Antigo papiro pode ser indicação de que Jesus era casado

Em um anúncio que tem tudo para ser controverso, a respeitada historiadora da Universidade Harvard (EUA) Karen King revelou um antigo papiro que parece referir-se a esposa de Jesus.

O documento, apelidado de “Evangelho da Esposa de Jesus”, apresenta um diálogo entre Jesus e os seus discípulos. Porém, ele só possui 33 palavras e frases incompletas. Entre elas, os fragmentos “Jesus disse-lhes: ‘Minha esposa…’”, e “…ela será capaz de ser minha discípula”.

Legítimo?

O fragmento é do século IV. Mas a origem do papiro ainda é desconhecida. “Nada se sabe sobre as circunstâncias de sua descoberta”, disse King. Isso com certeza levantou bandeiras vermelhas para outros estudiosos, que duvidam de sua legitimidade.

King especula que o fragmento pode ter sido jogado no lixo por alguém que se opõe à ideia de Jesus ser casado. O papiro agora pertence a um colecionador anônimo que pediu a King para analisá-lo. Três estudiosos determinaram que o fragmento não é uma falsificação, no entanto, mais testes serão realizados sobre a tinta.

Verdadeiro ou não, não prova nada

Mesmo que o papiro seja antigo e verdadeiro, isso não prova que Jesus foi casado, segundo King.

A especialista explica que, nos primeiros séculos após a morte de Cristo, os cristãos debateram ferozmente o celibato e o casamento.

O fragmento é uma tradução do século IV de um texto grego do século II. Isso não é velho o suficiente para provar que Jesus era casado, apenas que os primeiros cristãos discutiram isso.

“A evidência mais antiga e mais historicamente confiável é totalmente silenciosa sobre o estado civil de Jesus”, diz King.
Ela se refere à Bíblia, que claramente não diz nada a respeito de Jesus se casar, embora escritores do Novo Testamento, ocasionalmente, usem a metáfora da igreja e do povo de Deus como a “noiva de Cristo”.

Até por isso King reconhece que Jesus poderia ter falado figurativamente quando se referiu a “minha esposa”. Afinal, o fragmento não está completo, e está fora de contexto.

Alguns dos evangelhos gnósticos – textos antigos descobertos no século 20 que não estão incluídos no cânone cristão – sugerem que Jesus tinha uma relação íntima com Maria Madalena. O Evangelho apócrifo de Filipe, por exemplo, diz que Jesus beijou Maria, e amava-a mais do que os apóstolos.

King argumenta que os gnósticos eram frequentemente íntimos de formas não sexuais. No Evangelho de Filipe, por exemplo, os cristãos se cumprimentam com beijos para transmitir a sensação de que eles são uma família espiritual.

De resto, as únicas discussões sobre uma “esposa” de Jesus só existem em livros e fantasias, como as de Dan Brown.

Jesus casou. O que muda para a Igreja Católica?

Como é improvável que a descoberta venha a afirmar que Jesus era, de fato, casado, King acredita que a Igreja Católica vai permanecer em silêncio sobre o assunto.

Apesar disso, ela acredita que o papiro pode fazer com que os crentes repensem as suas suposições sobre os primeiros debates cristãos sobre o celibato, casamento e família.

Estes debates iniciais, explica ela, levaram a práticas contemporâneas, como os homens da Igreja Católica Romana do sacerdócio serem solteiros. Muita coisa hoje em dia está aberta para debate no cristianismo, como a homossexualidade, o papel das mulheres no ministério e se os padres devem casar.

Mas isso tem mais a ver com mudanças de pensamento no mundo influenciadas pelo conhecimento humano, e não descobertas arqueológicas, que muitas vezes acabam se revelando falsas (como os milhões de pregos que alegadamente eram os que Jesus usou em seus momentos finais, o que certamente é impossível).

Sendo assim, mesmo que esse papiro se provar verdadeiro, isso só “significaria que há um novo texto apócrifo” que não deve “reabrir o debate” sobre o casamento de Jesus, disse a historiadora.

Segundo King, o Vaticano insiste que não há nada novo para debater sobre o sexo e os requisitos de celibato para o seu sacerdócio, e é improvável que um papiro de origem duvidosa mude isso.[HuffingtonPost]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 1,00 de 5)
Curta no Facebook:

47 respostas para “Antigo papiro pode ser indicação de que Jesus era casado”

  1. Querem saber se Jesus existe ou ainda faz milagres? Assistam e analisem as reuniões da IMPD ou visitem http://www.impd.org.br. Não há como duvidar, pois até médicos estão indicando seus pacientes a visitarem essa igreja. Nela, milagres acontecem às centenas e com provas documentais irrefutáveis. Quem quiser continuar duvidando que continue, mas outros estão percebendo o quanto estavam errados em criticar os evangélicos.

  2. Ronim679 disse td… Quando alguém é do contra, mesmo que vc apresenta o óbvio ainda sobram dúvidas, o melhor mesmo é como disse um ditado: deixar a causa ou deixar nos levar pela coisa, a razão pela qual existimos é implícita demais para perder tempo com debates fracos, tais como a ciencia tem lógica a biblia não, jesus esteve na terra ou não etc. etc, afinal aquele que quer crer em algo busca nas fontes mais seguras a razão para tal, e são eles vitimas de acusações de fé sem base crendices em um mito falta de vontade de buscar a realidade, e por aí vai, quem é dono da certeza absoluta extraída de meros livros e contos que foi criada sem nenhuma base, pois os achados com relação ás escrituras sagradas não param de testificar a sua autenticidade como livros inspirado e protegido por Deus, a falta do entendimento gera deturpações essa é a a única forma de ver pelo angulo real a pobreza dele (conhecimento) tem sido a condenação dos servos dos antepassados e refletira no atual sistema com a condenação pela falta do interesse da verdade.

  3. Quando vejo comentários deste tipo, penso: “Faço algum comentário ou deixo pra lá?” Geralmente, deixo pra lá. Mas não hoje. Como é que alguém questiona se Jesus existiu? Quantos personagens, que também não deixaram nada escrito (tomamos conhecimento sobre suas vidas e influência que tiveram na humanidade pelos seus discípulos ou escritores da época), como Sócrates, por exemplo, e ninguém questiona se eles existiram?
    Desculpem-me, mas essa postura, para mim, é falta do que fazer, ou um grito de socorro:”Alguém por favor, mostre-me uma luz!” Acredito na segunda.

    • Bom… você ainda não me mostrou nada que prove!!! kkkkk’
      Se for acreditar que existiu simplesmente por estar na Bíblia e por vários fanáticos manterem isso, então o Superman existe oras… está escrito!! e nos Salvou!!! Uhuul
      kk E o Harry Potter? Tem 8 livros ainda!!!! Mas é Claro que existe!!!!
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Olha cara, no caso de Sócrates, ele não foi um possível personagem criado por uma Igreja, que na época era Narcisista, Ambiciosa e Tão Mafiosa quanto a Evangélica hoje, mentirosa e tudo mais… As escrituras sobre Sócrates não passaram pelas mãos de vários reis pra que pudessem ser modificadas!!!!
      Não acredito nem desacredito… mas pra acreditar preciso de provas. Tudo o que não pode ser provado, teoricamente não existe!!!

    • Crer que Igreja criou o personagem Cristo é, no mínimo, ignorância histórica. A Igreja surgiu devido ao Cristianismo, e não o contrário. Se Cristo é uma personagem fictícia, foi criado por alguém bem antes, mas qual o motivo?
      Mas o Murilo Mazollo revela toda sua ignorância ao falar da Igreja Evangélica, ignorando que o ramo protestante do Cristianismo só apareceu no século XVI!!! Meu caro, vai estudar primeiro, depois se manifeste.

    • Eu tenho um certo repúdio dessas Igrejas que “roubam” seu “fiéis” dizendo que é para Deus e saem comprando mansões, carros, viagens… Não generalize! Eu cometi uma gafe ao comentar, mas não generalizo á todas Evangélicas… apenas ás mercenárias!!!

      E existia crença em Deus por lá centenas de anos antes de Cristo… apenas disse que nada garante que ele foi um personagem criado pra gerar essa religião Cristã…

    • Ronin, para quem foi este comentário? O único q. afirmou aqui q. “Jesus Cristo nunca existiu”, pelo q. vi, foi o Lizandro. Os outros estão discutindo se ele foi realmente casado ou não, se dá p/ confiar nas informações dadas por antigos papiros, se dá p/ confiar em todas as informações contidas na Bíblia… são assuntos transversais ou paralelos ao tema q. te motivou.
      Agora, quanto a dúvidas sobre a existência ou não de personagens históricos muito antigos, a própria existência de Sócrates, q. vc citou, já foi questionada sim, inclusive por muitos helenistas. O que existe é a tentativa de diferenciar o Sócrates histórico daquele q. talvez tenha sido delineado por Platão. Creio q. o mesmo ocorre em relação à figura de Jesus, alguns historiadores tentam resgatar um “Jesus histórico”, q. não seria necessariamente o mesmo Jesus mostrado no Novo Testamento…

    • Poncio Pilatos existiu e suas ações governamentais em Roma estão escritas, creio que isso é um indício da existência de Cristo.

  4. Isso é só pra criar polêmica. O próprio texto diz:
    “A evidência mais antiga e mais historicamente confiável é totalmente silenciosa sobre o estado civil de Jesus”.

    Se Jesus fosse casado a bíblia mencionaria direta ou indiretamente, assim como menciona que Pedro foi casado.
    Ademais, trata-se de uma cópia de 300 a 400 anos, portanto, muito tempo depois do Jesus-Nazareno. O fato é que haviam muitos nomes de Jesus naquela época, assim, esse certamente não é o Messias. Outros pesquisadores alegam fraude.

    “Eu diria que é uma fraude. A caligrafia não parece autêntica”, declarou Alin Siciu, papirologista da Universidade de Hamburgo, na Alemanha, à agência de notícias Associated Press.

  5. Estão fazendo uma, bruta confusão é a famosa mistura alhos com bagalhos, é nescessário uma interpletação com base em conhecimento e pra isso é só pesquisar, afinal a biblia esta disponível a todos porque tecê comentários baseado em achômetros? o elemento fundamental tem nome é pesquisa, e todos sabem o que é uma pesquisa, ou como disse o Datena ” ou eu estou errado?”
    _A Noiva de Cristo esta descrita na biblia como sendo a sua organização na terra ou os Cristãos ungidos que permaceram fiéis ao cristianimo portanto formaram a organização Apocalípse( Revelação) 21 1-4 portanto fala de noiva adornada ungidos que na morte foram ao céu para se tornarem reis e sacerdotes junto com Cristo antes mesmo de ter consumado o seu reino na terra purificada, e resurgiram no dia do juíso final.Cristo esteve na terra com um único foco, portanto ele não teve e nem podia ter uma vida como os demais humanos, pois pouco tempo ele teve, e tinha máxima urgencia em divulgar as boas novas sobre o reino e a salvação tendo como base a divulgação do Santo nome de seu Pai Celestial.

    • É claro que uma frase fora do contexto não prova nada mas a Bíblia como documento histórico,também é muito falha.Não se pode levar o que está escrito nas traduções modernas ao pé-da-letra.

    • Correto, Dinho…

      Em relação ao período em q. Jesus teria vivido, os documentos + confiáveis até agora são os ofícios romanos. Só para dar um exemplo, Herodes, q. era subordinado aos romanos, jamais poderia dar uma ordem como a de matar todos os primogênitos de Belém sem antes comunicar esta decisão ao governo central romano (fazendo um ofício em 3 vias, etc…), e sem ter a permissão deste governo p/ fazer isto (afinal, os judeus, p/ os romanos, representavam uma farta mão-de-obra barata…) E, se ele tomasse essa decisão sem conhecimento prévio nem permissão dos romanos, provavelmente haveria uma sugestão de substituição e até mesmo de castigo ao “rei” Herodes. Como nenhum destes ofícios foi encontrado até agora, será q. houve mesmo o tal “massacre dos primogênitos”, cujo relato só existe no Evangelho de S. Mateus??

  6. Além da Bíblia, o que realmente comprova a existência de Jesus… até porque aqueles mantos que dizem ter o formato dele “desenhado”, os pregos, coroa, e tudo mais ainda não provam…
    Como não acredito na palavra do Ser Humano pra retratar algo, ainda mais á mais de 2000 anos atrás, não acredito na Bíblia!!!

  7. Lisandro,

    afirmar que Jesus não existiu é a coisa mais fácil do mundo, até o Diabo pode fazer isso!

    Quero ver provar que Jesus nunca existiu e que, portanto, todos os milagres da Igreja fundada por Ele são falsos!!!

    Quem sabe você seja o primeiro ‘gêneo’ a conseguir tamanha façanha, já que inúmeros cientistas vêm tentando isso há séculos e não obtendo êxito. Muito pelo contrário, segundo o Pe. Quevedo, da equipe dos cientistas do STURP que estudaram o Santo Sudário apenas sete eram católicos; o restante eram judeus, protestantes, agnósticos, etc.; e agora todos eles (exceto McCrone) se converteram ao catolicismo!

  8. Mudando um pouco do foco pra uma vista geral, se analisarmos a história, independente dos mitos, realidades e interpretações da realidade, nossos antepassados documentaram pessoas extraordinárias, que surgem de tempos em tempos. Essas pessoas extraordinárias poderiam surpreender tanto nossos antepassados que não haveria outra interpretação mais lógica na época que associa-las aos deuses, sejam mestiços, filhos ou mesmo deuses encarnados.
    Homens com uma força saliente podem ter inspirado a lenda de Heracles, de Sansão… Homens dotados de excepcional inteligência, bondade, conhecimento médicos desconhecidos outrora, ilusionistas capazes de convencer até a si mesmos podem ter também sido exemplos disso: Alquimistas, Milagreiros, Profetas, Semideuses.
    Até recentemente tivemos conhecimento de pessoas que parecem trazer do berço capacidades que o senso da população comum só tem duas opções: seguir ou duvidar, o que no passado valeu em receber como rei-da-humanidade ou crucificar com requintes de crueldade.
    E porque esses extremos? Porque foram pessoas extremas, seja força, sabedoria, bondade, habilidade, o que difere da maioria assusta e impressiona essa maioria, serão amadas e odiadas com extremidade.

    Essa minha consideração vem como réplica a todas as dúvidas levantadas sobre a existência de Jesus, Buda, Platão, e todos mais. Arqueologia é um campo que tenta resgatar o que puder ser resgatado do passado, e não que descobre tudo deste, logo, o que ela Descobre prova e levanta teses, isso sim, mas o que ela Não Descobrir não não pode provar muita coisa…

  9. Lisandro, se Jesus nunca existiu, vã é a minha fé. Durante estes dois mil e doze anos aproximadamente da vinda de Jesus Cristo, milhares de milagres aconteceram…pessoas entregaram a sua vida por amor a Cristo, sofreram martírios…A Igreja de Cristo foi construida em rocha pura. Nenhuma mentira dura dois mil anos.A Bíblia é o documento que junto com a tradição cristã prova a existencia de Cristo.Se os historiadores não se ocuparam em falar de Cristo, talvez vivessem em desacordo com o que ele pregou: amor, caridade, dar a outra face, pegar a sua cruz e seguí-lo…, etc. O pior cego é aquele que não quer ver. Sugiro que estude , se aprofunde mais sobre o assunto e volte depois para falar alguma coisa. Os antigos diziam : “Quem fala demais dá bom dia a cavalo”.

  10. Olá Lisandro, eu li o seu comentário, voce esta sendo extremamente radical com a sua afirmação! Não tem como negar a existência de Cristo dessa forma, o próprio meio cientifíco não faz afirmações assim. Pode sim haver muitas manipulações de suas passagens, mas o seu principal legado permance: “o amor ao próximo”. Já pensou como o mundo seria melhor se “todos” seguissem o legado de amor do Cristo? ou até outros líderes que proliferaram ideias paralelas com a de Jesus. Creio que este mundo precisa a principio e urgentemente, de respeito e amor ao próximo, para todos os moradores deste planeta, independente de religião, fé, ideologias e convicções. Abraços!

  11. Se Jesus foi casado, não tem problema algum, o grande problema reside no fato de que após 2000 anos, a humanidade continua vivendo sem seguir os seus princípios de amor, bondade e caridade que ele ensinou.

  12. Leiam de José Saramago O Evangelho de Jesus Cristo q vcs aprenderão muito mais q com esse artigo!Se ñ tirarem nenhuma lição de vida pelo menos darão boas gargalhadas, nada como uma história de portugues p\ tirar suas dúvidas.

  13. O interessante em minha opinião seria que os cristãos verificassem que o pensamento dos cristãos de antigamente era bem diferente do que se costuma achar. Quem sabe isso ajudasse a jogar o misticismo fora aos poucos …

  14. Olá Lisandro! Que pena que vc “ache” que Jesus nunca existiu. Vc conhece o livro a REPÚBLICA, de Platão?? Muitos intelectuais que não acreditam na existência de Jesus, acreditam na existência de Platão, mesmo que a palenteologia não tenha nem um osso dele.
    Guardadas as devidas proporções e observados os contextos, a existência de Jesus está mais documentada do que o holocausto.
    E ainda há gente, como o Ahmed Ahamadnejad (presidente do Irã), que não acredita que houve o holocausto.
    Essas descrenças despropositadas, como a sua e a do Ahmadnejad podem revelar maior lavagem cerebral do que a dos que acreditam em coisas documentadas. Veja que muitos que dizem não acreditar na existência de Jesus o fazem por conveniência, para se não se “subordinar” a uma doutrina. Omo diria o Jô Soares a seus alunos, eu diria a você: Leia mais, leia mais, converse com quem entende, vc. aprende… Abç.

    • Jorge, gostei do seu comentário em resposta ao do Lisandro .SE ele se aprofundar no assunto, com certeza será no futuro um ferrenho defensor de Jesus Cristo.Se ele quiser encontrar-se com Cristo , Jesus virá ao coração dele e toda dúvida se esclarecerá no coração dele. Um grande abraço.

  15. … ” E se Ele foi casado, qual o problema? Ainda bem que Ele não era Deus !!! A meu ver e tudo que se pesquisar, Ele, nunca Falou isso. Em quaisque obras de pesquisas e transcritos e matérias algumas. O magnífico de Jesus veio e estava com Ele, toda a sua grande e profunda ‘ espiritualidae, isso sim ‘. portanro, o seu

  16. sou estudante de bacharelado de história, portanto futuro historiador, e ja questiono a existencia de jesus, existe ou não, vai fazer parte da minha investigação apos conclusão do curso.

    • José, se me permite, acredito que a existência histórica de Jesus Cristo é quase um consenso entre a maioria dos grandes historiadores modernos.

      O que muitos duvidam é que ele realmente fazia milagres e que ressuscitou.

      Saber se ele realmente fez milagres e ressuscitou ou não, é algo que penso ser extremamente difícil de saber sobre o ponto de vista histórico e arqueológico; já que a história passada está literalmente enterrada.

      Porém, tenho um argumento bem simples, mas que considero muito válido:

      Se Jesus não existiu ou não fez milagres quando veio ao mundo e nem ressuscitou, com certeza, também não faz milagres agora; e, portanto, todos (repito: todos) os milagres da Igreja têm de ser falsos!

      Por isso, insisto tanto no estudo dos grandes milagres da Igreja; como o SANTO SUDÁRIO (que nada mais é do que a foto radiográfica e tridimensional de um homem ressuscitando; considerado por muitos pesquisadores como o 5º Evangelho), a IMAGEM DE GUADALUPE (cujo olho reflete a cena do milagre e cuja pupila dos olhos reage à presença de luz como se fosse um olho VIVO, cuja imagem mantem a temperatura de um corpo humano e têm batidas de coração, etc.), a SANTA CASA DE LORETO (a casinha onde viveu a Virgem Maria milagrosamente transportada de Nazaré até Loreto, passando por outras cidades, durante a invasão islâmica à Terra Santa), o MILAGRE EUCARÍSTICO DE LANCIANO (cuja hóstia e vinho virou carne e sangue de uma pessoa viva atualmente), o COXO DE CALANDA (cuja perna reapareceu após enterrada por quase três anos), os ESPINHO DA COROA DE CRISTO (cujo sangue coagulado se liquefaz a cada 11 anos, toda vez que a sexta-feira da paixão ocorre num dia 25 de março, o suposto dia da crucificação de Cristo), CORPOS E ÓRGÃOS INCORRUPTOS DE SANTOS (que exalam perfume e destilam água e óleo por séculos) e tantos outros ESPANTOSOS MILAGRES!

      Vejam, por exemplo:

      – Documentário do History Channel “GUADALUPE: UMA IMAGEM VIVA”: http://www.youtube.com/watch?v=7yTwabUjgYQ

      – Documentário do Discovery Channel “O Mistério do Santo Sudário” e sua continuação “O Sudário de Turim”:
      http://www.youtube.com/watch?v=M9j38PmEGWA
      http://www.youtube.com/watch?v=h_1_ag_H6Kk

      – Os livros: “Milagres – A Ciência Confirma a Fé” ou “Os Milagres e a Ciência”, do Pe. Oscar Quevedo.

      Mesmo porque, segundo alardeia o Pe. Quevedo e outros estudiosos do assunto, milagres autênticos (que passam pelo crivo da própria ciência) só ocorrem na Igreja Católica e em nenhuma outra religião do mundo. Isso é um fato espantoso que ocorre no mundo e que não deveria ser ignorado por ninguém. Pois, tais milagres, são a maior prova objetiva da existência de Deus, da autenticidade da Igreja e da veracidade de suas doutrinas.

      E, convenhamos, que é muito mais fácil estudar os milagres permanentes (que existem de fato e podem ser investigados pela ciência) do que tentar adivinhar se Jesus existiu ou não, se fez milagres ou não, ou o que ocorreu de fato há mais de dois mil anos atrás!

      Pois, se Jesus faz milagres agora, por quê não teria feito quando veio ao mundo? Se ele é capaz de fazer um milagre tão espantoso como o de Lanciano ou Guadalupe, por quê não seria capaz de andar sobre as águas ou mesmo de ressuscitar dos mortos?

      Portanto, sem querer se intrometer na tua carreira, sugiro a você(como futuro historiador) que se aprofunde no estudo da história dos milagres; não só da Igreja Católica, mas também de outras religiões para fazer uma comparação.

  17. Concordo em parte com algumas coisas. Por exemplo: Messias é = Ungido ou Iluminado, igreja católica é chamada universal, porque “holus” o todo, “cat” à cátedra ou catequese, logo… “catholica” segundo antiga lei ortográfica. Quanto ao casamento, também não aceito que Jesus tenha sido casado. Não que o sexo seja impuro, nada disso, ele é divino: é que os grandes Mestres da humanidade, que sabemos, não eram casados. Buda era casado, se iluminou depois. Sai Baba, Chico Xavier, Paramahansa Yogananda e muitos outros eram solteiros. Isso só depende da condição interna de cada um.

  18. De fato Jesus era e é casado até osa dias de hoje e para quem nEle crê e conhece a história do cristianismo,Ele veio e casou-se não com Maria Madalena como muitos historiadores, pintores e filósofos pensam ou com qualquer outra mulher que seja. Casou-se com a Igreja, a sua Igreja chamada no livro sagrado ( a Bíblia para quem não conhece) que nas profecias é chamada de mulher, a saber duas são as mulheres descritas: uma a fiel e verdadeira, a noiva escolhida, a outra , a prostituta, as duas são citadas em muitas passagens do novo testamento mas com mais veêmencia no livro de Apocalipse. Não venho discutir sobre religiosidade, apenas afirmar o que todo crente ou verdadeiro estudioso da história antiga e moderna pode e deveria saber para não levantar dúvidas nem suspeitas sobre fatos que são verdadeiro e num amplo contexto e não simplesmente baseado em rasgos de textos de trechos de pergaminhos ou papiros encontrados em qualquer lugar que seja do planeta. Ah e antes que me perguntem qual Igreja é a verdadeira deixo aos leitores que se interessarem por este pequeno texto que a igreja verdadeira não é uma igreja construída com argamassa, pedras ou paus e telhas, não é uma igreja física e não tem nome mas sim uma Igreja Espiritual construída nos alicerces da verdade, firmada com argamassa da fé e tendo a esperança como ponto vital e importante. Essa é a esposa que o noivo prometeu que virá buscar para viver junto dEle pela eternidade.

  19. É impressionante como as descobertas vem e vão, elas aparecem em um dia e desaparece no outro dia, já não se ouve mais falar sobre a Partícula de Deus, até algumas semanas atrás só se falava nisso, agora temos uma novidade, depois de mais de dois mil anos estamos ouvindo falar sobre o casamento de Jesus, se Ele se casou, então Ele estava certo, não dizem que o casamento é sagrado, a familia é algo que alicerça o nosso universo. Penso que as pessoas precisa é desenvolver novos valores e não ficar tirando pedaços de Papiros dos túmulos, nós precisamos não só analisarmos Jesus como o maior exemplo de amor, mas precisamos rever os nossos conceitos sobre todos os elementos tais como: familia, amor, religião e etc…

    • Caro Cléo: são muitas vezes estes “pedaços de papiros” q. nos ajudam a rever nossos conceitos sobre temas como: família, amor, religião e etc…
      Basta lembrar a quantidade de discussões geradas pela descoberta dos “evangelhos apócrifos”, q. suscitam novas maneiras do indivíduo se relacionar c/ a doutrina católica/cristã.
      Ou lembrar q. praticamente todo o conhecimento q. temos de sociedades antigas se deve à analise de “pedaços de papiro” (ou de pedra, ou de argila…), e q. o funcionamento destas sociedades podem sim nos apontar algum caminho…
      O futuro não pode ser construído sobre o “nada”; o passado é sim uma boa argamassa p/ se fazer o futuro…

    • Caro Jean, quando se fala dos Papiros, pergaminhos e etc… eu concordo com você em quanto eles nos auxilia na construção da História, se eles não tivessem sido encontrados e divulgados não teríamos um alicerce para todo o conhecimento que temos acesso hoje. O que eu contexto é a certeza que não se tem antes de divulgar algo que é de extrema importancia para as pessoas que buscam conhecimento. Obrigado pela sua observação.

  20. pouco tempo atrás vi um comentário que dizia que há mais coisas inesplicáveis entre o céu e a terra que se imagina e isso é plena verdade, se a história bíblica é verdade então podemos supor que existe uma batalha entre o bem e o mal, entre Deus e um anjo que rebelou-se contra o Governo de Deus, suas leis e suas doutrinas, querendo adoração, e que logo em seguida foi expulso do céu e refugiou-se na terra onde conseguiu implantar um reino subversivo contra Deus. se isso for realmente verdade, agora pense que esse dirigente usurpador não queira que os habitantes desse planeta conheça a verdade para que decidam de que lado eles gostariam de ficar.

    imagine que esse usurpador faria tudo para denegrir a imagem do Deus verdadeiro, criasse muitas histórias ao longo dos anos para que os homens permanecessem crendo em suas mentiras, ele usaria toda sorte de idéias sórdidas para que ninguém pudesse ver a verdade. mas que Deus usando de bondade para ferir o reino desse inimigo dissesse tudo o que iria acontecer futuramente, e esse inimigo lesse tudo isso e maquinasse lendas ficticias exatamente para que ninguém acreditasse quando o verdadeiro se manifestasse.

    o que você diria, isso é possível? Se você fosse o inimigo de Deus e tivesse a seu favor a invisibilidade, o poder de inserir sonhos, idéias na mente humana,que dificilmente se cansa, que possui um exercito de milhares que como ele tem muitas destas características, que tivesse longos eu digo muito longos anos a seu favor, e uma inteligência fora do comum, digo isso pois somos capazes apenas de usar 10% de nossa capacidade mental, imagine alguém que possa usar 50 ou mais de sua capacidade para o engano.

    Quero dizer que acredito nisso, pois as bases que são colocadas para desacreditar na existência de Deus são sempre as mesmas, e todas essas formulações são mostradas na bíblia, como oriunda dessa mente doente, capaz de coisas incriveis e é chamado de “pai da mentira”.

    Poderia citar todas as profecias relacionadas a ações de Jesus, que foram citadas antecipadamente e que esse inimigo as usou em lendas entre os egipcios, gregos, e outras culturas, mas que o sujeito a quem delas se mencionam nunca existiram realmente.

    vou citar uma profecia de tempo, escrita por volta do ano 570 a.c. por um profeta chamado Daniel. Jesus cita o livro de Daniel em mat. 24 com referencia ao ano 70 d.c, quando da destruição de Jerusalém pelos romanos. os livros de Mateus e Lucas foram escritos vários anos antes da Destruição de Jerusalém. e neste acontecimento nenhum cristão pereceu pois conheciam a profecia.

    não é dessa profecia que me refiro mas a que se encontra em Daniel cap. 9 que fala que após o cativeiro babilônico pelo povo de israel. Deus concedeu 70 semanas para que eles firmassem seu compromisso com Deus como única nação exclusiva dos designios de Deus e destas 69 até o messias. contando do decreto de reconstrução da cidade (457 a.c.) 70 semanas vezes 7 dias dão exatamente 490 dias. se contassemos literalmente somando o ano de 457 a.c. (data da ordem para edificar Jerusalém por artaxerxes rei medo persa)daria apenas 1 ano 3 meses e 5 dias e isso não daria até Jesus, o messias.porém a bíblia sempre tem a resposta. todos os estudiosos bíblicos confirmam que profeticamente falando um dia profético representa um ano literal ver(ezequiel 4 e números 24)agora soma-se 457 com mais 490 anos chegamos ao ano 34(retira-se o ano zero, pois na passagem do ano 1 a.c. ao ano 1.d.c. não se computa esse ano).

    o texto diz que passado 69 semanas das 70, o messias seria ungido, isto é, batizado. mas que no meio da última semana ano 3 anos e meio ele seria morto. no final das 70 semanas israel confirmou que não seria mais a nação exclusiva pois rejeitou o salvador do Povo israelita.

    a profecia se cumpriu perfeitamente. no ano 27 Jesus é ungido no final das 69 semanas. na metade da última semana ele é morto e quando termina as setenta semanas israel persegue os cristão expulsando muitos de Jerusalém confirmando que seus líderes negariam Jesus como o messias prometido. existem outras profecias de tempo na bíblia coisas espetaculares ditas a centenas de anos antes dos acontecimentos, e de forma inequívoca.

    como esses homens saberiam alguma coisa do futuró? não confunda profecia bíblica com as loucuras que alguns acreditam ver em textos obscuros, a bíblia é por demais clara. Somente Deus tem o conhecimento real do futuro, e não há livro igual a bíblia por mais que contestem ela permanece. e agora mais que nunca os criticos que outrora diziam não que era um livro de fábulas mais e mais a arqueologia tem mostrado o contrário. obrigado.

  21. Bem, é uma possibilidade: Até consigo entender o porque da relutancia da Igreja catolica em aceitar, caso seja verdade, que Jesus possa ter tido uma mulher. Isso implica que ele tambem estava sujeito aos pecados da carne e seus frutos não? Esse sempre foi um grande “tabu” dentro da fé cristã ortodoxa.

    Ainda que os motivos historicos para o celibato sejam conhecidos, é interessante pensar que Jesus – caso ele tenha existido – foi um homem como qualquer outro: Na minha opinião isso não diminui a grandeza dele.

  22. Pobre Jesus, 2000 anos depois e ainda ficam bisbilhotando e invadindo sua privacidade. 🙂
    A descoberta, caso confirmada, mudaria de fato muitos dogmas pré-estabelecidos, o que não é nenhuma novidade. Mas não mudaria em praticamente nada a fé dos cristãos; creio que eles concordam comigo.

    • Na verdade já muda, Jonatas : muda a confiabilidade nos relatos sobre o pretenso Jesus. Se o mesmo tivesse se casado, os outros evangelhos perdem ainda mais em confiabilidade.
      Mesmo sem se confirmar a fiabilidade do texto, o natural seria que pessoas interessadas em saber a realidade histórica se questionassem sobre a validade histórica dos evangelhos – e talvez vc esteja certo, muitos cristãos não teriam em nada a fé abalada, mas isso é não uma notícia boa. Seria a confirmação de um efeito extremamente ruim.

    • Concordo contigo Jonatas! Eu creio que não muda a fé dos Cristãos. Pelo menos para mim, o que valida bastante, é a lição que foi deixada por Cristo: “amar ao próximo como a si mesmo”. Seus ensinamentos e a sua filosofia tem força! Agora a igreja sem dúvida manipulou muita coisa e sem dúvida a confirmação deste papiro criaria várias mudanças! rsrsrs

  23. Como já num editorial que eu vi há muitos anos numa Superinteressante que dizia que Jesus fora casado, eu tive uma discussão, muito acalorada diga-se de passagem, se ele realmente foi casado ou não, meus colegas diziam que jamais pois o sexo seria algo impuro e eu lhes respondi e pelo mesmo motivo que eu respondo hoje e pelo mesmo motivo qual certamente Chico Xavier nunca casou-se, se ele tivesse sido casado ele teria que ter uma responsabilidade em prover sua família e todas as responsabilidades do matrimônio, com isso sua missão, por assim dizer, estaria seriamente prejudicada, pois ele não poderia simplesmente viajar por ai pregando e ter que sustentar sua casa. Creio que esse seja o principal motivo e além do mais, quem poderia suportar o fardo da vida que ele levava, afinal de contas não seria fácil encontrar uma esposa abdicada o suficiente para suportar os fardos de uma vida de peregrinação e desvalia material.

Deixe uma resposta