomenal. O desmatamento, a degradação do solo é cada vez maior. Isso sem falar do boi que consegue poluir mais que uma pessoa. Sem falar de outras carnes. Frango, porco,carneiro, etc… Tudo isso polui e gera transformações irreversíveis, degradando o meio ambiente. E que não me venham os “puritanos” de outros continentes, com suas auréolas angelicais querendo posar de salvadores do planeta. Onde foraam parar as grandes florestas medievais de toda a Europa? As florestas Africanas? E também asiáticas. Foram-se.Em nome do que chamamos de “alimento” ,”progresso”, “tecnologia”.E essaa hist´ria de créditos de carbono? Que piada. Quem tem dinheiro pode continuar poluindo. E os trouxas aqui “debaixo” (ou os espertalhões) vão plantar florestas. Ledo engano. Se a população da Terra continuar aumentando , a expectativa de vida continuar subindo, e a conscientização do ser humano (como um todo) continuar nos mesmos n´veis, POSSIVELVENTE, nossos bisnetos não terão a Terra, como planeta, para criar seus filhos.

  • José Clovis Rosa Raphanelli:

    Gostei demais da maneira como são apresentadas as notícias.
    Parabéns,

    Clovis

Deixe seu comentário!