Células-tronco podem ser desenvolvidas para matar o HIV

Por , em 23.12.2009

Pesquisadores do UCLA Aids Institute e colegas demonstraram pela primeira vez que as células-tronco do sangue humano podem ser criadas para alvejar e matar as células infectadas pelo vírus HIV, causador da Aids, processo que pode ser usado contra uma série de doenças virais crônicas.

O estudo, publicado em 7 de dezembro no jornal online (revisado pelos pares) PLoS One, fornece uma prova de princípio, ou seja, uma demonstração de viabilidade, de que as células-tronco podem ser desenvolvidas para o equivalente a uma vacina genética.

» Cura da AIDS? Transplante de medula desaparece com HIV de paciente

“Nós demonstramos no estudo dessa prova de princípio que esse tipo de abordagem pode ser usado para programar o sistema imunológico humano, particularmente a resposta dos linfócitos T, para especificamente visar as células infectadas pelo HIV”, disse o investigador-chefe Scott G. Kitchen, professor-assistente de Medicina na Divisão de Hematologia e Oncologia na Escola de Medicina David Geffen na UCLA e membro do UCLA Aids Institute. “Esses estudos estabelecem a base para o desenvolvimento futuro de novas terapias que envolvam a restauração de respostas danificadas ou defeituosas do sistema imunológico com respeito a uma variedade de vírus que causam doenças crônicas, ou mesmo diferentes tipos de tumor.”

Examinando o citotóxico CD8 dos linfócitos T – o “matador” do sistema imunológico, que ajuda a combater as infecções – de um indivíduo infectado com o HIV, os pesquisadores identificaram a molécula conhecida como receptora de linfócitos T, que os guiam para reconhecer e matar as células infectadas. Essas células boas, mesmo que aptas a destruir as infectadas pelo HIV, não existem em quantidades suficientes para eliminar completamente o vírus do corpo. Então, os cientistas clonaram o receptor e geneticamente criaram células-tronco originárias do sangue humano, depois colocaram as células-tronco em um timo humano que tinha sido implantado em ratos, permitindo a eles estudar a reação em um organismo vivo.

As células-tronco criadas se desenvolveram em uma grande população de células CD8, maduras e multifuncionais, específicas para o HIV, que poderiam visar especificamente células que contivessem proteínas do HIV. Os pesquisadores descobriram também que os receptores de linfócitos T específicos para o HIV devem ser adaptados ao indivíduo da mesma forma que um órgão deve ser compatível a um paciente de transplante.

O próximo passo é testar essa estratégia em um modelo mais avançado para determinar se esse procedimento iria funcionar em um corpo humano, segundo o co-autor da pesquisa Jerome A. Zack, professor de Meidicina na Divisão de Hematologia e Oncologia da UCLA e diretor-adjunto do UCLA Aids Insitute. Os pesquisadores esperam também expandir a gama de vírus contra os quais essa abordagem possa ser utilizada.

» Vacina AIDS HIV protege contra o vírus

Mas os resultados do estudo já sugerem que essa estratégia pode ser uma arma efetiva na luta contra a Aids e outras doenças virais.

“Essa abordagem pode ser usada para combater uma variedade de doenças virais crônicas”, disse Zack, que é também professor de Microbiologia, Imunologia e Genética Molecular. “É como uma vacina genética.”

Além de Kitchen e Zack, fazem parte do grupo Michael Bennett, Zoran Galic, Joanne Kim, Qing Xu, Alan Young, Aléxis Lieberman, Hwee Ng e Otto Yang, todos da UCLA, e Aviva Joseph e Harris Goldstein, da Faculdade de Medicina Albert Einstein, de Nova Iorque. O estudo foi financiado pelo California Institute for Regenerative Medicine (CIRM) e pelo UCLA Center for Aids Research. [Science Daily]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

16 comentários

  • paulo carioca:

    Nas mas belas coisas que o mundo nos oférece
    Não pensamos em impotse
    Alguma que poderiamos sofrermos danos
    Mas a incençatez faz com que façamos
    Coisas que nos deixa felizes nao importa o dano
    Pagamos um preço muito alto a vida…

  • carmelita.:

    boa noite gente estou desesperada descobrie que sou soropositivo,e nao tenho coragem de conta para meu noivo.mas tenho que conta.tenho medo que ele me deixe.pois foi eu que passou para ele,nao sabia descobrie ha 2 meses.me ajudem obrigada por tudo que deus ajude a todos que passa por esse horrivel problema.ficam com deus.

    • carlos:

      ola carmelita, a melhor coisa é voce contar tudo pra ele, pois assim voce vai saber se realmente ele gosta de voce e tambem daria no inicio para iniciar o tratamento para esta doença, mas tenha esperança, pois tem estudo muito bom referente a cura ou um tratamento melhor, nao é facil, mas pede a Deus pra lhe dar força. um enorme abraço

  • Não sei:

    é só usa camisinha !!!

  • Eugenio Chaves:

    É lamentável e infeliz a colocação desse rapaz. Não há possibilidades de se articular qualquer tipo de comentário que demande tanta seriedade como esta. Isso é o que podemos chamar de ” indigente sentimental e intelectual’

  • ricks:

    bom saber disso,
    vou completar 3 anos com hiv, infelizmente perdi meu grande amor por não aguentar pressão deu ser soropositivo e ele não, hoje estou sozinho mas n desisto e caminho para meu crescer espiritual emocional e cultural. mas todos os dias que acordo espero a midia dizendo que acharam a cura da aids acho que vou renascer novamente uffff que assim seja

  • Daniele:

    Que Deus possa iluminar cada dia mais esses cientistas e que realmente encontre a cura para tal enfermidade. Muitas pessoas boas e de boa indole infelizmente sofrem desse mal, e seria maravilhoso dar-lhes uma esperança de viver “normalmente” de novo. Em relação ao Lucas, Deus faça q nunca aconteça de ele ter nem esta e nem uma doênça pior(câncer), pois se um dia acontecer gostaria de ver o comentário dele novamente aqui.

  • Daniel:

    E a cura?

  • Geisa:

    Bom, é excelente este tipo de pesquisa,e é bastante interesante este progresso da medicina para cura de doenças julgadas até intão incuraveis sejam superadas.Antes dessa reportagem recordo-me que já li algo sobre a cura da aids , porem de outra maneira, que tambem é super supreendente.Os cientista extrairam uma secreção proteica de algumas mulheres do continente africano,é essa secreção possuia resistencia ao virus HIV,(o causador da aids).

  • vinícius:

    Perdi muitos dos meus heróis com esse mal terrivel que tira além de vidas a sociabilidade, tão importante para nós humanos.Pior que sofrer dos males físicos é sofrer as discriminações geradas pelo preconceito e medo e ingnorância…Bem, espero que respostas positivas a essas pesquisas sejam tão rápidas quanto é a forma de disceminação do vírus e que pessoas como o amigo Lucas não sejam expostas e nem tenham que passar pela dor do preconceito,pelo pavor do medo e muito menos pela sensação de impotência diante da ingnorância em relação a cura que não chega.

  • wilson:

    LUCA,fiquei estarrecido com sua falta de sensibilidade e excesso
    de ignorãncia com um assunto tão importante mas mesmo sendo uma opinião idiota tenho que respeitaqr pois estamos numa democracia e peço a Deus que voce e nem alguém de sua familia sofra com tão terrível mal que assola a humanidade!Segundo sua teoria deveríamos deixar faltar comida pois assim a população não aumentaria,né?
    Parabéns ao site e aos cientistas que enxergam longe ao contrário de mentes desprovidas de senso comum!

  • Giana:

    Lucas, que visão individualista e preconceituosa que você tem! Parabéns aos pesquisadores, que mais uma vez superam as expectativas e obstaculos não se deixando abater por visões pre-concebidas de gente desmotivada e sem esperança.

  • Fabio:

    Excelente notícia realmente!
    Espero que as pesquisas avancem o mais rapidamente possível!
    Feliz 2010 para todos!
    😉

  • Lucas Ditongo:

    Se ninguem mais morrer de AIDS, não iremos super popular o mundo?

  • Raton:

    Essa é uma das melhores, senão a melhor noticia publicada nos últimos anos. Deus queira que esses estudos estejam certos e provavelmente daqui a poucos anos essa doença estará controlada. A engenharia com células-tronco ainda vai fazer muito pela humanidade.

  • José Bonifácio Céspedes:

    Realmente ler esta notícia, tão relevante para toda a humanidade, foi o melhor presente de natal da minha vida. Que a pesquisa se extenda e propicie a tão sonhada cura para tantos que padecem deste mal.
    Parabéns a todos e que 2010 traga aos que de alguma maneira sofrem deste e de outros males a tão sonhada cura com a erradicação da doença defenitivamente do planeta. Alegria, alegria.
    Saudade dos amigos que partiram tão cedo, mas regojizo pelos que poderão desfrutar mais e mais da vida com saúde.
    É isso aí pesquisadores, vocês merecem medalhas de ouro!

    Muito obrigado e um extremamente Feliz 2010!

Deixe seu comentário!