Novo chip da Intel vai revolucionar o armazenamento de dados

A Intel e a Micron tem uma nova forma de armazenamento de dados que dizem ser mais densa, mais resistente e mais rápida do que a da concorrência, e inclusive já está sendo produzida em larga escala.

3D Xpoint: a revolução no armazenamento de dados

Em um discurso ao vivo há alguns dias, as empresas anunciaram o novo chip 3D Xpoint, uma nova categoria de memória não volátil que eles afirmam ser 1.000 vezes mais rápida do que a arquitetura da maioria dos cartões de memória flash e drives que conhecemos no momento.

Como isso é possível?

A nova arquitetura funciona totalmente sem transistores, contando com uma mudança de propriedade material a granel para alternar bits de uma baixa resistência a um estado de alta resistência. A partir daí, as células de memória são mergulhadas em um padrão xadrez tridimensional complexo que os pesquisadores da Intel dizem que é 10 vezes mais denso do que a memória convencional.

armazenamento de dados intel micron

Solução

Segundo palavras de Rob Crooke, vice-presidente da Intel, a indústria tem procurado maneiras de reduzir o tempo de latência entre o processador e os dados para permitir uma análise mais rápida. Essa perseguição tem durado décadas e mais décadas.

Agora, parece que eles finalmente encontraram a resposta. Esta nova classe de memória não volátil atinge o objetivo desejado e traz soluções incríveis no que diz respeito a memória e armazenamento.

Suas limitações ainda não estão claras.

A Intel destacou a detecção de fraudes como provável aplicação inicial, mas também disse que o chip poderia ser usado para experiências mais imersivas em jogos se instalado em um PC, por exemplo.

Como a memória é durável e não volátil, pode ser usada principalmente para o armazenamento de longo prazo, bem como poderia permitir aplicações inteiramente novas para serviços cotidianos. [theverge]

Por: Gabriela MateosEm: 2.08.2015 | Em Principal, Tecnologia  | Tags: , ,  
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta