As cinco coisas das quais pais desistem para encontrar um equilíbrio entre trabalho e vida pessoal

Por , em 23.01.2014

O estresse de tentar equilibrar sua responsabilidade como pai com as exigências do trabalho tem seu preço na vida pessoal e profissional de muitas pessoas.

De acordo com um estudo de 2007 da Associação Americana de Psicologia, mais de 50% de todos os funcionários relatam que as exigências do trabalho interferem com suas responsabilidades pessoais, enquanto 43% dos funcionários dizem que as suas responsabilidades familiares interferem com o seu desempenho no trabalho.

Embora a gestão de uma carreira e de uma família deixe alguns pais se sentindo culpados para um lado ou outro, alguns parecem ser capazes de equilibrar a paternidade com o trabalho em tempo integral sem muito esforço – mas não sem nenhum sacrifício.

Confira as cinco coisas que muitos pais desistem para alcançar um equilíbrio entre vida profissional e pessoal:

1. Seu orgulho de pedir ajuda

Pedir ajuda requer humildade, mas buscar apoio pode ser uma das maiores chaves para o sucesso na vida. Isto é especialmente verdade para famílias monoparentais. Pais bem-sucedidos não necessariamente dependem dos outros, mas estão muitas vezes dispostos a trocar favores. Por exemplo, eles podem pedir que alguém leve seus filhos para o futebol, em troca de assumir o mesmo dever no fim de semana para outras famílias ocupadas. Quando os pais providenciam assistência, eles garantem que seus filhos estão sendo bem cuidados, e são capazes de ser mais produtivos no trabalho.

2. A crença de que precisam dividir seu tempo igualmente

Atingir um equilíbrio entre carreira e filhos não significa, necessariamente, dividir o tempo entre os dois igualmente. Pais bem-sucedidos compreendem que haverá momentos em que sua família vai precisar de mais atenção, e momentos em que a carreira vai exigir mais energia. Eles não tentam dividir o tempo de forma igual e justa. Em vez disso, permanecem flexíveis. Eles avaliam seu progresso e determinam onde precisam dedicar mais atenção em uma base regular. Quando o desequilíbrio entre trabalho e vida pessoal for exagerado, eles reajustam sua atenção para atender a demanda.

3. A ideia de que têm que negligenciar a si mesmos

Há uma razão pela qual as companhias aéreas dizem que, em caso de uma emergência, você deve colocar a sua máscara de oxigênio em primeiro lugar, antes de ajudar alguém. Se você não se ajudar primeiro, não vai poder ajudar ninguém. Quando você está se sentindo cansado e sobrecarregado, pode parecer incompreensível parar de fazer tudo o que está fazendo para “relaxar”. Mas, o fato é que, aqueles momentos em que você sente que não pode poupar um minuto para si mesmo são provavelmente os momentos em que você mais precisa desse tempo.

Pais bem-sucedidos sabem que cuidar de si mesmos ajuda na sua eficiência e produtividade a longo prazo. Embora seja importante dormir e relaxar, exercício físico pode ser ainda mais essencial. Engajar-se em atividade física diária não só irá melhorar a sua saúde, mas também pode ser a chave para a manutenção de um equilíbrio entre a casa e o trabalho, ao passar um tempo de qualidade com as pessoas da sua vida pessoal.

4. O desejo de fazer seus filhos felizes sempre

Pais que alcançam um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal não vivem e respiram para fazer seus filhos felizes. Em vez disso, eles se esforçam para criar filhos responsáveis que crescerão para se tornarem adultos responsáveis. Eles estão dispostos a pedir que as crianças ajudem em casa, eles atribuem tarefas e ensinam responsabilidade sem gritaria, eles estabelecem consequências claras para os atos de seus filhos e não têm medo de exercê-las. Eles trabalham duro para ser um exemplo e permitem que seus filhos experimentem o que é decepção sozinhos.

5. A culpa que sentem por trabalhar

Muitos pais preferiam não trabalhar em tempo integral, mas, para muitas famílias, esta simplesmente não é uma opção financeiramente viável. Segundo uma pesquisa de 2012 do Pew Research Center, cerca de 44% das mães que trabalham em tempo integral acreditam que sua situação ideal seria trabalhar em tempo parcial.

Os pais que equilibram com sucesso seu trabalho e vida doméstica não perdem tempo e energia sentindo culpa sobre o fato de que estão trabalhando. Em vez disso, procuram um plano para resolver o problema – como trabalhar em horários flexíveis – ou aceitam que precisam do emprego integral para criar os filhos. Fazer dos seus filhos uma prioridade às vezes significa trabalhar duro para atender suas necessidades. A realidade é que muitos pais têm que trabalhar para pagar as contas. No entanto, é possível para os pais que trabalham serem pais de qualidade. Pais bem-sucedidos concentram seu tempo e energia livres criando seus filhos, e não desejando que não tivessem que trabalhar. [Forbes]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

2 comentários

  • Kleber Rebouças:

    Bom, só saberemos se tivemos sucesso após o passar do tempo e compararmos o que nossos filhos se tornaram.

    Mas o quarto ponto é fundamental!

    http://www.ricodinheiro.com.br

  • Sidirley Di Panta:

    Matéria interessante. somente uma observação. Acho que o titulo esta redigido incorretamente —As cinco coisas das quais pais trab…

Deixe seu comentário!