A estrela-guia dos Reis Magos poderia ter sido Vênus?

Por , em 26.12.2010

Baltazar, Belchior e Gaspar, os três Reis Magos, teriam seguido uma estrela-guia para encontrar Jesus recém-nascido. Mas alguns cientistas acreditam que a estrela de Belém pode não ter sido uma estrela propriamente dita, e sim três planetas juntos.

Há também outras teorias – ela poderia ter sido uma supernova, um cometa ou meteoro ou, então, nunca ter existido.

A teoria mais difundida, no entanto, é que a estrela poderia ser Vênus, nosso planeta vizinho, que já foi confundido muitas vezes com estrelas por seu brilho forte.

Mas os cientistas, em sua maioria, acreditam que o que formou a estrela de Belém foi a aproximação de Marte, Júpiter e Saturno no nosso céu que, alinhados, teriam um brilho muito intenso. Estima-se que essa aproximação iniciou-se no ano 6 a.C, logo, as datas coincidem. [LifesLittleMysteries]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

21 comentários

  • Jose:

    Era uma nave sim, pois o relato bíblico diz que a luz parou! Pelo que me consta, astros não param nunca! No Reino de Deus existe tecnologia inimaginável! Até porque, existem vários relatos bíblicos indicando naves, o exemplo clássico está no livro do profeto Ezequiel cap. 1.

    • Cesar Grossmann:

      Jose, essa é uma releitura moderna feita para vender livros e conseguir audiência em canais de pseudo-ciência. Ezequiel viu carruagem e descreveu carruagem. Não há qualquer razão para dizer que não era, a não ser o desejo de que fosse um disco voador…

  • Khajiit:

    Exatamente, 6A.C. Logo, Cristo teria 6 ANOS quando virou do nada o grande salvador e morreu na cruz. Se for verdade essa ai, entao prova que cristo nunca existiu.

    (nao sei voces, mas eu nao consigo imaginar um bebe dando comida pras pessoas e sendo pendurado)

  • Dr. Bernardi:

    Sou crítico do Novo Testamento, professor universitário de História e Teologia, e não-religioso. Para ser breve, há unanimidade entre os estudiosos e críticos do NT que os dois relatos acerca do nascimento de Cristo não se anulam entre si. Cada relato da história de Jesus de Nazaré tem um objetivo diferente, e são para pessoas diferentes. Mateus era cobrador de impostos, e naquela época, cobradores de impostos tinham o hábito de serem precisos e sistêmicos. Mateus tem por objetivo relatar o ocorrido precisamente, de forma que pudesse ser comparado com o Livro do Velho Testamento do profeta Isaías mostrando ao povo Judeu que a profecia havia sido cumprida. Já Lucas (médico), não tinha o objetivo de detalhar o nascimento de Jesus, pois escrevera para Gregos. O nascimento de Cristo não era de extrema importancia para os Gregos, mas sim a morte e ressurreição, porque os Gregos não esperavam o “Messias” da mesma maneira que os Judeus. Isso faz todo o sentido pois Lucas era companheiro de Paulo, esse que focou seu ministério nos Gentios (não-judeus). Ao comparar os dois em estudos profundos, na língua original (o grego), não há discrepância tal que caracterize incompatibilidade nos dois. Fácil ao extremo é para o leigo em grego, pegar traduções para o inglês e o português por exemplo e criticar.

    Espero ter ajudado.

    Abraço a todos os curiosos e amantes da ciência!

    • Carlos – R.J.:

      Meu comentário é em especial dirigido ao Dr. Bernardi. Como o Sr. informou, é Professor de Teologia e História. Infelizmente, as pessoas nao fazem comparacoes sérias em muitos assuntos. Dr. Bernardi, Científicamente, Jesus Cristo nunca existiu, inclusive constvaa um texto na Bíblia, que foi retirado,que após cem(100) anos de sua suposta morte, foi iniciado um movimento de suposto enviado dos ceus, para libertar o povo do domínio romano. Na ocasiao, a cruz era, como até hoje é, um símbolo do movimento, como sao os partidos políticos e propagando em geral, pois bem, em um local da cidade havia o desenho de uma “CRUZ” e um “opositor” desenhou sob a “Crz”a figura de um cachorro, foi entao que o movimento cresceu, o Sr. sabia do detalhe???? Outro fato, sobre o tal AC ou DC ( antes ou depois de cristo). Isto foi a maior armacao do imperador Constantino,O lula da época.Na iminente invasao de um exército inimigo, comentou que “havia”sonhado com Jesus e ele o havia “iliminado” e conclamou ao populacao para ajudá-lo a defender, caso vencesse, passaria a ser “cristao”, venceu e definiu o ano 1 como sendo o início da ERA CRISTAN e nao o nascimento. Um outro detalhe, em toda história romana, nao existe nenhum texto a respeito. Pra finalizar, os famosos papiros encontrados, ficou mais de 50 anos “escondidos” pois nao havia referencia sobre existencia de Jesus.
      Acho bom o Sr. se informar melhor pra nao escrever coisas sem comprovacao científica.

  • Gabriel:

    A tradição ligada ao Natal, da América do Sul à Europa Oriental, da Europa Oriental à Ásia, quando retrata a cena da Natividade coloca três reis magos trazendo presentes caros para Jesus quando ele era bebê. Essa história é verdadeira? Ela se harmoniza com os fatos? Vejamos.
    Dois Evangelhos, Mateus e Lucas, relatam o nascimento de Jesus. Esses relatos mostram que apenas pastores humildes dos campos ali perto visitaram Jesus quando ele nasceu. Os chamados reis magos na verdade não eram da realeza. Eram astrólogos e não se diz quantos eram. Os astrólogos não chegaram a ver um recém-nascido numa manjedoura. Eles encontraram Jesus quando ele era um menino e estava morando numa casa. A presença deles até mesmo pôs em perigo a vida de Jesus.
    Leia com atenção o seguinte relato do nascimento de Jesus, que Lucas escreveu: “Havia . . . pastores vivendo ao ar livre e mantendo de noite vigílias sobre os seus rebanhos. E, repentinamente estava parado ao lado deles o anjo de Jeová, e . . . disse-lhes: ‘ . . . Achareis uma criança enfaixada e deitada numa manjedoura.’ . . . E foram apressadamente e acharam Maria, bem como José, e a criança deitada na manjedoura.” — Lucas 2:8-16.
    Apenas José, Maria e os pastores estavam junto do bebê. Lucas não diz que havia mais alguém ali.
    Agora veja o relato de Mateus 2:1-11 na versão Almeida, revista e corrigida: “Tendo nascido Jesus em Belém da Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do Oriente a Jerusalém . . . E, entrando na casa, acharam o menino com Maria, sua mãe.”
    Note que o relato diz apenas que eram “uns magos”, não “três magos”, e que eles primeiro viajaram do oriente para Jerusalém, não para a cidade onde Jesus nasceu, Belém. Na época em que chegaram a Belém, Jesus era um “menino” — já não era mais bebê — e não estava mais num estábulo, e sim numa casa.
    A Bíblia Almeida usa a palavra “magos” para descrever esses visitantes. Outras traduções usam “homens sábios” ou “astrólogos”. Segundo A Handbook on the Gospel of Matthew (Manual do Evangelho de Mateus), a expressão “homens sábios” é a tradução de “um substantivo grego que originalmente se referia a sacerdotes persas que eram peritos em astrologia”. E o The Expanded Vine’s Expository Dictionary of New Testament Words (Dicionário Expositivo Expandido de Palavras do Novo Testamento, de Vine) define a palavra como “mago, feiticeiro, alguém que finge ter poderes mágicos, um professor de bruxaria”.
    Embora a astrologia e a bruxaria ainda sejam populares hoje, a Bíblia adverte contra essas práticas. (Isaías 47:13-15) Elas são formas de espiritismo e Jeová Deus as detesta. (Deuteronômio 18:10-12) É por isso que nenhum anjo de Deus anunciou o nascimento de Jesus aos astrólogos. No entanto, por meio de uma intervenção divina num sonho, eles foram avisados a não voltar para falar com o perverso Rei Herodes, pois ele queria matar Jesus. Então, “retiraram-se para o seu país por outro caminho”. — Mateus 2:11-16.
    Será que os cristãos verdadeiros desejariam perpetuar a lenda da Natividade, que distorce a verdade sobre o nascimento de Jesus? Com certeza a resposta é não
    FONTE: REVISTA A SENTINELA

  • Fabrícia:

    Cada um tem uma teoria ou uma verdade, seja na ciência ou religião. Mas a verdade absoluta ainda emana do Criador: Deus.

  • cpuvirtual:

    Claro que não!

    A estrela era Júpiter que estava movimento retrógrado.

  • Roberto:

    Os três reis magos eram cientistas. Essa denominação de mago foi traduzida dessa forma porque na época não havia a denominação de cientista. Eles observaram “sinais” naturais ou artificais, alinhamento de planetas ou nave…

  • José Calasans:

    Seguindo o raciocinio de Sheik Galib,eu li um livro cujo título é:Abiblia e os discos voadores onde o autor relata essa parte da estrela guia que seria uma nave ou uma sonda álien.

  • Melquiades:

    Concordo com o mako, mas, por ser Cristão Convicto, prefiro acreditar no que diz a religião.

  • lucas:

    pra min isso nao deveria ser misturado, pois anjos sao anjos e estrelas estrelas, nao que eu defenda a religiao, mais tambem nao quero defender a ciencia, mais eu prefiro dizer que cada um acredite no que quizer, mais isso vai continuar a ser um misterio, pois eu nao conheco nenhum cientista que teve la pra estuda isso.

  • Carlos – Rj.:

    Há controvérsias!!!

  • eduardo:

    Não foi nada disso… a nasa disse q foi um balão metereológico….
    é sempre balão meteorológico….

  • Mako:

    Na verdade,essa história tem fundo astronomico, os 3 magos simbolizam o cinturião de orion, ou seja, as 3 marias, como é conhecido por aqui, que fazem uma linha de estrelas. Essa linha de estrelas no final do solsticio de inverno (no hemisferio norte) aponta perfeitamente para o sol, solsticio esse que acontece no dia 25 de dezembro.

    caso queiram saber um pouco mais a respeito, vejam o filme zietgeist
    http://destruidordedogmas.wordpress.com/2008/12/21/zeitgeist-o-filme/

    • Rosana Oliveira:

      Já assisti esse filme. É erro histórico atrás de erro histórico.
      Exemplo: no filme diz que Jesus nasceu a 25 de dezembro e fala que Hórus nasceu também a 25 de dezembro, mas o FATO é que não tem nada sobre o dia do nascimento de Hórus na mitologia egípcia e também não há nada sobre o dia do nascimento de Jesus na Bíblia. O que se sabe é que o dia 25 de dezembro foi definido numa tentativa (bem sucedida) de cristianizar os pagãos. Nesse mês, há mais ou menos 1000 anos atrás, comemoravam várias festas pagãs e a igreja católica resolveu criar o natal no dia 25, que era um dia próximo a elas. Aí em vez de várias festas, resolveram fazer 1 grande festa do mês. Aproveitaram e cristianizaram os caras. Aí deu nisso que vemos.

      Além disso que eu citei há várias outras discrepâncias. Vou citar só + 1:
      Diz no filme que Jesus foi crucificado e fala que Hórus também foi crucificado. O FATO é que Hórus não morreu crucificado, mas morreu pela picada de um escorpião.
      ———————————————-
      O grande problema desse Zeitgeist é que fala muitas “verdades” sobre Jesus, mas mente descaradamente sobre Hórus.
      Escrevi verdades entre aspas, pois o Natal de fato é comemorado, mas não é Bíblico, é verdade e mentira ao mesmo tempo.
      Como o que interessa pro povo é Jesus, maioria nem se gasta pra pesquisar sobre mitologia egípcia.
      ———————————————-
      Quem é ateu tem todo direito de sê-lo, mas este vídeo não tem o melhor argumento e não tem procedência idônea.
      Ele só fala o que os ateus querem ouvir, mas não fala a verdade.
      Tem a possibilidade de o cristianismo ser baseado em um crença pagã? Tem, mas com certeza não foi dessa vez, com a mitologia egípcia.

  • Andrey Luiz:

    Talvez nem tanto venus e sim, derrepente, uma supernova, que iluminou tanto o céu, que eles ficaram convencidos de ser a estrela-guia.

  • ana paula camoesas:

    Acredito que tenha sido isso,mas prefiro continuar a pensar que a dita estrela existiu.Dá mais sabor ao Natal.

  • Gray:

    Plausível, mas acho mais provável que esta história tenha sido bem diferente da versão contada, ou que nunca tenha ocorrido

  • Sheik Ghalib:

    Pra mim a estrela era uma nave alienígena de seres superiores que além de guiar os reis magos, dariam suporte ao nascimento de Jesus (que seria como o Chefe Supremo de toda Galáxia). A suprioridade de Jesus e desses seres são tão longe dos seres humanos que seria como um ser humano tivesse tecnologia pra nascer no corpo de uma formiga. Por isso Maria deu a luz a Jesus sem a presença de um pai biológico, porque foi uma inseminação artificial de seres superiores de dimensões mais sutis. Nossa tecnologia ainda está longe de descobrir essas outras dimensões e mundo.

  • Fênix:

    É um tanto contraditório isso, tendo em vista que muitos cientistas nem acreditam na hipótese da existência de cristo de modos que não tem nem como pesquisar sobre estrela e reis magos. Mas a teoria que “um dia” a aproximação de Marte, Júpiter e Saturno no nosso céu que, alinhados, teriam um brilho muito intenso aí o povo daquela época quis explicar aquilo e bolou toda estória sim é plausivel sim. Entretanto gostaria de saber mais de quando em quando esse evento ocorre

Deixe seu comentário!