Albert Einstein: 9 frases dele (só que não)

Por , em 7.05.2014

Como Albert Einstein disse uma vez: “Não acredite em toda citação que você lê na internet, porque eu realmente nunca disse isso”.

Einstein foi um cientista incrível que de fato falou muitas coisas incríveis. No entanto, diversas citações são incorretamente atribuídas a ele, e estamos aqui para pôr os pingos nos is.

Confira 9 frases que não são de Albert Einstein

“A definição de insanidade é fazer a mesma coisa repetidamente e esperar resultados diferentes”

É uma frase boa, que Einstein nunca disse. Nem Benny Franklin. O livro “The Ultimate Quotable Einstein”, publicado pela Universidade de Princeton (EUA), traça a citação ao livro de 1983 “Sudden Death”, de Rita Mae Brown, mas é quase certo que é ainda mais velha do que isso.

“Tudo é energia e isso é tudo. Se corresponda à frequência da realidade que você quer e você obterá essa realidade. Não pode ser de outra maneira. Isso não é filosofia. Isso é física”

Não há absolutamente nenhuma evidência de que Einstein disse isso alguma vez na vida. Além do mais, você não pode escolher a realidade que mais lhe convém, a não ser com a ajuda de alguma dissonância cognitiva e um punhado de alucinógenos.

“Direito internacional só existe em livros sobre direito internacional”

Quem falou isso na verdade foi o antropólogo Ashley Montagu, em uma entrevista com Einstein (todo boato se origina de alguma verdade, não é mesmo?).

“Mal é o resultado do que acontece quando o homem não tem o amor de Deus presente em seu coração. É como o frio que surge quando não há calor, ou a escuridão que acontece quando não há luz”

Esta citação normalmente aparece em um e-mail viral que tem circulado por mais de uma década, no qual um professor arrogante está discutindo com um jovem estudante sobre Deus e sobre a natureza do mal. Lenta mas seguramente, usando a lógica hermética, o aluno acaba com o professor e prova que Deus está ao nosso redor. A grande reviravolta do final é que o aluno era o jovem Albert Einstein. Exceto que não era. Segundo o site “Snopes”, nada remotamente parecido com essa frase aparece em qualquer biografia ou artigo sobre Albert Einstein, e ela nem sequer é congruente com pontos de vista expressos e bem conhecidos do cientista sobre o tema da religião (no qual ele geralmente se descrevia como “agnóstico” ou “não crente”). Provavelmente, o nome de Einstein foi simplesmente inserido na anedota para fornecer ao público um “gênio”, uma figura reconhecível que reforçasse o ponto de vista que a história queria apresentar.

“Todo mundo é um gênio. Mas se você julgar um peixe por sua capacidade de subir em uma árvore, ele vai viver toda a sua vida acreditando que é estúpido”

Essa citação certamente faz as pessoas se sentirem melhor quando falham em alguma coisa, mas não graças a Einstein. De acordo com o site “Quote Investigator”, não há provas materiais de que foi o físico que fez esta declaração. Para começar, ela não aparece na coleção abrangente de citações do cientista, o já citado e confiável livro “The Ultimate Quotable Einstein”. Além disso, o site aponta que alegorias sobre animais fazendo coisas impossíveis eram incrivelmente populares no século passado, e essa é a provável origem da frase.

“Eu me recuso a acreditar que Deus joga dados com o universo”

A citação de fato vem de uma carta que Einstein escreveu em 1942 para Cornelius Lanczos, na Universidade de Princeton. Mas não é exatamente assim. Como reproduzida no livro “Albert Einstein, the Human Side: New Glimpses from His Archives”: “Você é a única pessoa que conheço que tem a mesma atitude em relação à física que eu tenho: a crença na compreensão da realidade através de algo basicamente simples e unificado… Parece difícil espiar as cartas de Deus. Mas ele joga dados e utiliza métodos ‘telepáticos’… É algo que eu não consigo acreditar em um único momento”.

“Qualquer tolo inteligente pode fazer coisas maiores, mais complexas e mais violentas. É preciso um toque de gênio e muita coragem para se mover na direção oposta”

A citação, na verdade, vem do livro de E. F. Schumacher “Small is Beautiful: A Study of Economics As If People Mattered”, de 1973.

“Nem tudo o que pode ser contado conta, e nem tudo que conta pode ser contado”

Esperta observação, que não foi feita por Einstein. O site “Quote Investigator” nos indica um artigo de 1963 do sociólogo William Bruce Cameron, em que ele diz: “Seria bom se todos os dados que os sociólogos necessitam pudessem ser enumerados, porque então poderíamos calculá-los em máquinas da IBM e desenhar gráficos como os economistas fazem. No entanto, nem tudo que pode ser contado conta, e nem tudo que conta pode ser contado”.

“Duas coisas me inspiram admiração: o céu estrelado e o universo moral dentro dele”

Esta frase é particularmente popular quando está estampada em uma foto de céu estrelado e sendo compartilhada no Facebook. Perfeita, se tirássemos o nome de Einstein debaixo dela. A sentença é, na verdade, uma versão de uma citação que aparece no livro “Crítica da Razão Prática”, do filósofo Immanuel Kant. A original é: “Duas coisas enchem a mente com crescente admiração e respeito, quanto mais vezes e mais intensamente a mente do pensamento é atraída para elas: o céu estrelado acima de mim e a lei moral dentro de mim”. [Gizmodo]

Importante: as frases e citações, corretas ou incorretas, que aparecem aqui em português foram traduzidas livremente do inglês e podem existir variações.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 5,00 de 5)

8 comentários

  • Edgardo Prado:

    BOATOS SÃO FOGO DE PALHA, se espalham rápido e não duram muito. Entretanto, basta uma fagulha para incendiar cabeças quentes e obtusas 😀

  • Adertak:

    No livro “Como vejo o mundo” de Einstein, ele diz que é Judeu, mas que não enxerga o mesmo como uma religião, e sim como um modo de vida, e que para ele, a Vida era como se fosse Deus, e sua devoção era à vida.

  • Marco Anconi:

    A primeira fala que não se pode deve atribuir ao grande cientista é a do primeiro parágrafo desta matéria.

    A internet ainda não existia no tempo em que ele viveu sobre o planeta.

    • Marcelo Ribeiro:

      NÃO É POSSÍVEL!!!1

    • Ryann K. Drëak:

      Como Albert Einstein já dizia: “A ironia é pros fortes”.

  • Crystal Rovena:

    Einstein faleceu em 1955 e não conheceu a Internet…!!!
    A Internet surgiu em 1969 em plena Guerra Fria.
    Inicialmente com o nome ARPANET, a rede foi criada graças ao esforço do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, com objetivos militares.
    A partir de 1982 alcançou o meio acadêmico e científico com o nome Internet. A expansão se deu na década de 1990 com o desenvolvimento do www [World Wide Web] pelo gênio da computação Sir Tim Bernes-Lee…

    • Crystal Rovena:

      O nome correto é Tim Berners-Lee…Sorry!!!
      Namaste!

    • Marcelo Ribeiro:

      Fico me perguntando se é prepotência ou apenas incapacidade de compreender humor sem as dias verbais e físicas da comunicação pessoal.

Deixe seu comentário!