Água da Terra é mais antiga que o sol

Por , em 29.09.2014
IIustração da água em nosso sistema solar através do tempo desde antes do nascimento do sol

IIustração da água em nosso sistema solar através do tempo desde antes do nascimento do sol

A água foi crucial para o surgimento da vida na Terra e também é importante para avaliar a possibilidade de vida em outros planetas. Identificar a fonte original da água da Terra é a chave para a compreensão de como os ambientes que permitiram a vida surgiram, e qual a probabilidade de serem encontrados em outros lugares.

Um novo trabalho de uma equipe, incluindo Conel Alexander, da Universidade de Carnegie (Reino Unido), descobriu que grande parte da água do nosso sistema solar provavelmente originou-se de gelos que se formaram no espaço interestelar. O estudo foi publicado na revista “Science”.

A água é encontrada em todo o sistema solar, não só na Terra, mas em cometas gelados e luas e nas bacias sombreadas de Mercúrio. Ela também foi encontrada em amostras minerais de meteoritos na lua e em Marte.

Cometas e asteroides em particular são objetos primitivos, e por isso fornecem uma “cápsula do tempo” natural que nos mostra como eram as condições durante os primeiros dias do nosso sistema solar.

Analisando esses objetos, os cientistas estudaram como era o gelo que circundava o sol após o seu nascimento.

Na sua juventude, o sol foi cercado por um disco protoplanetário, a chamada nebulosa solar, a partir da qual os planetas nasceram. Contudo, não era claro para os pesquisadores se o gelo neste disco originou-se da própria nuvem molecular parental interestelar do sol (ou seja, o que criou o sol criou nossa água), ou se veio de outro lugar.

“Por que isso é importante? Se a água no início do sistema solar foi herdada principalmente do gelo do espaço interestelar, então é provável que gelos semelhantes, juntamente com a matéria orgânica prebiótica que eles contêm, sejam abundantes na maioria ou em todos os discos protoplanetários ao redor de estrelas em formação”, explicou Alexander. “Porém, se a água do início do sistema solar foi em grande parte o resultado de processamento químico local durante o nascimento do sol, então é possível que a abundância de água varie consideravelmente na formação de sistemas planetários, o que, obviamente, tem implicações no potencial para o surgimento da vida em outros lugares”.

Ao estudar a história dos gelos do nosso sistema solar, a equipe focou no hidrogênio e no seu mais pesado isótopo, o deutério. Isótopos são átomos do mesmo elemento que têm o mesmo número de prótons, mas um número diferente de nêutrons. A diferença de massas entre isótopos resulta em diferenças sutis em seu comportamento durante as reações químicas. Como um resultado, a razão do hidrogênio para o deutério em moléculas de água pode dar informações aos cientistas sobre as condições sob as quais as moléculas foram formadas.

Por exemplo, a água interestelar congelada tem uma alta proporção de deutério e hidrogênio por causa das temperaturas muito baixas na qual se forma. Até agora, não se sabia quanto desse enriquecimento de deutério foi removido por transformação química durante o nascimento do sol, ou quanto deutério a água gelada do sistema solar recém-nascido foi capaz de produzir por conta própria.

Assim, a equipe criou modelos que simularam um disco protoplanetário em que todo o deutério do gelo espacial já foi eliminado por transformação química e o sistema tem que começar de novo, “do zero”, uma produção de gelo com deutério durante um período de milhões de anos.

Eles fizeram isso para ver se o sistema pode atingir as proporções de deutério e hidrogênio que são encontradas hoje em amostras de meteoritos, na água do oceano da Terra ou em cometas “cápsulas do tempo”. Como não conseguiram, descobriram que pelo menos uma parte da água em nosso próprio sistema solar teve sua origem no espaço interestelar e pré-data o nascimento do sol. [Science Daily]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

8 comentários

  • Norberto Marquardt:

    Gênesis 1:1 a 10 No princípio criou Deus os céus e a terra. A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas … E disse Deus: haja um firmamento no meio das águas, e haja separação entre águas e águas … E disse Deus: Ajuntem-se num só lugar as águas que estão debaixo do céu, e apareça o elemento seco. E assim foi. Chamou Deus ao elemento seco terra, e ao ajuntamento das águas mares. E viu Deus que isso era bom.

    • Cesar Grossmann:

      Eles quase acertaram. Já haviam estrelas e água e todos os elementos para a formação do Sistema Solar bilhões de anos antes da formação do mesmo.

      O Sistema Solar teve origem em uma nebulosa molecular, uma gigantesca nuvem de gás e poeira resultado da explosão de uma supernova, e que serviu de berçário de muitas outras estrelas.

      Para um povo da Idade do Bronze, em sua maioria analfabeto, os mitos dos hebreus até que tinham um pouquinho de imaginação.

    • Christopher Domiciano:

      A Terra foi criada antes do Sol? Aham, senta lá, Cláudia.

    • Edir Marcelo Zucolli:

      A leitura da lei mosaica era parte fundamental da vida dos hebreus, tanto homens como mulheres. O índice de analfabetismo entre eles era zero.

    • Cesar Grossmann:

      Edir, estes aí que eram todos alfabetizados não eram os mesmos que criaram estes mitos e poesias. Antes dos livros da Bíblia serem colocados em papiro, eles eram tradição oral – uma característica de povos analfabetos.

    • Airon david Silva:

      Eu não consigo acreditar que alguém de um certo conhecimento, posa crer numa origem Bíblica da terra, tudo não passa de uma fantasia especialmente criada para as pessoas que teem preguiça de pensar, pesquisar, enfim, se informar, nada contra quem acredita nisso, eu apenas não vejo sentido algum nessa hipótese de uma criação divina ou um milagre, não faz sentido algum.

  • Luis Carlos da Silva:

    Comentário
    Em genesis temos a sequência da criação de tudo que há na Terra.

    • Marcelo Ribeiro:

      A bíblia não é fato. São histórias da idade do bronze, escritas por pessoas com conhecimento limitado ao daquela época. Qualquer um que acredite que a bíblia é uma versão factual do que aconteceu é completamente ignorante com relação aos fatos hoje conhecidos através do avanço científico. O que é facilmente remediado com a ajuda da internet e uma mente curiosa.

Deixe seu comentário!