11 comentários

  • ico:

    O ladrão que roubou essa tumba roubou todos nós.

  • Sérgio Moreira:

    Eu espero que um dia encontrem o corpo de Jesus e acabem com dias coisas:
    Ele existiu de fato;
    Ressuscitou coisa nenhuma.

    • Rafael Cassias:

      Impossível encontrar. Jesus foi muito perseguido e ainda é nos dias de hoje. Se ele não tivesse ressuscitado hoje era exibido como troféu fato q não aconteceu pois o Mesmo Vive entre nós. Se tiver dúvida leia Lucas 24.

    • Cesar Grossmann:

      Suponhamos que você encontre os restos mortais de um homem do século I com marcas de crucificação. Como é que você poderia ligar estes restos mortais com o personagem histórico Jesus Cristo? A meu ver, não tem como.

  • Cesar Grossmann:

    Ainda tenho esperança de que um dia encontrem a tumba de Imhotep, intacta.

    • David Souza:

      Encontrar a tumba de Imhotep é o objetivo de muitos, intacta então, é o sonho da arqueologia moderna.. Se alguém conseguir encontrar nessas condições, vai cravar seu nome na história da arqueologia, definitivamente.. Agora achar o corpo de Jesus, é meio difícil, crucificação naquela época era algo muito comum, diferente dos faraós que você tem alguns dados como DNA, traços físicos, de Jesus não temos nenhuma informação extra-bíblica, e a bíblia não é nenhum pouco confiável.

    • Cesar Grossmann:

      Só que Imhotep não era faraó, mas um doutor, arquiteto, engenheiro, sacerdote. Acho que o primeiro polímata que a história registra. Um homem que conquistou seu lugar na história por sua ciência.

    • David Souza:

      Imhotep ñ era um faraó, ele foi mais importante que muitos faraós. Q me desculpe Hipócrates, mas Imhotep foi o verdadeiro pai da medicina pois realizava procedimentos com 80% de acerto, curava feridas com o pão mofado, fórmula que mais tarde descobririam que se trata da penicilina, foi sem dúvidas o 1º gênio da humanidade, o arquiteto fiel de Djoser que ergueu a primeira pirâmide do mundo, tinha tantos títulos que se fosse descrever a mensagem iriam faltar caracteres. Foi divinizado, isso basta.

    • Marcelo Ribeiro:

      80% é um número tão redondo. Já deviam fazer testes clínicos na época dele.

    • David Souza:

      A medicina evoluiu muito no Egito Antigo, também, convenhamos, os soldados egípcios participavam de bastante campanhas militares, logo serviam de “cobaia” para os médicos egípcios aprimorarem o conhecimento, e o método de aprendizado deles era simples, tentativa-erro-tentativa-sucesso, eles iam descartando os procedimentos que não apresentavam bons resultados até aprimorar o máximo possível, foi assim que conseguiram desenvolver o método de embalsamar que utilizamos até hoje!

    • Cesar Grossmann:

      Bom, Hipócrates era humilde o suficiente para admitir que metade de seus pacientes morriam, e que geralmente ele não fazia mais que observar a doença seguir seu curso normal.

Deixe seu comentário!