A surpreendente “ressuscitação” do cometa ISON

Por , em 29.11.2013

ATUALIZAÇÃO: A análise de fotos feitas no dia 3 de dezembro confirmou que o cometa ISON não sobreviveu à sua passagem próxima do sol. A viagem que começou 5,5 milhões de anos atrás acabou no fim deste novembro. O cometa foi moído e evaporado na sua única passagem próxima ao nosso astro-rei, deixando apenas uma “nuvem” de detritos, muitas perguntas e espanto. [Reuters]

Lembra do comenta ISON, aquele que poderia tornar-se muito brilhante e visível em todo o mundo até o final de 2013? Ele tem confundido – e muito – os cientistas.

Como já diria o astrônomo David H. Levy, um dos codescobridores do cometa Shoemaker-Levy, “cometas são como gatos, eles têm caudas e fazem exatamente o que querem”.

ISON não é diferente. O astrônomo Phil Plait já havia afirmado em seu blog, o “Bad Astronomy“, que ISON apresentou um comportamento anormal desde o princípio: era um cometa do tipo rasante vindo da Nuvem de Oort, o que não parecia fazer sentido (um objeto do seu tipo nunca havia sido observado vindo daquela região do sistema solar). Também, tinha tamanho suficiente para sobreviver a pelo menos uma passagem próxima ao sol.

No entanto, ao se aproximar do astro, ISON ficou brilhante, depois perdeu o brilho, depois pareceu ter se desfeito em poeira, e quando emergiu do outro lado, parecia mais esmigalhado ainda, só para mais tarde apresentar novamente algum brilho. Hãn?!

“Nestas alturas, eu me recuso a emitir quaisquer conclusões sobre este cometa. Ele parece disposto a nos confundir. Eu ouvi comentários de especialistas em cometas que estão espantados”, comenta Plait em seu blog.

O cometa parece ter se desfeito em uma nuvem de poeira

O cometa parece ter se desfeito em uma nuvem de poeira

24 minutos depois, será que ele se despedaçou?

24 minutos depois, será que ele se despedaçou?

2 horas depois, parece que só uma nuvem de poeira sobreviveu à passagem

2 horas depois, parece que só uma nuvem de poeira sobreviveu à passagem

Depois do que pareceu o fim do cometa, ISON foi dado como provavelmente morto pelos astrônomos. O pesquisador solar da marinha americana Karl Battam disse que o “ISON provavelmente não sobreviveu a esta jornada”, e Phil Plait concordou, afirmando que não achava “que o cometa tivesse conseguido passar”. O físico solar Alex Young, da Nasa, apontou que ainda faltavam algumas horas para confirmar sua destruição, mas que as coisas não pareciam boas.

Alguma coisa parece ter sobrevivido, mas parece apenas poeira

Algo pode ter sobrevivido, mas parece apenas poeira

Ou será que não?

Ou será que não?

A esperança é a última que morre

A esperança é a última que morre

E agora, o que esperar de um cometa tão surpreendente? Mais surpresas. A princípio, o cometa pode continuar brilhando, mas também pode evaporar e desaparecer. Se ele seguir o roteiro que os cientistas haviam previsto, deverá ser visível a olho nu entre o início de dezembro e o meio de janeiro.

Aparição "programada" para 10 de dezembro

Aparição “programada” para 10 de dezembro

Supondo que eles estavam certos antes, o que restou do cometa ISON provavelmente poderá ser visto a olho nu. Quem quiser observá-lo deve olhar na direção leste-sudeste meia hora antes do nascer do sol. Claro que, depois do que aconteceu neste dia 28, ninguém mais quer arriscar nenhum palpite sobre o que este cometa “felino” fará. [BBC News, Comet ISON 2013, BadAstronomy, Helioviewer.org, NASA, GSFC Nasa]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

12 comentários

  • Andre Luis:

    Esta nuvem de Oort realmente existe? Ela não é apenas um modelo hipotético? Cometas são mesmos magníficos!

    • Cesar Grossmann:

      É como você apontou, um modelo hipotético, e os astrônomos parecem não ter muitas dúvidas a respeito de sua existência — existem modelos que explicam sua presença e existem cometas com período maior que o de Plutão, o que indicam que sua órbita se estende além daquele planeta-anão.

      Não sei se algum dia teremos alguma evidência observacional da existência desta nuvem hipotética.

  • Danibyo:

    Acredito que por ele não se desintegrar a composição do que ele é feito talvez não seja só rocha… mas níquel, ferro ou quem sabe um material mais resistente e misterioso que não conhecemos…poque segundo a escala de Mols que segue a regra de tenacidade dos materiais, pode se dizer que são dez materiais como exemplo…: do mais frágil ao mais forte(grau de dureza): talco,gipsita, calcita, fluorita, apatita, feldpato, quartzo, topazio, corindon, diamante. Isto justifica este cometa não se desintegrar ao passar pela gravidade do sol.

  • Jorginho:

    Já que ele está “brincando”, vou fazer uma piada que pode ser verdadeira: É uma nave-mãe que foi ao Sol se abastecer e voltará a todo vapor rumo a Terra!
    Que se cuide terráqueos!!!
    Ele está vindo!
    Vamos usar a criatividade e recebê-lo com bela recepção!

    Sério: Devemos projetar tecnologias capazes de evitar uma catástrofe planetária…quando antes, melhor!
    Pois, parece que o céu, “brevemente será abalado”… como diz as profecias.
    (Acredite se quiser!)

    • Cesar Grossmann:

      Não precisa de profecia, basta ver as estatísticas de impactos. A Terra está em uma galeria de tiro ao alvo cósmico, e no papel de alvo.

    • Jorginho:

      Com profecias ou não, sabendo da probabilidade; melhor arrumar um meio de livra-se daqueles que vier!
      Aliás, faz um tempão que nada de extraordinário acontece por aqui!

      E por falar em tempo, faz, que não passo por’aqui… Parecendo que o mesmo acontece aos velhos colegas. (saudade).

      Mas,ao assunto: Você tem alguma ideia de como lidar com esses viajantes espaciais?

      Rezar para que “não caiam”… isso sei que você não vai fazer!(sic)

      Abraço caríssimo!

  • Samuel Madeira:

    Proponho uma mudança de nome. De ISON para PHOENIX.

  • Rodrigo m fonsaca:

    Cara;pode parecer loucura mas quando o cometa ison passou atras do sol,no dia 24 de novembro(que já passou)ele foi embora mas vai retornar no dia 28 de dezembro ele vai passar do lado da terra dai vai acontecer maior merda cara tudo quando é desastre natural que você pode imaginar como chuva de cometas,meteoro,furacão,tsunami,terremoto tudo quanto é desastre natural

    • Joao Victor:

      o cometa na otem uma gravidade tão alta ssim nao manolo ea precisar de um obgeto do tamanho da lua pra fazer um estrago deses ‘-‘

  • Marte:

    Que ótima notícia. Hoje, pela manhã, havia lido em outro site sobre a provável morte do Ison. Fiquei triste e ao mesmo tempo esperançoso de que o cometa do século surpreenderia com uma pernada nos pessimistas de plantão, Viva ISON!

    • Cesar Grossmann:

      Ele era muito pequeno, no limite do tamanho necessário para sobreviver a uma passagem pelo periélio. Como dizem por aí, esta pedra já havia sido cantada há um bom tempo, que o cometa poderia não sobreviver à passagem pelo periélio.

      E por que estava todo mundo achando que seria o cometa do século? Por que ele poderia ser o cometa do século. Quer dizer, não era uma ideia maluca a de que ele pudesse brilhar mais que a Lua Cheia, e ser visível durante o dia — era uma das possibilidades.

Deixe seu comentário!