Enorme estátua de guerreiro real é descoberta na Turquia

Por , em 31.07.2012

O tempo não foi muito gentil com o “guardião de pedra” que protegia Kunulua, capital de um antigo reino neo-hitita: descoberta recentemente, a estátua esteve enterrada durante milênios e se manteve preservada apenas da cintura para cima – o que lhe dá a modesta estatura de 1,5 metro (estima-se que sua altura original fosse de 3,5 metros ou mais). Junto com ela, foram descobertas partes de uma coluna ornamentada com as imagens de uma esfinge e um touro alado.

As obras datam do século 8 antes de Cristo e pertenciam ao reino neo-hitita de Patina, localizado numa região que atualmente faz parte da Turquia. A estátua do guerreiro, acreditam os arqueólogos responsáveis pela pesquisa, pode ser uma representação do rei Suppiluliuma, conhecido por se unir aos sírios para combater uma invasão de neo-assírios em 858 a.C., uma das maiores batalhar da época.

A vitória de Suppiluliuma, contudo, não seria permanente: a capital de seu império foi conquistada por tropas assírias em 738 a.C., que destruíram os portões ornamentados pela estátua e pelas colunas.[Live Science]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

2 comentários

  • Leonardo Correa:

    O que mais me impressiona nessas esculturas antigas eh os detalhes que os artistas conseguiam com ferramentas tão limitadas

  • Flor de Lis:

    Adoro os posts que remetem à Arqueologia. Obrigada, Guilherme de Souza.

Deixe seu comentário!