5 Argumentos pró-maconha que não estão ajudando

Por , em 9.07.2011

Aviso: esse artigo não tem a intenção de tomar nenhum lado do debate sobre a legalização da maconha.

A maioria das pessoas que fuma maconha quer sua legalização. Esse artigo não é um “manifesto contra a maconha”, mas alguém tem que falar para os defensores da planta que eles são algumas das pessoas mais irritantes do planeta. Estamos falando das pessoas que advogam pela causa tão chatamente e com tanta insistência que se parecem com os caras que batem de porta em porta querendo te converter para a religião deles. Nesse ponto, alguns dos defensores da maconha ficam tão equivocados em seus argumentos que acabam sendo seu pior inimigo. Confira alguns desses argumentos bizarros:

1 – A legalização vai salvar a economia

Esse parece ser o argumento dominante desde que a economia despencou. Com os impostos que o governo cobraria em cima da maconha, o país estaria a salvo. Alguns documentos americanos até citam números muito grandes, como o fato de que a legalização total nos EUA traria 9,7 bilhões de reais anualmente se a maconha fosse tributada com taxas semelhantes aos do álcool e do tabaco. Mas, ao lado do total de tributos recolhidos em 2010 (3,3 trilhões) e a dívida nacional atual (22,6 trilhões) dos EUA, a reivindicação é comparável a tentar mudar a órbita do sol com uma .38.

Não há dúvida de que a legalização iria criar alguns empregos e trazer dinheiro aos países graças a receitas fiscais. Mas não ia ser a salvação da economia, e, quando um bando de “maconheiros” fala isso, parece que eles não têm ideia do que estão falando.

A mesma coisa quando os defensores dizem que, legalizando a maconha, eliminaríamos o custo relacionado com a aplicação da lei, uma vez que a droga seria legal. Como se o país de repente se transformasse em um paraíso da maconha sem regulamentações ou restrições à sua produção, e todos estariam apenas se voluntariando para declarar e pagar os impostos movidos por um sentido de dever cívico.

Não. Ainda vão ter foras da lei, o que significa que você ainda terá que pagar por policiais para investigar e prender pessoas que usam maconha não autorizada. Além disso, vamos precisar de vários novos regulamentos para descobrir exatamente o que estamos legalizando e o que acontece com as pessoas que violam as novas leis. E ainda teremos que fazer novas leis e contratar pessoas para certificarem-se e fiscalizar de que ninguém as está violando. Realmente, muito mais fácil, e bem mais barato.

2 – Maconha para pacientes com câncer e para fazer papel

Não, ninguém quer que legalizem a maconha para “ficar doidão”. Quem precisa são os pacientes de câncer. Eles não podem ficar sendo despedidos de empregos por usar maconha medicinal, e etc… Acredito que quem precisa de maconha medicinal consegue, certo? Para eles, já é legal. Pior que uns loucos devem mentir que têm dor crônica ou estresse crônico, ou qualquer coisa crônica, só para conseguir alguma.

Esse argumento é geralmente seguido da defesa geral de que a maconha pode ser usada para muitas coisas! Você pode fazer papel, roupa, corda… Ah, claro! A maconha só é ilegal graças à indústria maldosa do papel.

Quantas vezes você ouviu esses argumentos de amigos que não tem câncer, e jamais tiveram, nem terão a necessidade de ter uma corda? Só para constar: não acho que seja ilegal usar maconha para fazer corda, fique à vontade. Não é para isso que a legalização vai servir, né…

Aliás, de todos os argumentos que você já ouviu de alguém que quer a legalização da maconha, algum deles foi: “eu quero ficar doidão sem ter medo de ser preso”? Para mim, parece o único argumento lógico – não que eu tenha algo contra quem queira isso, mas não dá fingir que tal coisa sem sequer passa pela cabeça dos defensores. Quando ninguém admite isso, fica até pior: parece que nem os usuários da maconha, perfeitamente saudáveis, e com papel de sobra em casa, consideram que esse argumento seja suficiente para legalizar a planta.

3 – Na verdade, é boa para você

Acho que quem não fuma maconha é idiota. Passamos da propaganda governamental antierva ridícula que grosseiramente exagerava os danos da droga para simplesmente dizer o contrário.

Quem nunca ouviu o argumento de que a “maconha não é tão ruim quanto outras drogas ilegais” e “ela não faz mal” até, literalmente, dizer que a erva é “boa para você”? Como se fosse vitamina C ou cálcio.

Por exemplo, quando vários estudos mostraram que um princípio ativo da planta pode retardar o crescimento de alguns tumores (ao mesmo tempo que outros crescem mais rápido), esses mesmos estudos indicaram que os resultados foram obtidos através da injeção de um produto químico e não de dar baseados a ratos de laboratório. No entanto, os defensores da erva imediatamente assumiram os resultados e os traduziram para manchetes infinitas afirmando que fumar maconha “cura o câncer”. Aham, tenho certeza que nenhum “maconheiro” já morreu de câncer.

Não importa que todos esses estudos sobre efeitos colaterais positivos e outros produtos químicos na cannabis se desdobrem para dizer-lhe que isso não significa que fumar maconha vai curar seu câncer. Isso porque, em geral, respirar fumaça de qualquer tipo não é bom para você.

Apenas três cigarros de maconha pior dia fazem mais danos aos pulmões quanto vinte cigarros de tabaco. Sim, há estudos que não ligam câncer à maconha. Mas também há estudos que encontraram o oposto.

E mesmo se tirarmos o risco de câncer, há toda uma série de efeitos negativos que podemos listar: logo após fumar, a frequência cardíaca média aumenta entre 20% a 100%, e esse efeito pode durar até três horas – o risco de ataque cardíaco dispara até cinco vezes na primeira hora. Se você tem distúrbios de ansiedade, más notícias: a planta pode causar ataques de pânico, paranoia, e é um alto risco para desencadear uma situação já existente. Nos cérebros não formados de fumantes mais jovens, a maconha atrapalha o desenvolvimento emocional básico e também promove a paranoia. Os usuários também são muito mais propensos a ter doenças e faltar ao trabalho. Um dos maiores debates até agora é se os usuários mais jovens estão em maior risco para o surgimento de esquizofrenia (30 estudos mostraram uma conexão).

Não, maconha não é pior que heroína. Mas não me venha dizer que é a mesma coisa que brócolis.

4 – Álcool e cigarro são piores, e legalizados

Sim, bebidas e cigarros são muito ruins para você. Mortais, até, se abusados. Os médicos sempre dizem para as pessoas pararem, ou morrerão dentro dos próximos cinco anos. Eu nunca ouvi um médico dizer isso sobre a maconha. Dirigir embriagado e câncer relacionado ao fumo, então… Já mataram milhões.

Daí vem alguém que diz que, não, a maconha é pior. Quantos argumentos inteligentes, não? Um é pior, não, o outro é pior, não…

Eis a verdade sobre esse debate: não importa. Falar sobre as mortes do tabaco e do álcool faz todo o sentido como um argumento para tornar essas coisas ilegais, e não a maconha legal. Você não entende que “a maconha vai matar menos pessoas do que os cigarros!” não se aplica a %$# nenhuma porque ainda mata pessoas? Você também poderia passar uma lei que permite que garotos de 12 anos carreguem armas escondidas para a escola porque ia matar menos pessoas do que dirigir bêbado.

Se o argumento é que a maconha é a escolha mais segura, então por esse raciocínio, é também mais seguro engolir um cacto do que segurar uma cascavel. Alguém obriga você a escolher entre os dois? Não há uma terceira opção de simplesmente não fazer nenhum deles?

De novo, não estamos dizendo que ninguém deveria fumar maconha, que isso é horrível, e que seus defensores são um bando de drogados que blá, blá, blá. Apenas vamos ser sinceros: as pessoas bebem e fumam sabendo que faz mal, admitam que vocês também querem a maconha, mesmo que saibam que vai fazer mal.

5 – Não é viciante

Quem não tem um amigo ou conhecido que diz que “só fuma quando quer”? Mesmo cigarro normal. Os que acham que “fumam pouco” se consideram no direito – super cético – de se colocar em uma categoria completamente diferente dos outros fumantes.

Claro, a coisa que mais assusta a sociedade sobre qualquer droga, e a única coisa que faz com que o álcool e o tabaco sejam tão mortais, é o vício. Isso é crucial para qualquer argumento para a legalização, porque não se pode falar de “liberdade” de usar algum produto, se esse mesmo produto de fato tira a sua capacidade de escolher livremente parar de usá-lo. Você não ouve as pessoas nas reuniões de AA sentando e refletindo sobre o quão incrível foi que eles tiveram a liberdade de beber.

E ainda temos aquelas pessoas que discutem sobre como a maconha “não é viciante” enquanto acendem seu décimo cigarro com quatro horas de sol ainda restantes no dia.

Tem sido sugerido que, como a maioria dos usuários não são habituais, a maioria das pessoas nunca vai desenvolver uma dependência grave de maconha. Assim como nem todos que bebem vão se tornar alcoólatras.

Na verdade, cerca de 15% dos bebedores desenvolvem uma dependência grande, ao contrário de cerca de 9% dos usuários de maconha. Isso é apenas as estatísticas para vícios considerados “graves”. Entre 10% e 30% dos fumantes de maconha, pelo menos, caem em um vício menor. Nota-se que nenhuma dessas estatísticas é 0%. Você sabe, importante para dizer que maconha “não vicia”.

Daí as pessoas trazem exemplo dos pais e tios. Pedante. Sim, seu pai ou seu tio fumou maconha toda a sua vida adolescente durante os anos 1960 e 70, e quando decidiu arquivar seus dias de festa e se juntar ao mundo adulto, ele não teve problemas em se afastar das ervas.

Só tem um problema: o nível médio de THC (a substância química da maconha) na época era cerca de 4%. Nas últimas décadas, subiu para mais de 10%, com algumas plantas tendo até 30%. É previsto que nos próximos cinco a dez anos, essa média chegará a cerca de 15% antes de atingir um limite.

O que isso significa? Significa que você fica doido mais rápido, usando menos droga. Isso também significa que mais jovens, fumantes inexperientes, têm uma maior chance de viciar do que seu tio ou seu pai.

Beleza acreditar que a maconha é muito mais fácil de parar de fumar do que álcool, heroína, etc. Mas a crença de que “não é viciante” é besteira. Quer uma maneira fácil de conferir isso? Desista dela por um ano. Tenho a sensação de que seria difícil para muitos dos usuários, considerando como vários não passam uma semana sem. É difícil abrir mão de algo que você construiu sua personalidade inteira em torno, não? [Cracked]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (13 votos, média: 2,54 de 5)

412 comentários

  • Ruben Moraes:

    E tbm dizem que causa falta de memória, e que a longo prazo só piora, outra mentira, pq eu só tinha isso no começo, e agora eu lembro de coisas de quando eu era pequeno, coisas q eu achava q nunca mais iria lembrar, e nem memoria recente eu esqueço mais. Ou seja cada um é diferente e reage diferente as coisas. Por isso eu gosto de fumar, pq eu vejo como esse mundo realmente é.

    • Marcelo Ribeiro:

      “Lembrar de coisas que eu achava que nunca mais ia lembrar” é um paradoxo.

  • Ruben Moraes:

    Algumas coisas do contra “maconha” não tem nada a ver, pq tem muita gente no mundo e nem todos são iguais, cada um ter um organismo diferente. Eu por exemplo quando comecei a fumar, fiquei bem mais atento, prestar atenção em coisas que antes passavam despercebidas. Fiquei mais disposto pra fazer as coisas, que antes eu não tinha. Até mesmo sem ter fumado. Querer falar que todos vão ter isso e aquilo outro é muita falta de noção, afinal cada organismo reage de forma diferente em cada ser…

    • Marcelo Ribeiro:

      O que os estudos fazem é pegar uma quantidade de gente que usa o produto e dizer: tantos % tiveram problemas de memória e outros tantos % disfunção erétil. Nada é absoluto, mas deixa claro que há uma probabilidade (grande ou pequena) de desenvolver certo problema. O teu caso pessoal é teu e conta para você, mas não para a maioria. Para a maioria servem os estudos com boa metodologia e controles.

  • Marcelo Taranto:

    Mais uma “matéria” cheia de preconceitos e totalmente parcial. Sem contar que esse “perfil de maconheiro” citado, descreve apenas uma meia dúzia de usuários. E de uma vez por todas: NÃO! A maconha não causa nenhuma espécie de dependência química. Já a dependência psicológica é outra história e até mesmo a masturbação pode causar este tipo de dependência. No mínimo o autor desta “matéria” deveria entender a diferença…

  • Toth Tmagik:

    Usar maconha e mt bom! Não preciso de legalização pra fumar na minha casa! Apoio o desenvolvimento do uso medicinal! Seria otimo usar o canhamô ao invez de pés de eucalipto na produção textil e no mais consumir por ingestão e bem melhor …. LOL (o.|.o)

  • enegreiros:

    Cara, acho que tu fumou um baseado! Não entendi p***a nenhuma.

  • Paulo Trin Junior:

    Todos os meus ex-colegas xinxeiros dos anos 60 e 70 têm desvio de caráter até hoje.
    Alguns deles são trombadinhas nas horas vagas.
    Eles me dizem que é uma compulsão incontrolável.

  • Paulo Trin Junior:

    Em breve teremos aqui mobilizações em apoio a passeatas pelos benefícios clínicos e terapêuticos da cocaína, crack, heroína, LSD, …

  • igor omena:

    1 – A legalização vai salvar a economia

    Meu amigo o cigarro e o alcool é legalizado e sofre com essa “pirataria” (produto não autorizado), qualquer coisa sofre com isso. então nem vem!

    2 – Maconha para pacientes com câncer e para fazer papel

    È cientificamente comprovado que fumar ou vaporizando pode reduzir as chances de quem pode ter câncer. E sobre o meio ambiente, 1 hectare de cannabis equivale a 4 de eucalipto.
    tirem suas conclusões.

    3 – Na verdade, é boa para você
    Concordo em parte, o óleo dela sim pode curar qualquer tipo de câncer.

    4 – Álcool e cigarro são piores, e legalizados

    Bem ridicula a comparação, a maconha nunca matou ninguem desd o primeiro dia de vida na terra.

    5 – Não é viciante

    Eu paro de fumar por um ano, e vc fuma por um ano ? vamos?

    • Eta:

      Puxa vida, o oléo da maconha cura qualquer cancer? Por que ninguém conta pros milhões de pesquisadores que gastam bilhões por ano pra tentar achar uma, ou pros 7 milhões de pessoas que morrem anualmente pelo cancer? Ah, ja sei, gastar dinheiro desenfreadamente é culpa do capitalismo consumidor! Deixar que as pessoas morram é um plano illuminati pra esvaziar a terra!

    • brinks:

      EXATO! e você… continue indo no macdonalds e bebendo BRAHMA pq você é guerreiro e ouve o exaltasamba!

    • Paulo Trin Junior:

      Clique errado em gostei desse comentário.
      Diminuam 1 do total, por favor.

  • CristianoR:

    Vão trabalhar ao invés de ficarem se drogando! Enquanto isso a população (não drogada) paga por “eles” os drogados, porque esses infelizes não dão um jeito nos corruptos, roubo a mão armada, legalizada pelos governos, vão fazer alguma coisa de útil…vão mostrar serviço ao invés de se drogarem…Façam amor, não às drogas!

    • Rian Johnson:

      Sou músico em três bandas, trabalho 44 horas semanais e executo trabalhos voluntários à sociedade, tenho 90% do tempo ocupado e Fumo.
      E vc?

  • Rita:

    Considerando que a maconha é um dos desencadeadores da esquizofrenia para quem tem predisposição, não sou a favor do uso.

    Porém cada um faz o que quer de sua vida.

    Esquizofrenia é uma doença mental sem cura e a pessoa portadora tem que tomar uma batelada de medicamentos fortissímos para ter um controle minimo de seus sinais e sintomas. Conheço casos e é desesperador para a vitima e familiares.

    • CristianoR:

      ….”cada um faz o que quer de sua vida” os cambaus!!!!! depois ainda os que não “consomem” a droga ainda tem que pagar a conta, que desgraceira é essa? os “bonitinhos” usam a merd… e eu é pago o pato??? Quer morrer desgraçado, se mata de uma vez…”se morre”

    • lucas:

      “se morre”?? como eu conjulgo esse verbo?? kkkkk
      é o seguinte man todos tem o livre arbítrio (sabe o que é isso??) é o direito de fazer o que bem entender sem que afete o patrimonio juridico, moral e outros de alguém.. e otra se eu tenho que subir o morro pra comprar maconha é pq ela nao é legalizada..claro que ia ser melhor comprar ela na padaria da esquina.. (eu planto, to só defendeno os otros) entao cada corpo que o tráfico produz cai na conta de hipócritas que nao tem oq fazer e vai cuidar da vida dos otros..cai única e exclusivamente na sua conta parcero e não na minha..kkkk

    • Rian Johnson:

      E o que isso tem haver com a maconha? Por acaso quem não fuma maconha não tem esquizofrenia? e quem ingere bebida alcoólica tb ñ?

  • Bruno:

    nossa, escreveu muita besteira.
    não vou falar pra ninguem que vc adaptou um texto ja existente tá?

    alem do fato de vc não dar a minima para oque realmente importa na questão da legalização: a guerra as drogas.
    preste atenção em quanto dinheiro é gasto dos cofres públicos para financiar a guerra as drogas, que transforma o brasil em pais de guerra, que mata milhares de jovens todos os anos, que corrompe policiais e poder publico…
    nós fincanciamos a degradação e a guerra inutil contra as drogas e a pobreza.

    mas é muito facil para uma bonitinha que nunca sofreu realmente com o problema da guerra as drogas, que nunca teve sua vida invadida e sua liberdade de expressão interrompida, ironizar a realidade, desligar o computador e ir assitir ao fantástico.

    por favor comece a estudar o problema de verdade.
    jornalismo de verdade não é copiar uma opinião chapada e ultrapassada como se fosse desenvolvida por vc.
    beijo.

  • Sheeponsoma:

    1- Não ela não vai salvar nenhum economia , mas auxilia consideravelmente , de uma googlada no google scholar para verificar artigos que cobrem esse tema e verá que é um mercado inteiro que é ignorado.

    Sobre a questão da força policial , acontece que em países onde houve a regulamentação houve uma redução absurda do tráfico e juntamente com essa redução absurda , o efetivo policial necessário também reduziu , assim como analises químicas e afins para processos tudo isso é uma grande economia alem de reduzir consideravelmente o poder aquisitivo dos traficantes tornando estes menos violentos , então ao invés de ter uma ak47 ele tem o .38 que você citou…

    Perceba que ninguém está propondo que essas alterações seriam a salvação, a solução final , mas sim que elas são muito mais efetivas que o cenário atual.

    2- Bem falacioso esse seu tópico o bom e velho Argumentum ad hominem e alguns outros aqui…

    Você propôs que a legalização para fins medicinais é apenas uma desculpa de doidões que querem fumar, com certeza existem esses “doidões” porem isso não tira o mérito do uso medicinal , existem também centenas de “doidões” que adorariam ter em mãos cartelas e mais cartelas de dimorf (morfina) , mas eles não conseguem tão facilmente devido o controle.

    Também temos “doidões” por todos os lados que adoram usar benflogin e dramim para ficar doidões e nem por isso vamos usar isso como argumento para a proibição dessas substâncias no âmbito medicinal no máximo ao constatar grande abuso vamos aumentar a restrição de venda dessas medicações.

    Enquanto isso temos vários pacientes que possuem necessidade real do medicamento e não possuem acesso.

    3- Mais falácias , mas vamos ao que foi dito fora as falácias, A fumaça é danosa sim , mas também não é o único meio de se consumir a maconha, os estudos acerca da maconha como tratamento do câncer ainda são bem jovens e resumindo em miúdos para leigos o que foi dito é “Elas reduz alguns meios de funcionamento do câncer mas aumenta outros.” , qualquer um que diga que ela cura o câncer ou se enganou pela mídia exagerada ou está agindo de má fé.

    Ela pode sim ser boa para você dependendo do caso , mas também pode ser bem ruim e isso vale para a maioria das substâncias , veja a vitamina A por exemplo , em doses baixas ela é boa , em doses alta é medicação e em doses altíssimas é veneno.

    4- Isso só é argumento para proibição caso você realmente considere que a proibição é a solução para algo , veja o que aconteceu na proibição do álcool…

    Esse argumento é utilizado como mostra que não existe base moral para a proibição da maconha quanto droga recreativa , ninguém planeja obrigar como você falaciosamente falou “obrigar a escolher a maconha” , não existe qualquer dicotomia , não existe ninguém querendo te fazer usar algo.

    Está apenas mostrando que se moralmente é aceito o consumo dessas 2 substâncias e até moralmente incentivado em alguns casos , não existe porque ela ser moralmente proibida.

    Se fossemos seguir seu ponto de vista , deveríamos também proibir alimentos excessivamente gordurosos , sal ou açúcar já que não existe beneficio direto do uso separado dessas substâncias em relação a uma dieta equilibrada, porem comer um Sanduíche gorduroso e tomar um refrigerante , cheios de açúcar e gordura é prazeroso e considerando os riscos e a moral não vemos problema no consumo deles.

    5- Mais e mais falácias , vamos direto ao ponto , sim a substância possui um nível de vício , QUALQUER substância ou ato que dê prazer é capaz de viciar , seja droga recreativa , alimentação ou ato.

    Porem essa informação que a maconha vicia menos é importante justamente para aquele relacionamento moral que informei antes em relação as drogas lícitas. afinal temos como lícita uma das substâncias mais viciantes que é a nicotina do tabaco , cigarro vicia mais que a heroína e consideramos ele lícito sendo assim moralmente falando não tem porque aceitarmos o tabaco e não a maconha.

    Novamente não se prega em nenhum momento um mundo perfeito ou que essa substância é a salvação da humanidade , apenas que ela possuí mais pontos positivos que negativos e em relação as substâncias permitidas ela é menos danosa que as recreativas permitidas atualmente.

    Outra coisa é que não vi nenhum estudo até hoje que demostre que quanto maior o nível de THC maior é o nível de vício , se puder responder informando um estudo onde viu isso agradeço.

    Mas concordo , dizer que ela não vicia é como dizer que o álcool não vicia, porem discordo que o argumento do NIVEL de vicio seja irrelevante.

  • sabio:

    De fato a maconha é viciante e faz mal, assim como o alcool e o tabaco. Mas mesmo assim deve ser liberada pois os uzuarios só devem aumentar e com a broibição só almentarão os problemas.

  • Lucas:

    Vo falar o que eu penso:
    eu vi em um comentario ai,falando q a populaçao nao vai saber se controlar, isso é verdade… tem o povo q se contenta com a maconha (meu caso) e o povo q qé ve o limiti e vai partindo pra outras drogas, axo q a legalizaçao ia ser uma boa.. esses dias fui fumar com meu amigo em um lugar MT longe da cidade lugar isolado.. simplesmente um P.M apaizano tiro a arma do carro, começo bate no meu amigo…e disparo no chao pra assusta nois, agora me fala.. PRA QUE isso ? pq eu to queimando uma planta ? ou pq to ficando mais relaxado ?.. nao intendo

  • Dee Dee Ramone:

    falao pq nao conhecem, nao estou incentivando a usarem, mas a legaizaçao seria importante para usuarios comprem com mais facilidade,
    Afinao se o cara trabalhou dia intero, cumpriu seus deveres e vai la e fuma um do bom A QUEM ELE TA PREJUDICANDO? ele ta matando alguem? ele ta prejudicando alguem? a nao ser ele proprio?
    eh a mesma coisa do cigarro, alcool cada um usa se quer e sabe que faz mal entao pq nao libera a maconha duma ves? injustiça, deveriao proibir o alcool e cigarro tambem

  • Aline.:

    Alguém ja ouviu falar q um usuário de crack fez uma”MARCHA DO CRACK”para legalizar o crack????Alguém ja ouviu falar q um usuário de cocaína vai lançar a “MARCHA DA COCAÍNA”pra defender seu uso????Gente…quem gosta promove pq faz bem.
    Fica a dica pra quem ainda tem dúvidas se é bom ou não,cada um sabe o q faz.LIBERDADE DE EXPRESSÃO….rsrsrsrs

  • Jeane:

    Só Deus sabe meu sofrimento cada vez que sou exposta a fumaça do cigarro dos inconsequentes daqui de casa, e ainda tem os males do alcool, gente inconsequente, que enche a cara e qdo não põe a vida de terceiros em risco, simplesmente me enchem o saco com manias tipicas de “pessoa alta”, agora imaginem: Euzinha esperando o bus, qdo um cidadão se aproxima fumando seu cigarrinho de maconha, e depois de tossir bastante com a fumaça,eu sou subitamente atacada por visões de pôneis cantarolando(como no comercial de carro), não! muito obrigado, se for pra ter um vicio, faça como Eu se vicie em doces, seu único risco é ter uma diabetes, o que não machucaria ninguém,a não ser vc mesmo, e acreditem a cura do diabetes ta bem mais próxima que a do câncer de pulmão ou figado.

    • Sheeponsoma:

      Não existem substâncias inconseqüentes , mas pessoas inconseqüentes, para maconha provocar qualquer nível de alucinação em você por fumo passivo você teria que estar trancada em uma sala fechada com a fumaça de dezenas de “baseados” e mesmo assim poderia não ter esse efeito , fique tranquila que uma pessoa soltando fumaça em sua cara não lhe faria mais mal que a fumaça que saí do escapamento ônibus.

      Sobre o álcool e a nicotina , como disse no início o problema não é a substância mas as pessoas que a usam incorretamente , tanto que temos leis para combater esses atos “anti-sociais” como a lei seca do código de trânsito e a lei de são paulo que proíbe o fumo em local fechado.

      Proibir o álcool e o cigarro só traria mais efeitos negativos como os que são vistos com as substâncias atualmente proibidas.

      Sobre seu vício atual , não é apenas diabetes que te trás riscos , temos varias outros riscos decorrentes do consumo excessivo de doces como a obesidade, problemas dentais, arteriosclerose, infertilidade e Alto nível de triglicerides que levam a doenças coronarianas ,Síndrome nefrótica e outros alem de causar como já citado por você vício.

    • Simone:

      Jeane, vc realmente precisa se informar melhor.

    • anderson:

      nossa que falta de informação… meu DEUS DIGO EU
      cara minha mae tem diabetes e é muito triste
      não comam muitos doces galera pq diabetes mata!
      so eu sei como e triste te um ente querido com essa doença.
      aa…Respirar o ar poluído pelo combustível, gera uma resposta no cérebro, que pode ter efeito maléfico a longo prazo,melhor respirar fumaça de thc vai te deixar menos alienada e mais feliz paz.

  • Jonas:

    Partilho da ideia de k é um processo complicado a legalizaçao da cannabis! E k esta discussão irá sempre ter mais contras k prós. Mas essa discussão é o k faz falta. Maior parte da população n tem noção do k é a cannabis. Nao tem noção da sua historia. E muito menos imagina o k s pode obter c ela. O homem utiliza a materia e as ferramentas para criar seu bem estar. O k pode estar mal neste quadro tao simples é a ideia do ser humano. O ser humano ta habituado ao dominio. A ter o controle. Tudo o k voce n tem kando usa canabis. O ser humano é fraco. Podem n partilhar da ideia Mas tem de partilhar cmg quando digo k mto ha a descobrir com esta planta. MM MT.
    USE A PLANTA. NAO DEIXE A PLANTA O USAR A SI

  • Cristiane:

    Quando se fala em legalização, para quem usa e curte, penso em quão benéfico será não ter que se submeter a lidar com meios ilícitos para conseguir seu produto. Contribuindo para a economia,consumindo algo com controle de qualidade, prazo de validade etc.
    Mas temo por essa patética sociedade de massa que tudo banaliza, consome, mais que isso, é consumida. O que faz diferença é o USO que se faz, seja lá do que for!

    • Stephanie:

      Nossa sociedade não está pronta para lidar com esta droga. As pessoas são fracas emocionalmente e fácilmente sucetíveis a procurar por algo a mais após experimentar certas drogas.
      Nossa sociedade não possui preparação suficiente. Não será benéfico legalizar.

      Tá na hora mesmo é de investir em educação. ‘-‘

    • Sheeponsoma:

      Concordo que está na hora de investir em educação , porem você cita a maconha como porta de entrada para toda uma gama de drogas ilícitas apenas na busca por novas sensações, lhe pergunto se você vê isso ocorrendo com o álcool , se não vê porque acredita que irá ocorrer com a maconha e se vê porque não considera isso grave ao ponto de propor a proibição dele?

    • Stephanie:

      Não sei se você leu o que eu escrevi aqui anteriormente, mas eu acho que não…

      Não acredito que a maconha seja a porta de entrada para outras drogas, mas a mente “fraca” de muitas pessoas(o que é bastante comum).

      Como já disse algumas vezes aqui, eu acho que deveria haver legalização, porém, apenas depois de um amplo programa de educação. É necessário saber lidar com algo assim.

      Nosso país tem muitas leis muito boas e que servem de referência a outros países, mas a fiscalização é muito falha. Não há um bom controle de nada.

      E concordo com você. Acho que produtos como a cerveja deveriam ser proibidos sim, sou contra isso. E sim, me proponho à proibição.

    • Stephanie:

      Só para avisar, não pretendo aparecer mais por este artigo.
      Não é por falta de argumento ou por não saber discutir, apenas acho que já estou começando a repetir demais meus argumentos,já que ninguém me convenceu de algo diferente e o que poderia aprimorar meus conhecimentos já foi dito o bastante. Além do mais, tenho que estudar, não posso ficar muito por aqui.

      Obrigada por todos aqueles que debateram comigo com bom senso, gosto disso, principalmente quando as opiniões são divergentes.

    • Vitor:

      Concordo com a Cristiane.

      Uma questão na verdade, não é abordada pelo texto explicitamente tendencioso.
      É caso de Saúde Pública, assim como: encher a cara de pinga num churrasco com gorduras ruins por um tempo, e depois ocupar leitos de hospitais públicos.
      Não acredito que o uso controlado da maconha vá causar mais danos do que drogas prescritas,como ansiolíticos,hipnóticos,etc.
      Um governo que controla a mídia, como é no nosso caso, pode muito bem influenciar em campanhas o uso moderado da droga.
      Proibir por proibir?
      Não faz sentido…ninguém morre por fumar maconha,apenas.

      Vivemos num país onde fazer transações ” por baixo do pano” ,põem dinheiro público desviado e o dinheiro de tráfico de drogas no mesmo patamar. E muita gente do governo quer que continue assim!

  • clarice:

    Luiz, meu querido…vc não está filosofando muito por causa da maconha?????

  • one:

    É por esses absurdos que eles usam como argumentos, que a imagem deles mostra um “povin” BURRO,desesperado,burro,alucinado,burro,que falam demais e por último…BURRO!

    Maconheiros são burros e não percebem!

    • Stephanie:

      Você mal sabe sobre eles. Acho que o verdadeiro burro aqui não sabe dar uma olhadinha ao espelho.

  • LUIZ:

    Sem dependência…

    “Conhecereis a verdade, e ela vos libertará!”

    “Mesmo se você está em uma minoria de um, a verdade ainda é a verdade.”

    “Aquele que não conhece a verdade é simplesmente um ignorante, mas aquele que a conhece e diz que é mentira, este é um criminoso.”

    “Toda verdade passa por três estágios: primeiro, ela é ridicularizada; segundo, é violentamente combatida e; terceiro, é aceita como sendo auto-evidente.”

    “Uma democracia não pode ser ao mesmo tempo ignorante e livre.”

    “Um homem não pode mudar o mundo, mas um homem pode comunicar a mensagem que mudará o mundo.”

    “você não é um ser humano tendo uma experiência espiritual, você é um ser espiritual tendo uma experiência humana.”

    “Se o conhecimento pode criar problemas, não é através da ignorância que podemos solucioná-los.”

    “Para que o mal triunfe só é necessário que os homens bons não façam nada.”

    “Sem alimentação correta a medicina é inútil, com alimentação correta a medicina é desnecessária.”

    (Canabis pode ser uma espécie de alimentação…para algumas das várias fomes dos humanos?)

    “Discutir com uma pessoa que renunciou à lógica é como dar remédio a um homem morto.”

    “Quanto maior for a mentira, mais pessoas acreditarão nela.” – Hitler

    “O sistema, a ciência e a religião se combinaram para deixar bilhões cansados de viver, mas ao mesmo tempo com medo de morrer.”

    “Temos que questionar os dogmas, questionar as ideologias, questionar as autoridades externas. Somente questionando o que todos aceitam como certo, o que todos acham que é verdade, é que conseguimos despertar da hipnose do condicionamento social.”

    “O homem crente é necessariamente um homem dependente… Ele não pertence a si mesmo, mas ao autor da idéia em que ele acredita.”

    “Notícia é o que alguém, em algum lugar, está tentando suprimir. O resto é só propaganda.”

    “A grande notícia é que mais e mais pessoas estão acordando. A transformação está começando.” – David Icke

    A Verdadeira Nova Era já chegou… esqueçam a negatividade, o pessimismo, os pensamentos e sonhos ruins. Catástrofes? Guerras? “Doenças”? Mentiras? Manipulações da “Elite” Dominante? Não liguem, não se preocupem… não é importante, não de verdade. Tudo vai ficar bem, tudo já está bem… Aqui. Agora. Silêncio… Paz. Riam, sejam felizes! É hora de imaginarmos a Nova Terra, nossas novas vidas… um mundo inteiro de paz! – Jackson Macêdo

    Então…

    “O conhecimento é o antídoto contra o medo.”

    “O Universo não é apenas mais estranho do que imaginamos, ele é mais estranho do que nós podemos imaginar.”

    …tiremos , então, nossas conclusões!

    “Amor infinito é a única verdade. Todo o resto é ilusão.”

    … por último: “O mais importante é não parar de questionar.”

    Abraços,
    Luiz.

    • Vitor:

      Não esqueçam: o Diabo é cria de Deus….então o Deus sabia o que iria rolar,não? Ele sabe de tudo,etc….
      Coisa de político: Criarei um ser que vai ser abominável para a humanidade e sempre serei eleito como o AMOR e o SALVADOR! Assim… até eu que sou mais bobo!

  • Amandinha:

    Pois é Vitor concordo plenamente com você…
    esse povo é muito estressado, por que não vão fuma um begue pra relaxar a mente e ficar um pouco em paz…

    • Vitor:

      È Amandinha….da um finex pra eles na beira do mar pra ver o que acontece!!!uhasuasuahsuhssa

    • Amanda:

      Concordo com Vitor e minha chará Amandinha. Rapaz o mal do povo é querer cuidar da vida dos outros deixa quem quiser fumar,que fume mesmo. ”Se eu quiser fumar eu fumo,se eu quiser beber eu bebo..Pago tudo q eu consumo com o suor do meu emprego” é tipo isso.

  • PredadorXD:

    “Criminalizar um comportamento é uma decisão que aliena a liberdade de escolha em prol do interesse coletivo”… então vamos descriminalizar a pedofilia, aborto, assassinato, tráfico, tortura. entre outros comportamentos!!! Assim vamos viver libres e felizes. @Eduardo, se vc quer ser livre, comece libertando-se da maconha!

  • Stephanie:

    Belo comentário. Bom uso das palavras, texto bonito.

    Pena que sua opinião é um tanto alienada por seus próprios interesses.A liberdade humana é sagrada, mas lembre-se que liberdade é algo diferente de libertinagem.
    A liberdade é dependente de você e de quem está a sua volta, já que independente de seu querer, suas ações influenciam diretamente e indiretamente muitas pessoas à sua volta.
    O conceito que vc defende é a libertinagem, tbm confundida com o anarquismo. A libertinagem é este conceito em que as pessoas acreditam em seus erros e acertos, no fazer o que querem pq existe uma coisa que chamam de liberdade, mas esquecem de pensar nas consequências de suas escolhas na sociedade.
    Só vale a pena criminalizar aquilo que afeta de forma ruim a sociedade. Em nosso país não há um nível de consciência e educação necessários para legalizar algo como a maconha.
    É proibido enviar dinheiro através do correio por quê as pessoas não tem educação o suficiente para não violar o que não lhes pertence e não necessáriamente por induzir comportamento criminoso Nossa sociedade vive no conceito de “vou fazer o que é melhor para mim. dane-se quem está a minha volta”. Seus argumentos quanto à criminalização de certas coisas são inválidos e alienados por teus interesses.
    O excesso de lei pe causado pela falta de educação. POR QUÊ AS PESSOAS LUTAM TANTO PELA MACONHA E NÃO PELA EDUCAÇÃO DE NOSSO PAÍS?! Quanto à marginalização, mais uma vez a culpa é da educação precária que temos. As pessoas menos favorecidas ficam fadada a viver subordinadas, ganhando pouco, sem carteira assinada e etc, já que não possuem conhecimento de seus direitos ou ao menos, educação de base.
    Os jovens viciados não são marginalizados pelas leis e sim pelas PESSOAS. Pessoas que não têm noção de uma coisa chamada respeito e marginalizam umas às outras, deixando nossa sociedade cada vez mais injusta e decadente.

    Sim. Vamos rever esse absurdo. ESTÁ NA HORA DE REVERMOS O QUE É PRIORITÁRIO.

    • Stephanie:

      Você chegou a ler todo o meu comentário? Chegou a ler os outros comentários que fiz aqui? Hum… Acho que seria interessante se você fazesse isso.

      Não estou sendo preconceituosa. Meus preconceitos são canalizados para os pagodes baianos, ou melhor, músicas que falam coisas como “rala a tcheca no chão”. Nosso país não possui base psicológica para lidar com isso. Como eu já defendi muitas vezes aqui, têm que haver um amplo programa de educação primeiramente. Baterei nesta tecla até o fim.
      A criminalização reflete nossa sociedade. Não é a lei que cria a discriminação em si. Até por quê, se fosse assim, pessoas que bebem e dirigem iriam ser apedrejadas e não apenas criticadas pelas pessoas mais conscientes(tá, estou exagerando aqui, mas “é assim que a banda toca” em nosso país).

      Não lembro de ter falado que a droga leva a decadência(até pq, já estamos em decadência desde que nosso país foi “descoberto”). O que leva à decadência é a mente fraca das pessoas.
      Não acho que essas mães façam alarde apenas por ignorância, mas também por medo. Medo de que seus filhos se tornem margianais, bandidos ou que seja. Medo pelo afastamento que a sociedade causa, medo pelo futuro de seus filhos. Medo este criado principalmente pela mídia.
      Desculpe, mas acho que o preconceito está em seu argumento. Me chamas de preconceituosa e desinformada, mas não sabe que eu pesquiso e procuro enteder o que discuto. Não preciso fumar para saber que isto não é para mim ou para saber que nosso país não está preparado para isso. Educação e consciência tem que existir para legalizar algo assim. Nosso país possui a falta disto.

    • Stephanie:

      Bem, este é o meu último comentário neste artigo. Não estou tendo muito tempo para participar de debates como esse, infelizmente. Obrigada pela oportunidade de debater e espero que leia e entenda este meu textão.

      Li e reli nossos comentários. Percebi que você parece estar interpretando mal o que digo. Vamos passo a passo.

      Tenho uma opinião forte quanto a isso aqui, mas não acredito que sou fechada a opiniões alheias. Eu escuto ou leio, analiso e chego a uma conclusão. O fato apenas é que seus argumentos não me convencem. Fui equivocada ao dizer “bato nesta tecla até o fim”. Eu apenas quis dizer que minha opinião é bastante forte, não mudará facilmente.

      Nunca afirmei ser dona da verdade. Tento ser cautelosa no que falo, sempre deixo explícito de que tudo é APENAS minha opinião, usando expressões como “acredito que” e coisas assim. Inclusive, pedi desculpas por achar que o argumento preconceituoso é o seu, mas retiro, porquê para mim só merece minhas desculpas quem sabe aceitar opinião alheia e tenta interpretar direito o que os outros falam.

      Vamos aos meus contra argumentos. Que fique claro que não passa de minha opinião.

      “E será que a sociedade americana na época da lei seca concordaria com um chavão desses?”
      Claro que não. Esta é uma sociedade extremamente alienada, que me passa a impressão de acreditar ser o “supra-sumo” do mundo.

      “Como se a lei fosse infalível e não pudesse refletir preconceitos e ignorâncias…”
      Não lembro de ter falado algo diferente. Concordo com isso e também acredito que falta educação para se entender e criticar de forma boa ou ruim às leis. Afinal, o que é infalível? Ainda mais em um país onde não há um controle efetivo, fazendo com que um monte de lei apenas sirva de fachada.

      “Qual a sua opinião sobre uma lei que ninguém cumpre, por ser excessiva e sem mérito?”
      Se você estiver falando indiretamente da maconha, digo-lhe que não é hora de legalizá-la. Nosso país é falho em questão de controle. Tem um monte de leis que servem de referência em outros países e não consegue efetivá-las pela falta de uma boa fiscalização.

      “Será que a maconha é mesmo esse monstro horrível pintado na sua cabeça?”
      Que monstro? Só porquê não quero fumá-la ou que fumem perto de mim, não significa que para mim ela é um monstro. As ideias que ponho aqui não foram implantadas, EU cheguei a elas através de leitura, situações pelas quais passei, debates e outros, tanto a favor, quanto contra.

      “Você não é mais sábia ou sensata do que essas pessoas por nunca ter experimentado.”
      Também acho. Debati muito aqui nos comentários. Há mais sensatez em comentários de alguns usuários do que de pessoas que são contra. Vi muito comentário preconceituoso, de gente que muito provavelmente só vê “jornal nacional” e coisas tendenciosas assim. Eu acredito bastante no que digo aqui, mas não acho que sou mais sábia do que você ou qualquer outro.

      “A propósito, as mães que destroem a auto-estima dos filhos por agirem com rigor excessivo por questão de medo, não estão agindo assim por ignorância, uma ignorância reforçada por uma lei que apenas reforça e sedimenta a ignorância geral?”
      Como disse anteriormente, para mim, isso é mais culpa da mídia e da educação precária. Para mim, é mais culpa da comunicação de massa e de governo que não faz o que deve do que das leis.

      “A lei não está impedindo que muitos milhões de brasileiros experimentem e possam ficar viciados. Porque então essas pessoas não ficam viciadas?”
      Desculpa, mas você não acha um tanto sem sentido dizer que pessoas fiquem viciadas e depois perguntar por que elas não ficam viciadas?

      “Porque só as pessoas sem futuro e perspectivas ficam “viciadas”?”
      Perdão mais uma vez, mas, de onde você tirou o “só”? Não lembro de ter falado algo assim.
      E assim…Talvez alguém da área científica possa te responder melhor. Posso ter conhecimento de uma gama de assuntos e pesquisar bastante, mas ainda não me aprofundei tanto no conhecimento do corpo humano.

      “A lei muito menos pode impedir que as pessoas sem estrutura familiar, emocional e perspetivas usem a maconha (e essas são as que não têm qualquer motivação para deixar de usar).”
      Concordo. Por isso não te contra argumentei. Perdão ter deixado passar essa parte, mas é que acho algo óbvio.

      “Então pra que diabos serve uma lei que imputa o rótulo de malfeitor a pessoas normais e com futuro pela frente e induz ao crime e a drogas pesadas as pessoas sem estrutura e perspectivas?”
      Primeiro: QUE FIQUE CLARO DE QUE ISTO É APENAS A MINHA OPINIÃO. Olha a opinião alienada aí. Não é uma lei que imputa rótulos, mas sim nossa sociedade que é preconceituosa. Preconceituosa principalmente por culpa da mídia, na minha opinião.

      Enfim… Depois desse textão todo, tenho que me despedir de você. Foi bom debater, responder teus questionamentos(mesmo que talvez você não aceite, já que acho que vc pretendia ser retórico) e me defender. Não pretendo aparecer novamente para discutir, então não gaste suas palavras, não vale a pena este debate que não está nos levando a nada. ;D

  • Mario:

    tudo que é ilegal ou absurdo um dia (breve) estará normal entre nós e já temos vários exemplos, é uma desgraça.

    • Stephanie:

      Quando nossa sociedade tiver consciência suficiente ou aparecer um político corrupto querendo popularidade, coisas como a maconha estarão legalizadas. Não se preocupe.

      Haha, é mais fácil a segunda opção.
      –‘

      Sociedade ridícula –‘

  • Morton:

    Parabéns para quem escreveu o artigo. Disse tudo o que eu já ando dizendo e muito mais para aqueles bandos de chatos lá da facul. Vou até pegar mais argumentos daqui.

    Eles são realmente chatos, dão nos nervos, pqp. Eu não canso de falar: “quer realmente tentar legalizar essa merda? Pare de fazer muvuca e vá estudar como o pessoal lá da sua tão adorada Amsterdã fez e pare de me encher o saco.”
    Mas nããããão, só sabem fazer barulho, falar merda e escrever faixas com frases lindas como “Pela legalizassão da Maconha”.
    Nessas horas que eu entendo: se não sabem nem escrever corretamente estando na faculdade então é óbvio que nem pensar direito esses caras sabem.

  • Leo:

    Primeiramente eles dizem legalizar mas o plano real é regulamentar, o que é muito diferente(na duvida pesquisem), o médico Drauzio Varella, junto com muitos grandes líderes mundiais e uma grande equipe de médicos fizeram uma extensa pesquisa sobre a maconha e outras drogas, e nos países onde ela é regulamentada ou legalizada, e mostraram também que o tráfico no mundo todo cresce cada vez mais, e gasta-se cada vez mais dinheiro nas guarras contra o tráfico, dinheiro gasto sem resultados.
    E sobre a periculosidade da maconha, ela realmente tem menas chances de viciar que o álcool, e no documentário eles apresentam uma tabela com o grau de periculosidade, na qual o álcool está em quinto lugar, o cigarro em sexto e a maconha em décimo primeiro.Maiores esclarecimentos vocês encontrarão no documentário, vejam e depois formulem suas opiniões.

    • Stephanie:

      O problema maior não é esse. É a falta de informação e educação de nossa população. As pessoas potencializam a periculosidade de qualquer coisa.

  • Stephanie:

    Percebo que a maioria dos comentaristas falam sobre como a escritora foi parcial, fez um texto medíocre e blábláblá…

    Então, resolvi ler diretamente da fonte – Coisa que quem falou o que descrevi acima, não deve ter feito.

    Se vocês fizerem o mesmo, vão perceber que a Natasha nada mais fez do que TRADUZIR e eufemizar o texto original. O texto original chega a ser sarcástico. Parem de criticar sem saber. O link da fonte existe para isso. Não foi ela quem criou o texto. Ela só achou interessante e postou para que vocês, intolerantes preconceituosos (desculpem o termo, mas…) pudessem ter acesso. Não é a opinião dela, e sim, a opinião da VERDADEIRA AUTORA/AUTOR, alguém que vocês podem achar se forem à fonte.

    • Stephanie:

      O que acontece é que as pessoas estão falando que ela foi parcial e colocou sua opinião ali. Ela apenas traduziu. Ela deve pensar sim dessa forma, mas ela falou que seria imparcial quanto ao que reproduziu e cumpriu com suas palavras. São injustos muitos comentários contra ela.
      Há uma diferença grande entre a situação que você colocou e o que acontece aqui. Não estou sendo hipocrita neste comentário. É obvio que ela concorda com o que ela postou, mas não por isso a opinião é dela. É a opinião de outra pessoa, que, como eu disse, a natasha achou interessante(por que ela deve concordar, não duvido) e postou para que vocês, leitores do site, pudessem ler.

  • claudemir da silva:

    cada uns com suas ideias para justificar e poucos argumentos

  • PredadorXD:

    Galera vc não acham que cigarro e álcool já fazem o tremendo estrago? imaginem se legalizarem a maconha?

    Passo 1: Industrialização
    Passo 2: Propagandas nas televisões. (Disseminação em massa)
    Passo 3: Saúde pública quebra.

    Sei que aqui tem muita gente que “só fuma de vez em quando”, acredito que essas pessoas não vão trazer prejuízos mas o problema é que tem muita gente fraca da cabeça, que se entrega fácil.

    Vocês (usuários), precisam pensar no bem global e não apenas em si próprio.

    • Felipe:

      Em primeiro lugar não haveria propaganda, fazem propagando pro cigarro? NÃO
      Em segundo lugar é um bem global, é só tu ver dano social que a proibição causa. Poder generalizado para traficantes e consequentemente a ilusão que o tráfico causa nessas pessoas que estão sobre influencia de traficantes.
      Não adianta argumentar que são poucas pessoas. É só tu ver o número de favelas que existe a quantidade de pessoas pobres só no Brasil. O Brasil é o oitavo país com maior desigualdade social no mundo.

    • Stephanie:

      É verdade. Duvido que teria propaganda.

      Mas a legalização não tiraria o poder dos traficantes nem diminuiria os problemas com relação ao tráfico e viciados. Nenhum traficante iria querer deixar seu pólo de poder para ter que pagar impostos e viver sob a lei. Uma “indústria” desse tipo não perde influência. Só ganha. Assim como o cigarro – aproveitando o embalo.

      Obs.: Ele não argumentou que são poucas pessoas, só que existe muita gente de “mente fraca”, o que é um FATO com relação a qualquer droga, ilícita ou não. C

      Obs.2: Cuidado ao falar da desigualdade em meio à uma discussão como esta aqui. Parece que vc está ligando a droga à totalmente população pobre. Lembre-se que tbm tem um monte de riquinho nesse meio.

    • Wadson 4:20:

      Realmente não acredito que com a legalização, e não liberação, o traficante realmente irá continuar a existir, mas quem vai comprar com o traficante se ele pode comprar em um lugar legal, que paga os impostos e gera emprego, com certificado de qualidade. Ou até mesmo plantar em sua própria casa, não causando mal a ninguém. Se eu comprar uma garrafa de Whisky e sentar na praça e tomar toda ela, ninguém vai lá e me recrimina, ou contrario, tenho certeza que muitos irão lá e me pedir um gole. Eu só fumo maconho a 17 anos, não bebo bebida alcoólica e não fumo cigarro. Sou formado, professor em uma escola particular, tenho uma filha linda e saudável e levo uma vida tentando ser sempre o melhor cidadão possível. Legalize já

    • Stephanie:

      Os traficantes vão existir sim, só que de uma forma melhor mascarada. E as pessoas vão preferir comprar deles sim, já que eles vão vender mais barato e ainda vão se esconder criando lugares de venda que pareceram legalizados e blábláblá.

      Como professor o senhor deveria saber que o que há de principal para se legalizar algo é a educação da sociedade. Nossa educação é precária e as pessoas ignoram o conhecimento que lhes é fornecido. EDUCAÇÃO JÁ, legalização só depois \O/\O/\O/

    • Henrique:

      CLARO COMO NUNCA PENSAMOS NISSO LEGALIZAR A MACONHA VAI ACABAR COM A POBREZA A MISÉRIA VAI TIRAR OS BANDIDOS DAS RUAS E VIVEREMOS EM ETERNA PAZ E HARMONIA
      DEVIAMOS TER LEGALIZADO ANTES ESSA DROGA
      Achi que esse individuo sequer leu a matéria

  • Jorginho:

    NJ, quero que saiba que não desejo nada de ruim para vc para seus filhos.
    Queria que sentisse o quanto está ofendendo as pessoas…

    Qualquer vício é ruim.
    Ninguém gosta de ser dependente seja lá do que for!

    Estude os efeitos positivos e negativo de cada droga e verá que a maconha é a que menos prejudica.

    Ela,pelo contrario, não lhe traz ansiedade… e fumando um, logo “impapuça”, fumando outro só depois de longo tempo.

    Veja o efeito da heroina,coca, pedras e outras.
    Essa drogas traz fissura, são as piores devido o usuário não ficar satisfeito, procurando a qualquer custo obtê-la o mais rápido possível… matando se preciso devido a paranoia que elas traz principalmente a pessoas descontroladas.
    Quem fuma maconha, normalmente fica em paz.

    Desculpa por fazer sentir um pouquinho na pele o teor de seus comentários.
    Desculpa,colega.
    Desejo que seja mais tolerante…
    Pois posso dizer algo sobre maconha por ter sido usuário e, por um pequeno intervalo, usuário de outras drogas!
    Abraço e lembre-se que só lhe disse aquilo para lhe despertar.

    • Stephanie:

      Ótimo comentário.

  • BrunoSoares:

    ahah, perdi muito tempo, mas li tudinhooooo!
    amei, obrigado por este momento <3

    • Felipe:

      Proibição gera violência
      O que aconteceu quando houve a lei seca nos EUA, durante os anos 20 e 30?
      A máfia surgiu, Al Capone e etc… Nunca se vendeu tanta bebida alcoolica como no tempo em que era proibida
      Parem e pensem um pouco
      Está certo a maconha continuar sendo proibida?

    • Stephanie:

      Você está errado. Não mudou a quantidade de bebida a ser vendida. Isso é mais sensacionalismo.

      Quando não é proibido, fica mais fácil mascarar. Assim, as pessoas não reclamam. Quando é proibido, aparece um monte de coisa na mídia para “denunciar”.

      No final, fica parecendo que quando tá proibido, é mais vendido, quando no final, não muda muita coisa.

    • Wadson 4:20:

      coitada, sua cabeça é pequena demais. Estude vc, assim terá argumentos fortes, leia sobre o que o colega falou, a proibição da bebida nos EUA dos anos 30 e 40, fez com que houvessem mais bares clandestinos em Nova York naquela época do que existe bares legais hoje. Fico Imaginando, será que os Holandenses que tem uma media de 2 assassinatos por ano pensam menos nos seus filhos que nós brasileiros que nos matamos aos milhares por ano por motivos fúteis. só porque eles legalizaram a maconha.

    • Stephanie:

      Caro Wadson 4:20, eu ainda estudo. Não sou tão alienada quanto pensas. Eu me informo sobre essas coisas, converso com pessoas que sabem sobre o assunto e posso dizer que minhas ideias não são tão pouco embasadas quanto você diz.

      Quanto a essa coisa da bebida nos EUA, é claro que com a legalização, deve ter havido um aumento da fiscalização, cobrança de impostos e donos de bares falidos que acabaram vendendo para outros maiores. Já durante a proibição, o Estado com certeza deve ter fechado os olhos a isso, fingindo que não permitia devido à sociedade bastante conservadora.
      E quanto a Holanda, a sociedade deste país é bem mais desenvolvida do que a nossa. A educação deles é muito melhor e o nível de consciência é o bastante para que as pessoas saibam lidar com coisas como a machonha de forma correta.

      Os EUA não são tão bons assim. São uma das sociedades mais ridículas existentes, que é maquiada através principalmente da mídia que tenta nos fazer achar que são um modelo para o mundo.
      Já a Holanda, não se pode fazer comparações ao que é legalizado lá e aqui. As pessoas de lá sabem dicernir o certo e o errado. Este é um país que causa polêmica com suas leis, mas eles apenas permitem certas coisas pq as pessoas sabem lidar com isso, as pessoas têm consciência sufiente e há uma boa fiscalização.
      Do nosso país não se pode dizer o mesmo, não é? O desrespeito aqui é grande, as pessoas são extremamente alienadas pela mídia e são acomodadas aos absurdos que veem. Para legalizar, tem que que haver um programa de educação intensa, principalmente dentro do ensino fundamental e com a implantação de matérias como filosofia e sociologia à todos. Nossa população tem que aprender a questionar, a pensar e discutir sem violência ou intolerância. Mas, concordemos, isso vai demorar.

  • Lucas:

    Esse artigo foi publicado com uma forte presença da opinião pessoal do escritor. Sendo assim, é fácil manipular alguns dados para fortalecer a própria tese, omitindo fatos relevantes e batendo na mesma tecla com força, discriminalizando os “maconheiros”…O fato é que essa pode ser a porta de entrada para uma revolução no Brasil, ou voce quer continuar pagando salários abusivos de políticos, com metade de tudo que voce compra ? A hipocrisia e a alienação criou uma geração de retardados com tanto patriarcado nos dentes que se abrem diante da televisão e da informação manipulada…Toda guerra tem dois lados.

    • PredadorXD:

      Qual dado foi manipulado ? quais dados foram omitidos ?

      Você esta afirmando que a liberação da maconha vai revolucionar o Brasil, vai diminuir o salário dos políticos e diminuir a carga tributária….

      já vi quem é o alienado da história hauhauhau.

    • Thaís:

      Está bem claro que é um texto tendencioso. E vejo também como uma grande falta de auto-controle da escritora. Se exalta muito em várias passagens do texto, aplicando ironias. Não é assim que se defende uma tese, seja ela qual for. Não seja irônica com a própria realidade. Achei um texto vago e medíocre, e com muita falta de informação, estudo, coisas aprofundadas, e o tempo inteiro criticando a maconha, fingindo não estar criticando. Ainda vem dizer que é errado o fumante criticar o cigarro e o álcool. Se ele defendesse, diriam: ‘Tá vendo! O maconheiro defende os vícios.’ O ponto é que, a maconha não é legalizada por ser barata. O cigarro foi CRIADO em laboratório e custa caro. O mesmo para a cerveja. O motivo para não legalizarem a maconha não tem nada a ver com a saúde, até parece que é nisso que os políticos pensam. Enfim, achei esse texto muito irônico e pobre.

    • Stephanie:

      Percebo que a maioria dos comentaristas falam sobre como a escritora foi parcial, fez um texto medíocre e blábláblá…

      Então, resolvi ler diretamente da fonte.

      Se vocês fizerem o mesmo, vão perceber que a Natasha nada mais fez do que TRADUZIR e eufemizar o texto original. O texto original chega a ser sarcástico. Parem de criticar sem saber. O link da fonte existe para isso. Não foi ela quem criou o texto. Ela só achou interessante e postou para que vocês, intolerantes preconceituosos (desculpem o termo, mas…) pudessem ter acesso. Não é a opinião dela, e sim, a opinião da VERDADEIRA AUTORA/AUTOR, alguém que vocês podem achar se forem à fonte.

    • Vitor:

      Obviamente o texto é muito tendencioso. O próprio uso da palavra ” maconheiro” é de décadas atrás.
      Faltam números , faltam os verdadeiros prós e contras…e o pior, o texto não está situado no Brasil.
      Incrível como hoje o padrão para medir coisas,tem que vir de textos americanizados, para dar IBOPE!
      Vá na Holanda fazer um estudo decente!

    • Lucas:

      É um texto extremamente tendencioso, concordo plenamente, e é lamentável que esse texto não fora feito no Brasil, portanto faltam dados para sustentar tanto o pró quanto o contra. Menos subjetividade, mais objetividade.

    • Stephanie:

      Vai dizer que vc tbm não usa informações de pesquisas estadunidenses

    • Stephanie:

      Assim, acho que você poderia fazer um comentário melhor =/

      Desculpa, mas não entendi muito bem sua tese. O que vc quer dizer relacionando essa “revolução” e os salários abusivos dos políticos?

      Se não se importar, poderia me responder a pergunta seguinte?

      Se pudesse ir morar em outro país, qual seria? (tipo, escolha um em que vc goste do modo de pensar da população)

  • CristianoR:

    …para encurtar a discussão : Se droga fosse bom não chamaria “DROGA” !

    • Vitor:

      Cristiano…..então nunca vá as DROGARIAS!!

      A diferença entre o veneno e o remédio…é a dosagem.

    • Flávio:

      “…para encurtar a discussão : Se droga fosse bom não chamaria “DROGA” !”

      Parabéns CristianoR… encurtou mesmo.
      Para resolver de vez todos os problemas; VAMOS BRIGAR TAMBÉM PARA FECHAR TODAS AS DROGARIAS!

      Cara, muito vago isso. Pense no que está dizendo.

  • HaLLs:

    Eu sou totalmente contra a legalização, pelo fato de que, psicologicamente afeta as pessoas,poxa to me cansando d ver amigos meus indo para psicologos, tendo sindrome do panico, ansiedade generalizada, e por ai vai….
    Ja fumei sim,um ano inteiro, todos os dias, eu era sim viciado, hj to limpo de buenas mesmo… comecei a ver oq realmente tava causando o mal pros meus amigos, cortei o mal pela raiz rs…
    é foda nao saber o dia de amanhã, e realmente e PURA NOIA…
    mas vamos … tb conheço amigos q fumam aanos frequentemente e nunca deu nada… então fica nessa ne, vai usar pra ve ate onde vai…

  • Tábata:

    Dia 14 fui em um show, e não consegui curtir porque dois caras fumaram cigarro de maconha um atrás do outro, e jogavam a fumaça em quem estava por perto. No local, tinha políciais militares e também seguranças, mas ninguém fez nada, pois eles estavam no meio das pessoas e não dava para serem vistos. Não aproveitei o show, fumei “por tabela” e fiquei fedendo. Como se não bastasse, eles ofereceram pra um rapaz ali na hora, foi a primeira vez dele.
    Isso é porque a maconha não é legalizada, agora, pensem se fosse, seria impossível ir em lugares públicos sem ter contato com maconha. Toda vez que vejo maconheiros pelas ruas, penso no meu filho que tem 2 anos. Como será se a maconha for legalizada?
    Tenho ódio mesmo de maconheiros, pois financiam o tráfico, que emprega crianças e deixa as penitenciárias lotadas.

    • henrique:

      na verdade nao…

      se a maconha fosse permitida, existiriam leis mais fortes contra fumar em lugares publicos tao fortes quanto as de cigarro.

      e os guardas iam de fato poder fiscalizar… sem os maconheiros esconderem e sem os guardas ficarem nessa hipocrisia..

    • Stephanie:

      Assim… Leis fortes?
      Quantas leis fortes vc vê funcionando em nosso país?

      Assim, henrique… Tem gente que fuma até encostado em placa de “proibido fumar”, dá bom dia pros guardas e ainda joga a ponta no chão, quando acaba.

      Agora me diz: As leis funcionam mesmo?

    • Stephanie:

      aah, e sem falar que, se as leis que Proibem não conseguem conter quem fuma maconha assim, abertamente, imagine a facilidade com qual irão conter quem burlar, depois de legalizada?

      Obs.: o outro comentário é referente ao cigarro comum.

    • Thaís:

      Tábata, isso acontece justamente porque a maconha é proibida. Pensa comigo: Se ela fosse legalizada, teria regras. Pois tudo que é legal, tem regras. Veja o cigarro: Graças a Deus hoje em dia os restaurantes proibirem, ou criam um espaço para fumantes de um lado, separando dos não-fumantes. Entre muitas outras regras para o cigarro. Eu sei, no Brasil é difícil as pessoas respeitarem. O problema infelizmente, é a educação. Por exemplo, na Holanda a maconha é legalizada, e você pode ter certeza, que seu filho de 2 anos jamais vai ver lá alguém fumando na praça. Lá existem lugares específicos, criados para quem fuma, tudo sobre perfeita ordem, lei, e respeito da população. Mas tenta fazer isso aqui no Brasil? Sabe porque não dá certo? Porque a fiscalização é uma bosta aqui no Brasil. Os seguranças que estavam perto de você nesse show, os policiais, não merecem a farda que usam. Seja maconha ou cigarro, ali não é ambiente para isso. Mas a fiscalização nada faz. Não tenha raiva dos maconheiros, embora eles dêem motivos por sua falta de educação. Tenha esperança de, se a maconha for legalizada, que seja daqui 30 anos, quando o Brasil estiver perto do desenvolvimento de um país feito a Holanda, com pessoas, educadas, que respeitam o próximo, respeitam as leis. Porque por enquanto realmente se for legalizada agora, fica dificil, pela baixa fiscalização e falta de educação do povo.

    • Wadson 4:20:

      Quem financia o trafico é quem proíbe. Eu odeio álcool, quando vejo alguém bebendo, ou propaganda na tv falando que se beber tudo fica mais feliz, eu fico puto da vida, pois são eles que pegam os carros e batem a mil por hora e são eles que lotam os leitos de hospitais com cirrose e outros males. Eu já trabalhei em uma funerária e nunca vi nenhuma pessoa que morreu de fumar maconha, agora de álcool…

  • ÉDERPOA:

    FUMAR FAZ MAL PARA QUEM FUMA, POIS UM FUMANTE( CONSCIENTE) VAI FUMAR EM SUA RESIDENCIA OU VEICULO, MANTENDO O RESPEITO EU ACHO QUE LEGALIZAR NAO E A MELHOR ALTERNATIVA… A MELHOR E A DROGA ACABAR OU MELHOR AS PESSOAS RESOLVERM PARAR… ATE POQUE O MODELO ANTIDROGAS DO BRASIL TA DANDO MUITO CERTO… PRA MIN O QUE FAZ MAL E TER UM EMPREGO PUBLICO SUPER BEM REMUNERADO E AINDA ASSIM ROUBAR DE DINHEIRO QUE PODERIA IR PARA A EDUCAÇAO, SAUDE E ETC…. O ATO DE FUMAR ISOLADO DOS OUTROS SO FAZ MAL PRO FUMANTE ISSO E FATO….

  • Caroline:

    Perdi meu tempo lendo isso aqui!
    Af!

    • Vitor:

      Sweet Caroline….imprima e enrole!!hahahaha

  • Niv.Jr:

    Sabe o que significa nóia? vem de paranóia, cara, é a sensação de transe que a pessoa se encontra por determinado tempo ao usar a droga, então não vamos ser hipócrita nessa parte de dizer que maconha não é droga e que quem fuma não é nóia, é tudo a mesma coisa só o que muda é o efeito de cada droga.

    • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

      Sinceramente Niv.Jr, vc não sabe diferenciar nenhuma delas.
      Pelo jeito vc é uns dos piores troll; questionando apenas por prazer e considero isso um vício!

      Só uma perguntinha: maconha é uma erva ou uma substância derivada da coca, onde os caras acrescentar 90% de arquiação para fuder vida dos usuários e ter grande lucros?
      Aprenda de uma vez por todas:
      Maconha não dá fissura após seu uso e muito menos causa paranoia!!!
      Seu efeito é de paz, não causando efeito semelhante a qualquer outras drogas!
      Vou dá-lhe um conselho(se quiser):
      Vá na esquina e compre uma pedra e uma “porção” de maconha… e use em tempos diferente para fazer um julgamento justo do efeito de cada uma delas e, depois post suas experiências aqui.
      No caso da pedra, “mela” ou pasta base; compre uma boa quantidade para não perder tempo ao voltar para comprar outra quantia… devido a fissura que terá!
      Faça essa experiência e post as aqui!
      Abraço

    • Niv.Jr:

      Cara, não estou aqui pra aparecer e dizer que entendo demais do assunto, só estou tentando te ajudar para que vc saia desses vícios malditos que está te destruindo e vc não percebe, e vc acha que eu querendo seu bem eu vou fazer essas experiências de nóia que vc propôs? se manca né vélho…eu tenho personalidade e não é um nóinha que nem vc que vai me convencer de que maconha não é droga, de que maconheiro não é nóia, e que essa porcaria devia ser legalizada, não concordo com nada disso pois tenho filho e penso no futuro dele, é só vc ver as estatísticas ou os jornais, todo dia tem nóia matando os pais, avós, irmãos e outras pessoas pra comprar maconha ou qualquer outra droga…estou torcendo p vc de coração pra q consiga se libertar desse vício, melhoras p vc. abçs!!!

    • Jorginho:

      N.J vc deve aprender saber diferenciar efeitos de cada drogas.
      Mostre para nós onde está que maconha causa paranoia e que, quem fuma maconha é noiado?
      Outra coisa: com que acusação diz que eu sou noiado?
      Veja sua palavras ofensivas:
      “…e não é um nóinha Que Nem Vc… …que maconheiro não é nóia…”

      Vc e o Predador são idiotas!
      Vc Acusa sem certeza…e o predador outro idiota por lhe apoiar!
      Leia meus comentários anteriores e verá que posição tomo referente a legalização da Maconha!
      Aprenda de uma fez por todas que Fui usuário de maconha e, que não é noiado quem a usa… além de que, o efeito são muito diferente!

      Já tive colegas que afundaram nas noias.
      Perderam primeiramente o trabalho,família e depois trocou a casa por uma pequena quantia de pedra e hj vivem nas ruas!
      Agora, nunca vi um usuário de maconha perder ao menos o trabalho por usam maconha! Aprenda de uma vez por todas que o
      Efeito da Maconha é diferente de outras demais drogas…
      E, por fim, se ler meus comentários, saberá que Fui usuário da maconha.
      Espero que vossos filhos vos ensine a diferença que há entre elas!
      SEM MAIS!

    • NJ:

      Cara respeito sua opinião, mas vi que não tem acordo, fiz de tudo pra te ajudar mas não teve jeito… desejo melhoras p vc e que saia desse vício pra que não termine como seus amigos, e espero que não aprovem essa lei pra legalizar e que a polícia aumente a repreensão e que uma sociedade ética e justa não venha a conviver com essas drogas num futuro próximo e quando nossos filhos tiverem grandes essas maldiçoes de drogas ja estejam extintas…e assim como desejou p mim, eu te desejo ao contrario, eu desejo que se venha a ter filhos ou se ja teve, que eles não venham a entrar nessa vida, é só vc perguntar p sua mae se ela concorda, não é vc usuario que sofre, é sua família…espero que nunca seus filhos conheçam esse lado obscuro da vida assim como os meus…boa sorte.

    • Vitor:

      O Jorginho está completamente certo!

      Os nóias quase quebram a própria mandíbula de tanta apreensão em obter mais ” pedras “. Roubam o que tem em casa pra se manterem “ligados”.
      Os que fumam maconha ficam horas conversando até o efeito passar, e ao contrário dos nóias, ficam relaxados..não sentem fissura em querer fumar um cigarro após outro.

    • PredadorXD:

      Nuss outro nóia falando.

    • Vitor:

      Não…..sou professor e convivo com esse linguajar!!!
      E não atrapalhe os alunos cheirando pó nas últimas carteiras, se quiser ficar vivo!

    • Stephanie:

      Velho, que ridículo. Deixe de ser preconceituoso.

    • Wadson 4:20:

      e quem falou que a pessoa que fuma maconha entra em transe.

      Essa é pra rir

  • CristianoR:

    É um absurdo dizer que maconha ou outra droga “vicia”, quem vicia somos nós, por acaso já viram maconha viciada????

    • N.J:

      kkk. gostei do seu comentário mas vou negativar porque vc nos subestimou agora…kkk

  • Marcelo:

    Se a pessoa quer se matar, é problema dela, não é?
    Não! Os fumantes com câncer devido claramente ao uso do cigarro, os alcoólatras com cirrose, e por aí adiante, são tratados com o dinheiro público ou privado, na maioria das vezes? E com verba particular de quem? Dos viciados? E nos casos dos viciados em outras drogas, muda alguma coisa? O que eles pagaram de impostos cobre os gastos que trarão devido a doenças causadas principalmente por tais vícios?
    Mostrem as evidências científicas que justifiquem a legalização (legalização para venda controlada como os remédios ou só para haver mais um mal desnecessário como bebida e cigarro?). É benefício econômico? Legalizar a pedofilia, o assasinato de quem consente em morrer em momentos de depressão, o estímulo ao suicídio por pessoas economicamente inativas/idosos/doentes que dão gastos demais ao Estado … podem dar benefício econômico. Mas e a ética, o direito da sociedade buscar o que é melhor para o coletivo (não está prejudicando ninguém ao proibir a maconha, pois a liberdade de alguém querer legalizá-la para uso irrestrito por motivos cientificamente duvidosos não elimina a liberdade de se opor a ela por motivos bem verificáveis na prática em relação a outras drogas legalizadas para uso irrestrito). A lógica por trás de cada resposta relacionada aos 5 supostos benefícios da maconha foi muito boa, e até agora não vi nenhum opositor conseguir anular nenhum argumento contra os 5 supostos benefícios. Não há lógica em dar o direito a alguém para utilizar veneno como alimento em bares e restaurantes, ou dar aos pais o direito de deixarem crianças entre 1 e 10 anos verem irrestritamente filmes de sexo explícito (quando os filhos “quiserem”, claro) para aumentar o lucro do mercado cinematográfico e as receitas dos países … Isto é o que chamam de argumentar a favor? Enviem para meu e-mail, se quiserem, ou comentem escrevam aqui, sobre pesquisas científicas que validem o uso aberto e irrestrito da maconha e de outra drogas, e vamos ver o que realmente há de conteúdo para solicitar tão desesperadamente tal liberação. Abraço a todos.

    • PredadorXD:

      Falou bem camarada, essa galera que é viciada não consegue nem fundamentar um argumento plausível.

    • Marcelo:

      Obrigado, Predador. Continuemos lutando para que se reflita sobre o que a sociedade realmente precisa para melhorar, e melhorarmos com ela.

    • Flávio:

      Meu Deus, mais um mané que não sabe o que fala!

    • Marcelo:

      É, e ele e chama Flávio.

  • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

    Vivemos em um país que reina a democracia, mesmo que cheira anarquia romana – pão, vinho e circo, eis a legria do povão!

    Já fui usuário de maconha por muitos anos e admito que ela ( principalmente ilegal) traz consigo muitas outras substâncias tôxicas! Assim também é o cigarro branco.
    Agora, responda uma coisa: Estou careca de ver pessoas acima dos 70 fumando, não sentindo esse mal que muitos anunciam!

    O que mais mata é a química que colocam!
    Assim também é a maconha.

    Admito também que qualquer um deles não faz bem para saúde pois é fumaça…
    Melhor é ficar sem… e curtir a vida naturalmente!
    Não usando nem mesmo álcool.
    Agora se o cara quer aperta um e fumar… Desde que não pertube ninguém(como é naturalmente), fume a vontade, mas não ao ponto de rachar a “moringa”.

    Quem critica, se já fumou; pode dizer algo referente.
    Do contrário, melhor é fechar a boca!

  • Rene Carvalho:

    Maconha causa dependencia Psicológica sim. Fumei por 10 anos e quando não tinha sentia muito a sua falta,ficava inquieto e impaciente comigo mesmo.Mas é bem mais leve que cocaina e alcool.Alcool por exemplo faz vc acordar de manhã com vontade beber pra curar a ressaca passada.Cocaina quando passa o efeito,dá uma super crise de abstinência que se vc não tiver outra quantidade pra cheirar vc fica físsurado e aí na maioria das vezes vc apela pra outra droga. Álcool substítuia bem a falta da cocaína.Bem. É uma bola de neve a legalizaçao não trará bons benefícios. Ser limpo e sóbrio é bom demais,nascemos limpos e livres destas porcarias e não precisamos de nada disso pra vivermos.Sejam livres em CRISTO.Busquem a ele.

    • Wadson 4:20:

      eu não acredito em amigos imaginarios

  • Vincius gabriel:

    mas que merda de texto??? o site eh sobre artigos cientificos e polemicas, dar a opiniao pessoal num site desse e escrevendo mal desse jeito da desanimo de ler o site. se quer escrever algo pelo menos escreva de um jeito que nao mostre a sua posicao sobre isso. alem disso vc soh mostrou um lado da moeda.

    • NJ:

      Você não é obrigado a ler os comentários, então leia só a matéria.

  • PredadorXD:

    Apoiado:
    A mais ou menos meio século atrás o consumo de cigarro era amplamente incentivado por meio de propagandas e filmes de Hollywood. Com isso o governo lucrava muito com altas taxas de impostos, mas com o passar do tempo a história se inverteu. Hoje o cigarro é sinônimo de câncer e o governo gasta muito mais com tratamento desses doentes do lucra com impostos. Já existem países,como Butão, que o cigarro é proibido!

    Agora querem liberar a maconha, vão repetir o mesmo erro.

  • Ganryu:

    Bom, pra começar, não sou nem a favor nem contra a legalização da maconha. Muitos deve3m estar se perguntando: “_e porque esse retardado resolveu então fazer este comentário?” Muito bem, para os curiosos, ai vai a resposta. O problema não está no uso da maconha, e sim em 3 fatores., a seguir: Sua produção, comercialização e o fato de causar dependencia. Ser proibida faz com que quem a produz e venda sejam os criminosos que vemos por ai nos telejornais, etc, pois como é proibida, uma pessoa de bem não a produzirá ou venderá, pois sabe que estará incorrendo no artigo 12 do código penal brasileiro, ou seja, estará cometendo um crime. Fica então a cargo dos ja mencionados traficantes fazer da vida das pessoas de bem que vivem no mesmo ambiente que eles, não por escolha, mas por nescessidade, um inferno graças ao fato de estarem desrespeitando as leis do estado. O fato de trqazer ao usuario dependencia quimica, faz com que ela seja apenas um degrau ao usuario para que esse conheça drogas ainda mais fortes, em busca do prazer do primeiro trago. É assim que funciona. Muitos dos dependentes de maconha de hoje começaram ontem com o alcool, passaram pelo cigarro de tabaco, e chegaram enfim a canabis. Muitos desses, não vão parar nela, passaram para a coca, depois ao crack, meta-anfetaminas, oxi e assim por diante. O mundo, inclusive nossa politica, gira em torno de dinheiro. Quando alguem se torna dependente de algo, vcs sabem muito bem do que ele é capaz pra conseguir aquilo de que nescessita, ou seja, é capaz de qualquer coisa. E quem paga, novamente, é a sociedade. Eu vejo todos os dias o que a droga pode fazer com uma pessoa, tanto as que usam, quanto as que convivem com estas. Posso parecer careta, mas não quero isso nem para mim, nem para meus filhos. Antes de se “liberar” Precisa-se ter uma boa discução a respeito, uma ampla campanha de educação, que mostre os beneficios e maleficios que estas substancias podem trazer as pesoas, suporte para os viciados irredutiveis, assim como existe para os alcoolatras ou os fumantes, regularização, implementação de limites e acima de tudo, fiscalização e educação.

  • Nicole:

    O mundo esta virando de ponta a cabeça fumar maconha não pararia o vicio em alcoo ou cigarro comun pena que não posso falar o que penso sobre essas pessoas senão vai pesar mais pra min, eu não consigo imaginar a luva do Freddy Krueger é o boneco do Chuck se tornando recomendado nas escolas mas eu talvez veja empresas de maconha terem um grande susesso.
    Critiquem a vontade

  • Danorton Tadeu:

    Grande Jnr, voce tá ligado cara. A Thais está certa. (desculpa Bruna, voce se enganou.
    … maldita fumaça… que cheiro de mato queimado, não posso respirar..

  • Anderson Gomes:

    Nunca imaginei que teria tanto usuário de maconha, sou totalmente contra a legalização.

    • Ze da Feira:

      Isso é só a ponta do iceberg.

    • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

      Zé da Feira, jogue uma fumaçada nas caras desses caretas. Quem sabe eles não fiquem calminho, calminho?
      Não sou a favor da liberação, exceto use quem quiser!
      Faça a experiência seus trouxas…para poder questionar o efeitos de cada drogas.
      Use maconha. Depois use a pedra e só assim saberá diferenciar uma da outra!
      Não conheço uma droga cujo o efeito seja semelhante ao da maconha!

      Bandos de otários!!!

  • angelao:

    sou totalmente a favor da liberaçao de todas as drogas,do alcool e do tabaco,pois o mundo esta super povoado e quando a pessoa usa substancias comprovadamente cancerigenas por vontade propria esta sendo eliminada por suas proprias maos,e sobra mais espaço e recursos para pessoas decentes.

  • Niv.Jr:

    Pessoas normais não precisam se esconderem atrás de vícios. Bebidas alcóolicas, tabaco, drogas seja sintéticas ou naturais, são para pessoas desequilibradas emocionalmente e sem controle próprio, não são capazes de enfrentar seus problemas e se camuflam atrás das drogas e bebidas e ainda se rotulam como normais…pior de tudo: querem provar que estão certas.

    • Marco S.B.:

      Normais? Oq é normal meu caro?

      Então o senhor se julga parte de uma classe superior “normal” que não só julga como também tem intenção de executar a pena aos anormais. Quais seriam as penas por fugir da norma social? cadeia? Morte? Os nazistas tinha idéias parecidas e eliminaram vários anormais. Deficientes, negros, judeus e outros menos favorecidos foram devidamente separados da sociedade. Quem sabe n˜åo fazemos o mesmo com maconheiros? Opa! já estamos fazendo.

    • Stephanie:

      Acho que o Sr. interpretou errado o que o Niv.Jr falou. Também discordo dele neste ponto. Mas entenda que ele se equivocou ao chamar outras pessoas de anormais.
      O caso não é “eliminar” os maconheiros, mas sim mostrar que, assim como o cigarro ou o álcool, a maconha é prejudicial.
      A intenção deste artigo é mostrar que legalizar não é o ponto, mas sim educar e colocar normas passíveis de fiscalização para o uso; coisa que é extremamente difícil em nosso país.

    • Stephanie:

      Discordo e concordo de/com você… É certo que certas pessoas usam a droga como forma de escapatória, mas é um equívoco você generalizar assim. Pessoas “normais” se escondem por trás de vícios sim, mas normalmente são vícios que não afetam muitas vidas à volta.

  • Ze da Feira:

    Atenção para uma informação importante.

    Nos anos 30 um ilustre jornalista conseguiu uma façanha: Classificar a personalidade humena em 5 tipos.

    Logo depois essa teoria teve apoio de ilustres maconheiros como : Manuel Bandeira, Murilo Mendes, Vinicius de Moraes, Fernando Sabino, Sérgio Buarque de Holanda, Di Cavalcanti.

    Todas as pessoas e quando eu digo todas são todas mesmo , se encaixam em algumas dessas classificações.

    Elas são:

    – Dantas
    – Kernianos
    – Mozarlescos
    – Onésimos
    – Exército do Pará

    Quando eu leio os comentários aqui no hype sempre tento analizar quem é quem. Mas para isso funcionar tem que fumar um berinho antes para aumentar a captação da “antena”.

    • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

      “…Quando eu leio os comentários aqui no hype sempre tento analizar quem é quem. Mas para isso funcionar tem que fumar um berinho antes para aumentar a captação da “antena”.”

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Gostei!

    • Flávio:

      kkkkkk… mandou bem Zé

  • Felipe:

    Nossa que texto com grande imparcialidade o seu.
    Por acaso você sabe o motivo da maconha ser proibida?
    Você alguma vez pesquisou para saber a gigantesca propaganda que produtores de algodão fizeram nos EUA na década de 30 contra a Cannabis?
    Você já leu artigos científicos que tratam sobre o efeito da Cannabis? Ao invés de ler somente jornais formadores de opiniões?
    No momento em que ela foi proibida tratou-se a Cannabis como se fosse uma droga qualquer, e que alguns esclarecidos sabem que não é.
    Antes de falar sobre algo, vá pesquisar, menina ,artigos com bases cientificas e não comece um texto dizendo que não irá “tomar partido” se fez isso o tempo todo.
    Perdi meu tempo

  • Jean Rafael:

    Creio que antes de redigir qualquer matéria sobre o assunto, a pessoa deveria pesquisar mais e obter mais informações “imparciais” sobre o assunto. E não uma matéria recheada de “preconceitos” tão arraigados em sua personalidade que chegam a passar despercebidos à própria pessoa. A questão principal é: QUEM TEM DIREITO DE DIZER O QUE EU DEVO OU NÃO FAZER? NÃO VIVEM DIZENDO PRA QUEM QUISER OUVIR QUE SOMOS LIVRES? ONDE ESTÁ A LIBERDADE QUANDO O ESTADO NOS IMPEDE DE FAZERMOS O QUE QUEREMOS? O DIREITO DE UM NÃO VAI ATÉ ONDE COMEÇA O DIREITO DO OUTRO? ENTÃO TEÓRICAMENTE, DESDE QUE EU NÃO INVADA A PRIVACIDADE ALHEIA, POSSO FAZER O QUE QUISER, NÃO É VERDADE? FALAM EM LEGALIZAR A VENDA, MAS POR QUE NÃO LEGALIZAR O PLANTIO? FALAM DAS CRIANÇAS FUMANDO.. QUANTA HIPOCRISIA!!! NINGUÉM SE PREOCUPA COM AS CRINÇAS DE 7, 8, 9 ANOS FUMANDO CRACK, TOMANDO CACHAÇA E FUMANDO CIGARROS, DORMINDO NA RUA, SEM ESCOLA NEM OPORTUNIDADE? É BEM PIOR QUE FUMAR MACONHA! E PRA FINALIZAR GOSTARIA DE DIZER À PREZADA NATASHA QUE PROCURE SE INFORMAR ANTES DE FORMAR IDÉIAS EQUIVOCADAS E PRECONCEITUOSAS, POIS CERTAMENTE VOCÊ NÃO DEVE SABER QUE A MACONHA SÓ FOI PROIBIDA PRIMEIRAMENTE NOS EUA EM RAZÃO DE SER USADA PRINCIPALMENTE POR NEGROS E MEXICANOS, OS QUAIS, AO FAZEREM USO DA ERVA, TRABALHAVAM MAIS E COM MAIS DISPOSIÇÃO, QUE OS “BÊBADOS AMERICANOS”(VEJA DOCUMENTÁRIO: A HISTÓRIA DA MACONHA). PRA VOCÊ VER COMO A PROIBIÇÃO DA MACONHA TEM MUITO MAIS DE RACISMO E PROTECIONISMO ECONÔMICO AMERICANO DO QUE VOCÊ PODE IMAGINAR. A HUMANIDADE EM SUA HISTÓRIA, SEMPRE FEZ USO DE ERVAS ALUCINÓGENAS E ENTORPECENTES, ANTES ÉRAMOS LIVRES, HOJE SOMOS ESCRAVOS DO IMPÉRIO AMERICANO, QUE NOS EMPURRA O ÁLCOOL GOELA ABAIXO, EM FILMES, REVISTAS ETC.
    AH, TAMBÉM GOSTARIA DE DIZER QUE FUMO DESDE OS 15 ANOS, TENHO 39, NÃO SOU RETARDADO, NEM MENOS INTELIGENTE, NEM ISOLADO SOCIALMENTE, NUNCA USEI OUTRAS DROGAS, NÃO BEBO ÁLCOOL, NÃO SUPORTO CIGARRO, FAÇO EXERCÍCIOS REGULARMENTE E GOSTO DE CHEGAR EM CASA APÓS O TRABALHO (POIS NÃO SOU VAGABUNDO) E FUMAR “UNZINHO” PRA RELAXAR.
    AGORA ME DIGA SINCERAMENTE SE VOCÊ NÃO GOSTA DE SAIR COM OS AMIGOS PRA TOMAR UMA “CERVEJINHA” NO HAPPY HOUR?
    O MAIOR MAL DA HUMANIDADE É A HIPOCRISIA E A MANIA DE QUERER CONTROLAR A VIDA DOS OUTROS.

    • Stephanie:

      QUEM TEM DIREITO DE DIZER O QUE EU DEVO OU NÃO FAZER? – Ninguém. A vida é sua mermão 😀
      ONDE ESTÁ A LIBERDADE QUANDO O ESTADO NOS IMPEDE DE FAZERMOS O QUE QUEREMOS? […] ENTÃO TEÓRICAMENTE, DESDE QUE EU NÃO INVADA A PRIVACIDADE ALHEIA, POSSO FAZER O QUE QUISER, NÃO É VERDADE? – Bem… Se o senhor, não se importa, eu respondo. A nossa liberdade está condicionada à liberdade de quem está a nossa volta. Vivemos numa sociedade, lembra? Então… O Sr. pode realmente fazer o que quiser, ninguém lhe impede. Mas lembre-se que quando o senhor fuma, vai acabar liberando fumaça. Quem está a sua volta, querendo ou não, vai se tornar fumante, porém, fumante passivo (o que é bem pior). Eu odeio os cigarros comuns justamente por isso, os fumantes não se importam com quem acaba inalando a fumaça por estar por perto. Velho, isso é horrivel. Eu sofro com falta de ar depois de estar perto de uma pessoa fumando. Agora imagine a maconha?! Você acha mesmo que só os “maconheiros” irão “relaxar”?

      A hipocrisia faz parte do ser humano. Não reclame da sociedade hipócrita. Todos somos hipocritas, infelizmente. Até mesmo você é em relação à algo. =T

    • Jean Rafael:

      Sempre respeitei o direito dos outros, e também sinto falta de ar ao inalar fumaça de cigarro. Mas veja bem, eu fumo unzinho em casa sozinho sem incomodar ninguem ( tem mal nisso?) E a respeito da hipocrisia, é por opiniões equivocadas como a sua é que o ser humano em geral tolera e se vale da hipocrisia em favor próprio, para justificar dizem que o mundo é assim e pronto. O mundo é o que fazemos dele. E EU COM CERTEZA NÃO SOU HIPÓCRITA, POIS SOU HOMEM O SUFICIENTE PARA AGIR DE ACORDO COM MINHA PALAVRA, mesmo que você não creia nisso, sigo os ensinamentos cristãos verdadeiros, e antes que atirem outra pedra, na bíblia diz: “..EVITAI as bebidas embriagadoras e DIMINUI o fumo…” está lá, também fala que a sabedoria de Deus confundiria os sábios deste mundo. Sabem pq? Porque o mal é o que sai da boca do homem e não o que entra.
      *(como você deve saber, hipocrisia significa ter ação oposta às suas palavras)

    • Stephanie:

      Que bom que o senhor respeita o direito dos outros =D
      Mas, infelizmente, nem todos são assim; por isso ainda acho que não se deve legalizar ainda. Pelo menos não enquanto não houver um amplo programa de conscientização.

      Sim, eu sei o significado de hipocrisia. Não estou dizendo que o senhor age sempre de forma hipocrita ou qualquer coisa do tipo, apenas afirmei que isso faz parte da humanidade. Somos seres cheios de virtudes e pecados. Não generalizei a hipocrisia, apenas afirmei que somos hipocritas em relação a certas coisas, mesmo que não cheguemos a perceber. Apesar disso, nosso dever é evitar isso ao máximo, o que, pelo que o senhor diz, o sr já faz. Que bom que tens a consciência necessária. Não tenho a intenção de ferir sua masculinidade, mas.. convenhamos, sempre ocorre algum momento em que fazemos isso, mesmo que apenas nos demos conta depois e tenhamos meios de reverter.

      O senhor nunca reclamou de motoristas ruins e depois percebeu que fez algo de errado no transito? Pois é, praticamente todos já fizeram isso… é um exemplo leve de hipocrisia.

    • Jean Rafael:

      Minha querida! Não me referi à minha masculinidade quando falei que era “homem o suficiente”, me referi a caráter. não tenho problemas quanto a isto. E sabe, lendo o que escreveste, fiz um balanço de minhas atitudes, e felizmente vi que estou livre da hipocrisia (graças a Deus!), e no trânsito existem leis e regras que devem ser obedecidas visando o bem-estar da sociedade, portanto para o meu bem e o de todos não sinto a necessidade de infringir as leis de trânsito, penso assim porque penso no grupo e não somente em mim, como faz a maioria. Gostaria de te agradecer a oportunidade de debater idéias, mesmo que contrárias, pois sempre saímos mais esclarecidos de um debate como este. Só mais uma coisinha, a título de conhecimento assiste o documentário que citei “a hitória da maconha”, não vai te fazer mal nem te viciar, só esclarecer, vale a pena conferir.

      Conhecimento nunca é demais!!

      PAZ AMOR E HARMONIA!

    • Stephanie:

      Fico feliz que estabelecemos um debate saudável. Que bom que o senhor não realiza ações hipócritas,fico feliz por isto. É algo extremamente raro e por favor não me critique por falar que as pessoas são hipocritas, pois elas são, em sua maioria, pelo menos. Eu até assistiria ao documentário, mas eu nunca tenho paciencia para documentários, não conseguiria.
      Não tenho medo do vício e nem pretendo experimentar. Não acho que a maconha seja algo bom, mas acho que cada um tem direito sobre suas escolhas. A maconha não pode ser legalizada agora. Não agora. Um amplo programa de educação e conscientização tem que ser feito antes, principalmente com os ensinos fundamental e médio. Isso vai demorar anos, mas é a melhor forma para se legalizar a maconha.

  • CristianoR:

    tem gente confundindo as coisas…dizem que podem fazer de seu corpo o que quiserem, coisa e tal,…..só estão esquencendo de que desde que não faça mal a seu próximo…

    • Vitor:

      Não tem como o sujeito fumar e fazer mal ao próximo. Quando eu fumava,era pra escutar e fazer canções. Claro que saía uma merda!
      Mas acho que está confundindo com cocaína..que é estimulante.
      O único mal que cheguei a fazer foi rir até meu colega cair no chão e rolar com o desenho do Pato Donald!!!
      Foi muito boa a experiência com maconha,pois sei exatamente seus efeitos, e hoje seus efeitos psicológicos e talvez algo nos pulmões! Pois conheço gente com mais de 60 anos que fuma!

    • Marco S.B.:

      Fumar e fazer mal a quem? Acorda!

    • Stephanie:

      Vitor e Marco S.B.
      Assim… De certa forma faz sim. Pense aí, assim como acontece no caso do cigarro comum, pessoas vão fumar perto de outras que não gostem da droga, forçando a essas últimas a inalarem a fumaça, ou seja, a fumarem passivamente. Eu, por exemplo, já passei mal (falta de ar intensa) várias vezes por causa de fumantes de cigarro comum fumando perto de mim; é horrível. Além do mais, conheço pessoas que inalaram fumaça proveniente da maconha e depois passaram mal. Vocês acham mesmo que não prejudicará a ninguém?

    • Niv.Jr:

      Parabéns Stephanie, estou impressionado com vc.

    • CristianoR:

      ….acorda pessoal, se fizesse bem não seria proibido!…

    • Stephanie:

      CristianoR
      Pense bem antes de argumentar assim. Fumar cigarro não faz bem e é lícito.

  • Mathias:

    O governo erra ao proibir a maconha e dar tiro nos traficantes e em quem usa, o que deveria ser feito é educar e conscientizar as pessoas de que há coisas muito mais prazerosas para se fazer na vida!

    • Stephanie:

      Concordo plenamente. Mas o governo não fará isso. Conscientização é um trabalho árduo e caro. Eles não querem perder tempo e muito menos estão ligando para isso. Por isso acho que ela não deva ser legalizada ainda. Há muito o que se fazer antes disso.

    • Niv.Jr:

      Também sou a favor de educação e conscientização, mas infelizmente no Brasil, é algo que se começar agora demorará anos para ter resultados, e como a Stephanie disse há muito o que fazer antes de legalizar, uma das coisas seria tirar a corrupção dentro da polícia e aumentar a repreensão contra o crime organizado, coisa que os europeus já começaram à anos.

    • Stephanie:

      EDUCAÇÃO JÁ!

      Onde estão os manifestos pela educação, por melhor especialização, por comida nas escolas, pela retirada das crianças das ruas, pelas melhoras de condições na adoção, por melhores penalidades aos crimes leves (prestação de serviços como limpeza das ruas, por exemplo)?!

      Onde estão estes manifestos, por que não são popularizados, por que as pessoas não saem às ruas como na época da ditadura?

    • Stephanie:

      Obs.: Perguntas retóricas.

  • Pedroso:

    Alguém já assistiu “tapa na pantera”?
    Entre os que assistiram, alguém por acaso sentiu vontade de estar na situação daquela senhora?

  • PredadorXD:

    Morte aos maconheiros e traficantes!!!

    • Jean Rafael:

      E VIDA LONGA AOS BÊBADOS IGNORANTES DE PLANTÃO IGUAIS A VOCÊ!! SE MATAR RESOLVESSE ALGUMA COISA O MUNDO NÃO TERIA PROBLEMAS!

    • Stephanie:

      Idiotas intolerantes. Matar não resolve nada, só traz mais problemas, além de ser uma solução ridícula. Conscientizar é a melhor saída.

  • Lucio Azevedo:

    CALMA, CALMA GALERA, RESPEITAR OPINIÕES É FUNDAMENTAL PARA UMA SOCIEDADE INTELIGENTE E SENSATA…

  • Sthefi:

    Esse artigo ridículo, diga-se de passagem, e totalmente parcial está todo baseado em que os argumentos só são utilizados por “maconheiros”! Eu utilizo todos eles quando vou argumentar sobre a legalização. Nunca utilizei nem pretendo utilizar, mas cada um tem o direito de decidir sobre si próprio, a legalização da maconha não traria nenhum mal para a sociedade, já bens pra sociedade seriam inúmeros, muitos dos quais foram citados de forma pejorativa nesse texto.

    AVANTE A LEGALIZAÇÃO DA MACONHA E A LIBERDADE DE ESCOLHA!

    • Stephanie:

      Pow velho, você está sendo um tanto hipócrita. Está aí criticando o artigo, mas está sendo intolerante, sem abrir espaço para discussão. É realmente assim que se defende uma causa?

      Liberdade de escolha todos temos. Porém, realizar o que foi escolhido é outra coisa. É necessário conscientizar antes de lagalizar. Assim como o álcool e os cigarros comuns, iria trazer sim mal à sociedade. Não sei bem quanto aos benefícios, mas pode até ser que traga.

  • Lucio Azevedo:

    NA VERDADE, NÃO ACREDITO QUE A MACONHA POSSA AJUDAR OU ATRAPALHAR NADA…
    ACHO QUE É ALGO VALIDO PARA QUEM PRECISA E PREJUDICIAL PARA QUEM NÃO PRECISA…
    O FATO É QUE NUNCA ACHEI FUMAÇA NO PULMÃO UMA BOA COISA..
    MESMO ASSIM, ACHO QUE TODOS TEM O DIREITO DE DECIDIR SOBRE COMO VÃO LEVAR A VIDA…
    RESPEITAR OPINIÕES É FUNDAMENTAL.

  • Guilherme:

    Eu não fumo maconha mas sou completamente a favor da legalização por um motivo simples, quem fuma não se importa se a maconha é legalizada ou não, é hipocrisia achar que não. Todo mundo conhece um bando de gente que fuma maconha tranquilamente e não está nem aí para legalização.

    Legalizar não quer dizer obrigar as pessoas a fumarem, quer dizer cobrar impostos, tirar poder do tráfico entre outras coisas, a pergunta não é e nunca foi se a pessoa é a favor da maconha(a qual eu sou contra) e sim se ela deve ser regulamentada.

    Temos que parar com a hipocrisia na nossa sociedade e lidar com as coisas como são, é como o aborto, 1 em 5 mulheres com mais de 30 já fizeram aborto, mas todo mundo finge que o problema não existe.

    • Stephanie:

      Concordo com o que você diz, mas acho que isso não tiraria poder nenhum do tráfico, apenas ajudaria a mascará-lo ainda mais. Os comerciantes de maconha não vão querer dividir seus lucros com os impostos, portanto vai continuar existindo a ilegalidade nisso. Foi bom teu argumento.

  • Maconheira sim:

    Olá natasha, fumo sim e concordo em algumas coisas com você, porém acho que falta imparcialidade no seu texto, para a afirmação supracitada ser realmente verdadeira de que o texto “não tem a intenção de tomar nenhum lado do debate”.
    Muitos dados citados por você podem ter sido usados de maneira a se induzir uma má interpretação já que quando você diz que nível médio de THC tem tentência a aumentar estamos falando de diferentes cuidados e manipulações da planta, como por exemplo um variação da substância chamada “skank”, que é utilizada pelos usuários por escolha, fugindo do conceito de “fumantes inexperientes” que nao sabem o que estão consumindo.
    Na verdade a maioria dos pronunciamentos são mais movidos pela ideologia do que por uma ciência concreta sobre o assunto.

    • N.J:

      Ôh conversinha de nóia.

    • Marco S.B.:

      Nóia de gíria de cocainomano e usuário de crack. Não confunda as bolas amigo!

    • Niv.Jr:

      É tudo a mesma coisa, usa droga é nóia.

  • João Cagnoni:

    Sou totalmente contra a legalização e sou a favor da proibição de cigarros e bebidas alcoólicas.

    • Mathias:

      Falou pouco mas falou bonito!!!

    • junior:

      parabéns

  • EP:

    [ironia]Artigo completamente imparcial![/ironia]

    De fato, “acabaria” com o tráfico. Entre aspas, pois se legalizassem, começaríamos a ver pelas ruas caminhões carregando o produto, escrito bem grandão neles “Maconha LTDA. Fazendo sua vida mais feliz”.

    O produto diminuirá de preço, afinal poderá ser encontrado em farmácias, assim mais pessoas irão comprar. E facilitando o acesso, a droga ganharia novos usuários.

    Os roubos que algumas pessoas de má índole cometem para comprar a droga continuarão, afinal elas continuarão pobres e viciadas na planta.

    O fato, meus queridos, é que tudo que é tido em excesso faz mal. Remédios em excesso fazem mal, computador em excesso faz mal, maconha em excesso faz mal sim.

    Não acho que essa droga precise ser legalizada. Cigarros e outras bebidas alcoolicas fortes que deveriam ser proíbidas.

    • Marianna:

      Melhor comentário

    • Stephanie:

      De longe, realmente, o melhor comentário aqui.

    • Wadson 4:20:

      me mostre um caso de alguém que roubou pra comprar maconha. Maconha não é crack

  • Gil Cleber:

    Sou defensor da liberação não apenas da maconha, mas de toda e qualquer droga hoje tida como ilícita, mas não pelos argumentos ingênuos referidos acima. Defendo a legalização da venda e consumo de drogas porque:
    1) Cada pessoa adulta tem direitos sobre seu próprio corpo e pode fazer dele o que quiser, logo, pode intoxicá-lo seja com tabaco, seja com maconha, crack etc. sem ter que dar satisfação ao Estado;
    2) A guerra contra o tráfico de drogas é uma guerra perdida para o Estado;
    3) Os custos dessa guerra perdida são altíssimos, e seriam melhor gastos com clínicas públicas para a recuperação de dependentes que quisessem deixar as drogas;
    4) Os impostos sobre a venda não precisariar ser exorbitantes, pelo contrário, teriam de estimular a venda, e poderiam ser usados também na manutenção de clínicas públicas;
    5) O tráfico de drogas é uma multinacional poderosíssima, articulada em muitos países com uma eficácia impressionante! Com a legalização da venda, essa multinacional obviamente acabaria, e teriam fim todos os crimes ligados a ela (visto está que isso não seria uma extinção da criminalidade, que recrudesceria em algum outro setor, mas o Estado estaria melhor preparado para combatê-la porque não estaria tão bem articulada);
    6) Os usuários não precisariam furtar objetos de sua própria casa, cometer violência contra familiares, etc. a fim de conseguir recursos para a aquisição das drogas: estariam disponíveis a preços módicos no bar da esquina (e então teríamos menos violência doméstica).

    As más conseqüências seriam equivalentes às do uso do tabaco e do álcool: problemas familiares ocorreriam, sem dúvida, mas já ocorrem com a proibição, e de forma mais grave; prejuízos para a saúde também ocorreriam, mas é certo que já ocorrem também, e de forma mais intensa devido à proibição, e assim por diante.
    Qual é o grande mal das drogas? A proibição.
    Ponto final.

    • Stephanie:

      Pequenos comentários sobre seus itens:
      1) Fato. Mas lembre-se que quando se fuma algo, expele-se fumaça, logo, você não é o único a estar intoxicado.
      2, 3 e 4) Ia dar no mesmo.
      5)Os crimes ligados à isso não teriam fim. Se pessoas matam até para comprar um copo de cachaça no valor de R$0,50, imagine para comprar a droga? E, por fim, o trafico continuaria bem articulado, até pq não seriam todos os traficantes que entrariam na legalidade.
      6) Continuaria havendo usuarios assim, já que a legalização não mudará em nada a condição econômica/social deles.

  • Bruno:

    O certo é chamar todos os maconheiros aqui e chamar a Força Tatica, arrepiar todo mundo na borrachada.
    Se fosse algo bom, vcs acham que eles fazem isso na frente dos pais deles?
    Borrachada neles!!!

    • Ze da Feira:

      Faço isso na frente do meu filho. Ele tem 32 e fuma comigo. E agora qual que é seu arguento ?

    • EP:

      … que você é um pai irresponsável nesta parte (não estou dizendo que seja um pai ruim, intrepete corretamente antes de falar qualquer coisa).

      Não importa se meu filho tiver 40 anos e eu 60, eu vou sempre dar conselhos à ele. Nunca vou incentivá-lo a fazer coisas erradas, e se ele fazer, não vou me juntar a ele na brincadeira.

    • PredadorXD:

      belo exemplo… fodeu sua vida e a do seu filho!

    • Ze da Feira:

      Isso é a SUA opinião , tão unilateral quanto esta reporter deste post.

      Pois fique sabendo que somos ( eu e meu filho ) muito felizes e bem sucedidos tambem. ao contrario de muito CDF que fica num empreguinho mediocre atras duma mesa esperando o dia da morte pra saber o que perdeu!

    • vicente:

      cara eu acho uma coisa, se vc fuma e seu filho tem 32 anos e vcs 2 nunca morreram a maconha nao ta atrapalhando. fuma o bagui ae so nao sai oferecendo pra todo mundo pq a parada é ilegal, mais se vc acha q nao atrapalha fuma a vida é sua XD

    • N.J:

      São dois nóias, Nóião e nóinha, vc ficou bem sucedido como? vendendo maconha na feira? só pode…e achar que é feliz fumando maconha é pura ilusão…coisa de maconheiro mesmo, vai se tratar Cara.

    • Ze da Feira:

      Num vivo só disso não.

    • N.J:

      Isso não é viver, é literalmente vegetar, vegetar com a erva…

  • Carlinhos boa vida:

    Sou a favor da pena de morte aos viciados em drogas e traficantes! Aposto que o problema acabaria em menos de um ano.

    • CristianoR:

      Carlinhos boa vida, não funcionaria também…..seria mesma coisa se o cidadão roubasse, se fosse assim nos E.U.A. estariam sem criminosos, ladrões etc…..

    • Ze da Feira:

      Sou a favor da pena de morte aos babacas! Aposto que o problema acabaria em menos de um ano.

    • Thiago:

      Cuidado q pelo teu post vc poderia ser o primeiro a ser enquadrado…

    • Stephanie:

      Ridículo. Pena de morte não resolve p.n. Educação é que resolve. Tem que se trabalhar nisso para poder legalizar.

    • caio:

      O problema é você e pessoas desse tipinho fútil e inculto

    • Marco S.B.:

      “ Já que eu sou imperfeito e preciso da tolerância e da bondade dos demais, também tenho de tolerar os defeitos do mundo até que possa encontrar o segredo que me permita remediá-lo.”
      (Mahatma Ghandi)

    • Stephanie:

      Esse período sobre a tolerância é perfeito. Tá faltando isso aqui nos comentários =/

  • Do bem:

    Para os viciados que estão opinando e idolatrando essa desgraça chamada maconha: Porque vcs não sentam na sala com seus filhos pequenos e chamam a mãe de vcs também e as pessoas que vcs mais amam, junta todos e fumam um baseado juntos? sabe pq? porque tem pura consciência de que não é bom…e se não faz mau algum, pq só fumam escondido? cara vcs entraram nessa e agora estão dependentes, precisam de tratamento…e não ficar fazendo apologia a essa maldição.

    • Gil Cleber:

      Pela mesma razão que não se chamam os filhos pequenos para que tomem uma cachacinha juntos. Não se trata de ser bom ou não, mas de ser inadequado para crianças. Quanto a fumar junto com amigos, isso ocorre com freqüência “nas melhores famílias”.

    • Ze da Feira:

      Você faria sexo na frente da sua mãe e dos seus filhos ? Se liga isso não tem nada haver.

    • Thiago:

      Fumo escondido pq ainda é crime. Vc não sabia disso???
      No dia que liberar não preciso mais me esconder, aliás, a luta é justamente por isso.

      Vc convida seu filho pra tomar uma cachaça???

    • Marco S.B.:

      Maldição é vocabulário de crente.

      Vc é viciado em mentira e vem aqui me julgar!

  • Vitor:

    Trabalho oito horas sete dias por semana só por fumar uma erva eu vou entrar em cana
    Deputados cheiram e bebem e não vão para prisão porque é ilegal?
    Eles que lesam a pátria e sou eu o marginal
    Não seja alienado eles falam que faz mal e você aceita calado
    Procure se informar
    Uma erva natural não pode te prejudicar
    Quem de nós está errado?
    Você consome estas merdas e eu fumo um baseado
    No que você pensa então?
    Eles pegam a palmatória e você estende a mão
    Desde pequeno você é induzido a fumar induzido a beber e vendo a TV falar
    Digam não as drogas, use camisinha e para de brigar
    Mas beba muito álcool até a sua barriga inchar
    O que você tem na cabeça?
    Tudo que eles te falam você acha uma beleza
    Aprenda a dizer não
    Pense um pouco meu irmão
    Você tem medo de quem?
    Eu fumo a minha erva e não faço mal a ninguém quem?
    A culpa é de quem?
    Portugueses escravizaram e mataram nosso irmão
    Militares torturam e não foram pra prisão
    Eu fumo minha erva e me chamam de ladrão
    Os negros já fumavam erva antes da África deixar
    Mas os senhores proibiram por não querer nos libertar
    E os senhores de hoje em dia estão proibindo também se o pobre começa a pensar
    Parece que incomoda alguém
    Crianças crescem nas ruas não confiam em ninguém escondem nossa cultura referência ninguém
    O País ta uma merda e a culpa é de quem?
    A culpa é de quem?
    Eles roubam do planalto e não pensam em ninguém
    Manipulam as leis e vêm com um papo furado
    Tudo que incomoda a eles, eles dizem está errado quem é o marginal?
    Crianças morrem por sua culpa e eu vivo ilegal
    Tenho que me esconder por uma coisa natural enquanto eles metem a mão na maior cara de pau
    Não vou ficar calado porque está tudo errado
    Políticos cruzam os braços e o país está uma merda
    Trabalho pra caralho e fumo minha erva e aí eu pergunto,
    A culpa é de quem?

    • N.J:

      Coisa de nóia mesmo, tá viajando e não tem opinião própria, fale por si só e para de copiar músicas dos outros.

    • Marco S.B.:

      Eu falo por N.J?

      Quer argumentar comigo? Tenho certeza que sou mais educado, estudado e viajado que você. Não vou copiar nada. Me fale seus argumentos contra a legalização que eu terei o maior prazer em afundar seu texto medíocre.

      Nóia so serve para cheirador. Estuda!

    • N.J:

      Isso deve ser letra de Rap né? é musica de nóia mesmo…e claro que viaja mais que eu…eu estudo, pois quem lê, viaja, e quem é nóia e fuma maconha viaja muio mais.

    • Stephanie:

      N.J.
      é preconceito sim, vc está julgando pessoas que vc não conhece. Não as chame de “nóia”, elas se sentem ofendidas. E não é com ofensas que se discute uma causa, não é mesmo?

      Eu entendo bem seu sentimento com pessoas que não querem “ouvir”, vamos dizer assim.
      Quando as pessoas não querem ouvir, não fale mais. Elas sabem o que fazem, são adultas (eu acho). Certas coisas só se aprende quando se quebra a cara. (Não estou falando que niguém aqui vá quebrar a cara, que fique claro)

    • Stephanie:

      Preconceituoso. Busque conhecer para opinar ^^.

    • Stephanie:

      Obs.: quem tô chamando de preconceituosa é essa pessoa denominada de N.J.

    • N.J:

      Stephanie…não tenho preconceito, apenas reconheço que estou tentando passar a mensagem, mas estou fazendo de forma errada, talvez devesse ser mais tolerante igual a vc e colocar as palavras de forma mais correta, o que acontece é que ja usei essas drogas mais comuns e sei o mal que faz, mas fico puto tentando passar uma mensagem pra essa gente usuária mas eles não entendem, talvez pq a droga ja destruiu uma parte de seus cérebros.

    • Vitor:

      Se os políticos pararem de roubar…então você para de fumar?

    • Wadson 4:20:

      Se os todos os políticos pararem de roubar eu paro de fumar

  • Ze da Feira:

    Fumo maconha mas não trago.

    Quem traz é um colega meu

    • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

      hehehehe. sei !

    • N.J:

      leia o que eu escrevi sobre nóia, pois vc não entendeu nada até agora, nóia e maconheiro é a mesma coisa.

  • Vitor:

    Eu não quero saber de mais nadaaa… só quero sabeeer… quem tem sedaaa?

  • PredadorXD:

    morte aos maconheiros!

  • E.oNEIROS:

    depois desse texto de blogueira de 15 anos parei de acessar esse site

    • Ze da Feira:

      é mesmo da desanimo

    • vicente:

      tem que ver os 2 lados da moeda antes de sair ironizando tudo que ve pela frente, queria que ela se tornasse uma viciada ^^

  • Vincent:

    Quando o assunto é maconha o artigo rende em comentários que é uma beleza!

  • Raton:

    Que saco!!!Quantos comentários alucinados. Vou acender “umzinho” para relaxar……….

  • PredadorXD:

    Bando de maconheiro que já estão com problemas mentais, a notícia tem FONTE. Não é uma cópia, é só observar com atenção. Seus degenerados, vão se drogar e deixem de falar merda.

  • Bruno:

    Caro Carlos, se vc faz uso e fica ” bravinho ” use na sua casa, agride seus familiares, se usa maconha e fica calminho, o govrno deveria cadastrar voces todos, e fornecer o entorpecente a vcs, assim vcs seriam controlados e teriam um local para faszr o uso adequado.
    O Rg também constaria que o srs. fazem uso de entorpecente, como vc fala que é uma planta, nao haveria preblemas em cadastrar vcs, ja que é normal.

    • Thiago:

      Nao entendi qual o sentido disso…
      Se vc acha q maconha prejudica tanto, basta olhar pra pessoa q vc já sabe q ela fumou, não precisa escrever no RG nem cadastrar. Já q é tão anormal, vc bate o olho e sabe….
      Vc parece viver numa bolha, o dia que descobrir o tanto de gente que fuma maconha e toca a vida normalmente vc vai se abismar

    • Marco S.B.:

      Os nazistas falavam o mesmo para cadastrar os judeus.

      Sua sujestão é inconstitucional e sanitarista de uma maneira nada evoluida.

      Vamos cadastrar todos os radicais de direita. São eles a maioria da classe intolerante do país. E deles saem as idías mais idiotas para controlar a população. Potencialmente muito mais perigosos que maconheiros.

    • Stephanie:

      Bem. Estes não são bons argumentos, meu caro =T

  • Pricila:

    Aff..que lixo tendencioso…
    Muito cara de pau, copiou deste site;

    http://www.cracked.com/blog/5-pro-marijuana-arguments-that-arent-helping/

    Da vontade de vomitar lendo uma porcaria destas.

  • carlos hemp:

    A maconha tem que ser liberada, legalizada e regulamentada,
    É uma planta vinda pela natureza, nasce em qualquer lugar do meu quintal, porque não posso planta-la?
    Quero o meu direito de liberdade individual, já usei todo tipo de droga e hoje só fumo maconha, se não tem maconha vou voltar para outras drogas como drogas injetáveis, crack e anfetaminas, quando uso estas drogas sou uma pessoa extremamente violento.A maconha me acalma, uso em doses moderadas para aliviar a fissura de partir para algo mais pesado.Libertem a maconha para cultivo pessoal, sou a favor das cooperativas e apoio o Dep. Paulo Teixeira líder do PT na câmara.

    • Vitor:

      Carlos!
      Convenhamos….uma droga por outra…todas ilícitas sem acompanhamento médico, é internação cedo ou tarde!
      Sinto muito pelo estágio que chegou!

    • Thiago:

      Nao conheco ninguem q precisou ser internado por usar so maconha. Fumo desde meus 17 anos, estou com 33. Nunca em exagero mas também nunca parei. Sou formado, pos graduado, trabalho na mesma empresa a 12 anos, sendo promovido continuamente. Pq nao posso fumar um baseado em casa sem incomodar ninguém?? Pq isso tem que ser proibido??

    • Vitor:

      CARLOS
      Agora imagine se TODOS os funcionários fumacem? Não acertaria nem o carimbo das suas promoções…!
      Sabe o por quê da internação? Dependencia psicológica e química das “outras” substâncias que diz que precisa se não fumar.
      Violência doméstica,etc…
      Uma observação: depressão,ansiedade generalizada e ataques de pânico, são comuns!!!

    • Marco S.B.:

      Vitor chutando muito.

      Ataques de pânico comuns? Depressão? Existem casos. Mas não são comuns.

      Maconha não necessita internação. Somente em uma política sanitarista extrema e radical.

      Completamente na contra-mão dos principais avanços nesse território no planeta.

      Vamos estudar um pouco? Quer debater dados? Números?

    • Stephanie:

      Assim, cara. O senhor tá certo de certa forma. O senhor usa de forma moderada e para conter o uso de drogas piores. Ah, é sua vontade, não sou contra o senhor fazer o que quer. Mas lembre que nem todos os usuários são assim e que vários fazem coisas ruins para obter dinheiro para a droga =/
      Como já falei em vários comentários, é bom conscientizar e educar, primeiramente.

  • Vitor:

    Natasha….. o Texto original foi totalmente copiado!!!
    Isso é ético?
    Como você é estudante de jornalismo,deveria criar algo paralelo e com a realidade brasileira.
    Eu leio em Inglês. Mas a lingua oficial ainda é o português!!!!
    Brasil…onde o MEC vai de mal á pior!

  • Ze da Feira:

    Fiquei com vergonha pro hypescience de ler esse texto. nunca vi tanta tendenciosidade num post. redator tinha que demitir essa “menina”

    • Vitor:

      SE eu ler mais alguma coisa copiada…vou chamar isso aquí de HIPERCÒPIA!
      E pode ter certeza Natasha, assim cmo você e outros, terão seus nomes enchendo a caixa de mensagens de reclamações do hiperscience. Gostaria de convidar os amigos,mesmo que não tenham a mesma opinião de denunciar essa afronta á nossa inteligência.
      Somos brasileiros,não burros!

  • Thiago:

    Vamos lá, por tópicos:
    1- Nunca vi esse argumento ser usado no Brasil, quem levantou isso foi o ex governador da California, dizendo q a receita com maconha salvaria o Estado. Aqui no Brasil isso não é usado, é apenas colocado que o custo da saúde seria coberto pelos impostos, e que gastaríamos menos do que gastamos com a repressão. Além da polícia, tem o custo para manter o preso e a corrupção que vem do dinheiro do tráfico. Ou vc acha q só os maconheiros sabem onde se vende maconha???

    2- Precisa se inteirar mais do movimento ao invés de ficar pegando textos americanos e traduzindo….aqui se fala abertamente sobre liberdade individual como argumento para liberar a maconha, medicinal é mais uma das várias bandeiras levantadas

    3- Ninguém quer te convencer a fumar, só queremos que nos deixem fumar em paz. Se não é boa pra vc não fume, mas tome a decisão de acordo com seus valores, não por imposição do Estado. Sobre seus dados, falta a fonte…assim não dá pra levar em conta

    4- É um argumento válido sim, mostra que a forma de reprimir naõ é proibindo como os EUA tentou durante a lei seca. Mostra que o que o Estado precisa dar é educação, assim que o consumo de cigarro vem diminuindo. E mostra que não é só por uma substancia ser danosa que ela precisa ser proibida, pois tem pessoas que conseguem conviver bem com essa substancia. Se resolvermos proibir tudo que faz mal vai ficar difícil

    5- Não estou disposto a ficar 1 ano sem comer carne também, isso quer dizer que sou viciado em carne??? Também não estou disposto a ficar 1 ano sem fazer sexo, então sou viciado em sexo??? Esse argumento foi um dos mais fracos que já li em torno desse debate. Ah, também não estou disposto deixar de usar a internet por 1 ano, será q estou viciado???

    • Stephanie:

      Sabe, não sou a favor da legalização, mas concordo com você.

      O caso é que algo desse tipo precisa um amplo programa de conscietização antes de ser legalizado, coisa que tá em falta em nosso país. =/

  • Marcos Vinicius:

    Tive vontade de descadastrar meu e-mail do site após ler esse texto… Acesso isso aqui e leio os textos pra adquirir informações e formar uma opinião a respeito do assunto, não pra ler a opinião de uma aspirante a jornalista fraca.

  • PredadorXD:

    Não da para debater com maconheiros… pq seus cérebros já não funcionam corretamente.

    • Marco S.B.:

      E você tem um cérebro maravilhoso. Tão incrível que não consegue nem argumentar. Só ofender!

  • luciana:

    A tradutora do texto confirmou a tese: os maconhófilos de plantão são chatos prá caramba.

  • Bruno:

    Legalizar? Concordo desde que os usuários e dependentes sejam cadastrados, o governo forneça e no seu RG saia como usuário, ja que dizem que é normal o uso.

  • Guilherme:

    Esses argumentos são baseados em que? Na sua opinião?

  • Rodrigo:

    Maconha não vicia… Não mesmo. Quem disse que vicia nunca usou. Ela não é porta para outras drogas , por que os efeitos são diferentes. O texto não tem embasamento nenhum , como todos os outros que tocam no assunto. Sempre a mesma coisa , comparar Coca-Cola com Canabis , irreal, centenas de anos de uso por algo criado no século XX.

    • Denis:

      Maconha vicia sim. Eu tenho um viciado em casa e está sendo uma luta tratar e recuperar esse ser humano.

    • Marco S.B.:

      hahahaha. Então ele deve ser um caso a ser estudado.

    • Thiara:

      kkkkkkkkkkkkkk

      Sobrenatural: Viciado em THC :O Cuidado pra ele não ter uma overdose heim!
      é o que comentei lá embaixo: os usuários de drogas como pedra, pó, costumam confessar que usam droga, mas não chegam e falam qual, falam que fumam maconha. Mentem. Ai queima o filme de quem fuma maconha e não é um viciado, doente.

    • Wadson 4:20:

      caso único no mundo

  • eduardo:

    Natasha, vc é jornalista?…. ah tá, agora eu vi… é só estudante…… tá explicado esse texto tendencioso……

  • Lu Senne:

    Bem lembrado BossGrave, a coca-cola tbm vicia, sem contar com os estragos q causa no estômago e ninguém diz nada a não ser q é deliciosa. A verdade é, que se legalizarem a maconha ou não, ela continuará sendo usada do msm jeito. Em frente a minha casa tem uma praça, antes frequentada por crianças e seus pais, agora só quem frequenta são os usuários de maconha q ocupam todos os bancos sem nenhum constrangimento, a polícia passa e não faz nada. Não será isso o começo da legalização???

  • Felipe:

    O Brasil não tem uma base cultural para legalizar a maconha. Colocar isso nas ruas seria abrir as portas para um pandemônio. Com a educação atual não seria possível em, pelo menos, 20 anos.

    • paulo:

      Colocar nas ruas o que já está nas ruas?!?!?

    • Marco S.B.:

      Pandemônio? Oq pode ser pior do que oq temos hoje?

  • Lidia Maciel de Freitas Oliveira:

    Na minha opinião o governo tem q tomar providências urgentes em relaçao as drogas q estão destruindo familias inteiras e ninguem faz nada… dessa maldita maconha é q abre espaço para outras piores… e esse monte de comentários de gente q não liga a minima se tem familias destruidas devido essa dona maconha!!!ficam tocando nas dores alheias… espero resposta desse bando de gente q não sabe o q diz!!!!

  • Silvio:

    Realmente a sociedade não está pronta para este tipo de debate: os jornalista, que são de certa forma porta-vozes da sociedade, atuam dessa forma imparcial.
    Neste exemplo não comenta o texto, não traz dados novos (nem já publicados), não ouve outros lados. Lamentável este exemplo para a classe.

  • marcelo:

    Natasha, do jeito como você apresenta o texto fica implícito que você é a autora. O que você fez foi simplesmente traduzí-lo. Ficou parecendo desonesto

    • X:

      Não so esse texto, mas a maioria (se não todos) são apanas traduzidos ( provavelmente google tradutor).
      Mas nem por isso deixo de ler o hyperscience.

  • reginaldo:

    A proibição de qualquer coisa ao ser humano, quanto a sua conduta pessoal, é ditatorial. Enquanto o Brasil não liberar a MACONHA, continuará sendo um pais de terceiro mundo, monopolizado pelos ladrões de colarinho branco e os terroristas que nos governam.

  • Glauco:

    babacao.

  • Bovidino:

    Todo mundo sabe que toda PROIBIÇÃO é pura bobagem.
    Tudo que é PROIBIDO é mais COBIÇADO.
    Tudo que é PROIBIDO E COBIÇADO, gera a CORRUPÇÃO.
    Portanto, PROIBIR é alimentar a CORRUPÇÃO.
    A solução passa pela EDUCAÇÃO.

  • kkrjahso:

    É uma pena isso, o Brasil tem tantos problemas pelos quais se deveriam utilizar esta energia da marcha da maconha, tantos problemas mais graves e ninguem se mobiliza de verdade… os unicos que estao fazendo algo de verdade sao os amigos de marley (nada contra, tambem sou usuario, mas bem light) mas infelizmente apenas por interesse proprio…. bem egoista.

    • Marco S.B.:

      Todo passo na direção correta é um avanço. Se tu tem outras prioridades lute por elas e não venha aqui fazer esse papo hipócrita.

  • burro:

    …Manda a fumaça do cachimbo pra cachola…

  • Tay:

    Galera, em jornalista de verdade é, ela só copiou este artigo de um site de HUMOR estadunidense chamado “cracked . com”, e nem sequer deu crédito ao site de onde usurpou a matéria, não é a primeira vez que vejo coisas do cracked aqui.

    • Anonymous:

      você é cego?

    • Bruno Juncklaus:

      OHIEAHOI guria maluca..
      Ta ali embaixo oooo:

      …passam uma semana sem. É difícil abrir mão de algo que você construiu sua personalidade inteira em torno, não? [Cracked] <<< AQUI É UM LINK

  • Thiara:

    Ah, e sem medo algum, fumo maconha há 5 anos.
    Estudo em uma universidade federal, amo cozinhar, tenho amigos, um ótimo relacionamento com minha família, leio muito, aprecio cinema. Adoro estudar fumando um. E NÃO PRETENDO PARAR: legal ou não. É dificil d+ pra classe hipócrita enxergar que A MACONHA NÃO CAUSA PROBLEMA SOCIAL? (mais uma vez, em pessoas saudáveis mentalmente).
    O ”cara” fuma pedra, cheira aquelas porcarias e fala pra família que começou ou que fuma maconha??? Ahhhhh, para né. Nóia é nóia.Cheirador é cheirador. Bêbado é bêbado. Maconheiro é maconheiro. _\|/_

    • Ze da Feira:

      Boa

    • Do bem:

      Todo Maconheiro é nóia…não adianta cara, a sociedade discrimina esse tipinho de gente.

    • Flávio:

      Huuuumm… O que é “DO BEM”?

    • N.J:

      É vc ser ético, distinguir o que é certo do que é errado, separar o bem do mal…entendeu? agora sabe o que é ético?
      Acho que não né? Ah!!! Esqueci, a maconha comeu seu cérebro.

    • Marco S.B.:

      Bem do Mal.

      Quem é que é o juiz aqui? A igreja? A sociedade?

      Paramim a individualidade. Fumar maconha sem comprometer os outros é absolutamente normal.

      Essa história de bem e mal não existe. Nada é 100% bom ou mal. Pare de julcar por essa ótica medieval.

  • Thiara:

    Sou estudante de Engenharia Agronômica e muito mais competente e informada a respeito do que a aspirante a jornalista que vomitou esse texto.
    Quando se trata de um texto informativo, imparcialidade ñ somente é um requisito,como indica a qualidade do escritor.

    Toda fumaça é prejudicial ao sistema respiratório: A fumaça dos veículos, o cigarro legal, as chaminés sem filtro E o BASEADO (cigarro de maconha).
    Faz mal pq queima. Ingerir maconha (em bolos, chás) não causa tais danos. Fumar com filtro, os diminui.(Exceto em pessoas com predisposição à surtos e desvios psíquicos).Não conheço ninguém que faleceu devido ao uso, nem que tenha adoecido e não tenho uma posição à respeito da legalização: se por um lado pessoas do bem (paz e amor) deixarão de ter contato com traficantes, por outro lado, não dá pra prever a reação da massa perante a liberação do uso. É importante ressaltar que mesmo com a legalização, ainda sim haverá restrições e controle(receita médica ou controle por pessoa).
    A maconha(legal ou ñ, pelo menos na MINHA opinião,não deve ser usada por pessoas desinformadas e/ou desocupadas e/ou ignorantes( Nem por menores,em formação física e mental.) Além de queimar o filme da erva e dos usuários conscientes, não deixa de ser um entorpecente. Cabe a cada um decidir o que come, o que bebe, o que usa. Se você não gosta, simplesmente saia de perto. Não gosto de tabaco, não fico perto quando alguém está fumando. ”Seu direito acaba onde começa o do outro”. Respeito, passe adiante.

  • Mr. “X”:

    A….tá…. E qual é a educação de uma pessoa que está altamente maconhado? Por acaso os depois de fumar um baseado a pessoa fica mais culta???

  • EltonPaes:

    Podem me negativar os prós! Mas eu vou falar;
    Isso é simplesmente um absurdo, só quem já sentiu ou sente na pele o resultado disso que pode ter credibilidade em sua opinião, isso mesmo!
    Tenho um irmão aonde ele usou maconha por uns 2 anos, que deixou sequelas pra vida toda, quase acabou com sua vida e hj fica enfiado dentro de um quarto, faz 4 anos que ele não sai do portão pra fora, a maconha desencadeou esquizofrenia.
    Isto destrói vidas, e tem que ser combatido intensamente!
    Não, Não e Não!
    Maldita maconha!!!

    • Thiara:

      EltonPaes
      Maldita maconha, não!
      Maldita família que não cuidou do seu irmão doente mental.

      Exames podem detectar anormalidades cerebrais como a esquizofrenia.

    • thiago:

      Meu caro.
      Se quer dar uma opinião quanto a algum assunto não use de violência nem agressão verbal. Todos os seus argumentos foram por água abaixo. Você provou que não somente o seu irmão mas você também possui um desequilíbrio com tendências violentas. O que os médicos dizem de você? Saiba que a Esquizofrenia é uma doença genética, que não tem cura e que se manifesta até os 30 anos, portanto seu irmão está dentro do perfil normal da doença. Saiba que você é um forte candidato a tê-la também. Sugiro à procurar um médico de categoria ( não o que tem usado ) pra lhe medicar de forma preventiva e lhe atender antes do problema se manifestar, isso é, antes dos 30 anos.

      Quanto a maconha, ela poderá causar em cada pessoa os mais variados efeitos. Saiba que nem mesmo a ciência sabe muito sobre os poderes maléficos e os benefícios da maconha a não ser aumentar o apetite e pessoas com glaucoma. Maconha ainda é um buraco negro na ciência visto que nunca investem muito em drogas. Não aconselho ninguém a usar a droga, assim como tirar este texto tendencioso como modelo pra tomar uma decisão quanto ao assunto. Acho que o problema está em torno do valor da vida humana que a cada dia é menor.

    • Do bem:

      Thiara, vc é outra nóinha, e os nóias deviam ser proibidos de opinar nesse site.

    • Ze da Feira:

      Lamento pelo seu irmão de coração, mas acho que não tem nada haver com a maconha, esquizofrenia sempre emerge uma hora ou outra , tenho alguns parentes com esse problema e sei que é barra mas aflorou sem usar nada , simplesmente aconteceu.

    • EltonPaes:

      Não acho que sua opinião seja a mais correta do que a de um profissional da área, ele já foi internado já fez vários tratamentos, a pessoa tendo tendencia a este tipo de problema a maconha abre o caminho para tal, pois já foi feito várias pesquisas sobre o assunto e comprovada a “eficácia” da droga!
      E também levando por outro lado, parece que quem não tem tendencia a esquizofrenia pode fumar “á vontade” que nunca desencadeará, agora eu te pergunto, quantas pessoas no brasil e mundo a fora tem tendencia pra tal doença? Impossível saber… acho que seria um tiro no próprio pé…

    • Ze da Feira:

      Você tem razão, pode ser desencadeante mesmo em pesoas com tendencia. Muito bem colocado. Quando os legisladores forem regularizar a maconha vão ter que pensar bem nisso.

    • Ze da Feira:

      Concordo, voce esta correto, bom argumento.

    • EltonPaes:

      E era disso que eu estava tentando falar, agradeço pela compreensão e sempre entenda uma coisa, é preciso saber todos os aspectos do assunto pra poder ter um argumento válido, e eu só tive este porque vivenciei isto na pele. Abraços!

    • Jnr:

      Os parentes do Zé da feira fumaram a maconha dele e ele nem percebeu pq ele tava muito loko, e por isso ficaram com esquizofrenia tbém…

  • marcelo:

    Não tem lado nenhum?
    Primeiro pelo modo chulo que é feita a escrita já percebemos que não é um jornalista ou uma pessoa instruída, eu como jornalista percebo todos os pontos que são parciais.
    E rebatendo o artigo, apenas pegue ferramentas como pesquisas cientificas e historias e compare com esses dados que foi publicado neste site, como já disse FCH ” só quem é burro que não muda de ideia diante de fatos novo”
    A cannabis é uma planta que sim faz mal a saúde para seus usuarios, mas dos males é um dos menores entre a drogas legalizadas ou não. A cerveja, a cachaça, o cigarro e muitos outros remedios causam mais males que a maconha, tanto socialmente, quanto em saúde.
    O maior perigo do usuário de maconha é a repressão policial, como afirmou o representante da do Brasil na OMS(Organização Mundial de saúde)
    Mas se quando eu tiver um tempo eu escrevo um artigo e te mando o link

    • Jnr:

      Queria ver se no lugar dela faria melhor!!!

  • cipriwarrior:

    Tirando o facto de que muita gente acha que seria uma grande loucura legalizar drogas, eu acho que se deveria fazer….
    Vamos partir de um principio simples, de que os viciados irão sempre procurar as drogas, então existe uma oportunidade de negócio, se este é ilegal…. melhor ainda, pode-se explorar o cliente á vontade….
    Legalizar as drogas é a atitude mais inteligente, embora todos pensem que não. se as drogas são livres, não existe trafico, os utilizadores são livres de consumir e em vez de gastarmos dinheiro a perseguir os produtores e os traficantes, estaríamos a ganhar dinheiro em impostos e a criar postos de trabalho, para já não falar de estas poderem ser utilizadas para outros fins que não “recreativos”

    Mas está é a minha opinião…não quero com isto dizer que todos devemos consumir drogas, mas se o quisermos pode-lo fazer sem ser descriminados por isso.

    • Hard:

      O Estado irá impôr os impostos na maconha, caso descriminalizada/legalizada. Por mais que haja um lado “legal” para se chegar à droga, continuarão procurando-a por meio de traficantes, visto que a maconha será vendida, por meio do tráfico, sem impostos. Eu sou favorável à descriminalização, não à legalização. Acho que o Brasil não tem uma população que saberá lidar de forma correta com uma possível liberação.
      De qualquer forma, considero que a educação (desculpem-me o clichê) deveria ser o ponto mais explorado no país, dessa maneira criaríamos uma grande massa pensante e os efeitos colaterais sociais seriam amenizados.
      Tenho 16 anos, não uso nenhum entorpecente… experimentei cigarro uma vez, e não me agradou. Não acho que porque eu não uso, outras pessoas não tenham direito de usufruir do que quiserem. Tenho também muitos amigos que usam ou já usaram maconha, nenhum deles representa perigo pra sociedade. Pelo contrário, conheço alguns que já passaram por humilhações em público, mas isso não vem ao caso no momento.
      Agora, filosoficamente falando, não acredito que haja um lado BOM, ou um RUIM, depende do ponto de vista de cada pessoa, cada um pensa de uma maneira única. As pessoas aqui, a favor da legalização, podem pensar diferentemente dependendo de cada aspecto, o mesmo para que é contra.
      Respeito a opinião de todos aqui, independente se a matéria foi simplesmente traduzida ou não, é sempre bom debater sobre questões político-sociais da nossa nação. Espero que respeitem a minha opinião também, obrigado.

  • William:

    O artigo se chama 5 Argumentos pró-maconha que não estão ajudando, mas não consegui ver nenhum argumento. Nem mesmo uma fonte, só uns “disseram que falaram que estava em tal estatística”.

    Talvez não seja a sociedade que não esta pronta, mas não há politicos competentes o suficiente para tal. O ‘kit gay’ por exemplo, esta ai parado no armário a anos.

  • edivando:

    Muito boa essa matéria. Odeio drogas, na verdade meu trabalho e combatê-las, mas a maconha ainda não é nosso maior problema e sim o começo dele, digo isso por que a maconha é o primeiro passo pra chegar ao crack, e no crack, o ser humano vira bicho, vira bosta, e não me venham com essa de que alguém conseguiu se livrar do crack, não ha relatos realistas de nenhuma pessoa, e não acredito que algum dia alguém consiga. Não to nem ai pra quem quer fumar maconha, eles que se danem com ela desde que façam isso dentro de suas casas, do mesmo jeito que deveria ser feito com o cigarro, por que nenhuma pessoa deve ser violada a ponto de ter que fumar junto com esses imbecis hipócritas.
    Sobre a liberação e a legalização não sei ainda o que seria melhor para a sociedade como um todo. Mas uma coisa eu sei, nossas Leis são péssimas, tanto pra combater trafico, uso de drogas e todos os crimes decorrentes delas, nossas penas frouxas e irrisórias e tendentes afrouxarem mais não intimidam ninguém que queira cometer crime nenhum. E esse judiciário corrupto só pune mesmo quem não tem dinheiro pra se safar na maioria dos casos.

    • Rubens P.F.:

      Também não há nenhuma evidência de quem fuma maconha hoje, vai fumar crack amanhã. Eu mesmo fumo a Canabis ha 30 anos, não fumei e nem pretendo fumar crack ou outra droga. Tenho 55 anos e uma ótima saúde, me livrei do diabetes que herdei de família e possivelmente de um câncer, que levou todos, pai, mãe e avós.
      Alem do que a Canabis é uma PLANTA MEDICINAL mundialmente conhecida e reconhecida em países sérios como Canada, Bélgica, Alemanha, Holanda, Suíça… É um povo “não alienado a preconceitos, que pesquisa, experimenta, estuda e não fica repetindo como papagaios coisas que nem ao menos conhecem…!!! Pronto disse…

    • Niv.Jr:

      Rubens, pare de fazer uso e apologia a essa maldita droga, pro seu bem se não vai ser o próximo a morrer, é um conselho que te dou.

    • Rubens P.F.:

      NivJr. se não fumasse eu ja teria morrido..! Pode apostar, pesquise os efeitos medicinais da planta de pois conversamos. Sua opinião vai mudar quando souber dos beneficios medicinais dela. Não subestime a planta, nem os conhecimentos ancestrais e atuais de cientistas que encontraram evidencias dos principios ativos e seus beneficios.

  • Eduardo:

    Texto confuso, parcial e sem nenhum tipo de suporte científico ( o site se chama Hypescience).Se a ideia era condenar o uso ou a legalização da maconha, sinto informar que não atingiu o objetivo. Sou contra o uso da maconha, mas com este texto ai fiquei até em dúvida. Acho que o cara que escreveu estava doidão. .. heheheh.

    Cuidado com a qualidade das informações e dos textos postados.

  • Jorginho:

    Como intervalo, conselho que veja os vídeos do “que faz a maconha com seus usuários” na forma divertida. Confiram os links:

    Renato Russo dizia “pagar para fumar borracha(“arquiação” tipos &*¨¨%&*) e, sofrer “fissura” e paranóia!”.

    Com relação à maconha, Raul Seixas, sim, era maluco beleza!

    “Poiss meu!!! …Tô muuuito dooooído!…”

    Bezerra da Silva morreu negando – “Não conheço… isso nasceu ai!

    Gil, esse faço questão de mandar os link’s :

    http://www.youtube.com/watch?v=4OBRi0YPJ-c

    V.02: http://www.youtube.com/watch?v=YLbrIh2u9E4&feature=related

    …ele já esteja na classe haxixe.

    Há também o caso da vovó na cozinha!… cof cof… ( brincadeira)

    http://www.youtube.com/watch?v=Klw5YsmfKVk

    Além de outros usuários:

    http://www.youtube.com/watch?v=k1RqaTz3f-o

    “… eu uso maconha por 30anos e não sou viciada em maconha,AINDA!”

    O repórter q fazia a matéria sobre a erva…:

    http://www.youtube.com/watch?v=yG0hwi3y3K4&feature=fvwrel

    E por fim, a cidade que “cultivava maconha”.
    Muitos usaram para “N” fins medicinais!

    http://www.youtube.com/watch?v=5LXEV9tshWQ

    Vale apena conferir…os link’s.

    Mas, não esqueçam que fumar maconha pode viciar como qualquer outra droga tipo tabaco, cerveja, mulheres ops!…
    Mulher, somente após 3 – 4 anos pode causar grandes transtornos!
    (“perdão minha’s flor!”)

  • www.bighempbrasil.blogspot.com.br:

    Quem quiser ter mais conhecimento antes de sair por ai falando bobagem deveria se informar melhor, eu tenho uma dica para vocês, acesse http://www.bighempbrasil.blogspot.com.br e assista o víde “A história da maconha”, produzido pelo History Chanel, esse vídeo é muito esclarecedor.

  • Jorginho:

    Avi! O negócio está quente!
    Estou até sentido cheiro de palha queimada! kkkkkkkkkk

  • santamaionese:

    Não é um post muito imparcial né?

  • João:

    Nada como lançar uma polêmica para ganhar ibope!

  • Eduarda:

    Faltou citar as fontes das estatístcas sob as quais vc apóia seus argumentos. Assim a veracidade dos dados soa tendenciosa.

  • Robertflier:

    Muito controverso. A sociedade não está apta para a legalização dessa droga de droga.

  • Vitor:

    Já ouviram falar que maconha é coisa de pobre? Pois é!
    Hoje existem e dá mais dinheiro para traficantes: cocaína,e mais drogas sintéticas….que nem sei o nome. Não deixa cheiro,dedos queimados,etc…..
    Um bom argumento para financiadores de maconha largarem o negócio! Os financiadores,nós sabemos quem são!

    • Jorginho:

      Victor, conta pra nós que são os “financiadores”!…
      Pois os fornecedores está em cada esquina!
      kkkkk

    • Jnr:

      Tá mais claro que os financiadores são os nóias que estão nesse site fazendo apologia a droga e os milhares de zumbis que estão soltos por ai com seus olhos vermelhos e suas caras inchadas.

    • Jnr:

      Sei lá…só sei que um dos meus comentários está no topo da lista das mais votadas, e se ver realmente vc só está sendo negativado, sorte sua que não tem os piores comentários, que se não vc e os outros nóias estariam no topo.

  • Danórton Tadeu:

    Tanta polemica sobre a pobre canabis! Será que a politica de exclusão que existe na sociedde humana, não mata maior numero de perssoas? O desemprego, a fome a miseria, não fazem mais vitimas? Estes, são impostos pela sociedade, a maconha é opcional eu uso se tiver vontade, ninguem me obriga. (Eu não uso e não gosto de drogas) mas, convenhamos: alguem ja viu brigas por ponto de venda de coca cola?, de pão? de leite?
    A LEGALIDADE DA MACONHA acabaria de vez com o poder dos mega traficantes, eles não teriam como controlar uma população inteira com tantos pontos de venda quantos desejassem vende-la, (exatamente como acontece com coca cola). É bom lembrar que nos paises onde foi legalizada a maconha nem por isso aumentou o indice de criminalidade. No Brasil, Com toda proibição, qualquer pessoa que desejar comprar maconha consegue com a maior facilidade. Abaixo a hipocrisia. QUEM GOSTA USA. QUEM NÃO GOSTA NINGUEM O OBRIGA A USAR. Vamos defender sim uma Lei forte, que garanta o direito do cidadão. e para quem usar droga e cometer crime… que a justiça seja rápida. (A lei é dura mas é a Lei) pase para o latin por favor..

    • BossGrave:

      Eu gosto de coca-cola,tomo todo dia. Mas sincerawmente não sei ainda se sou viciado.

    • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

      Coca-cola não vicia!
      Tomos todos dias!!! hehehehe

  • xd:

    o trabalho de vcs como redatores e ser totalmente inparciais!
    qualquer coisa pode ser viciante EX futebol,novela etc,eu moro na Europa e a mentalidade aqui e totalmente diferente da de vcs.(no Brazil = ah esse cara e maconheiro ele e vagabundo! na maioria das vezes e mesmo mais nao generalize MTF! )
    Na verdade a maconha nao pode ser liberada no brasil em menos de 30 anos !!! sabe porque? poruq sem Educacao e conciensia,pessoas vao usar-la de mal uso! thanks for reading see ya guys xD

    • Thais de Lima:

      Quando o senhor(a) começar a escrever certo,afinal…na europa a educação é tão boa(muito melhor que no braZil) e tiver mais CONCIENSIA posso levar a sério seu argumento…

    • Bruna Aparecida:

      Thais, antes de você dar qualquer opinião, procure verificar sua ortografia…pois assim é claro que ninguém terá “Conciensia”,até porque essa palavra não existe, pelo menos não no meu dicionário.

    • Francyne:

      Bruna, acho que ela quis enfatizar o erro da pessoa que ela deu Reply.
      Acho que pra você, falta é uma verdadeira aula de interpretação de texto.

    • Jnr:

      Ôh Bruna, vc fumou um também? vc não percebeu que ela até colocou em maiúsculo satirizando o erro do europeu? essa erva ta acabando com vc hêim…pára enquanto é cedo…

    • Jnr:

      Ehehehe…Thais de lima adorei seu comentário, ele deve ser outro maconheiro que foi pra europa pq lá alguns lugares são liberados.

  • Ferreira:

    Deveria é legaliza o LSD que nem droga é por não vicia.

  • Patrícia:

    Texto completamente tendencioso. Me senti lendo a Veja agora.

  • Eli:

    gostei muito desse artigo!principalmente da parte que diz “Falar sobre as mortes do tabaco e do álcool faz todo o sentido como um argumento para tornar essas coisas ilegais, e não a maconha legal”

    • Vitor:

      Quero ver um texto brasileiro.
      As pessoas pobres de discernimento valorizam demais Americanos!

  • Zé da Morte:

    De cara achei esse artigo totalmente parcial. Qualquer adulto tem direito á escolher seu caminho, desde que bem informado sobre as consequencias. Não sou usuário, nao fumo nada, bebo exporadicalmente, mas acho que a escolha por se matar ou viver saudavel cabe a cada um.

  • Vitor:

    Muita gente não leu, e se leu esqueceu!!

    A Maconha tem seus benefícios sim!
    A medicina usa contra dores do câncer e aquelas dores em que a morfina já não responde mais além de glaucoma( nos EUA ).

    Pesquisadores há tempos estão tentando separar o psicoativo da planta e usar o que é de interesse medicinal.

  • duda:

    Texto sarcástico é ótimo, confunde e irrita os imbecis.

  • Hugo:

    E o respeito, onde fica?

  • CELSO PESSOA:

    DIGO EU, COM MINHA EXPERIÊNCIA PESSOAL, QUE QUANDO FUI USUARIO DE MACONHA, SOFRI COM MUITOS PROBLEMAS DE SAÚDE. SE EU NÃO TIVESSE ABANDONADO O VÍCIO – E OLHA QUE EU NEM ERA TÃO VICIADO ASSIM – TALVEZ EU NEM ESTIVESSE AQUI PARA CONTAR. EU TIVE BRONQUIOS INFLAMADOS, O QUE ME GEROU BRONQUITE AGUDA E, COMO CONSEQUÊNCIA, UMA ASMA QUE ME ACOMPANHA ATÉ HOJE. NA OCASIÃO TIVE QUEDA DE RACIOCINIO, COM POUCO APROVEITAMENTO DA REALIDADE, POIS VIAJAVA MUITO EM MUNDOS INEXISTENTES. ENFIM, ATÉ HOJE SOFRO AS CONSEQUENCIAS PSÍCOLÓGICAS DAQUELA ÉPOCA, PORTANTO SOU CONTRA A LIBERAÇÃO, HAJA VISTA QUE A FACILIDADE DE ADQUIRIR TAL DROGA PODERÁ ACOSIONAR MUITOS PREJUÍSOS NÃO SÓ A SAÚDE MAS A TODO O MEIO SOCIAL QUE VIVEMOS.

    • canna:

      esse negocio ae que vc fumou e pensa que era maconha realmente te afetou nao só a saúde, mas as ideias também. te desejo melhoras!

  • Dantas:

    Boa tarde à todos, há algum tempo que acompanho os texto sobre ciência publicados neste site, na maioria das vezes encontro publicações curiosas e bem argumentadas, mas este texto que é declarado como imparcial, na verdade não é.
    Primeiro que generalizar, dizendo que os “maconheiros” argumentam que a maconha salvaria a crise econômica, falsear um argumento lógico (sofismo) já que nunca vi ninguém que fuma fazer tal afirmação, um exemplo não serve de embasamento para generalizações.
    Comparar maconha com cacto por analogia caracteriza outro sofisma, muito aplicado por quem usa da retórica para convencer um publico vulnerável e mal informado.
    Maconha mata? Nunca soube de caso algum, se tiver algum exemplo documentado pela ciência, por favor, poste sua referência.
    Com relação ao vício, isso pode variar de pessoa para pessoa, houve um período em sentia um bem estar, prazer e “Alegria”, depois de algum tempo de uso essas sensações deixaram de fazer parte do efeito, depois de 9 anos de uso, suspendi o consumo, e descobrir que p/ curtir a vida existem formas mais prazerosas como um banho de mar por exemplo.
    Minha posição é a favor por, considerar que o consumo da maconha alimenta o tráfico, por isso, deve ser considerada caso de saúde publica não de segurança.
    Ao iniciar um debate como este é importante ser responsável e jamais moralista, pois tal posição provoca ideologização e não debates críticos.

    Abraço

    • Andrews:

      Concordo com o Dantas.

    • tradeli:

      “deve ser considerada caso de saúde publica não de segurança.”

      O sistema público de saúde SUS já não da conta nem dos casos de gripe dos velhinhos, nem…nem nada!( não sei se o sr. ja frequentou algum “postim de saúde” na sua vida, caso não, apenas olhe os noticiários…ou seja, ou continuamos na merda q estamos, ou, os investimentos em segurança publica caem em seus 20% e vai pra saúde, mas espera um pouco, não é esse o país onde se paga uma das maiores cargas tributárias do mundo?? e pq ainda assim todo pobre diz q a saude ta uma merda? olhem a realidade do Brasil, depois pensem em tomar alguma atitude “inteligente”::

      1º pessoas “alegres” podem matar, aliás, qualqer pessoa pode, mas creio eu na minha humilde inteligencia q um chingamento pra uma pessoa “alegre” já poderia ser o suficiente, apenas creio, só isso…

      2º se estamos tentando acabar com o fumo(qm diz
      ser q não vá correndo a um hospício, por favor) e ainda qerem legalizar outro tipo de fumo?Se a ANVISA proibiu os cigarros eletrônicos por PODEREM POSSUIR substancias viciosas, qual seria o contra-argumento para a maconha sendo q esta possui substancias q causam vício?

      3º essa história de q tráfico iria isso iria aqilo, pela razão, tire uma fonte dos traficantes e logicamente eles irão tentar outra coisa, sequestros talvez?

      4º o uso será facilitado a ponto de crianças e menores de idade consumirem em muito maior escala do q é hj, olha q beleza, além de um bando de “alegres” adultos, não será raro ver jovens “alegres”, olha só o futuro do Brasil!E qm vier com “existirão leis pra isso” é BURRO e não sabe em q país está!

      5º No Brasil se reúne todos os anos MILHÕES DE PESSOAS em prol dos gays, a Parada gay, mas só uns 10 a 20 em manifestações por menos corrupção, justiça, e saúde…só pra constar só…qm achar essa informação útil comenta ai, eu não sei vcs, mas eu no dia em q descobrir q um dependente químico tem mais recursos do governo pra ele do q pra uma criança em um leito de hospital, esse será o dia em q eu faria qestão de dar um tiro na cara do drogado!

    • Dantas:

      Toda contra argumenta que tentativa de atingir um dos interlocutores envolvidos no dialogo mostra fragilidade, não é com “pontapés” que um dialogo se desenvolve. Em debates como este, confunde-se muito ética com moralidade. A ética é antes de tudo respeito à opinião respeito ao ser humano, ao contrário do moralismo que usa de rótulos para atacar pessoas com opinião diferente daquele que ataca.
      Eu sou a favor da descriminalização do uso, já fui usuário conheço os efeitos, não comeu meu cérebro, sou programador de software tenho uma memória excelente, sou apaixonado por filosofia leio muito busco informações em diversas fontes para confrontar o que leio.
      A liberação da maconha não significa que qualquer um pode fumar pela rua a fora, um projeto de lei responsável tem como meta definir regras para o consumo, hoje temos como exemplo o cigarro, que possui um controle para consumo em lugares fechados como, prédios públicos condomínios, bares e restaurantes.
      Se a idéia é aumentar os investimentos em segurança muito mais vai se gastar, para combater e a situação será a mesma ou pior.
      Com relação as crianças, mesmo sendo proibido, algumas crianças carentes fazem uso de drogas piores e trabalham ativamente no tráfico. Não é a legalização que vai tornar o uso da maconha acessível às crianças.
      Também não significa que os hospitais vão ser tomados por usuários, o dano que o FUMO da maconha causa a saúde não é grave como, epidemia de doenças como cólera, dengue ou tuberculose, além disso, parte dos impostos arrecadados com a compra do fumo podem ser investidos na saúde pública.
      Respondendo a pergunta, sim já estive e uso o SUS quando preciso.
      Com relação ao vício, não existe comprovação de vício físico, alguns cientistas argumentam da possível existência de um vício psicológico, mesmo assim é possível parar quando um usuário assim deseja, como no meu caso.
      Com relação as manifestações, sim são de extrema importância, mas o que fará maior diferença são as reformas, para reduzir a corrupção política, melhorar saúde pública, que já foi pior nos anos 90.

    • Dantas:

      Existem muitos casos relatados de pessoas alcoolizadas que matam por um xingamento, não existe um caso registrado de alguém que matou por estar sob efeito da maconha.

      O problema de quem nunca usou, é confundir o efeito de outras drogas com a maconha, pois os noticiários irresponsáveis não distinguem um do outro, aliás, o que este tipo de notícia que acabo de descrever, tem exatamente a função de direcionar a opinião pública conforme seus interesses.

  • Moura:

    Quem que te que aturar e conviver com estas bestas alienadas usuárias de drogas? Eu não gostaria…Imagine o intervalo do cafezinho no escritório…depois todo mundo fumando um…Ah, me ajude aí vai…bando de retardado! Ninguém tá achando que com a liberação o povinho vai usar só a noite, depois do expediente…Vai ser um tal de viajandão na sala de aula, tentando dar aula, no consultório médico/odontológico, na diretoria do escritório, na portaria, no motorista de onibus, de taxi, etc… enfim, vai ser uma alienação só, um bando de estupidos tentando cumprir suas obrigações diárias, talvez causando mais estragos do que os bêbados FDP!!!

  • Ubirajara Ramos:

    Cara Natasha, há 9 anos venho pesquisando sobre uma planta: CANABIS SATIVA L. Logo, logo estarei publicando um livro. Posso adiantar: quanto à legalização, regulamentação, SERÁ FAVORÁVEL! Usarei alguns dos argumentos que superficialmente você critica. Talvez por falta de informação. Talvez por esquecer que está falando de uma planta… e de SEUS MILENARES MÚLTIPLOS USOS!

  • Glauco:

    Péssimos contra-argumentos.

  • SUGESTÃO:

    querem saber a verdade sobre a maconha? assistam ao filme CORTINA DE FUMAÇA e tirem suas proprias conclusões.

    • Contra Sugestão!:

      Documentário tendencioso. não foi mostrado nenhum dado com malefícios. Seria realmente bom se mostrasse ambas as faces da moeda. Debate UNILATERAL é muio fácil de ser feito…

      Esse papo de que maconha vai arrecadar imposto com essa base de narcotráfico instalada no país é como achar que vão deixar de comprar CD pirata, mais barato, que não paga impostos, pra comprar o original na loja.

      CUIDA

  • verdade:

    O TRÁFICO E OS CORRUPTOS SÃO CONTRA A LEGALIZAÇÃO. E VC?

    • verdade:

      os grandes laboratórios multinacionais também são contra a legalização. querem que as pessoas continuem tomando os venenos que eles fornecem enquanto que a propria natureza se encarregou de oferecer um remédio natural.

    • Pênis assado:

      Não me venha com chantagens.

  • analista:

    liberar a maconha? melhor que isso é proibir o alcool, o cigarro, a televisão e as religiões… esses sim os grandes males da humanidade.

    • Marco S.B.:

      boa!

    • Wagner:

      Pense melhor antes de dizer que a religião é um dos grandes males da humanidade.

  • soraia:

    Gente,
    Trato um câncer de laringe há 5 anos.
    Vcs nem imaginam as sequelas e efeitos colaterais do tratamento que incluíram cirurgias, quimioterapia e radioterapia.
    Tomo regularmente por dia, 3 comp de paracetamol + 3 comp de Metadona de 10mg + 4 comp de amitriptilina de 25mg, mais 5 ou 6 medicamentos para minimizarem os efeitos colaterais destes mesmos medicamentos.

    A maconha é a única “coisa” que me tira a dor, relacha a fibrose de meu pescoço e me deixa dormir uma noite em paz.
    Devo ter usado maconha umas 20 vezes na minha vida inteira. Por um simples motivo: comprar é muito difícil para mim, aceitar a criminalidade envolvida no ato, este tipo de coisa é imoral, tipo sustentar a criminalidade.
    Este é o meu caso.
    Mas tem milhões de pessoas, com dores crônicas ou stress que se beneficiariam com a maconha. E se livrariam de contas enormes na farmácia e seus efeitos colaterais.
    Existe algum estudo que compare os malefícios da maconha com o uso de analgésicos, calmantes ou medicamentos do tipo ?

    Fora dores crônicas, que mal existe um fumar um baseadinho à noite para dormir ? Nem todo mundo é drogado ou viciado.

    Eu não quero consumir uma droga ilegal.

    Eu não quero comprar de traficantes.

    E daí ???

    Como ficamos ???

    • DarkDenis:

      vc tem razao, o problema é
      SE FOR LIBERADO, VAI TER AINDA MAIS GENTE CONSUMINDO, VICIANDO E NAO SABENDO DOSAR
      a maconha para fins medicinais, eu até concordo sim, mas a GRANDE QUESTAO sao os jovens babacas q só querem FICAR DOIDÕES.

  • Tulio Gabriel:

    Pra mim o governo deveria liberar a venda de todas as drogas e o investimento que se da no combate as drogas devia ser investido em casa de recuperação, assim quem quisesse fumar até ter uma overdose fumava e quem quisesse se licertar das drogas iria procurar uma casa de recuperação, por que no caminho que anda liberando a maconha a pessoa que começa com uma droga fraca sempre vai querendo experimentar uma mais forte!!

  • BiiaCX:

    Como disseram acima, não faz diferença nenhuma legalizar ou não. Achar maconha hoje em dia é tão fácil quanto achar cigarro normal. Que legalizem então… maconha é a que menos deixa a pessoa prejudicar a terceiros (comparado ao álcool por exemplo), então cada um tem o direito de fazer sua própria escolha sobre usar ou não a droga, e lidar com suas próprias consequências se quiser, assim como os fumantes do cigarro normal (desde que não venham fumar perto de pessoas que acabam virando fumantes passivas [familiares e etc]).

    • Maria:

      E você acha que o aumento da violência é porque bêbados precisam de dinheiro pro álcool, ou porque fumantes precisam de dinheiro pra comprar cigarros? Não é não, é porque drogados precisam de dinheiro para comprar drogas! E você acha que legalizar a maconha vai fazer a vida dos assaltantes mais difícil? Eu duvido!

    • Dantas:

      Assaltante não é o mesmo que traficante, também existe diferença entre usuários de drogas como a crack e maconha, não existe caso algum de alguém que assalta p/ comprar maconha. Ao contrário do crack a maconha relaxa, não deixa ninguém agressivo.

  • Roberto:

    O loby dos homossexuais e dos maconheiros e a vontade política desse governo ávido por votos fizem com que o STF mais uma vez furasse os olhos da justiça. O maior argumento é o aumento da arrecadação de tributos… Você acredita?
    1º) Não há como os homossexuais deixarem de existir e trabalhar no sistema vigente. Ou eles reinventariam a economia?
    2º) Não há como maconheiro produzir outra coisa senão arte nonsense e música barulhenta. No mais são zumbis flertando com o infinito.
    3º)Estamos tentanto nos livrar dos malefícios do cigarro porque é antieconômico e de repente liberam a maconha.(???)

  • Eunice:

    Acho interessante como as opiniões se divergem.Mas é isso que dá campo para as polêmicas.
    Minha opinião é de que nenhum problema vai resolver outron, sem criar um ainda maior como exemplo:se hoje te-
    mos motoristas, pais de familia, médicos e outras profissões; bebados e fumantes, vamos ter,motoristas,pais de familia,médicos e outras profissões ,bêbados fumantes e
    drogados.
    Se a maconha é remedio,os laboratorios que crie os
    remedios e vendam a que necessitar deles .

    • Marco S.B.:

      Eunice. Acho que vc deveria se informar de como a maconha, em seu estado natural, apresenta menos efeitos colaterais, apresenta doses mais confortáveis e ainda é mais barata do que os tais medicamentos baseados nela. Estude e depois venha argumentar.

      Outra.

      Médicos são umas das profissões com maior índice de uso de drogas. E você ficaria feliz se fosse algo próximo a maconha.

      Estudos em países onde a maconha foi separada das drogas mais pesadas PROVA que o consumo de substâncias mais pesadas diminui.

      Vamos parar com achismos, por favor.

    • eunice:

      Marco, tenho minha opinião e você tem a sua; não
      formulei nenhum conceito por não ser especialista no assunto, pois não sou fumante não sou alcolatra muito menos usuaria de maconha! Portanto continuo achando que minha opniao esta valendo. A maconha nao deve ser usada aleatoriamente!

  • daniel:

    Prezada Natasha Romanzoti. Gosto dos seus textos mas esse tá ruizinho! Começa com “A maioria das pessoas que fuma maconha quer sua legalização.” Hora, eu não fumo maconha mas sei que muitos problemas derivados dela ser traficada, contrabandeada e sem controle de qualidade seriam resolvidos com uma legalização. O resto é o conhecimento e o bom senso de cada cidadão que deve prevalecer! Deveria se informar melhor sobre o assunto…

  • Gladson santos:

    O Brasil enfrenta um problema muito serio de saude,ao inves de falar de coisas que fazem mau a nossa vida, cuidem da saude de nossos brasileiros, obrigado.

  • cannaboy:

    “Menos estudantes do ensino médio de Montana relatam estar usando maconha agora do que há dois anos, apesar das preocupações de que a legalização da maconha medicinal aumentaria o uso de maconha entre os adolescentes. Em uma pesquisa com mais de 9.000 estudantes de Montana do ensino médio, 39 por cento disseram ter experimentado maconha, uma queda de 3 por cento em relação há dois anos.”…

    • Vitor:

      Sim…agora os estudantes americanos cheiram coca!

  • VERDADE:

    recomendo fortemente à autora do presente texto que procure se informar melhor sobre o assunto antes de expressar todo seu preconceito para com a santa erva.

    • Tulio Gabriel:

      preconceito é o C, pra mim é bem explicito o que a droga faz, perto da minha casa o muleke de 12 anos roubou uma bolsa, depois em sequencia muntou em uma moto do mercado que estava com a chave na ignição, e tentou fugir, no meio do caminho atropelou um bebe no carrinho e seu pai, depois saiu correndo da moto…eu vi esse muleke cescer e sei por que ele fez isso, nada mais nada menos por que ele queria comprar drogas…VAI SE F SEUS MACONHEIROS DO C eu até concordo em liberar a droga mas pra morrer logo todos esses maconheiros pra outras pessoas tomar como exemplo!!!

    • Marco S.B.:

      E esse garoto fez tudo isso pela maconha?

      caramba. Esse fato é único!

    • Dantas:

      Tulio gabriel, antes de fazer um comentário equivocado, deve apurar se tal afirmação é correta, pois nunca vi nem soube de caso de alguém que rouba p/ fumar maconha. Existem sim casos de pessoas que roubam p/ fumar crack e cheirar cocaína, que são coisas que provocam efeitos totalmente diferentes da maconha. Se você não conhece os efeitos não pode afirmar nada sobre o assunto.

  • cesar:

    Não sabia que se fazia corda e nem papel da diamba, mais uma ideia bem legal compra o papel e a corda, enrola a corda e da um tapa.

  • meu nome nao é jhonny:

    engraçado… fala mal da maconha mas aposto que a autora desse texto volta e meia depois da aula na faculdade vai pro barsinho tomar uma cervejinha com os amigos.

  • Alter ego: Traficante:

    Não vejo razão para legalizar outro droga. Já basta o álcool e o cigarro.

    • analista:

      redução da violencia, corrupção e criminalidade não são razões suficientes??? ACORDA BRASIL!

    • victor iturriet:

      como se fosse mesmo reduzir, cara, só vai piorar tudo, terão mais pivetes roubando pra comprar droga e, consequentemente, mais violência, sem falar que ainda assim terão corruptos tentando acobertar as drogas ilegais

  • Hugo:

    Maconheiro é besta demais…

    Respeito quem fuma apenas pq gosta, a vida é dele e o cara faz o que quiser.
    Mas sempre tem aqueles jovenzinhos que fuma porque acha bonito e fica falando besteira (como estes dois comentários aqui em baixo) e dando argumentos sem base nenhuma (como os listados pela reportagem).

    Eu já fui jovem um dia mas nunca fui tão burro assim não…

    • Marco S.B.:

      Bom Hugo,

      Não sou tão jovem e não sou burro. O estudo apresentado pelo rapaz aqui embaixo é muito mais elucidativo e embasado do que seu próprio comentário.

      O Sr. mesmo falando que respeita, chama toda uma classe de burros. Antes de apontar seu dedo (amarelo) pense um pouco e se informe. Argumentar acusando é o mínimo que eu espero de alguém que se denomina tão inteligente.

    • Hugo:

      Não chamo toda a classe de burro, chamo todos os jovenzinhos que fumam pra se aparecer de burros.

      Conheço mutio maconheiro que fumam de boa, não precisa ficar falando besteira e achando bonito.

  • sativão:

    Menos estudantes do ensino médio de Montana relatam estar usando maconha agora do que há dois anos, apesar das preocupações de que a legalização da maconha medicinal aumentaria o uso de maconha entre os adolescentes. Em uma pesquisa com mais de 9.000 estudantes de Montana do ensino médio, 39 por cento disseram ter experimentado maconha, uma queda de 3 por cento em relação há dois anos…

    leia mais: http://www.mapinc.org/norml/v11/n444/a02.htm

  • doido:

    DEUS FEZ A MACONHA. O HOMEM, A CERVEJA. EM DEUS EU CONFIO!

    • Nivaldo:

      Espero um dia que Deus não venha cobrar de vc essa blasfêmia…

    • Eduardo:

      Ô Nivaldo. Relaxa amigão.
      Leve as coisas de um modo mais tranquilo. O rapaz (se é um rapaz) não blasfemou contra Deus. Só fez uma piada. Vamos ser mais tolerantes com o ser humano, por favor!

    • Pedroso:

      Deus fez o homem para que ele o adore, e não para que cheire maconha…

  • cosme david:

    SÓ FUMO A NATURAL!!!

  • Jose Roberto:

    Interessante suas comparações do mundo das drogas e da violência com “aqueles que vão bater de porta em porta para convence-los a aderir à sua religião”! rsrsrsrs
    Eu sou um destes que bate de porta em porta, pois sou uma Testemunha de Jeová,mas não para convencer ninguém e quero apenas que entendam uma coisa, se forem mesmo inteligentes como se julgam: Nós vamos “avisar” que esta “droga de mundo” que vocês tanto amam está à beira do caos e da destruição,não o planeta,mas as pessoas “imprestáveis” justamente por causa não só das drogas, como das bebidas alcoólicas, da desonestidade(tão popular que virou mera banalidade),da perversão, do desrespeito à vida humana,da falta de responsabilidade dos governantes e daqueles que os amam e “adotam” como seus salvadores, entre outras presepadas! Leia Mateus 24:14.
    Você que se julgam “tão sábios” falam “pelos cotovelos” sem ter o menor conhecimento de causa,portanto fica aqui este esclarecimento!
    Somos “chatos” como vocês dizem, mas haverá de chegar o dia em que se lembrarão que nossa “chatisse” tinha e tem fundamento. Espero que estejam do lado certo na hora!
    Mateus 28:19,20.
    Querem acreditar,acreditem, não querem, o problema é de cada um,para isso Jeová nos dotou do livre arbítrio!Façam sua escolha!
    Não misturem alhos com bugalhos,e não façam comentários sem conhecimento de causa!

    • Peter:

      Ô irmãozinho fanático, deixa de ser mentiroso!

      Todos nós sabemos que o que se deseja no fundo, é sim, converter as pessoas para a “verdade”. Do contrário, não iríamos lá oferecer estudos bíblicos. Do contrário, alguns irmãos mais fanáticos que você ainda, não diriam, quando o marador recusa a atender, que “aquele ali, Jeová já julgou”.

      Sou TJ, mas sou revoltado. Já percebeu, né? Vê se para de fazer discursinho hipócrita, porque eu não vou deixar!

      AÍ, GALERA: O objetivo é da pregação é converter sim. Só que nas reuniões de serviço, somos ensinados até disfarçar isso se necessário for. Por exemplo, tem até dica de como dar estudo bíblico pro morador, sem que ele perceba.

      Falar a verdade, é sempre melhor que mentir.

    • Nivaldo:

      Peter, vc como conhece a verdade,devia ter vergonha de escandalizar o nome de Deus e menosprezar quem faz sua obra…não se passe por ridículo.

    • Peter:

      Eu não estou menosprezando nada. Eu também faço a mesma obra. Mas não gosto do fanatismo de alguns irmãos, incluindo você, Nivaldo. Que têm o mesmo pensamento católico da idade média. Que assombram as pessoas com pesadas ameaças de destruição. Lembre-se, irmão, que o julgamento é de Jeová e de seu filho Jesus, o Rei. Não cabe a nenhum de nós condenar as pessoas. Sim, muitos morrerão. De uma extremidade a outra da Terra. Mas quem serão? Você vai apontar o dedo na cara? Cuidado pra nao ser você um deles. Ou você esqueceu que Jeová avisou na Bíblia que se fizermos tudo certinho, aí sim “provavelmente” seremos escondidos no dia da ira Dele?

      E o irmão acima mentiu, ao dizer que o objetivo não é fazer discípulo. É sim! O que você diz, quando irmãos oram na reunião de serviço de campo para que “Jeová envie seus anjos e nos ajudem a achar prospectivas ovelhas perdidas”???

      O escravo reconhece que é pra fazer discípulo. “Empenhe-se na obra de fazer discípulos” Quantas vezes vc já viu essa manchete no “Nosso Ministério do Reino” ou em outras publicações?

      É mentir, dizer que não é. A verdade é essa:

      Queremos ensinar a verdade as pessoas. Aceita quem quer. Ninguém é obrigado a aceitar. Todos têm o livre-arbítrio.

      Mas sim!! Fazer discípulo!!
      E eu odeio uma mania de alguns dos nossos irmãos, que julgam os moradores, dizendo que não vão ser salvos porque não ouviram.

      Tomem cuidado. Sou TJ, mas sou revoltado com estes. Notem que minha revolta não é contra o escravo, mas contra alguns irmãos. Irmãos que não seguem o escravo nesse sentido. Que vêm num fórum como esse, se “precipitam em ficar ofendidos” (lembra de provérbios?), fazem pesadas acusações… e ainda mentem pras pessoas.

      Vamos fala a verdade, pq as pessoas não são bobas. E vão achar que somos ensinados pelo escravo a mentir pra elas. Não somos. Dizer que nao é objetivo fazer discípulo é uma coisa da própria cabeça de alguns irmãos. Jesus ordenou que se fizesse discípulos e nossas publicações nos exortam a fazer isso.

      Cuidado com o farisaísmo! Lembre-se que o escravo não aceita isso!

    • Nivaldo:

      Parabéns José Roberto…até que enfim depois de centenas de respostas alguém realmente fala a verdade…e não adianta querer convencê-los pois o governo desse mundo já cegaram seus olhos…e temos a esperança de um mundo melhor.

  • Anderson:

    Tõ nem aew…
    Legalizando ou não eu vou continuar fumando.

  • Mr. “X”:

    Legalizada ou não a maconha é um problema pro brasil, simplesmente porque é uma droga. Legalizar a maconha não vai acabar com o tráfico, e os demais problemas que dispensam comentários só vai fazer com que esses “vidaloka” fumem um “baseado” por aí como se fosse a coisa mais normal do mundo. A maconha NÃO deve ser legalizada que se deve fazer é aumentar a opressão ao uso dela e e outras drogas (incluindo o álcool ,tabaco etc).

    • Deby e Loid:

      Sou a favor da liberação, desde que o viciado não tenha acesso aos meios publicos de saúde e que toda grana dos impostos sejam investidas em hospitais e melhorias para a população produtiva.

    • victor iturriet:

      ótimo comentário, mas não seria tão bom se os fumantes e alcoolatras tmabé não tivesse acesso à saude?
      foi uma escolha deles a bebida e o tabaco, podem até ter direito a um tratamente para parar de beber e fumar, mas apenas UM

  • Nivaldo Tavares:

    Fumei maconha durante 3 anos da minha vida e um dia perguntei pra mim mesmo: Cara! Que estou fazendo comigo? nunca fui viciado, fumava de senvergonhice, mas resolvi parar pq percebi que aquela felicidade passageira precisava ser preenchida com algo com mais intensidade, e percebi que pra vc achar que tá feliz com droga vc tem que fumar toda hora, e depois que passava a brisa me batia uma deprê, me dava um vazio que eu ficava pior que antes de usar o que me fez concluir que não era aquilo que eu queria pra mim, sempre amei física e matemática mas percebi que depois que fui estudar Engenharia, tive um pouco de dificuldade em cálculo, pois com certeza fumei muito e a maconha destruiu um pouco dos meus neurônios, busquei a felicidade nas pequenas coisas da vida e preencher o vazio com o que a vida tem de melhor…hoje te garanto uma coisa, a felicidade não está em droga e em lugar nenhum, a felicidade está dentro de cada um e em cada coração…basta buscá-la. E quanto legalizar ou não, se não legalizar quem continua guanhando são os traficantes e os policiais corruptos e quem perde são os milhões de jovens que perdem suas vidas virando zumbis.

    • Marcel:

      Maconha não destroí neurônios, os canabinóides são substâncias naturalmente presentes no nosso cérebro, não causando nenhum dano e sim sendo fundamentais para o funcionamento saudável do sistema nervoso.

    • Dantas:

      E sou a favor da legalização, no entanto o canabinóides é similar não é o mesmo que THC, além do mais qualquer neurotransmissor em excesso pode provocar o mau funcionamento na transmissão de sinais entre neurônios. Cuidado com conclusões precipitadas.

    • luiz:

      Bem, há de se tomar cuidado com o uso de qualquer droga, seja ela alcool, cocaina, maconha, etc. O que de verdadeiro é que se alguém tem por razões psicológicas seja propenso a viciar-se ele o fará com qualquer destas drogas. Assim quem quer começar a fazer uso de qualquer uma delas esta sujeito a isto. Assim o que leva quem quer que seja ao vício são os problemas que desde a fecundação são assimilados. Apoio o uso com único objetivo de contemplar a criação do universo em sua abrangência e perfeição, para assim descobrir o quão perfeito nós somos.

    • Nivaldo:

      Cara, onde vc ouviu isso? não existe alguém já nascer com vontade de fazer a coisa errada ou a coisa certa…ninguém nasce com vontade de fumar maconha ou com vontade de ajudar o próximo…a pessoa desenvolve isso depois com a educação e o meio onde vive, podendo ser influenciada ou não a fazer o certo ou errado…e claro, a escolha é a pessoa quem faz.

  • Pedro:

    Olha mãe! Maconheiros bravinhos fingindo que não são drogadinhos de merda!

    • Marco S.B.:

      Bacana é ver os drogadinhos de “merda” terem argumentos mais contundentes do que os cara limpa.

      O mais impressionante é perceber nos “maconheiros de merda” uma forma muito mais pacífica de argumentação.

      Gosto do seu estilo desbocado Pedro. Essa educacão e forma de argumentar é comum em todos que não usam drogas?

  • vitor rodrogues lopes:

    eu mesmo

  • Rodrigo Paim:

    Legalização ? Não, temos de fazer o contrário, e aumentar a repressão, não só com traficantes e usuários, mais com policias e políticos corruptos que insistem na manutenção dessa fábrica de vidas destruídas que se chama narcotráfico.

    Maconha ? Só uso medicinal, fiscalizado rigorosamente pelo governo.

    E o tabaco deveria ir junto pra o rol de produtos ilegais.

    • Marco S.B.:

      Hahahaha. Muito bom o seu breve manual radical e intolerante.

      Claro que devemos reprimir. Os EUA conseguiram reprimir o uso tão bem que 15% da população usa maconha.

      Quem sabe avançamos mais rápido em direção aos cartéis mexicanos com usas idéias “modernas” de como combater os problemas das drogas.

  • solenark:

    É mesmo uma briga de argumentos. É mais fácil proibir o cigarro e a bebida que viciam, do que liberarem a maconha? Sou a favor da liberação. Por diversos motivos, mas, principalmente, para que diminua o percentual de chances de ser morto por um assaltante qualquer que esteja despesperado por dinheiro para comprar a droga.

    • Francyne:

      Legalizando ou não, a droga será COMERCIALIZADA. Ou seja, sempre será necessário ter dinheiro pra comprar. Então seu argumento de que vai diminuir o número de morte por causa de assaltante desesperado por dinheiro pra comprar a droga é completamente inválido.

    • Rodrigo Paim:

      Solenark, é ingenuidade pensar que o consumo legalizado de maconha acabaria com o tráfico de drogas, ao contrário, mais pessoas passariam para drogas piores, que continuariam sendo ilegais e encontradas apenas com traficantes, como oxi e crack.

    • Marco S.B.:

      Bobabem Rodrigo. Em países onde o comércio de maconha foi estabelecido e relativamente organizado, o comércio de drogas pesadas diminuiu. Diminuiu também de forma incrível o número de usuários dessas drogas.

      E ninguém acredita que a legalização da maconha acaba com o tráfico, mas em termos de números a polícia do rio já divulgou que 80% do LUCRO do tráfico vem da maconha.

      E ai?

  • Jorginho:

    Já Fui usuário como sou da WEB hoje – duas vezes ao dia.
    Em suma: É boa quando olhado para o lado bom e,
    ruim quando olhando para o lado ruim.
    Em suma, é boa e ruim.
    No caso da maconha,se cultivada para fins “medicinais”,torna-se menos nociva quanto aos produtos químicos no seu cultivo de forma clandestina ou ilegal.

    Posso dizer que ela é anti-estressante, acalma e dá-nos grandes “viagens”.
    Como pode ser porta de entrada para outras drogas, deveria autorizar seu uso com prescrição médica,apenas.
    Do contrário,será caminho para outras drogas que causa maior dependência e transtorno psicológico… Como a famosa “pedra”.

    Conheço alguns usuários de maconha e vivem suas vidas social sem nenhum problema…
    Mas, quê dizer de usuários de pedra ou coca?
    Se for rico, logo passará ser um pobre miserável, além de perder personalidade.

    Renato Russo já dizia que “pagar para fumar borracha(“arquiação” tipos &*¨¨%&*) e, sofrer “fissura” e paranóia!”.

    Com relação à maconha, Raul Seixas, sim, era maluco beleza!

    “Poiss meu!!! …Tô muito doído!…”

    Bezerra da Silva morreu dizendo “Não conheço… isso nasceu ai!

    Gil, esse faço questão de mandar os link’s (“judiação”):

    http://www.youtube.com/watch?v=4OBRi0YPJ-c

    V.02: http://www.youtube.com/watch?v=YLbrIh2u9E4&feature=related

    Bem, eu qd usuário nunca fiquei perdidão assim…Talvez ele já esteja na classe haxixe. (brincadeira. rs).

    Há também o caso da vovó na cozinha!… cof cof… ( brincadeira)

    http://www.youtube.com/watch?v=Klw5YsmfKVk

    Além de outros usuários:

    http://www.youtube.com/watch?v=k1RqaTz3f-o

    “… eu uso maconha por 30anos e não sou viciada em maconha!”

    O repórter que fazia a matéria sobre a erva…:

    http://www.youtube.com/watch?v=yG0hwi3y3K4&feature=fvwrel

    E por fim, a cidade que “cultivava maconha”.
    Muitos usuram para “N” fins medicinais!

    http://www.youtube.com/watch?v=5LXEV9tshWQ

    Vale apena conferir…os link’s.

  • Ninguém importante:

    Ótimo texto! =)
    São sempre os mesmo argumentos… recebo mto deles em meu blog:
    http://anticannabis.blogspot.com/
    Mas fazer o que, maconheiro gosta de acreditar que serão os “salvadores” da economia, da liberdade, das doenças… hahaha
    Me divirto horrores quando algum comenta em meu blog! =)

  • rodolfo:

    por um segundo tive a impressão de estar lendo um artigo de alguma revista voltada para publico pré-adolescente. alguem salve o hyperscience.

  • Pablo:

    Gostei do texto. Muito interessante e elucidativo. Maconha mata e vicia. Pronto. Mas acho que a questão principal talvez não tenha sido enfrentada que é saber se, de fato, a repressão penal ao tráfico seja suficiente para conter os danos que a maconha representa, ou , mais que isso, implica no reforço da criminalidade, já que policiais, delegados, advogados, promotores, traficantes e usuários são corrompíveis, diante de um sistema ultra-punitivo como o nosso.

    • Marco S.B.:

      Maconha mata? Pablo. manda suas estatísticas de mortes da maconha para os órgãos competentes pois todos eles estão errados.

      Drogas e respectivo número de mortes anuais:

      Tobacco : 435,000
      Alcohol : 85,000
      Prescription Drugs : 32,000
      Suicide: 30,622
      Sexual Fetishes : 20,000
      All illegal drug use (excluding marijuana) : 17,000
      Aspirin : 7,600
      Marijuana : 0

      Segundo: http://drugwarfacts.org/cms/?q=node/30

    • victor iturriet:

      a maconha não mata diretamente meu caro, entretanto, a maioria, e dê enfase ao maioria, das pessoas que experimentou maconha, também está na porta para experimentar uma coca? por que não? é só uma vez mesmo, não?
      enfim, não mata diretamente mas leva à mortes indiretas

    • Marco S.B.:

      bobagem. Chutando essa informação sobre porta de entrada.
      Todo mundo começa é com o álcool ou o cigarro. Se a maconha é porta de entrada porque é vendida por um traficante mais um argumento para legalizar.

      Fale mais sobre essas mortes indiretas. Onde você colheu essas informações? Chute? achismo?

    • Marcel:

      exatamente onde vc achou um caso de morte por uso de maconha? até hoje nunca houve nenhum, aspirina mata, maconha não.

  • Carlos:

    Texto rdículo e preconceituoso, acho k a culpa é do site que parecia ser um site cientítico publicar um silogismo de 5ª categoria….foi mal hein hypescience

    • Arlon:

      Realmente achei um texto muito mal escrito e tendencioso…

  • Igor:

    Por que será que algumas pessoas que postaram aqui não conseguiram entender muito bem o texto ? ou até mesmo o acharam confuso … não seria o efeito da canabis no cérebro, a maioria dos neuronios morrem e não nascem mais rs rs rs rs … !

    • Marco S.B.:

      Olha Igor.

      Eu achei o texto ruim. Principalmente pela superficialidade. São achismos. Algumas partes estão corretas, mas falar que a maconha não é boa para pacientes com câncer ou HIV é uma total falta de respeito com essas pessoas.

      E outra. para o senhor que parece realmente bem informado sobre o assunto. Já é PROVADO.
      MACONHA NÃO MATA NEURÔNIOS.

      É irritante ver alguém tão mal informado resolver ter opinião em um debate tão importante.

    • Dantas:

      Antes de fazer afirmações sem embasamento, é importante se informar sobre as novas descoberas a respeito da regeneração de áreas lesionadas.
      Existem duas formas de brotamento neural no SNC: regeneração, que diz respeito a um novo crescimento em neurônios lesados, e o brotamento colateral, um novo crescimento em neurônios ilesos adjacentes ao tecido neural destruído. Essas alterações sinápticas difusas podem ser o mecanismo fisiológico subjacente a uma reaprendizagem ou processo compensatório.
      Fonte: http://www.cerebromente.org.br/n15/mente/plasticidade1.html

  • www.bighempbrasil.blogspot.com.br:

    Sinceramente nunca li tanta baboseira junta, você espertão, super inteligente, o maioral já se perguntou qual o custo do combate as drogas no Brasil, quanto dinheiro é gasto numa guerra perdida, a cada ano que se passa o número de usuários aumenta, será que se toda essa grana fosse usada para saúde, educação sobre os males que a maconha pode causar, se é que realmente a males em fumar um, será que você seu ignorante já penssou que seu filho, ou sua mãe, ou até mesmo você possa vir a ter um câncer, e sentir todos os tipos de enjoo que os tratamentos trazem, náuseas e tudo mais, e como você conseguiria durmir a noite sabendo que existe uma planta, que foi criada por Deus, assim como tudo que está na terra, e que esta planta poderia diminuir os seus enjoos e também aumentar o seu apetite, sinceramente eu queria ver a sua cara o dia que um médico viesse a dizer para você ou para algum familiar seu que a única coisa que poderia ajudar você é uma planta, mas que infelizmente por causa de retardados como você ela ainda é proibida nesse país de flssas morais e hipócritas como você.

    • victor iturriet:

      cara, não fale merda…
      ela não diminui seus enjoos, apenas inibe a sensação dos mesmos, é o mesmo que tomar vinho achando que esquenta, não esquenta, o alcool apenas diminui a sensação térmica do indivíduo.

      quanto aos gastos, ja parou pra pensar que a maconha legalizadas causaria:

      -maior criminalidade: viciados querendo comprar freneticamente

      -mais gastos com a saúde: viciados que ja estão no ultimo dos estágios, sem falar nas pessoas que podem apanhar ao serem assaltadas

      -mais tráfico de drogas e usuário de drogas pesadas: em vista de que a maconha é o primeiro passo para esse problema

      me esqueci dos outros fatores mas enfim, teriamos mais gastos com saúde, fiscalização, segurança, etc

      será que compensa?

  • robertflier:

    O texto é realmente confuso. Logo no início há um aviso pela imparcialidade mas faltou clareza em alguns parágrafos. Espero que nunca haja a legalização, aí sim que o Brasil vai para o buraco do mundo, juntamente com os milhares de detentos que sairão dos presídios por causa do abrandamento recente da legislação. Só o cigarro lasca muita gente, tem motorista irresponsável dirigindo alcoolizado e ainda mais aguentar motorista afetado dirigindo!

  • Felipe:

    Liberando ou não, na situação do Brasil eu posso ir na esquina e já levo a minha erva da semana.

  • Vitor:

    O texto é tão chato que sem medo de errar:

    – Fumei maconha na faculdade em 85 á 90 ( na república que morava )
    – Ninguém bebia lá ou procurou outra coisa
    – Quando terminei um curso na área de exatas, muito puxado, voltei para casa…..sem nenhuma vontade de fumar.
    – A ciência sabe : a dependência é PSICOLÓGICA, não orgânica.
    – Nunca recomendaria alguém á usar. Não se sabe a vida particular de cada pessoa. Ela pode fazer o indivíduo ficar neurótico, por exemplo.
    Não bebo e não fumo. Tenho saúde perfeita..segundo minhas avaliações anuais.
    O negócio é largar a mão de ser hipócrita e saber que pessoas que desempenham papel qualquer na sociedade, terá prejuízo se fumar!! Tenho certeza disso.
    Uso medicinal: Isso é entre médico e paciente, e não entre grupos que defendem o uso da droga.
    Obs: não estou “viajando” há muito tempo!!!

    • victor iturriet:

      concordo contigo, entretanto cada um é cada um, nem todos tem determinação suficiente para largar de mão, assim como a maioria dos jovens não teria caráter suficiente para não fumar enquanto todos seus amigos estão fazendo pressão.

    • Renato Rodrigues:

      O problema, a meu ver, é que muitos jovens “esquecem” de largar e tornam-se “nadas” perante a sociedade porque simplesmente não crescem social ou culturalmente. Defendem a maconha porque lhe convém, mas sequer podem argumentar, já que não há nada de embasamento científico categórico que argumente a favor ou contra a maconha. O maior problema das drogas não são só os malefícios que fazem ao usuário, até porque, cada um que assuma seus riscos e faça o que quiser de sua vida. O problema é quando se usa droga e sai dirigindo, podendo causar acidentes, ou usa droga e (dependendo do tipo de droga) fica violento e rouba, agride ou mesmo mata pessoas inocentes. O problema das drogas é a falta de controle que se tem, após usá-las. Neste sentido, sim, o álcool faz tão mal quanto a maconha e sim, se a maconha deve ser proibida, o álcool tem os mesmos motivos para ser proibido. Só não o é porque é costumeiro e o número de usuários não permitiria a sua extinção tão facilmente. Enfim, não é fácil permitir. E, se permitir, é praticamente impossível restringir depois, caso se arrependam.

  • Webber:

    Se alguém quiser saber mais sobre os malefícios causados pela maconha assista ao filme “O Sindicato – O Negócio Por Trás do Barato”.
    http://www.youtube.com/watch?v=0YWaCTjX94U

  • vicente:

    texto maluco eu tava com sono e tive que ler com calma pra entender asopdkapsd

  • JOABE DE JESUS:

    Suas informações sao relativamente idiotas, so um debil pra escrever algo tão obvio, a realidade é pq o cigarro e o alcool é legalizado e a maconha não? A maconha tras mais” Beneficio a vida” do que o cigarro e o alcool q nao tras nada… Tente fumar e nao fica feliz. A felicidade que ela transmite mesmo sendo passageira, nao deixa de ser felicidade… e felicidade é algo que eu e voc e todos nos precisamos no tempo de hoje.

    • victor iturriet:

      entendo sua ontade, entretanto, o ponto do texto é, não dá pra querer igualdade entre as drogas! O ideal seria que toda essa merda fosse exterminada

  • tuttygualberto:

    O que mais me preocupa é que se os “caretas” começarem a usar vai acabar faltando…
    Ainda acho que eles devem continuar rezando, kkkk, e assistindo novelas, kkkkkk!

    • Jorginho:

      Esquenta naum, maluco.
      Com esse liberalismo, vc poderá cultivar em seu próprio quintal, brevemente!
      Quanto continuar rezando, ela é boa para meditação. Não sabia!?
      Além de abrir a mente para estudos quânticos!

      Claro que tem contra-indicação como qualquer droga q se compra em “padarias”!

      Abraço

Deixe seu comentário!